O amor que choveu | Antonio Prata

busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
>>> O diabo veste Prada
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Daniel Piza by Otavio Mesquita
>>> The Making of A Kind of Blue
>>> Dirty Dancing - Ritmo Quente
Mais Recentes
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
>>> Apelido não tem cola de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (2019)
>>> Coração que bate, sente de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> A galinha que criava um ratinho de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Pinote, o fracote e Janjão, o fortão de Fernanda Lopes de Almeida pela Ática (2000)
>>> A lenda da noite de Guido Heleno pela José Olympio (1997)
>>> A História de uma Folha de Leo Buscaglia pela Record (1999)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (1999)
>>> O último judeu: uma história de terror na Inquisição de Noah Gordon pela Racco (2000)
>>> Confissões de um Torcedor: Quatro copas e uma Paixão de Nelson Motta pela Objetiva (1998)
>>> Controle de Infecções e a Prática Odontológica em Tempos de Aids de Vários pela Brasília (2000)
>>> A Roda do Mundo de Edimilson de Almeida Pereira e Ricardo Aleixo pela Mazza/ Belo Horizonte (1996)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> A Propagação do Amor: Sobre o Plantio e a Colheita do Bem de Betty J. Eadie pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Auto- Estima: Amar a Si Mesmo para Conviver Melhor Com os Outros de Christophe André - Françoise Lelord pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Os Lusíadas: Reprodução Paralela das duas Edições de 1572 / Ed. Ltd. de Luis de Camões pela Impr. Nac. Casa da Moeda/ Lis (1982)
>>> Administração de Marketing: Desvendando os segredos de: Vendas. Promoç de Stephen Morse pela McGraw Hill (1988)
>>> Obras Completas de Álvares de Azevedo - 02 Tomos ) de Álvares de Azevedo/ Org. Notas: Homero Pires pela Companhia Ed. Nacional (1942)
>>> Obras Completas (Poesia, Prosa e Gramática) de Laurindo José da Silva Rabelo/ Org: O. de M. Braga pela Companhia Ed. Nacional (1946)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Os Anos 80: Contagem Regressiva para o Juízo Final de Hall Lindsey pela Record/ RJ.
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> O Fator Psicológico na Evolução Sintática (Encadernado) de Cândido Jucá (filho)/ Autografado pela Organização Simões/ Rio (1958)
>>> Príncipe das Trevas, Ou Monsieur - o Quinteto de Avignon- I de Lawrence Durrell pela Estação da Liberdade (1989)
>>> Pare de Engordar- Obesidade: um Problema Psicológico de Dr. Nelson Senise pela Record/ RJ.
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires (autografado) pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Catálogo dos Editores Brasileiros de Affonso Romano de Sant Anna: Presidente pela Biblioteca Nacional/INL (1994)
>>> Fontes do Latim Vulgar : o Appendix Probi de Serafim da Silva Neto/ Autografado pela Livr. Academica/ RJ. (1956)
>>> Camões e Fernão Lopes de Thiers Martins Moreira/ Autografado pela Rio de Janeiro (1944)
>>> Ver- o- Peso: Estudos Antropológicos no Mercado de belém (Vol. II de Wilma Marques Leitão (organização) pela Paka- Tatu Ed. (2016)
>>> O Pensamento Vivo de Montaigne de André Gide/ Tradução: Sérgio Milliet pela Livr. Martins Ed. (1953)
>>> Na Beleza dos Lírios de John Updike pela Companhia das Letras (1997)
>>> O Nariz Detetive de Stella Carr/ Ilustrações: Avelino Guedes pela Scipione (2019)
>>> Bouvard e Pécuchet: Dois Patetas Iluminados de Gustave Flaubert pela Scipione (1988)
>>> Bouvard e Pécuchet: Dois Patetas Iluminados de Gustave Flaubert pela Scipione (1988)
>>> A Filha da Noite de Marion Zimmer pela Imago/ Rio de Janeiro (1986)
>>> Família e Mudança: O Familismo Numa Sociedade Arcaica em Transformação de C. A. Medina pela Vozes/ Ceris (1974)
>>> Quando Meu Pai Perdeu o Emprego de Wagner Costa pela Moderna/ SP. (1993)
>>> Fernão Lopes: Suas Crónicas Perdidas e a Crônica Geral do Reino... de A. de Magalhães Basto pela Livr. Progredir/ Lisboa (1943)
>>> Decifrar pessoas de Jo-Ellan Dimitrius e Mark Mazzarella pela Alegro (2000)
>>> Como fazer sabões e artigos de toucador de Ribeiro de mello pela Icone (1987)
>>> Pokémon extreme Batalha épica no mundo de dentro de Venom Extreme pela Sextante (2016)
ENSAIOS

Segunda-feira, 28/7/2008
O amor que choveu
Antonio Prata

+ de 12200 Acessos
+ 16 Comentário(s)

Era uma vez um menino que amava demais. Amava tanto, mas tanto, que o amor nem cabia dentro dele. Saía pelos olhos, brilhando, pela boca, cantando, pelas pernas, tremendo, pelas mãos, suando. (Só pelo umbigo é que não saía: o nó ali é tão bem dado que nunca houve um só que tenha soltado).

O menino sabia que o único jeito de resolver a questão era dando o amor à menina que amava. Mas como saber o que ela achava dele? Na classe, tinha mais quinze meninos. Na escola, trezentos. No mundo, vai saber, uns dois bilhões? Como é que ia acontecer de a menina se apaixonar justo por ele, que tinha se apaixonado por ela?

O menino tentou trancar o amor numa mala, mas não tinha como: nem sentando em cima o zíper fechava. Resolveu então congelar, mas era tão quente, o amor, que fundiu o freezer, queimou a tomada, derrubou a energia do prédio, do quarteirão e logo o menino saiu andando pela cidade escura ― só ele brilhando nas ruas, deixando pegadas de Star Fix por onde pisava.

O que é que eu faço? ― perguntou ao prefeito, ao amigo, ao doutor e a um pessoalzinho que passava a vida sentado em frente ao posto de gasolina. Fala pra ela! ― diziam todos, sem pensar duas vezes, mas ele não tinha coragem. E se ela não o amasse? E se não aceitasse todo o amor que ele tinha pra dar? Ele ia murchar que nem uva passa, explodir como bexiga e chorar até 31 de dezembro de 2978.

Tomou então a decisão: iria atirar seu amor ao mar. Um polvo que se agarrasse a ele ― se tem oito braços para os abraços, por que não quatro corações, para as suas paixões? Ele é que não dava conta, era só um menino, com apenas duas mãos e o maior sentimento do mundo.

Foi até a beira da praia e, sem pensar duas vezes, jogou. O que o menino não sabia era que seu amor era maior do que o mar. E o amor do menino fez o oceano evaporar. Ele chorou, chorou e chorou, pela morte do mar e de seu grande amor.

Até que sentiu uma gota na ponta do nariz. Depois outra, na orelha e mais outra, no dedão do pé. Era o mar, misturado ao amor do menino, que chovia do Saara à Belém, de Meca à Jerusalém. Choveu tanto que acabou molhando a menina que o menino amava. E assim que a água tocou sua língua, ela saiu correndo para a praia, pois já fazia meses que sentia o mesmo gosto, o gosto de um amor tão grande, mas tão grande, que já nem cabia dentro dela.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no blog de Antonio Prata no projeto Amores Expressos.


Antonio Prata
São Paulo, 28/7/2008

Mais Antonio Prata
Mais Acessados de Antonio Prata
01. Bar ruim é lindo, bicho - 17/9/2007
02. Direita, Esquerda ― Volver! - 25/2/2008
03. O amor que choveu - 28/7/2008
04. De cima da goiabeira - 23/4/2007
05. Diga: trinta e três - 20/9/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/7/2008
11h58min
Imaginei que haveria no último parágrafo um desfecho para o impactante primeiro parágrafo. Não houve. Fica para o próximo, espero...
[Leia outros Comentários de Antonio P. Andrade]
30/7/2008
08h48min
Antônio, é raro encontrar um texto tão sensível, tão poético. Parabéns!
[Leia outros Comentários de Stella Bousfield]
30/7/2008
09h17min
Vou enviar pro meu filhão, dia desses ele teve que jogar seu primeiro amor em algum lugar, choramos juntos, mas tudo ficou como está, ele adquiriu mais experiência e resguardo ao se entregar, o que é uma pena. É a vida.
[Leia outros Comentários de Conceição]
30/7/2008
10h55min
Amor assim só com uma enxurrada de sentimentos, e com uma catastrofe imensa, a ponto de perder a bússula da ternura... que está pautando sempre na busca da razão... mas embevecida pela emoção.
[Leia outros Comentários de manoel messias perei]
30/7/2008
20h10min
Que texto maravilhoso de ler. Um amor tão grande assim só poderia terminar correspondido. Questionamentos fantásticos; o amor ao surgir gera tanta dúvida, uma inquietação medonha, um medo de doer. A gente lê, relê e quer ler de novo. Tão bom quanto amar.
[Leia outros Comentários de Cristina Sampaio]
31/7/2008
09h32min
Vou enviar agora mesmo p/ aminha filha, depois remeto o comentário dela e o meu. Abraço.
[Leia outros Comentários de Odete Teresa Sutili ]
13/8/2008
15h54min
Que lindinho! Adorei. O amor é o mandamento mais importante da Bíblia, sem o amor, nada somos. Uma gotinha deste amor já traria grandes transformações a esta humanidade corrupta e sem coração. Vocé foi sensível o bastante para fazer uma gotinha deste amor brotar em meus olhos. Parabéns.
[Leia outros Comentários de Solange Boy]
27/8/2008
11h46min
Ah! Esse amor encharcado deveria tomar conta do mundo! Se cada gotinha dele tocasse os fazedores de guerra, hein?!!! Seria uma belezura, né, não? Amei você, Antônio Prata, que prateia os devaneios do amor...
[Leia outros Comentários de Solange de Paula]
27/8/2008
21h55min
Que texto gostoso!!!
[Leia outros Comentários de Marcia Silva]
2/9/2008
00h48min
Tão sensível e imensurável o tamanho de um amor.... Ah, se todos pudessem dar e se aquele... soubesse receber. Cada um de nós um dia já jogou ou vai atirar ao mar um amor que não cabe dentro do peito.
[Leia outros Comentários de Denise Loureiro ]
5/9/2008
08h34min
Ao ler esse conto, tão cedo que era, pensei, de repente, que ainda estava dormindo... e que o texto diante de mim era um sonho... um sonho lindo... que só a sensibilidade poética do autor pode nos dar. Lindo texto. Comovente dos 8 aos 80. Obrigada por nos brindar com tanta beleza!
[Leia outros Comentários de Conceição Lafayette]
5/9/2008
09h52min
Belíssimo, tocante, como é bom ler e amar textos assim...
[Leia outros Comentários de Rubens Macedo]
5/9/2008
15h02min
Envolvente, emocionante, simplesmente maravilhoso! Um amor tão grande e tão puro, como não se vê há muito tempo entre a garotada... Comecei a ler, e quando percebi, estava recitando emocionada! Realmente viajei na leitura e no AMOR. Grande Abraço e muito obrigada! Fátima Meira
[Leia outros Comentários de Fátima Meira]
6/9/2008
01h36min
Poesia em forma de prosa. Que bonitinho! Que meigo!
[Leia outros Comentários de Jose A Rodrigues]
7/9/2008
19h27min
Ele preenche, exala, não se contém. Tão pequeno de nome, tão grande de tamanho. Quase infinito. Quando alocado na alma, faz sentir como crianças... não se sabe o que fazer com ele. Melhor doar! Deve ser distribuído, doado... embora nem sempre retribuído!
[Leia outros Comentários de Edi Kersting ]
25/5/2011
10h19min
Como sempre, uma maravilha de texto! Parabéns! Um texto que deveria ser lido pelos nossos pequenos, por todos os estudantes e mesmo aqueles que já estudaram, mas que mantêm na memória seus tempos de garoto apaixonado.
[Leia outros Comentários de Ryoki Inoue]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS MESTRES DA INTERCOIFFURE MODA, ESSA ESPECIE DE VIRUS, MUTANTE FUGAZ
FERNANDO NATIVIDADE
ORANGE STAR
(2005)
R$ 30,00



REDES MÓVEIS - TECNOLOGIAS E ESPECTRO DE FREQÜENCIAS
VINÍCIUS OLIVEIRA CARAM GUIMARÃES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



A DAMA E O UNICÓRNIO
TRACY CHEVALIER
BERTRAND BRASIL
(2006)
R$ 15,00



QUERIDO DIÁRIO OTÁRIO 8 - NÃO É MINHA CULPA SE EU SEI DE TUDO
JIM BENTON
FUNDAMENTO
(2015)
R$ 34,00



PENSADORES
MARIO VITOR SANTOS
REALEJO
(2015)
R$ 54,90



BIBLIOTECA DA MATEMÁTICA MODERNA - VOLUME 5
ANTÔNIO MARMO DE OLIVEIRA E AGOSTINHO SILVA
LISA
(1976)
R$ 15,00



UM CERTO SUICÍDIO
PATRICIA HIGHSMITH
BEST SELLER
R$ 15,00



POLUIÇÃO DO AR: SAMUEL MURGEL BRANCO, EDUARDO MURGEL
SAMUEL MURGEL BRANCO; EDUARDO MURGEL
MODERNA
(1995)
R$ 8,00



MEMÓRIAS DE ADRIANO
MARGUERITE YOURCENAR
NOVA FRONTEIRA
(1985)
R$ 4,90



OBSTETRÍCIA VOLUME 1 - DIAGNÓSTICO DE GRAVIDEZ
EQUIPE MEDCURSO
MEDCURSO
(2012)
R$ 4,99





busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês