parabéns | juliana fiorini

busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Busca ao Santo Graal
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> A Arte de Odiar
>>> Três Irmãs
>>> Sempre procurei a harmonia
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> O ensaísta Machado de Assis
>>> Entrevista com Claudio Willer
>>> Os narradores de Eliane Caffé
>>> 7 de Setembro
Mais Recentes
>>> Princípios de Marketing de Philip Kotler pela Afiliada (1995)
>>> A Arte de Desfrutar o melhor da Vida - Rico sem Dinheiro de Alexander Von Shonburg pela Gente (2007)
>>> Administrando o Stress de Maria Amélia Vallim de Oliveira pela Gente (1996)
>>> O Mal-Estar da pós-Modenidade de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (1997)
>>> A Morte da Porta Estandarte e Tati, A Garota e Outras Histórias de Aníbal Machado pela José Olympio (1977)
>>> Ilustração de Moda Masculina de Chidy Waine pela Paisagem (2011)
>>> Deus no pasto de Hermilio Borba Filho pela Civilização Brasileira (1972)
>>> Brasil - O romance (2 volumes) de Erroll Lincoln Uys pela Best Seller (1986)
>>> A metamorfose de Franz Kafka pela Nova Época (1989)
>>> Diário Intimo de Franz Kafka pela Livraria exposição do livro (1964)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (2011)
>>> Paula de Isabel Allende pela Bertrand Brasil (1997)
>>> História de lince de Claude Lavi-Strauss pela Companhia das letras (1993)
>>> Vida, universo e sabe lá o que mais de Douglas Adams pela Brasiliense (1988)
>>> Nuvens de pássaros brancos de Yasunari Kawabata pela Nova Fronteira (1993)
>>> História de Mayta de Mario Vargas Llosa pela Francisco Alves (1984)
>>> O processo de Franz Kafka pela Círculo do livro (1963)
>>> Ilustrando o Cerrado de Geni ALexandria pela IPHAN (2002)
>>> Cartas aos meus amigos de Franz Kafka pela Nova Época (1978)
>>> Josefina, a cantora de Franz Kafka pela Clube do livro (1977)
>>> As idéias de Freud de Richard Wollheim pela Círculo do livro (1971)
>>> Estudos sobre teatro de Bertold Brecht pela Nova Fronteira (1978)
>>> A ilha de Aldous Huxley pela Civilização Brasileira (1965)
>>> Também o cisne morre de Aldous Huxley pela Livros do Brasil
>>> A situação humana de Aldous Huxley pela Globo (1982)
>>> O grande problema de Aldous Huxley pela Livros do Brasil (1989)
>>> As portas da percepção - O céu e o inferno de Aldous Huxley pela Civilização Brasileira (1971)
>>> Noite sobre as águas de Ken Follett pela Siciliano (1992)
>>> Na toca do leão de Ken Follett pela Record (1986)
>>> A colonia penal de Franz Kafka pela Nova Época
>>> Trump - Atrás dos bastidores de Jerome Tuccille pela Siciliano (1988)
>>> Nos ombros do cão de Miguel Jorge pela Siciliano (1991)
>>> Rei, valete, dama de Vladimir Nabokov pela Artenova (1976)
>>> O que esperar quando você está esperando: Um guia completo para a gravidez de Heidi Murkoff; Arlene Eisenberg; Sandee Hathaway pela Record (2012)
>>> Eminencia parda de Aldous Huxley pela Hemus (1978)
>>> A verdadeira vida de Sebastião Knight de Vladimir Nabokov pela Civilização Brasileira (1961)
>>> Ada ou ardor de Vladimir Nabokov pela Record (1969)
>>> Os Livros e a Camiseta Listrada: Crônicas e Memórias de um Torcedor de Thiago Ingrassia Pereira pela Cirkula (2015)
>>> Lolita de Vladimir Nabokov pela Civilização Brasileira (1959)
>>> O despertar do mundo novo de Aldous Huxley pela Hemus (1977)
>>> Adonis e o alfabeto de Aldous Huxley pela Hemus (1972)
>>> Viagem ao Centro da Terra de Júlio Verne; Walcyr Carrasco pela Moderna (2012)
>>> Satãnicos e visionários de Aldous Huxley pela Cea (1975)
>>> Geração devassa de Aldous Huxley pela Hemus (1974)
>>> Somos todos arlequins de Vladimir Nabokov pela Record (1974)
>>> O mago de Vladimir Nabokov pela Nova Fronteira (1987)
>>> Desespero de Vladimir Nabokov pela Record (1966)
>>> Fogo pálido de Vladimir Nabokov pela Guanabara (1985)
>>> Do Outro Lado do Muro de Maria Paula Roncaglia pela Escrita Fina (2010)
>>> Não se Desespere! Provocações Filosóficas de Mario Sergio Cortella pela Vozes (2014)
COMENTÁRIOS

Domingo, 17/2/2002
Comentários
Leitores


parabéns
dani, é sempre um prazer ler sua coluna, parabéns - e obrigada! beijos

[Sobre "Tristezas tropicais"]

por juliana fiorini
17/2/2002 às
15h35 200.211.165.153
(+) juliana fiorini no Digestivo...
 
merci beaucoup!
E nem as 'belles infidèles'! :) Obrigada pelo texto, Paulo. Tenho enorme interesse pelo campo da tradução e coleciono tudo a respeito - pelo menos tudo que julgo importante, deixando os Derrida de lado. Mais uma vez, obrigada. E citarei seu artigo no meu weblog (http://missveen.blogspot.com).

[Sobre "A saída clássica"]

por Juliana O'Flahertie
17/2/2002 às
10h53 200.193.252.128
(+) Juliana O'Flahertie no Digestivo...
 
daddy is right there for you
Oi, Fábio. É claro que a maioria está do lado do ministro, por dois motivos: acreditam piamente que a medida adiantará de alguma coisa, e se sentem reconfortados quando sabem que bigbrotheriswatchingyou, digo, quando papai-Estado está cuidando da saúde deles. Afinal, fomos educados para isso: se governantes fazem leis "para o nosso bem", então, pensam todos, é claro que querem o nosso bem. Quanto à suposta "sapiência" da sociedade (que não é um indivíduo e, portanto, não pode ser sábia ou ter consciência de nada - se tivermos 3.000.000 pessoas, temos 3.000.000 de consciências, não 3.000.001), vale sempre citar Anatole France (embora, estou certa, ele fosse contrário à opinião que acabo de expor): "Se 50 milhões de pessoas dizem uma coisa idiota, ainda é uma coisa idiota". E seus textos continuam ótimos. Parabéns.

[Sobre "fumo porque é fumo"]

por Juliana O'Flahertie
17/2/2002 às
10h14 200.193.252.128
(+) Juliana O'Flahertie no Digestivo...
 
Sobre a gramática e a língua
Não, Guilherme, a gramática não é nada disso do q vc falou. Ela é uma série de regras arbitrárias (como qualquer variante o seria, porque afinal, não existe apenas uma forma de se expressar em determinada língua, e cada falante possui seu próprio idioleto) que são determinadas por um conjunto mínimo e nada representativo da população (os gramáticos) que, no entanto, possuem o papel de determinar qual a variante "oficial" da língua. O q tb é importante, para q se tenha uma forma "neutra" (entre aspas, porque obviamente a variante oficial é expressão do desejo daqueles que arbitram, como não poderia ser diferente). Mas a gramática normativa é defasada. Quer um exemplo? Celso Cunha em sua gramática diz descrever o português "moderno", ou seja, o dos românticos! Isso é moderno? Bem, pra ele pode ser, mas tente falar o português das gramáticas! Vc nunca será compreendido perfeitamente. Falar bem não é usar construções arcaicas, é saber organizar seu pensamento de modo a ser perfeitamente entendido pelo interlocutor. Outra coisa muito errada no seu argumento é dizer q "de Vieira a Machado a língua conseguiu permanecer a mesma em essência". Vc já leu Vieira na edição original? Já leu Machado na edição original? Pois leia e venha me dizer com a cara limpa q a essência é a mesma. A não ser q vc admita q a essência é a mesma até hoje. Sim, as mudanças ocorrem, e rapidamente, mas a ess6encia é sempre a mesma. Mas se vc argumenta q elas parecerão tão distantes quanto o Latim Clássico em breve, então não há como admitir q Vieira e Machado estejam tão próximos assim. Façam-me o favor! Ninguém é obrigado a gostar de certas variantes novas. Assim como gírias, muitos modismos em pouco tempo caem na obscuridade (e assim espero que ocorra com o futuro composto de gerúndio, de q não gosto). Se eles são consagrados, porém, não há alternativa. Parem com essa conversa infantil, como do Alexandre Soares, essa choradeira não leva a lugar nenhum. Concordo com a idéia de combater tal modismo que não passa de tradução mal feita de manuais de telemarketing, mas não posso concordar com q os fins justifiquem os meios. Essa argumentação toda conservadora não é nem um pouco conservadora. Não falamos como a geração anterior à nossa falava e nem como a que nos sucederá.

[Sobre "Pelo Fim da Palavra VIP"]

por Pedro
17/2/2002 às
05h55 200.225.58.169
(+) Pedro no Digestivo...
 
a vida imita a piada
Caro Eduardo. Eu não sabia que as criancinhas canadenses colecionavam os maços com fotos. Mais uma vez a vida imita a piada... Forte abraço, Fabio.

[Sobre "fumo porque é fumo"]

por Fabio
17/2/2002 às
02h33 200.183.94.214
(+) Fabio no Digestivo...
 
obrigado
Agradeço enormemente todos os comentários e os gentis elogios que recebi por essa coluna. Na verdade, não sou contra nem a favor da medida do Serra. Acredito que se pode argumentar com igual sensatez de ambos os lados. É o tipo da coisa que a sociedade tem que decidir se quer ou não. Se sim, sim; se não, não. E me parece que a maior parte das pessoas está do lado do ministro. Agora, que a medida tem seu aspecto ridículo, tem.

[Sobre "fumo porque é fumo"]

por Fabio
17/2/2002 às
02h21 200.183.94.214
(+) Fabio no Digestivo...
 
Obrigado
Caro Anilson. É difícil errar sempre; às vezes, sem querer, acabo escrevendo algo sensato... :) Obrigado pelo elogio e pelo comentário. Um abraço cordial, Fabio.

[Sobre "ô ô"]

por Fabio
17/2/2002 às
02h14 200.183.94.214
(+) Fabio no Digestivo...
 
A língua dinâmica
Estava saindo, mas tive que voltar. Não resisti. Acho que ouvi o Pedro dizer que a nossa língua está se "aperfeiçoando". Que lindo- mal posso esperar pelo próximo final de semana. Ou por dezembro, quando será publicada a primeira tradução dos Lusíadas para o português Millenium: "As arma e os barão assinalado/Saíram de Portugal, tá ligado?", etc. (O trecho famoso- "Cantando espalharei..."- terá duas versões: "Cantando vou espalhar por toda parte" - escangalhou a cadência, mas vá lá- e "Cantando vou estar espalhando por toda parte/ Se a tanto me ajudar...", etc.) Só não peçam que eu assine a introdução. Um abraço.

[Sobre "Pelo Fim da Palavra VIP"]

por Alexandre Soares
17/2/2002 à
01h45 200.205.157.155
(+) Alexandre Soares no Digestivo...
 
Inculto aperfeiçoa a língua?
Pedro, uma regra da gramática infere-se dos fatos da língua empiricamente verificados. Se nos clássicos as construções não existem, ou seja, nunca se usaram, é absurdo ensiná-las como consumadas no idioma, com normas tiradas sabe Deus de que fontes improvisadas. Admitir como nova regra qualquer coisa que da noite para o dia as pessoas falem é que vai logo tornar incompreensível todo o texto velho de dois dias. O dinamismo de uma língua é inversamente proporcional à cultura de seus usuários: quanto mais se conhece o idioma, menos ele é alterado por invencionices de ignorantes. De Vieira a Machado a língua conseguiu permanecer a mesma em essência, mas graças a opiniões modernas como a sua, logo parecerão eles realmente tão distantes como o latim clássico. Você, por exemplo, já perdeu de vista o domínio do subjuntivo ("se FORMOS falar... ninguém entenderia"). Não compreendo que alguém queira sacrificar no altar do Santo Dinamismo a unidade lingüística de toda uma cultura, firme ao longo de séculos.

[Sobre "Pelo Fim da Palavra VIP"]

por Guilherme Quandt
16/2/2002 às
21h25 200.193.27.74
(+) Guilherme Quandt no Digestivo...
 
Falar como Camões?
Guilherme, não seja tão simplório. Se formos falar apenas o q está em Vieira, Machado e Camões, ninguém entenderia nada. A língua é dinâmica, aceitem isso, ela se aperfeiçoa. Vamos todos falar em Latim Clássico, então, já que se defende tanto os purismos! Façam-me o favor!!!

[Sobre "Pelo Fim da Palavra VIP"]

por Pedro
16/2/2002 às
04h53 200.225.58.49
(+) Pedro no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NEUROLOGIA - EM UMA PAGINA
JON BRILLMAN, SCOTT KAHAN.
GUANABARA KOOGAN
(2007)
R$ 60,00



PRINCIPAIS CULTURAS VOL II
INSTITUTO CAMPINEIRO DE ENSINO AGRARIO
INSTITUTO CAMPINEIRO
(1973)
R$ 7,90



OS TRABALHADORES DO MAR
VICTOR HUGO
PRINCIPIS
(2019)
R$ 14,50



ABC DA MPB
JORGE FERNANDO DOS SANTOS
PAULUS
(2005)
R$ 30,00



POLÍTICAS PÚBLICAS DE TRABALHO E RENDA NO BRASIL CONTEMPORÂNEO
MARIA OZANIRA DA SILVA E SILVA
CORTEZ
(2006)
R$ 36,00



PALSTIC AND RECONSTRTUCTIVE SURGERY OF THE FACE
FRANK W. PIRRUCELLO
THE WILLIAMS & WILKINS
(1982)
R$ 87,54



E AS ESTRELAS, QUANTAS SÃO?
GIULIA CARCASI
PLANETA DO BRASIL
(2011)
R$ 7,90



ROUBO DE ESPADAS - REVELAÇÕES DE RIYRIA - VOLUME 1
MICHAEL J. SULLIVAN
RECORD
(2011)
R$ 45,00



POR UMA NOVA CONCEPÇÃO DA SOCIEDADE * UMA ANÁLISE POLÍTICA ...
JOSCHKA FISCHER
SUMMUS
(2001)
R$ 6,90



POWER PIXELS
MIGUEL CHEVALIER
AEROPLANO
(2011)
R$ 18,00





busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês