a cada qual seu quinhão | Tadeu Barolo

busca | avançada
54617 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Vale Emprego
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> internet jornalismo revolução
>>> Façam suas apostas
>>> Estômago, com João Miguel
>>> A política brasileira perdeu a agenda
>>> Iniciantes, de Raymond Carver
>>> A Teoria de Tudo
>>> No caso de a Dilma sair, quem assume?
>>> RAVELSTEIN.
Mais Recentes
>>> A Valsa Inacabada de Catherine Clément pela Record (1996)
>>> Como Orar por Seus Filhos de Quin Sherrer pela Vida (2009)
>>> Veredas Sertanejas de José Lins do Rego de Karin Bakke de Araújo pela Todas as Musas
>>> O Mulato de Aluísio Azevedo pela Atica
>>> Benditos Hormônios! de Dr. J. Ron Eaker pela Graça Editorial (2000)
>>> Nunca Desista de Seus Sonhos de Augusto Cury pela Sextante (2004)
>>> Treasury of Classic Stories de Parragon pela Parragon (2009)
>>> O Fantasma da Máscara de Victor Louis Stutz pela Formato (2001)
>>> Aventuras no Minecraft - a Busca Perigosa de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural (2016)
>>> Mergers and Acquisitions - a Global Tax Guide de John Wiley pela Pricewaterhousecoopers (2006)
>>> Nunca Estamos Sós de Marcelo Cezar pela Vida e Consciencia (2003)
>>> 5 Geração do Marketing Maximarketing II de Stan Rapp e Tom Collins pela Makron Books/ Mcgraw-hill (1991)
>>> Mar Morto de Jorge Amado pela Círculo do Livro
>>> Atendimento Nota 10 de Performance Research Associates pela Sextante (2008)
>>> Tiffany & Company Relógio Livro de Tifanny Timepieces pela Abrams
>>> Biblioteca dos Prêmios Nobel... - o Crime de Sylvestre Bonnard de Anatole France pela Opera Mundi
>>> Na Terra, no Céu, no Mar: Viagens de Aventuras do Caldeirão do Huck de Luciano Huck / Rodrigo Cebrian pela Globo (2007)
>>> Cão de Família de Alexandre Rossi/ Alida Gerger pela Harper Collins Br (2011)
>>> Strategic Management de Joel Podolny; Garth Saloner; Andrea Shepard pela Ie Wiley (2000)
>>> Meu Everest de Luciano Pires pela Giz Editorial (2013)
>>> O Sol Tambem Se Levanta de Ernest Hemingway pela Abril
>>> Como Falar Com os Pais de Alec Greven pela Record (2012)
>>> Dicionário do Lar - II Volume - 20ª Edição de Cláudia Santos pela Logos (1969)
>>> As Mentiras Que os Homens Contam de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2000)
>>> Terceirização Em Áreas Protegidas: Estímulo ao Ecoturismo no Brasil de Benita Maria Monteiro Mueller Rocktaeschel pela Senac Sp (2006)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 12/9/2003
Comentários
Leitores


a cada qual seu quinhão
É preciso acabar no Brasil com essa mania de grandeza dos diretores, que faz com que delirantes como esse Gerald Thomas ou o insano Zé Celso coloquem suas fanfarronices acima dos textos, músicas e idéias originais dos autores. Alguém tem que colocar esses caras nos seus devidos lugares. Ora, Tristão é Isolda é Tristão e Isolda, senhor Thomas, e se quiser colocar mulher se masturbando e Freud cheirando coca, sinceramente, escreva sua própria obra.

[Sobre "A bunda do Gerald Thomas"]

por Tadeu Barolo
12/9/2003 às
02h42 200.161.6.124
(+) Tadeu Barolo no Digestivo...
 
O "violeiro simplório"
Silva (Alessandro): uma vez comentei com um amigo que o Gilberto Gil tinha o 3º grau - Administração de Empresas, até por isto trabalhou numa muitinacional em S.P. - e o amigo não acreditou. Agora vem você e chama o cara (que além de ser um cara e, talvez até por isso mesmo, por ser ministro) de "violeiro simplório"? Se ele, Gil, fosse criticado por outros de seus defeitos, como o de seu vernáculo suntuoso, com cheiro dos píncaros acadêmicos das eleitas elites intelectuais, ou seja, o contrário de smplório, ainda ia... Depois dizem que não somos racistas...

[Sobre "A bunda do Gerald Thomas"]

por Nestor Cozetti
11/9/2003 às
17h20 200.216.56.68
(+) Nestor Cozetti no Digestivo...
 
esterilidade
Fabio. A Folha e o Estadão deveriam estabelecer um pacto: Os respectivos cadernos poderiam ser intitulados Folha Ilustrada POP e Caderno 2 POP:assim não perderíamos tempo em criticar os "cadernos culturais".Como você bem lembrou caro Fábio para cada Sergio Augusto,existem 200 críticos culturais,versados em obviedades,beirando a esterilidade.E a covardia? Pergunte a algum deles se tem coragem de criticar o Caetano Veloso,esse mesmo que entende até de física nuclear,que vomita sandices impunemente.Sei,seriam demitidos sumariamente.Saudades de Paulo Francis,mesmo que não concordasse com ele...Gostei de seu texto,Fábio.

[Sobre "Notas sobre Jornalismo Cultural"]

por Heraldo Vasconcellos
11/9/2003 às
13h47 200.205.180.249
(+) Heraldo Vasconcellos no Digestivo...
 
entendo o oposto de você
Concordo... Ana, eu entendo o oposto de você. Acho que o trecho não generaliza os mais pobres como sendo marginais, nem tenta justificar esta marginalização pela pobreza. O que o trecho me passa é que esta parte da população mais pobre que acaba caindo neste tipo de vida acaba não encontrando um caminho de volta, fica sem oportunidades nem perspectivas. Acho que é a isto que o texto se refere como injustiça.

[Sobre "Radiografia de um matador brasileiro"]

por Suzana
11/9/2003 às
11h03 150.163.132.197
(+) Suzana no Digestivo...
 
Calma lá...
Concordo com algumas coisas que o Alessandro colocou no texto, mas (como dizia um jogador) disconcordo com outras. Vejo na atitude o Gerald, um desabafo, um "acorda gente!!", para uma sociedade que caminha para um empobrecimento cultural sem volta (alguém precisa colocar uma placa de retorno nesse caminho). Agora, quanto a malhada no Gil, aí acho que pegou pesado. Não dá para minimizar o Gil a um violeiro simplório, o cara é de uma cultura enorme, deixa um legado musical e cultural fabuloso. Não por eu ser músico há 17 anos, mas acho que ele pode fazer um bom trabalho.

[Sobre "A bunda do Gerald Thomas"]

por Tatá Vaz
11/9/2003 às
11h02 200.141.132.105
(+) Tatá Vaz no Digestivo...
 
Virei seu leitor
Cara Adriana Baggio, Concordo inteiramente com o teor da sua coluna sobre o S. Vieira de Mello. Fui durante muitos anos responsavel pelo escritorio de uma grande editora brasileira na Europa. Varias vezes propusemos que se fizessem entrevistas ou matérias com Sérgio Vieira de Melo, desde que ele foi nomeado para a Iugoslavia (bem antes de Timor). Sem resultado. So' muito depois, se bem me recordo, foi feita uma unica entrevista. Como explicar essa hostilidade? Confesso que até hoje não consigo entender completamente, porém creio que ha' duas razões principais. A primeira é que os jornalistas brasileiros consideram que brasileiro tem de ter sucesso no Brasil, se um brasileiro tiver sucesso no exterior, de alguma forma ele deixa de ser brasileiro. No caso do Sérgio Vieira de Mello, a questão se agravava pelo fato de ele ser formado no exterior (em filosofia na Sorbonne, se ainda fosse um MBA em Harvard....). A menos claro, se for um Airton Sena: ai vira o maior do mundo. Ja' o Guga..., se o sujeito não for premio Nobel é porque anda "metido a besta". E' uma espécie de covardia por transferência, assunto digno de um psiquiatra. Em segundo lugar os jornalistas brasileiros consideram que não so' politica internacional não interessa ao leitor, como qualquer assunto so' merece matéria se ja' for conhecido e de sucesso no Brasil. Pode parecer ridiculo, um circulo vicioso, mas essa é a verdade. Se um livro ou filme tiver sucesso no Brasil, merece matéria. Se for bom, mesmo se tiver sucesso no exterior e estiver para ser lançado no Brasil, não é suficiente. Sem sucesso no Brasil nada feito. O mesmo acontece com personagens politicos, ou quaisquer outros. Não se noticiava Sergio Vieira de Mello por que ele não era conhecido. E' ridiculo mas é a verdade. Antigamente os jornalistas corriam para apresentar novidades de sucesso. Hoje não. Hoje correm para apresentar algo a mais, se possivel exclusivo, sobre um assunto que ja' for um sucesso. Ou seja, o que se faz hoje nas redações não é bem jornalismo, é uma outra coisa que se chama comunicação, isto é, o jornalista deixa de criar informação para apenas repercuti-la. Virei seu leitor. Um abraço Pedro de Souza

[Sobre "O jornalismo que dá nojo"]

por Pedro de Souza
11/9/2003 às
10h14 212.198.0.94
(+) Pedro de Souza no Digestivo...
 
Machado de Assis
Certa vez ouvir dizer que machado de Assis era comparado a James Joyce, não é a toa, quando se pensa numa grande obra, se pensa em Dom casmurro,por causa da grande sacada de machado de Assis, que é deixar o leitor entrar na obra, como se fosse um personagem,por iiso, isto já é um grande requisito para lê-lo, seja com que propósito for, garndes obras literárias inspiram grandes teóricos. Por exemplo, Karl Marx , dizem inspirou Vigotsky ( que construiu a teoria da psicologia sócio- histórica),quem sabe se grandes sociólogos não se inspiraram em obras literárias, penso que Machado de Assis deveria ser leitura obrigatória a todas áreas metodológicas do conhecimento.Dizem que Freud, talvez, tenha lido Machado de Assis, quem sabe não ocorreu isso mesmo?Num país de analfabetos políticos e iletrados, a leitura tem que ser levada a sério,e um bom começo é fazer com que esses grandes escritores sejam lidos pelos estudantes acadêmicos, um grande país só se faz se houver bons leitores, seja de que área for.

[Sobre "O Sociólogo Machado de Assis"]

por Fernanda Pires
11/9/2003 às
09h33 200.249.25.4
(+) Fernanda Pires no Digestivo...
 
GT, conforme o tamanho do...
Um texto engraçado, sem dúvida. Não só por tentar defender as ridiculices do GT, que descobriu que a "alta sociedade" não tá com nada e partiu de vez para a "classe mídia", mas sobretudo por lamber a botina de quem não fala português, na forma mais legítima e preocupante de expressão colonizada, subalterna; ao estilo poodle de alegria idiotizante. Alessandro, se não te derem um osso suculento para morder, tente a bunda do GT.

[Sobre "A bunda do Gerald Thomas"]

por Marco Toledo
11/9/2003 às
04h33 200.98.36.29
(+) Marco Toledo no Digestivo...
 
Auto-ajuda não!
Quem recomenda auto-ajuda não deve estar falando sério, ou está, bernadette?! Sinceramente, o povo brasileiro pode ser muito criativo, ou melhor, algumas pessoas no brasil são muito criativas, porém a grande maioria é extremamente preguiçosa para consumir e escolher o que é bom ou não. o caso mais patente é certamente o da música que endeusa "Tribalistas" e leva ao inferno artistas criativos e sérios de verdade.

[Sobre "A bunda do Gerald Thomas"]

por Bruno
10/9/2003 às
19h01 200.18.48.39
(+) Bruno no Digestivo...
 
Vc é lindo
nem te conheço mais já gosto de ti pelo simples fato de ter nascido em maio e mais ainda por citar uma das cartas mais perfeitas da face da terra como é esta carta de Drummond

[Sobre "Apresentação; ou, O prazer foi meu"]

por Rhafa
10/9/2003 às
13h48 200.211.35.130
(+) Rhafa no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Coisas Deste e Doutro Mundo
Celso Martins / Aureliano Alves Netto
Universalista
(1995)



Novo Regime Demográfico:uma Nova Relação Entre População e Desenv.?
Ana Amélia Camarano(organizadora)
Ipea
(2014)



Série Curiosidade Segunda Guerra Mundial
Marcia Abreu
Escala



A Baleia Branca
Herman Melville
Companhia das Letras
(1998)



Alegria e Felicidade a Experiência do Processo Liberador Em Espinosa
Marcos Ferreira de Paula
Edsup



Doces Momentos
Danielle Steel
Record
(1988)



Blade a Lâmina do Imortal - Nº 08
Hiroaki Samura
Conrad
(2004)



Galinha - Produção de Ovos
Tadeu Cotta
Aprenda Fácil
(2002)



O ponto de mutação
Fritjof Capra
Cultrix
(2022)



História da Literatura Latina
Ettore Paratore
Sansoni Firenze
(1983)





busca | avançada
54617 visitas/dia
1,8 milhão/mês