A mulher madura | Affonso Romano de Sant'Anna

busca | avançada
61604 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Perfil (& Entrevista)
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Aconselhamentos aos casais ― módulo I
>>> Violões do Brasil
>>> Heróis improváveis telefonam...
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> Na minha opinião...
>>> Amores & Arte de Amar, de Ovídio
>>> VOCÊS
>>> As sombras e os muros de José J. Veiga
Mais Recentes
>>> Português - uma Proposta para o Letramento - Livro 5 de Magda Soares pela Moderna (2002)
>>> Brasa e a Caverna de Indios de Maria Clara Machado pela Ediouro
>>> Stalin O Milagro Ruso de Emil Ludwig pela Inter-Americana (1942)
>>> O Que os Olhos Não Vêem de Fr. Anselmo Fracasso pela Vozes (1991)
>>> Estatuto da Crianca e do Adolescente de Camara dos Deputados pela Camara dos Deputados (2003)
>>> Da África e Sobre a África: Textos de Lá e de Cá de Emilia Machado; Mariucha Rocha; Ninfa Parreiras pela Cortez (2012)
>>> O Relacionamento com o Doente de Jacques Sarano pela Epu Ed. (1978)
>>> O Labor da Morte - uma Dança Macabra de Ferdinand Barth pela Sebo Clepsidra (2021)
>>> O Bruxo de Maria Adelaide Amaral pela Globo (2000)
>>> Ich Bin Der Herr Deiner Angst de Stephan M Rother pela Rowolth (2012)
>>> Princípios Penais da Legalidade à Culpabilidade de Claudio do Prado Amaral pela Ibccrim (2003)
>>> Moderna Plus Biologia 2 - Parte II de Amabis Martho pela Moderna (2009)
>>> Os Hititas e as Antigas Civilizações Anatolianas de Philippe Conrad pela Ferni Editions (1968)
>>> Campeões do Mundo de Dias Gomes pela Bertrand Brasil (2015)
>>> As Pequenas Raposas de Lilian Hellman pela José Olympio (2009)
>>> A Poesia Sou Eu de Luís Augusto Cassas pela Imago
>>> Histórias Brasileiras de Verão de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (1999)
>>> Dicionário de Contabilidade de A. Lopes de Sá; A. M Lopes de Sá pela Atlas (1986)
>>> El Espirito de Carlos Bernardo Conzalez Pecotche pela Editorial Logosofia (2007)
>>> O Fruto do Ventre de Ryoki Inoue pela Record (2008)
>>> Cem Erros Que um Executivo Comete ao Redigir( Mas Não Poderia Cometer) de Laurinda Grion pela Prol
>>> Ilusões: as Aventuras de um Messias Indeciso de Richard Bach pela Record (1977)
>>> Panorama dos Estados Unidos de Richard C. Schroeder pela Embaixada dos EUA (1976)
>>> Como Resolver as Crises de Antigerência de Ichak Adizes pela Pioneira
>>> O Garoto Verde de Toni Brandão pela A Caixa Verde (2008)
ENSAIOS

Segunda-feira, 14/12/2009
A mulher madura
Affonso Romano de Sant'Anna

+ de 16100 Acessos
+ 1 Comentário(s)


Flamenco Woman Painting, de Richard Young

O rosto da mulher madura entrou na moldura de meus olhos.

De repente, a surpreendo num banco olhando de soslaio, aguardando sua vez no balcão. Outras vezes ela passa por mim na rua entre os camelôs. Vezes outras a entrevejo no espelho de uma joalheria. A mulher madura, com seu rosto denso esculpido como o de uma atriz grega, tem qualquer coisa de Melina Mercouri ou de Anouke Aimé.

Há uma serenidade nos seus gestos, longe dos desperdícios da adolescência, quando se esbanjam pernas, braços e bocas ruidosamente. A adolescente não sabe ainda os limites de seu corpo e vai florescendo estabanada. É como um nadador principiante, faz muito barulho, joga muita água para os lados. Enfim, desborda.

A mulher madura nada no tempo e flui com a serenidade de um peixe. O silêncio em torno de seus gestos tem algo do repouso da garça sobre o lago. Seu olhar sobre os objetos não é de gula ou de concupiscência. Seus olhos não violam as coisas, mas as envolvem ternamente. Sabem a distância entre seu corpo e o mundo.

A mulher madura é assim: tem algo de orquídea que brota exclusiva de um tronco, inteira. Não é um canteiro de margaridas jovens tagarelando nas manhãs.

A adolescente, com o brilho de seus cabelos, com essa irradiação que vem dos dentes e dos olhos, nos extasia. Mas a mulher madura tem um som de adágio em suas formas. E até no gozo ela soa com a profundidade de um violoncelo e a sutileza de um oboé sobre a campina do leito.

A boca da mulher madura tem uma indizível sabedoria. Ela chorou na madrugada e abriu-se em opaco espanto. Ela conheceu a traição e ela mesma saiu sozinha para se deixar invadir pela dimensão de outros corpos. Por isto as suas mãos são líricas no drama e repõem no seu corpo um aprendizado da macia paina de setembro e abril.

O corpo da mulher madura é um corpo que já tem história. Inscrições se fizeram em sua superfície. Seu corpo não é como na adolescência uma pura e agreste possibilidade. Ela conhece seus mecanismos, apalpa suas mensagens, decodifica as ameaças numa intimidade respeitosa.

Sei que falo de uma certa mulher madura localizada numa classe social, e os mais politizados têm que ter condescendência e me entender. A maturidade também vem à mulher pobre, mas vem com tal violência que o verde se perverte e sobre os casebres e corpos tudo se reveste de uma marrom tristeza.

Na verdade, talvez a mulher madura não se saiba assim inteira ante seu olho interior. Talvez a sua aura se inscreva melhor no olho exterior, que a maturidade é também algo que o outro nos confere, complementarmente. Maturidade é essa coisa dupla: um jogo de espelhos revelador.

Cada idade tem seu esplendor. É um equívoco pensá-lo apenas como um relâmpago de juventude, um brilho de raquetes e pernas sobre as praias do tempo. Cada idade tem seu brilho e é preciso que cada um descubra o fulgor do próprio corpo.

A mulher madura está pronta para algo definitivo.

Merece, por exemplo, sentar-se naquela praça de Siena à tarde acompanhando com o complacente olhar o vôo das andorinhas e as crianças a brincar. A mulher madura tem esse ar de que, enfim, está pronta para ir à Grécia. Descolou-se da superfície das coisas. Merece profundidades. Por isto, pode-se dizer que a mulher madura não ostenta jóias. As jóias brotaram de seu tronco, incorporaram-se naturalmente ao seu rosto, como se fossem prendas do tempo.

A mulher madura é um ser luminoso, repousante às quatro horas da tarde, quando as sereias se banham e saem discretamente perfumadas com seus filhos pelos parques do dia. Pena que seu marido não note, perdido que está nos escritórios e mesquinhas ações nos múltiplos mercados dos gestos. Ele não sabe, mas deveria voltar para casa tão maduro quanto Yves Montand e Paul Newman, quando nos seus filmes.

Sobretudo, o primeiro namorado ou o primeiro marido não sabem o que perderam em não esperá-la madurar. Ali está uma mulher madura, mais que nunca pronta para quem a souber amar.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no livro A mulher madura. Leia também "É preciso aprender a ser mulher".


Affonso Romano de Sant'Anna
Rio de Janeiro, 14/12/2009

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sobre o preço dos e-books de Raphael Vidal
02. Passado e futuro da comunicação de Charles Cadé
03. Um kadish para Tony Judt de Sérgio Augusto
04. O entusiasmo de Lobato de Miguel Sanches Neto
05. A blogueira e o estruturalista de Sérgio Rodrigues


Mais Affonso Romano de Sant'Anna
Mais Acessados de Affonso Romano de Sant'Anna
01. A mulher madura - 14/12/2009
02. Duchamp e o Dadá - 20/2/2006
03. Morreu Vinicius de Moraes - 3/8/2009
04. Obras-primas recusadas - 19/3/2007
05. Situação da poesia hoje - 8/9/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
15/12/2009
17h55min
ARS é o pinguim na geladeira da literatura brasileira.
[Leia outros Comentários de Guilherme]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Dicionario de Sonhos
Zolar
Nova Era
(2008)



God Child volume 6
Kaori Yuki
Panini comics
(2008)



Dicionario de Termos Militares Português-inglês - Inglês-portuguê
Estabelecimento General Gustavo Cordeiro de F
Eggcf
(1968)



Organização, Sistemas e Métodos
Antonio Nival Correia
Lcte
(2002)



Rosas Com Amor
Francisco Cândido Xavier
Instituto de Fusão Espírita
(1980)



Stand Creci - Rj Para Corretores De Imóveis
Vários
Creci - Rj
(2013)



Como Criar Em Iluminação
Design Museum
Gutenberg
(2012)



Documentos Históricos do Brasil
Arno Wehling
Lacerda Editores
(1999)



Veja - Dez Anos Em Dez Temas
Eurípedes Alcântara
Abril
(2016)



Como Obter Resultados Positivos Sistematicamente
Surya Lovejoy
Makron Books
(1994)





busca | avançada
61604 visitas/dia
1,8 milhão/mês