Charada | Alexandre Soares

busca | avançada
54198 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conto HAYEK, de Maurício Limeira, é selecionado em coletânea da Editora Persona
>>> Os Três Mosqueteiros - Um por Todos e Todos por Um
>>> Sesc 24 de Maio recebe o projeto Parlavratório - Conversas sobre escrita na arte
>>> Cia Caravana Tapioca faz 10 anos e comemora com programação gratuita
>>> Eugênio Lima dirige Cia O GRITO em novas intervenções urbanas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
>>> A história de Chieko Aoki
>>> Uma história do Fogo de Chão
>>> BDRs, um guia
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
Últimos Posts
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
>>> Indistinto
>>> Mais fácil? Talvez
>>> Riacho da cacimba
>>> Mimético
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Poesia BR em Paris
>>> Animismo
>>> E Éramos Todos Thunderbirds
>>> Lares & Lugares
>>> Arco da Crise
>>> 24 Horas: os medos e a fragilidade da América
>>> Elesbão: escravo, enforcado, esquartejado
>>> Precisa-se de empregada feia. Bem feia.
>>> I won’t dance, don’t ask me
>>> Sultão & Bonifácio, parte I
Mais Recentes
>>> Cabo Anselmo - Minha Verdade de José Anselmo dos Santos pela Matrix (2015)
>>> Pablo Escobar Em Flagrante - O que meu Pai nunca me contou de Juan Pablo Escobar pela Planeta (2017)
>>> Oiobomé - A epopeia de uma nação de Nei Lopes pela Agir (2010)
>>> Simplicidade e Plenitude de Sarah Ban Breathnach pela Ediouro (2000)
>>> A Expedição da Esperança. de Neltair Pithan e Silva pela Nativa (2002)
>>> Futuro Espiritual da Terra ( Espiritismo ) de Samuel Gomes pela Dufax (2016)
>>> D. Leopoldina - a História Não Contada de Paulo Rezzutti pela Leya (2017)
>>> Maíra de Darcy Ribeiro pela Círculo do Livro (1977)
>>> O Poder da Autorresponsabilidade - A ferramenta comprovada que gera alta performance e resultados em pouco tempo de Paulo Vieira pela Gente (2018)
>>> A Face Oculta da Medicina de Paulo Cesar Fructuoso pela Lar de Frei Luiz (2013)
>>> Morte a Vossa Excelência - Entenda a verdadeira história do juiz que desafiou e abalou a máfia de Alexander Stille pela Citadel (2020)
>>> Curso de Filosofia de Régis Jolivet pela Agir (1965)
>>> O Menino do Pijama Listrado de John Boyne pela Seguinte (2007)
>>> Tiro no coração - A história de um assassino de Mikal Gilmore pela Companhia das letras (1996)
>>> Os Olhos Dourados do Ódio de José Carlos Oliveira pela José Alvaro
>>> Os quarenta dias de Musa Dagh de Franz Werfel pela Paz e Terra (1995)
>>> É isto um homem? de Primo Levi pela Rocco (1998)
>>> O Romance da Atlântida de Taylor Caldwell e Jess Stearn pela Record (1975)
>>> Dentro e fora da Broadway - O teatro moderno norte-americano de Jean Gould pela Bloch (1968)
>>> O melhor de Carmen da Silva - A arte de ser mulher de Laura Taves Civita (Org.) & Julia Tavares pela Rosa dos tempos (1994)
>>> Introdução à Filosofia de Julián Marias pela Livraria Duas Cidades (1966)
>>> Shalimar, o equilibrista de Salman Rushdie pela Companhia das letras (2005)
>>> Canhões de agosto de Barbara W. Tuchman pela Objetiva (1994)
>>> Vínculos do fogo de Alberto Dines pela Companhia das letras (1992)
>>> Massa e poder de Elias Canetti pela Melhoramentos (1983)
COMENTÁRIOS

Domingo, 24/11/2002
Comentários
Leitores


Charada
Senhores, senhores. Não briguem. O Mistério das Mensagens Desaparecidas é um tanto pífio. Boas em si mesmas, divertidas e bem-escritas, eram no entanto mensagens que só diziam respeito a três pessoas. Essas três pessoas (eu incluído) podem muito bem continuar a conversa por email. Isso não é propriamente censura; é mais o que antigamente se chamava de "discrição". Mas enfim, vamos ao que interessa. Flamarion: o tom ranzinza de trechos da minha mensagem de número 79 se deve apenas, acredite, a um Tandoori Machi mal-digerido. Agora li sua mensagem inteira. Dou razão quanto ao penteado da Vera Fischer. Quanto à importância de uma influência indireta - bem, a luz da lua caindo no rosto de uma heroína de Poe é uma influência indireta do sol; e veja a importância dela quando cai "...Upon the upturned faces of a thousand / Roses that grew in an enchanted garden"... Mas divago. Não, você não merece aparecer na minha lista de abominações. Não ao lado de Hebe Camargo e Narcisa Tamborindeguy. Não, não. E volte sempre - mesmo que seja para tentar pôr abaixo o meu castelo de cartas, tão bonito quanto precário. Sério, volte sempre. E Guilherme, vamos discordar, é divertido. Quanto a haver política em "Charada" - graças a Deus, muito pouca. Há uma piadinha sobre "C.I.A." parecer nome de companhia aérea. Só isso... E nem muita moral, aliás: Audrey Hepburn parece que fica um pouco desapontada quando descobre que Cary Grant, ao invés de ser um ladrão, é na verdade funcionário do governo... Abraços a todos - também à Palpiteira, à Roberta, ao Evandro, e a todos que deixaram palavras gentis por aqui. Ah, mas não resisto: ao André da mensagem 24, perdida lá atrás (voltem lá) - Isso, André, não se deixe abater! Enquanto houver Esperança e Amor no seu coração puro, eu jamais vencerei! - Abraços, Alexandre.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Alexandre Soares
24/11/2002 às
23h02 200.207.125.11
(+) Alexandre Soares no Digestivo...
 
Errata
Errei: Houve dois textos da senhorita ( como ela prefere ) *Roberta* que sumiram. Nenhum deles era pornográfico, como nenhum texto meu. Como também não era pornográfico o texto do senhor Alexandre Soares Silva.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Flamarion Daia Júnio
24/11/2002 às
23h05 200.103.47.193
(+) Flamarion Daia Júnio no Digestivo...
 
endurecimento nas partes
Meus caros senhores O episódio dos textos que somem me lembrou uma frase do Paulo Francis, que para não ofender os brios puritanos deste site e seus sensíveis frequentadores, eu vou adaptar as circusntâncias: "Para saber se um texto é ou não pornográfico, é só ler em voz altas perante um grupo de homens, e depois mandar eles baixarem as calças: se houver endurecimento das partes intimas, é porque o texto é pornográfico". Sempre é bom se lembrar do Paulo Francis! Espero que os senhores zhaan e Guilherme Reckena não desmaiem com o choque, de ouvir falar em "endurecimento das partes íntimas" ( ai, meus sais! ). Não descarto a possibilidade dos senhores Zhaan e Guilherme Reckena terem sentido algum "endurecimento nas partes intimas" ao lerem meus textos, e por isso tenham resolvido pedir que meus textos sejam retirados. Bem, não foram apenas textos meus que sumiram: houve um do senhor Alexandre Soares Silva e outro da senhora *Roberta*, além de dois meus, e eles não tinham nada de pornográfico ou chulo, por mais sensíveis que o senhor zhaan e o senhor Guilherme Reckena ( este ao menos se reconhece um novato... ). Espero que não seja censura política, porque não vejo como possa ser sexual. Aguardo explicações Flamarion Daia Júnior

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Flamarion Daia Júnio
24/11/2002 às
22h50 200.103.47.193
(+) Flamarion Daia Júnio no Digestivo...
 
Faltou atenção!!!!
* O Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal!!!!!!!!!!!!!! Sr. Flamarion, o Sr. chegou a ler este PS no final da página? Não li tais comentários, mas acredito que o site os excluiu por causa de algum (ou alguns) desses itens. Concorda? Estou achando interessante este site.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Guilherme Reckena
24/11/2002 às
22h25 200.158.25.246
(+) Guilherme Reckena no Digestivo...
 
RE.: textos que somem
Caro senhor, Em vez de ironizar sobre mensagens sumindo (mensagens tediosas sobre a vida particular de outras pessoas que o senhor instigou), porque voce nao vai meditar nao extensao da sua propria chatice e na sua inabilidade em escrever coisas construtivas?

[Sobre "Filhos de Francis"]

por zhaan
24/11/2002 às
22h11 68.35.105.199
(+) zhaan no Digestivo...
 
textos que somem
Caro senhores Há um texto do senhor Alexandre Soares Silva que sumiu. Há um texto da senhora *Roberta* que sumiu, e há um texto meu respondendo ao texto da senhora *Roberta* que sumiu. É impressão minha, é defeito deste site, é defeito no meu micro, Ou é censura? Sinceramente, prefiro mil vezes que meu micro tenha um defeito. Se há algo que não quero de jeito nenhum é que os textos sumam. Flamarion Daia Júnior

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Flamarion Daia Júnio
24/11/2002 às
21h44 200.163.94.32
(+) Flamarion Daia Júnio no Digestivo...
 
Um simples novato
Prezado Alexandre, seu texto é formidavelmente contra tudo o que eu acredito! Mas respeito, afinal há a liberdade de expressão. Cheguei aqui por indicação de um amigo, em seu blog, e pretendo voltar mais vezes mesmo discordando de certas coisas em seu texto. Uma pergunta: Existe algo sobre política em "Charade"? Abraços.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Guilherme Reckena
24/11/2002 às
21h08 200.158.25.246
(+) Guilherme Reckena no Digestivo...
 
Parabens pelo texto
Parabens pelo texto, gostei muito.

[Sobre "A teoria do caos"]

por Gustavo Alckmin
24/11/2002 às
19h24 200.189.2.161
(+) Gustavo Alckmin no Digestivo...
 
Resistência palestina???
Este artigo começa muito bem, surpreendentemente bem, com uma história da região, informação que falta no que se publica na imprensa sobre o conflito Israel-palestinos. Parabéns! Mas vai devagarinho derivando, com informações falsas ou truncadas, até terminar com a ridícula solução proposta para a situação na região: "Sugiro que ambos [Ariel Sharon e Yasser Arafat] sofram 100 chibatadas na bunda...". A história da região é complexa, muito difícil de ser resumida. Desinformar é fácil, é o que a grande imprensa faz diariamente. É o que acaba fazendo este artigo quando diz que "Herzl, fixou, por sua vez, as fronteiras do Estado, como segue: vão do Nilo ao Eufrates e da margem direita do Nilo ao Mar Vermelho e a margem esquerda do Eufrates, a maior parte do Iraque e a totalidade da Jordânia e da Síria, sem falar, naturalmente, da Palestina", citando H.Triki, e não mencionando onde o próprio Herzl teria dito isso (?), dando um impressão muito falsa da ideologia sionista. Quando fala de grupos terroristas judeus como Stern ou do massacre de Deir Yassin sem falar dos progroms árabes contra os judeus e do terrorismo árabe. Quando fala da "resistência palestina" lembrando assim a resistência contra os alemães na Europa da Segunda Guerra Mundial, mas sem desenvolver o complexo conceito de nacionalidade, do que é um palestino. Sem dizer quando surgiu esta "resistência", depois de 1967. Sem lembrar - fato relevantíssimo - que não houve "resistência palestina" quando a Cisjordania e Gaza eram ocupadas por países árabes. Quando fala da responsabilidade de Sharon no massacre de Sabra e Chatila, sem dizer que ele foi julgado pela Justiça Israelense. Quando usa o adjetivo desenfreada para ser refetir à política de assentamentos. E quando esquece de falar de todas as partes deste conflito, ao não mencionar que, ao lado da "diáspora" palestina, a expulsão dos judeus de países árabes, passando de 800.000 a zero em 5 décadas, criou outra diápora, cujas perdas e sofrimentos não estão sendo consideradas nas tentativas de se chegar a uma paz justa na região. Atenciosamente, Geraldo Coen

[Sobre "Sionismo e resistência palestina"]

por Geraldo Coen
24/11/2002 às
18h33 200.207.150.105
(+) Geraldo Coen no Digestivo...
 
Ausência de espírito
Prezado Julio Entendi seu agudo artigo como uma constatação irônica do que o mundo vive hoje. Talvez isso explique o porquê de como vamos indo, não? A identificação só com o corpo é um dos males do homem, na minha humilde opinião. Você não é o "seu" corpo, que nem sequer é seu. Ele um dia será reciclado e devolvido ao reino mineral de onde foi emprestado. Abraços corporais ~sergio graciotti

[Sobre "Ausência de espírito: presença de corpo"]

por Sergio Graciotti
24/11/2002 às
14h52 200.221.46.136
(+) Sergio Graciotti no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Misteriosa Morte de Miguela de Alcazar
Lourenço Cazarré
Bertrand Brasil
(2009)



O Novo Mapa do Mundo
Demétrio Magnoli
Moderna
(1995)



Compêndio de Direito Constitucional
Nailê Russomano de Mendonça Lima
Juriscredi
(1971)



Aspire - Upper-intermediate Student Book Dvd
Robert Crossley
Cengage do Brasil
(2012)



Fray Luis de Leon
Alerto Barasoain
Júcar
(1973)



Prática Jurídica Empresarial
Alessandro Sanchez
Saraiva
(2012)



José Aparecido - Inventor de Utopias
Alan Viggiano
André Quice
(1999)



Guia Prático para a Vida Gay
Ken Hanes
Topbooks
(1995)



Mine Boy
Peter Abrahams
Heinemann
(1999)



Tigres Em Dia Vermelho
Liza Klaussmann; Adalgisa Campos da Silva
Intrinseca
(2013)





busca | avançada
54198 visitas/dia
2,2 milhões/mês