Márioswald 2008 | Lúcio Jr

busca | avançada
74431 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Castelo realiza piqueniques com contemplação do pôr do sol ao ar livre
>>> A bailarina Ana Paula Oliveira dança com pássaro em videoinstalação de Eder Santos
>>> Festival junino online celebra 143 da cidade de Joanópolis
>>> Nova Exposição no Sesc Santos tem abertura online nessa quinta, 17/06
>>> Arte dentro de casa: museus e eventos culturais com exposições virtuais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> Virtual: Conselheiro do Sertão estreia quinta, 24
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Barenboim, Yo-Yo Ma & Perlman
>>> Colin Wilson (1931 - ...)
>>> Black Sabbath Biography
>>> Steve Jobs apresentando iBooks
>>> O webjornalismo agradece
>>> Delírios da baixa gastronomia
>>> Delírios da baixa gastronomia
>>> Tom Zé por Giron
>>> Seis anos de Digestivo
>>> O Escafandro e a Borboleta, com Mathieu Amalric
Mais Recentes
>>> In a different voice de Carol Gilligan pela Harvaard (1936)
>>> Les femmes juives de Renée David pela Perrin (1957)
>>> O maior anão do mundo de Ziraldo e Mauricio de Sousa pela Melhoramentos (2011)
>>> Do Roraima ao Orinoco- Vol 1 de Theodor Koch-Grunberg pela Unesp (2006)
>>> CBAP Master: Aprenda Análise de Negócios e conquiste de Marcelo Neves, CBAP pela Brasport (2017)
>>> The encyclopedia of tarot- Vol 2 de Stuart R. Kaplan pela U.S Games Systems (1985)
>>> O casarão verde: Paixão sem limites de Ricardo Ferrer pela Thesaurus (2007)
>>> Marketing de relacionamento de Gisela Demo- Valter Ponte pela Atlas (2008)
>>> Adobe indesign CS3 de Renato Nogueira Perez Avila pela Brasport (2015)
>>> Análise de sinais para engenheiros de Hélio Magalhães de Oliveira pela Brasport (2007)
>>> Sociologia: Teoria e estrutura de Robert K. Merton pela Mestre Jou (1968)
>>> Los sistemas políicos de los imperios de Eisenstadt pela Revisat de Occidente (1963)
>>> Educação ambiental: Nova Iguaçu de Vários autores pela Puc Rio (2012)
>>> Educação ambiental- Resende+ Visconde de Mauá de Vários autores pela Puc Rio (2011)
>>> Educação ambiental Duque de Caxias de Vários autores pela Puc Rio (2012)
>>> Box Morte de tinta de Cornelia Funke pela Cia das letras (2010)
>>> Exercise with pilates e yoga de Lynne Robinson, Howard Napper pela Barnes e noble (2002)
>>> Objectos Fractais de Benoît Mandelbrot pela Gradiva (1991)
>>> Along the Paraná and the Amazon de Frank G. Carpenter pela Doubleday, page e company (1925)
>>> Radamés Gnattali: O eterno experimentador de Valdinha Barbosa e Anne Marie Devos pela Funarte (1985)
>>> O choro de Alexandre Gonçalves Pinto pela Funarte (2009)
>>> Música e história no longo século XIX de Antonio Herculano, Martha Abreu, Martha Tupinambá, Monica Pimenta pela Fundação Casa Rui Barbosa (2011)
>>> Coleção conceitos da psicanálise: 18 vols de Vários autores pela Viver (2005)
>>> Essencialismo: A disciplinada busca por menos de Greg Mckeown pela Sextante (2015)
>>> Political parties and political development de Leonard Binder, Otto Kirchheimer, William N. pela LaPalombara (1999)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 15/2/2008
Comentários
Leitores


Márioswald 2008
A propósito, Oswald de Andrade também teve sua biografia relançada (por Maria Augusta Fonseca) e saiu também outra edição do volume de crônicas Telefonema, aumentado. Por curiosidade, Oswald usou nas crônicas a frase "não li e não gostei", atribuída hoje ao estilo de Paulo Francis. Sobre o filme de Joaquim Pedro (que resgatou a chanchada, misturou-a com crítica social e fez Glauber dizer que o cinema novo morreu), vale a pena lembrar que o filme saiu recentemente em DVD comemorativo luxuoso, com um extra e muitos comentários, incluindo Carlos Drummond de Andrade (que fica feliz por ter vivido para vê-lo) e Heloísa Buarque de Holanda (que fez uma ponta no filme).

[Sobre "Mário de Andrade pela Agir"]

por Lúcio Jr
http://penetralia-penetralia.blogspot.com
15/2/2008 às
10h04 201.48.230.185
(+) Lúcio Jr no Digestivo...
 
Meus Anos Incríveis
Que legal poder escrever aqui um comentário sobre esta série maravilhosa que marcou a vida de todos nós. Assisti a série (infelizmente não todos os capítulos) por duas vezes na TV Cultura. Sempre me identifiquei muito com o Kevin e hoje, com meus 32 anos de idade, eu também faço como ele, olhando o passado e recordando os meus próprios anos incríveis. O Colégio Estadual em que estudei aqui lembrava muito o Ginásio Robert F. Kennedy, e tive também a minha Winnie, o melhor amigo, as festas da escola, etc. Um episódio que me marcou muito foi "O Professor de Matemática", em que ele vem a falecer. Tive aqui também, no Ginasial e no Colegial, duas professoras, de Inglês e Biologia, que infelizmente faleceram e isso marcou muito. Há aqui na cidade um bairro residencial no estilo subúrbio americano e gosto de passear lá pois me faz lembrar do bairro da família Arnold. Enfim, uma série pra não se esquecer jamais. O meu sonho é ainda obtê-la completa em DVD, um verdadeiro legado para o futuro.

[Sobre "Anos Incríveis"]

por Ricardo
15/2/2008 às
09h58 201.91.89.1
(+) Ricardo no Digestivo...
 
Saudades do Grande Amor
Me identifiquei muito com esse texto, por incrível que pareça estava com todos os meus sonhos acabados, devido à perda de um grande amor... Depois de ler esse texto, percebi que as coisas e os nossos sentimentos muitas vezes podem nos fazer sofrer... Mas amor que é amor não nos faz sofrer... Podemos sim encontrar outro amor, por que não? Eu jamais esqueci e esquecerei o meu grande amor, por mais que eu sofra, é ele que eu amo e será sempre ele o meu Grande Amor... Ouvi uma frase e acho que ela se encaixa muito nisso: "O nosso 1º e grande amor será sempre o último!". Não adianta: pode passar o tempo que for, sempre nos lembraremos daquela pessoa que, por alguns instantes, nos fez sentir a pessoa mais feliz, e importante, do mundo.

[Sobre "Receita para se esquecer um grande amor"]

por Kah Art
15/2/2008 às
08h44 201.55.4.171
(+) Kah Art no Digestivo...
 
Em defesa do velho Orkut
Concordo que as pessoas utilizem o orkut pra "fuçar" na vida dos outros, mas é plenamente aceitável q vc tenha um perfil debilmente cadastrado, principalmente pra poder se comunicar com o mundo, e assim conhecer pessoas que estão distantes de vc, ampliando horizontes, e conhecendo o desconhecido. Ingênuo é aquele que entra no orkut achando que vai ficar no anonimato. Ninguém disse que os sites de relacionamentos são privados... não que eu me lembre. Se quer privacidade, leve seus amigos pra casa e feche as portas. O que as pessoas vêem no meu orkut é o que qualquer pessoa pode saber. Não sou viciado em Orkut e já o tenho há mais de 3 anos. Entro lá, vejo os recados dos amigos, respondo, deleto... e, depois, a vida continua. Se não consegue dominar a si mesmo... aí qualquer coisa que vc fizer será um problema. Abraço a todos

[Sobre "Adeus, Orkut"]

por Benicio
15/2/2008 às
08h29 170.66.1.155
(+) Benicio no Digestivo...
 
desenho
Alta sensibilidade e a possibilidade de comunicação em diversas redes, eis um desenho que nasce da inspiração.

[Sobre "Desenhos de Reunião"]

por manoel messias perei
15/2/2008 às
04h57 189.79.233.98
(+) manoel messias perei no Digestivo...
 
O sorriso dos vilões
Guga, sempre vi este maniqueísmo como uma forma de conferir importância ao ordinário. Circunstâncias transformam o bom do predador no mau das feras, na maioria dos casos é uma situação empática. As virtudes do herói são os desejos do homem comum com um pouco menos de coragem. O herói é o alter ego do homem comum confinado na sua realidade monótona e ordinária. O herói é tão chato e previsível que muita gente já percebeu que sua porção verossímil se encontra no vilão. Rir é sobretudo esgarçar a cena até que não haja sentido, provocar o desequilíbrio do razoável. Rir é rir de si, na porção atingida por aquela ruptura da ordem montada, do inusitado, do exagero, tolos que somos... Os vilões como metáfora da própria gênesis ri de nós.

[Sobre "É, não ser vil, que pena"]

por Carlos E. F. Oliveir
15/2/2008 à
00h50 201.65.37.4
(+) Carlos E. F. Oliveir no Digestivo...
 
Vandré, aquele abraço!
Desde garoto ouvia falar de Geraldo Vandré. Quando ouvi sua canção "Disparada", fiquei impressionado com a linda letra e música. Conheço outras canções de sua autoria e espero ver, quem sabe, um dia, Vandré retornar ao mundo artístico. Um abraço de seu admirador. Élcio

[Sobre "Geraldo Vandré, 70 anos"]

por Élcio Luiz Mansur
15/2/2008 à
00h01 201.54.48.6
(+) Élcio Luiz Mansur no Digestivo...
 
Nem morrendo...
Vim parar aqui por indicação depois de minha irmã ler uma postagem minha onde digo que dou meu reino por um instante de silêncio. Ahn... Gosto não se discute, lamenta-se, né?! Em muitas vezes, eu acho que sim. Porque certas coisas são ruins, e ponto. Sobre simplificar as partituras, tô caminhando pra isso... Se certos "músicos" desaparecessem eu já ficaria contente... Ish, mas o estrago feito eles não levariam embora, humpf... Nem morrendo os sacanas dariam sossego, aff...

[Sobre "Algumas notas dissonantes"]

por Gabriela Galvão
http://mgabrielagalvao.blogspot.com
14/2/2008 às
17h33 201.79.231.43
(+) Gabriela Galvão no Digestivo...
 
bela e maduramente
Sou citado por Márcio-André nessa entrevista que ele responde bela e maduramente, chegando a reformular as próprias perguntas quando seus pressupostos de reflexão se mostram radicalmente distintos - tal reformulação é digna e ética, posto que não evita, senão adentra, as questões propostas.

[Sobre "Márcio-André"]

por Ronaldo Ferrito
14/2/2008 às
15h44 201.19.70.224
(+) Ronaldo Ferrito no Digestivo...
 
Não convidados
Diria: todos os não convidados fossem tão bem comportados.

[Sobre "Baratas"]

por Elen
14/2/2008 às
12h35 200.248.68.140
(+) Elen no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Reparando Erros de Vidas Passadas
Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho
Petit
(2016)



Araponga Meu Amor
Ivana Versiani
Ftd
(1992)



Hernan Cortez
Colletion Génise et Realites
Hachette
(1963)



Família Strauss - Grandes Compositores da Música Vol 13 Cd
Abril Coleções
Abril Coleções



Da Execuçao de Alimentos e Prisao do Devedor
Araken de Assis
Revista dos Tribunais
(2004)



O Cristo - Ministério Vol 4
Ben Avery e Sergio Cariello
100%cristão
(2012)



O Direito in Vitro: da Bioética ao Biodireito
Regina Fiuza Sauwen e Severo Hryniewicz
Lumen Juris
(1997)



Filosofia, Ideologia e Realidade Brasileira
Tarcísio M. Padilha
Cia Edit Americana
(1970)



Images de La Science Fiction
Steven Eisler
Grund (paris)
(1980)



A Seita do Caos
J. P. Balbino
All Print
(2008)





busca | avançada
74431 visitas/dia
2,7 milhões/mês