A felicidade tem seu preço | Débora Carvalho

busca | avançada
42918 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projeto “Equilibrando” oferece oficinas e apresentações gratuitas de circo
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Assim criamos os nossos dois filhos
>>> Compreender para entender
>>> Para meditar
>>> O que há de errado
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The Early Years
>>> Ruy Proença: poesia em zona de confronto
>>> E a Turma da Mônica cresceu
>>> FLIP 2006 III
>>> Franz Kafka, por Louis Begley
>>> Solidariedade é ação social
>>> ¿Cómo sobrevivo?
>>> Deixa se manifestar
>>> Falta Política
>>> No caminho de Sterne
Mais Recentes
>>> Incidente Em Antares de Érico Veríssimo pela Globo (1994)
>>> O Alfaiate Polonês de Debora Finkielsztejn pela Babilonia (2017)
>>> Aventuras de um Geólogo Pioneiro na Amazônia de Francisco Mota Bezerra da Cunha pela Ibp (2012)
>>> Cavalos da Chuva de Cadão Volpato pela Sesi-SP (2018)
>>> O Alienista Em Cordel de Machado Assis pela Nova Alexandria (2010)
>>> Johnny Vai à Guerra de Dalton Trumbo pela Biblioteca Azul (2017)
>>> Meu anjo da guarda - Novo e completo Manual de piedade para meninos e meninas de Não encontrado pela Oficinas gráficas Aparecida (1944)
>>> The Culture of the Copy de Hillel Schwartz pela Zone Books (1998)
>>> Você, Líder do Seu Sucesso de Inácio Dantas pela Clube de Autores (2018)
>>> As Plantas Mágicas: Botânica Oculta de Paracelso pela Hemus (1976)
>>> O Advogado de Henri Robert pela Martins Fontes (2002)
>>> Como Compreender Símbolos de Clare Gibson pela Senac (2012)
>>> Michaelis Minidicionário Inglês - Português, Português - Inglês de Vários Autores pela Melhoramentos (1989)
>>> Escritos Políticos de Max Weber pela Martins Fontes (2014)
>>> A Imagem do Corpo: As Energias Construtivas da Psique de Paul Schilder pela Martins Fontes (1981)
>>> Michaelis Minidicionário Francês - Português, Português - Francês de Jelssa Ciardi Avolio e Mara Lucia Faury pela Melhoramentos (2007)
>>> Ciência e Comportamento Humano de B. F. Skinner pela Martins Fontes (1978)
>>> Mussolini e a Ascensão do Fascismo de Donald Sassoon pela Agir (2009)
>>> A Presença de Castello de Edilene Matos e Neuma Cavalcante pela Humanitas (2003)
>>> A Tragédia Shakeasperiana de A. C. Bradley pela Martins Fontes (2009)
>>> O Teatro de Shakespeare de Sérgio Viotti pela Martins Fontes (2013)
>>> Gramática Metódica da Língua Portuguesa de Napoleão Mendes de Almeida pela Saraiva (1981)
>>> A Consolação da Filosofia de Boécio pela Martin Fontes (1998)
>>> Mãos Unidas - 22ª ED (Otimo Estado) de Francisco Candido Xavier pela Instituto de Difusão Espírita (2002)
>>> Sonhos de Einstein de Alan Lightman pela Companhia Das Letras (1993)
COMENTÁRIOS

Domingo, 1/8/2010
Comentários
Leitores

A felicidade tem seu preço
Olá, Célio. Quantas mulheres têm a mesma compreensão que eu? Posso garantir que muitas amigas e amigos que já vieram buscar conselhos... rs. Sim, eu sei bem o que é o peso do ensinamento da geração anterior. E também sei a delícia que é libertar-se desses conceitos que só nos trazem infelicidade. Sim, a grande maioria se permite ser infeliz por pura conveniência, porque a felicidade tem o seu preço. Ser alguém completo exige um alto preço de reflexão, autoconhecimento, e até mesmo o preço de "botar" algum conhecimento dentro da "cuca", seja por meio de leitura, por vivência, conhecer pessoas que tenham uma bagagem legal de vida - um psicólogo, por exemplo. Duas leituras me ajudaram muito: "Como se livrar de pessoas tóxicas" e "Para sempre a menininha do papai". E vamos defender a pessoa INTEIRA!!!

[Sobre "Metade da laranja ou tampa da panela?"]

por Débora Carvalho
http://www.debcaroli.wordpress.com
1/8/2010 às
22h12 189.110.228.243
(+) Débora Carvalho no Digestivo...
 
Nem machista nem feminista
Não sei se devo, ou se posso falar diretamente com a Débora, mas vou mandar. Débora, boa noite! Achei excelente o diálogo que teve com a sua irmã caçula, porém farei alguns questionamentos. Quantas mulheres, como você, têm essa compreensão e convicção de qual é o seu real papel "nessa laranjada"? Já lhe ocorreu que muitas pessoas estão nessa situação por aceitarem o que nos foi ensinado e até imposto pelas gerações anteriores? E você também não acha que várias pessoas estão nesta condição por pura conveniência? Bem! De uma forma ou de outra, independente da escolha de cada um, quero lhe dar os parabéns, não só pelo texto, mas também por você estar passando esse pensamento que, com todo respeito, e se você me permitir, compartilho nesse momento. Não sou machista nem feminista, mesmo porque acho que esses dois rótulos não são necessários para um bom relacionamento entre homens e mulheres (salvaguardando e respeitando as pessoas com outras escolhas de relacionamentos), não é competição...

[Sobre "Metade da laranja ou tampa da panela?"]

por Célio José Ramiro
31/7/2010 às
23h01 187.52.93.201
(+) Célio José Ramiro no Digestivo...
 
Eu utilizo um leitor Nook
Eu utilizo um Nook, da Barnes and Noble, e gosto bastante. Só sinto falta de sublinhar e escrever nos lados das páginas...

[Sobre "Alfa, o leitor eletrônico da Positivo"]

por Renato Lima
http://www.cafecolombo.com.br
31/7/2010 às
17h39 187.78.86.189
(+) Renato Lima no Digestivo...
 
Metacronista?
Depois de escrever "Caçar em campo alheio ou como escrever crônicas", você vem com esse texto, também sobre a escrita. Estaria a cronista se transformando em metacronista? Se assim for, que seja, porque está ótimo!

[Sobre "Escrevendo com o inimigo"]

por Carlos Goettenauer
http://www.estadocronico.com.br
30/7/2010 às
16h14 170.66.1.235
(+) Carlos Goettenauer no Digestivo...
 
Nada se salva da mesmice
A morte anunciada do Jornal do Brasil não demonstra que o caminho é a internet. Demonstra apenas que o jornalismo ficou menos atraente. Há um monopólio no Rio de Janeiro que não faz bem à profissão de jornalista e muito menos aos assuntos que ele deveria cobrir. Mas eu sou de um tempo em que ser repórter de jornal era empolgante. Hoje é uma função quase burocrática, com os assuntos chegando pela internet, twitter e press-releases. Quem lê os jornais on-line percebe que estamos vivendo a cultura do único. Os textos são os mesmos, as notícias também. Nada se salva da mesmice.

[Sobre "A morte do Jornal do Brasil"]

por Sandra Chaves
30/7/2010 às
11h44 200.179.65.2
(+) Sandra Chaves no Digestivo...
 
Li o Jornal do Brasil
Dói meu coração saber que o JB acabou. Uma parte grande de minha vida li o Jornal do Brasil. Como se deixou chegar num estágio desse? Má gestão, certamente.

[Sobre "A morte do Jornal do Brasil"]

por Liliane
http://www.paulamar.blogspot.com
30/7/2010 às
09h59 187.58.107.134
(+) Liliane no Digestivo...
 
A arte de escrever jornal
Quando morre fisicamente um órgão da imprensa escrita no papel, perde-se leitores críticos do ponto de vista da análise, da semântica, do apontamento verbal, e quando você só tem o JB na internet, você tem a notícia, arroz com feijão, rápida, fria, sem o tempero da intelectualidade e da beleza da arte de escrever jornal. Que é diferente da arte de escrever com arte. E quando se perde, o que foi com certeza vira só saudade.

[Sobre "A morte do Jornal do Brasil"]

por Manoel Messias Perei
http://www.pop.com.br
30/7/2010 às
08h21 189.79.196.156
(+) Manoel Messias Perei no Digestivo...
 
Medo de morrer das editoras
Sabe, Julio, qual é o medo das editoras brasileiras? "Morrer", feito o JB e outros tantos jornais de papel por aí... Não vejo a hora dessa coisa explodir!!!

[Sobre "Alfa, o leitor eletrônico da Positivo"]

por Fabiula Neubern
http://www.twitter.com/biulismo
30/7/2010 às
08h09 201.53.204.103
(+) Fabiula Neubern no Digestivo...
 
Uma ameaça enorme aos jornais
Tudo bem, tudo bem, Julio, a internet está detonando. Mas 200 milhões em dívidas trabalhistas? Ca-ce-ta-da!! É interessante ressaltar isso porque há montes de empresas fechando as portas pelo mesmo motivo e não têm nada a ver com jornalismo. A internet pode ser (e é) uma ameaça enorme aos jornais, certamente a maior, mas boa parte do problema vem das leis trabalhistas cabeludas e dos famigerados giga-impostos. {}'s B^)

[Sobre "A morte do Jornal do Brasil"]

por Yuri Vieira
http://yurivieira.com
30/7/2010 à
00h42 189.63.74.244
(+) Yuri Vieira no Digestivo...
 
Os livros indispensáveis
Eu pretendo fazer uma devassa na minha modesta biblioteca e ficar somente com os livros indispensáveis, entre os quais os de Cálculo Diferencial. Não, não sou matemático, apenas um diletante. Mas em termos de literatura decerto vou desfazer-me de Proust (chatíssimo) e Erico Verissimo (dispensável), para não falar do medíocre Jorge Amado, do qual não tenho mesmo mais nada (graças a Deus). Porém fiquei perplexo com a declaração do autor acerca de Mann. Ler Mann é indispensável, obrigatório, para qualquer um que se pretenda escritor. Penso já ter lido 97% de sua obra e relido "A Montanha Mágica", o "Dr. Fausto" e estou relendo "José e Seus Irmãos". Quem dera que Mann tivesse escrito o dobro do que escreveu! Assim como Dostoiévski, V. Woolf, W. Faulkner, Machado de Assis, E. Brontë...

[Sobre "Onde botar os livros?"]

por Gil Cleber
http://www.gilcleber.com.br
29/7/2010 às
16h56 189.25.95.31
(+) Gil Cleber no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Colcha de Leitura
Jonas Ribeiro
Elementar
(2002)



Livro - Depois de Você
Jojo Moyes
Intrínseca
(2016)



Filtro Solar
Mary Schmich
Sextante
(2004)



Dom Casmurro - Classicos Saraiva
Machado de Assis
Saraiva
(2009)



Mana Maria - Aventura do Clássico
Alcântara Machado
Nova Alexandria
(2001)



Cordel Em Arte e Versos
Moreira da Acopiara
Duna Dueto
(2009)



Homem Manual da Proprietaria
Carlos Queiroz Telles
Best Seller



Festas e Datas Comemorativas Brincando Com Dobradura (1997)
Gláucia Lombardi
Paulus
(1997)



David Strauss sectário e escritor
Nietzsche
Escala
(2008)



Livro - Minhas Orações: Livro de Bolso
Masaharu Taniguchi
Seicho-no-ie
(2014)





busca | avançada
42918 visitas/dia
1,4 milhão/mês