Sobre a Nélida Piñon | Leandro Oliveira

busca | avançada
62566 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Nos porões da ditadura
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> O filósofo da contracultura
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> 20 de Agosto #digestivo10anos
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
>>> Saints and Sinners
>>> Não há vagas? Então viva a informalidade!
Mais Recentes
>>> Sim, sim! Não, não! de Pe. Jonas Abib pela Canção Nova (2004)
>>> A mulher na janela de A.J. Finn pela Arqueiro (2018)
>>> Delacroix Escapa das Chamas. Um romance em 4 tempos. de Edson Aran pela Record (2009)
>>> Serena. Um Romance. de Ian McEwan pela Companhia Das Letras (2012)
>>> Oeuvres Complètes Tome II de Jean Genet pela Gallimard (1953)
>>> Oeuvres Complètes Tome II de Jean genet pela Gallimard (1953)
>>> Perspectivas da Tecnologia Educacional. de Organizador: João Batista Araújo e Oliveira pela Biblioteca Pioneira de Ciências Sociais (1977)
>>> Tales of Mystery and Imagination. (level 5) de Edgar Allan Poe pela Penguin Readers (2001)
>>> Runner, A Perseguição. de Patrick Lee pela Universo dos Livros (2016)
>>> Falando, lendo, escrevendo, português para estrangeiros de Gabriele Forst pela Pedagógica e universitária ltda (1989)
>>> Tributação dos Serviços de Comunicação de Walter Gazzano dos Santos Filho pela CenoFisco (2004)
>>> Temas de Direito Constitucional - Volume II de Luís Roberto Barroso pela Renovar (2003)
>>> Ritual da unção dos enfermos e sua assistência pastoral de Coordenador, Frei Alberto Beckhãuser pela Paulus (1999)
>>> Síntese de História de México de C. Gonzalez Blackaller Y L. Guevara Ramirez pela Herrero (1971)
>>> Um Certo Verão na Sicília. Uma história de amor. de Marlena de Blasi pela Objetiva (2009)
>>> Deus em questões de André Frossard pela Quadrante (1991)
>>> O diário de um mago de Paulo Coelho pela Klick (1990)
>>> Germinal. de Émile Zola pela Companhia Das Letras (2004)
>>> Espelho não mente de Shirley Souza pela Escala educacional (2008)
>>> Laços Eternos. de Zibia Gasparetto ditado pelo espírito Lucius. pela Vida E Consciência (2005)
>>> A vida secreta das árvores de Peter Wohllben pela Sextante (2017)
>>> Dez leis para ser feliz. Auto-estima de Augusto Cury pela Sextante (2008)
>>> As 25 leis bíblicas do sucesso de William Douglas e Rubens Teixeira pela Sextante (2012)
>>> A divina liturgia de São João Crisóstomo de Responsável: Reverendo Padre Gregório pela Arquidiocese de São Paulo (2007)
>>> Inteligência sócioemocional, a Formação de Mentes Brilhantes de Algusto Cury pela Ei (2013)
>>> Feed. Conexão Fatal. de M. T. Anderson pela Rocco (2007)
>>> Querido John. O que você faria com uma carta que mudasse tudo? de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2010)
>>> Baudolino. de Umberto Eco pela Record (2001)
>>> Perdas & Ganhos. de Lya Luft pela Record (2004)
>>> Hoje acordei gorda de Stella Florence pela Rocco (1999)
>>> Resposta certa de David Nicholls ; tradução de Claudio carina pela Intrínseca (2012)
>>> Evangelizemos o mundo de Osvald J. Smith pela O. S. Boyer (1974)
>>> Uma Casa em Flandres. de Michael Jenkins pela Best Seller (2001)
>>> A escolha de Elphame. de P. C. Cast pela Harlequim (2011)
>>> A segunda esposa. de Elizabeth Buchan pela Record (2009)
>>> Sem Dizer Adeus. de Penny Richards pela Best Seller (2003)
>>> Cinquenta tons mais escuros. de E. L. James pela Intrínseca (2012)
>>> Cinquenta tos de cinza. de E. L. James pela Intrínseca (2012)
>>> Lei de Responsabilidade Fiscal. Teoria, Jurispridência e mais de 150 questões. de Carlos Maurício Figueirêdo & Marcos Nóbrega pela Campus (2007)
>>> O caçador de pipas. de Khaled Hosseini pela Nova Fronteira (2005)
>>> À Moda da Casa da Amizade de Distrito 454 pela Rotary Clube (1990)
>>> A Bíblia. Um Diário de Leitura. de Luiz Paulo Horta pela Zahar Editores (2011)
>>> Histórias do Romantismo. de Vários, com seleção de Ivan Marques. pela Scipione (2014)
>>> Viva Feliz de G. C. Comunicações pela Original (2002)
>>> A Vida e o Sagrado Ensino Fundamental 9 de Amarildo Vieira de Souyza e Maria Aparecida Rocha pela Pax (2012)
>>> Uma Dose Mortal. Hercole Poirot. de Ágatha Christie pela Nova Fronteira (2018)
>>> As Cinco Estações do Corpo. de João Curvo & WalterTuche pela Rocco (2001)
>>> Profecias de Pietro Ubaldi pela Fundapu (1982)
>>> A Grande Síntese de Pietro Ubaldi pela Fundapu (1988)
>>> A Solução Está na Fé de Norman Vincent Peale & Smiley Blanton pela Record (1950)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 29/8/2005
Comentários
Leitores


Sobre a Nélida Piñon
Não sei em que sentido pode-se dizer que Nélida Piñon "já foi badalada demais". O que se vê aqui é um grande desconhecimento de suas obras... Além disso, "Vozes no Deserto" é provavelmente o melhor dentre os romances escolhidos (provavelmente, pois não li todos ainda).

[Sobre "Digestivo nº 242"]

por Leandro Oliveira
29/8/2005 às
14h58 200.198.16.82
(+) Leandro Oliveira no Digestivo...
 
Concordo
Ótima matéria. Concordo. Talvez se fosse menor, apenas, melhor...

[Sobre "A síndrome da rejeição via internet"]

por Rodrigo Barbieri
29/8/2005 às
13h15 200.226.181.161
(+) Rodrigo Barbieri no Digestivo...
 
uma fraude chamada Lulla
Caro Julio: compartilho sua sensação de não ter estômago para política, mas desconfio que esse sintoma seja um indicativo de que não nos querem atuando politicamente. Afinal, é muito mais fácil manipular aqueles que não pensam, mais simples e mais barato tocar a boiada desinformada. Quanto ao seu texto, quase se desculpando por abordar o assunto do momento, peca principalmente por não mencionar que a maioria do eleitorado concedeu o mandato presidencial a Luís Inácio pelas promessas feitas em campanha, coerentes com a biografia do político ora candidato. A negação de sua biografia em atos, tais como os conchavos políticos com opositores históricos, o descuido com aqueles que o elegeram, a sucessão de mentiras como o propalado milagre do crescimento, culminando numa enxurrada de denúncias sobre práticas da mesma corrupção que pretendia abolir configuram estelionato eleitoral claríssimo, o que justifica a intenção de retirar do poder uma fraude chamada Lulla e toda a corja de bandidos nomeados pelo mesmo.

[Sobre "Lula, PT, essas coisas..."]

por Marcelo Zanzotti
29/8/2005 às
12h44 200.206.72.162
(+) Marcelo Zanzotti no Digestivo...
 
Produto humano = controle!
É mais fácil, mais cômodo! Geralmente queremos controlar; não permitir que o outro "seja", transforme, atue. E por que temos esta necessidade de controle? Nosso egocentrismo (aquele que não se esvai na infância) nos diz bem... ele quer, ele manda, ele necessita! E nós, que não queremos enxergá-lo (porque ser egocêntrico é feio e infantil), vamos construindo justificativas e mais justificativas sobre os nossos atos. É... produzir é mais fácil que aceitar. Infelizmente, quem produz e não respeita, mata, a-ni-qui-la. A vida é feita de formações e deformações. Nós é que não admitimos isto!

[Sobre "O produto humano"]

por Ana Cássia
29/8/2005 às
08h44 200.164.107.40
(+) Ana Cássia no Digestivo...
 
sensações do lido
Gostei bastante do texto. Identifico-me com este estilo de literatura que você sintetizou. Contradições humanas, pensando, criando e não julgando... Um abraço, Tânia

[Sobre "Sexo, álcool e desilusão"]

por tania
28/8/2005 às
22h07 201.17.142.18
(+) tania no Digestivo...
 
Todos juntos lendo
Meu pai usou um truque interessante para que eu criasse interesse por ler. Eu ainda não sabia ler, meu pai lia para mim todas as noites pedaços da história de Narizinho, do Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato. Eu tinha uns quatro anos de idade. Fiquei ansiosa em saber a história completa, olhava a coleção na estante e concluí que, no ritmo que meu pai lia para mim, ia levar uma eternidade até eu saber a história toda. Pedi, então, para aprender a ler e fui atendida. Aprendi a ler com cinco anos de idade e saí lendo a coleção completa de Monteiro Lobato. Nunca mais parei de ler - nem de escrever. Vejo hoje a minha irmã repetindo a mesma história com meu sobrinho. Eu mesma já dei de presente para ele dois livros, que ele adora, folheia e quer ler. Minha irmã e eu já lemos para ele as histórias, mas ele já quer ler - e ele tem 3 anos apenas. Ele também já "finge" que escreve em um caderno. Viu um desenho animado em uma TV educativa onde o personagem principal é um menino que tem um diário e pediu para a minha irmã comprar um para ele, onde ele desenha e rabisca. Já vi que vai ser mais um na família a aprender a ler precocemente e que será apaixonado por livros e pela escrita. A mim parece que é essa a fase decisória: antes da criança entrar para a escola. O problema é que poucos pais tem conhecimento desse contexto, poucos pais alimentam nos filhos a vontade de ler - e posteriormente, de escrever. Abraço, Ana!

[Sobre "Para gostar de ler?"]

por DaniCast
28/8/2005 às
12h23 200.162.231.103
(+) DaniCast no Digestivo...
 
era o link que estava faltando
Muito me enriqueceu o seu artigo, era o link que estava faltando no meu blog. Aliás, acesse-o se puder. Ficarei honrada com sua visita.

[Sobre "Blogues: uma (não tão) breve história (I)"]

por elaine pauvolid
27/8/2005 às
22h12 200.224.105.9
(+) elaine pauvolid no Digestivo...
 
Sobre a morte do CD
Sua crônica sobre o CD é muito oportuna e inteligente. Parabens! Antônio Pimenta de Andrade

[Sobre "Para mim e para você, o CD teve vida curta"]

por Antônio P. Andrade
27/8/2005 às
18h25 200.147.68.77
(+) Antônio P. Andrade no Digestivo...
 
Boa pergunta...
Quem sou eu para falar, sou formado há um ano e pouco. Mas a verdade é que muitos jornalistas e estudantes de jornalismo não sabem responder "o que é" ou "quem é" o jornalista. Há muitas respostas diferentes. Você chega na faculdade e dizem que jornalista tem que escrever bem, é quem escreve bem. Bobeira. Todo mundo tem que escrever bem, se expressar bem. Embora o cara que escreve bem não seja necessariamente jornalista. Tem que ter curiosidade, tem que investigar, pesquisar, querer saber, querer conhecer (olha que uma cambada aí nem pensa nisso; pensa, sim, em "aparecer"). Falta conceituar a profissão, discutir mais. Uma coisa: se você é o cara que denuncia tudo, está sempre procurando uma brecha, um furo, pode cair no sensacionalismo, acabar fazendo mais do que é, se é que não vão te queimar primeiro. Por outro lado, se só fala de coisas boas, te chamam (os próprios colegas) de "assessor de imprensa", de puxa-saco e de jornalista-light. Tem gente que lê jornal, revista, para se divertir. Procura página de comportamento, beleza, etc. Então jornalismo é entretenimento? (Fale esta palavra é muito jornalista lhe torce o nariz). Na minha restrita visão de recém-formado que mais questiona do que tem certezas sobre a profissão, penso que o jornalismo carece de conceito, de discussão, de definição, ainda... Ah! Tem jornalista que gosta de exaltar sua biografia, são tomados como exemplos por muitas pessoas (principalmente através da televisão). No fotojornalismo – que curto muito – a coisa vai mais além: quem não sonha em cobrir uma guerra não é bem fotojornalista, então a realização profissional é fotografar a bala atingindo o soldado ao seu lado (Robert Capa), vender a foto para todas as revistas do mundo e ganhar um puta prêmio com aquilo, para ficar para a posteridade. Tem uns que querem mudar o mundo sendo jornalista, também, e que acham todas as outras profissões, principalmente as tecnológicas, carreiras dinheiristas e que fazem apologia ao capitalismo por lhe dar sustentação. Eu ainda fico – cada vez mais fico – com a pergunta que dá título do texto.

[Sobre "O que é ser jornalista?"]

por Rogério Kreidlow
26/8/2005 às
23h53 201.2.223.69
(+) Rogério Kreidlow no Digestivo...
 
O Brasil seria um tédio?
Sr. Julio, inicialmente gostaria de manifestar minha profunda admiração por sua pessoa, bem como minha grande satisfação em ser um leitor assúduo do Digestivo Cultural desde sua fundação. Da mesma forma que você, em 2002, me recusei a aceitar que Lula e o PT tivessem condições de governar este pais; as experiências anteriores (dos membros do PT) como governantes, por si só, eram suficientemente premunitórias de um fracasso anunciado. Entretanto, eu tenho dificuldade em concordar e lamento profundamente que uma pessoa com as suas qualidades intelectuais e com essa expressiva capacidade de formar opiniões possa, nessas circunstâncias, "sentir tédio". Obiamente, por mais que eu não concorde ou lamente, o sentimento é seu e tenho que respeitá-lo. Mas você já pensou se todos os brasileiros se colocassem na mesma situação? Não teríamos tirado o Collor, nem mesmo os militares do poder. E o Brasil, seria para a população, aí sim, um tédio.

[Sobre "Lula, PT, essas coisas..."]

por Marcílio Lima
26/8/2005 às
23h36 200.102.51.173
(+) Marcílio Lima no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A ESTRATÉGIA DA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA: O PODER, O ESTADO E A ADMI
LUCIANO MESQUITA
NÃO IDENTIFICADA (BRASILIA)
(1975)
R$ 26,28



RODRIGO ANDRADE
ALBERTO TASSINARI E TAISA PALHARES
COSACNAIFY
(2008)
R$ 27,00



208 MANEIRAS DE DEIXAR UM HOMEM LOUCO DE DESEJO
MARGOT SAINT - LOUP
EDIOURO
(1999)
R$ 12,00



COMPAIXÃO - 1ª EDIÇÃO
OSHO
CULTRIX
(2007)
R$ 26,95



ARTHUR E A GUERRA DOS DOIS MUNDOS
LUC BESSON
MARTINS FONTES
(2007)
R$ 22,00



LIVRO UPGRADE 2
RICHMOND
RICHMOND
R$ 107,92



O MUNDO ANTES DO DILÚVIO 5842
MÁRIO GRACIOTTI
CLUBE DO LIVRO
(1962)
R$ 50,00



OS SETE DONS DO ESPIRITO E AS VIRTUDES DA FÉ
JOSÉ CARLOS PEREIRA
SANTUARIO
(2010)
R$ 6,90



HISTÓRIAS DE VIDA
HELENA GOMES ORGANIZADORA
UNIMONTE
(2010)
R$ 11,00



LITTLE MAN
LOUISA M. ALCOTT
PUFFIN CLASSICS
(1994)
R$ 9,80





busca | avançada
62566 visitas/dia
2,2 milhões/mês