Digestivo nº 300 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
45848 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 20/10/2006
Digestivo nº 300
Julio Daio Borges

+ de 1600 Acessos
+ 4 Comentário(s)




Imprensa >>> Les Indispensables
Enquanto o formato CD atingia o auge e depois a queda, a imprensa musical não se animou a soltar novos títulos. Havia outras maneiras mais interessantes de se perder dinheiro, diziam. Por exemplo, com uma amante argentina. O irônico, ainda no tocante a publicações musicais, é que hoje a mesma Argentina serve de modelo para o Brasil. A Argentina não teve a sua Bizz – pelo menos, não com esse nome –, mas está na nossa frente com a sua versão da Rolling Stone (igualzinha à original, só que em espanhol) e com a sua adaptação para Les Inrockuptibles (esta uma revista inicialmente francesa). Por aqui, temos assistido às campanhas agressivas da velha Bizz (as últimas duas edições, respectivamente, com John Lennon e Renato Russo) e há quem anuncie a Rolling Stone brasileira (para quem não se lembra, já em sua segunda encarnação). Em termos de periódicos, e considerando-se o ocaso do CD (e do DVD), é um boom editorialmente tardio. Primeiro, porque havia muito mais dinheiro circulando, no reino da indústria fonográfica, nos anos 90. Segundo, porque imprimir papel, depois da internet, não faz muito sentido (sobretudo para as novas gerações...). Embora o público seja outro, os publishers parecem se inspirar no aumento recente da tiragem de uma New Yorker ou de uma Economist. No Brasil, vale repetir, é sintomático que o melhor site sobre música, nesse formato de revista eletrônica, seja ainda o CliqueMusic (do início do milênio, mas abandonado logo depois...). Apesar do TramaVirtual (outra proposta) e do Music News (mais uma newsletter). Será que uma nação musical como a nossa reencontrará sua fórmula? Não perca a resposta nos próximos, e emocionantes, capítulos. [Comente esta Nota]
>>> Los Inrockuptibles
 



Música >>> Entrance
Ainda que um tenha se originado a partir do rock e que o outro tenha praticamente fundado a noção de MPB (que ninguém aqui se esqueça da polêmica envolvendo a guitarra elétrica!), vale a pena malcomparar Fito Paez e Caetano Veloso. São dois ícones pop que, a exemplo da bossa nova, fazem mais sucesso fora (e são mais respeitados lá) do que em seu país de origem. Cansado de apanhar da crítica a cada novo disco, o nosso Caetano anda cada vez mais quieto em seus lançamentos em áudio. Do último, , ninguém ouviu falar. Os lojistas, na falta de uma classificação melhor, já o apelidaram de “Caetano com guitarras” ou de “Caetano tocando rock”. Já Fito Paez está, em forma de poster gigante, forrando as principais lojas de discos de seu país (ou as que ainda restaram...). Seu CD recebeu o título de El mundo cabe en una canción e a imprensa local não se dispõe nem mesmo a resenhá-lo. Reserva, para ele, um minúsculo espaço; lança dúvidas e não estabelece nenhum juízo sólido. Como se Fito Paez fosse uma doença contagiosa (como, aqui, o é Caetano). O fato é que El mundo... não soa mal, apesar de os compatriotas do autor terem razão: registra inquietações muitas, mas não apresenta necessariamente novidades. Como Caetano, Fito cresceu demais internacionalmente – e até há pouco era mais conhecido como marido de Cecilia Roth, a protagonista de Tudo sobre minha mãe (1999). E Caetano era aquele que cantava “Cucurrucucu Paloma”... Tudo culpa do Almodóvar. (Aliás, o modelo atual de felicidade para Paez é Victoria Abril.) São, no mau sentido, “antenas da raça”. Entre um verso e outro de uma gravação, se vêem obrigados a fazer um statement. Como o diretor de colégio em O Ateneu, estão condenados à obsessão da própria estátua. Pena para a música dos países dos dois... [Comente esta Nota]
>>> El mundo cabe en una canción - Fito Paez
 



Literatura >>> Fervor de Buenos Aires
Borges também ficou conhecido por seus ares oraculares e por sua aparições públicas – cênicas, às quais já se dedicaram até alguns livros... Mas Borges, como qualquer pessoa, possuía seu duplo. Daqui a algumas semanas, está vindo à tona um Borges privado – também em formato de livro... Não, não é mais um lançamento duvidoso de Maria Kodama. São as anotações do diário de Adolfo Bioy Casares, a maior amizade em toda a vida de Jorge Luis Borges. O amigo fiel (ou infiel?) tratava de registrar os papos com o Bruxo, de duas a três vezes por semana, quando este comparecia à sua casa para jantar. Surge, então, um Borges muito menos diplomático que o de costume, mas tão interessante quanto (ou mais). Espanta um pouco que o erudito, que tinha por hábito embasar qualquer colocação, chame, por exemplo, Thomas Mann de “idiota”. Ou que não veja muita graça nos monumentos literários construídos por Joyce, embora reconheça, em sua linguagem, algo de “endiabrado”. Ou, finalmente, que menospreze a obra de contemporâneos como Ernesto Sabato (com o qual Borges teve, a propósito, um encontro – em livro aqui no Brasil...). A justificativa para essas e outras divertidas boutades reside na certeza – compartilhada por Borges e Bioy Casares – de que o escritor deve preservar apenas aquilo que diz respeito a seus temas, o resto deve terminantemente descartar. (Os autores brasileiros, eternamente fazendo média e escrevendo prefácios inócuos, vão se horrorizar.) Para quem não se interessa muito pela língua solta borgiana, o volume, intitulado simplesmente Borges, promete vir recheado de novos juízos literários bem-comportados. Felizmente, Borges ainda pode ser Borges – mesmo que por vias tortas. [Comente esta Nota]
>>> Borges, de Adolfo Bioy Casares: dos amigos implacables
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/10/2006
01h49min
O escritor pode falar o que bem entender, quando com amigos. A coisa muda de figura quando ele vai a público. Todos temos o direito de falar o que bem entendermos, quando bem quisermos. Mas será que Borges chamaria Mann de "idiota" em uma entrevista? Creio que não. Poderia criticar o autor, mas não xingá-lo. A isto, chamamos de bom senso. Acredito que Borges tinha, apesar de saber muito pouco sobre sua vida pessoal e seus comentários.
[Leia outros Comentários de Rafael Rodrigues]
16/10/2006
19h02min
Esse cara Fito Paez é realmente um ícone da música latina. Mas ainda gosto mais do Caetano. Fito Paez sempre aparece com suas canções melodiosas e em algumas vezes questiona socialmente as políticas sociais de sua terra. Fito fita com a MPB e suas músicas são bem vindas aqui!!!
[Leia outros Comentários de Clovis Ribeiro]
17/10/2006
07h42min
A música sempre é nossa eterna companheira, temos sempre um encontro com a arte da harmonia aliada ao ritmo ou balanço, na ternura do rock, na beleza do samba, na alegria dos afoxés e na singeleza de quem sabe cantar ou tocar. Se há uma ilusão que não devemos nunca apagar é a musica, que fica como uma doce poesia harmoniosa pra sempre em nós.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
25/10/2006
10h17min
boa dica de leitura, tanto a matéria do la nación quanto o livro. não se esqueça de acusar o lançamento em espanhol ou português. outra coisa... vc saberia dizer se este é um tipo de continuação daquelo outro livro do bioy, "descanso de caminantes"?
[Leia outros Comentários de eassis]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ENGLISH. COMMONLY MISSPELLED AND CONFUSING WORDS - COL RESUMÃO
STEVEN BERNER
BARROS FISCHER & ASSOCIADOS
(2015)
R$ 15,90



ANTOLOGIA POÉTICA
FERNANDO PESSOA
RBA
(1994)
R$ 9,70



REMEMBER BE HERE NOW BY HANUMAN FOUNDATION
HANUMAN FOUNDATION
HANUMAN FOUNDATION
(1971)
R$ 380,00
+ frete grátis



ANIMAÇÃO GRÁFICA NO PC BASEADA EM C PARA WINDOWS
EDUARD MONTGOMERY
ALTA BOOKS
(2005)
R$ 40,00



HISTORIA DA CIVILIZAÇÃO
ROBERTO ACCIOLI
MEC BLOCH
(1980)
R$ 4,00



O DESIGN DO DIA-A-DIA
DONALD A. NORMAN
ROCCO
(2006)
R$ 250,00



RIA DA MINHA VIDA ANTES QUE EU VOLTE A RIR DA SUA 2
EVANDRO A. DAOLIO
ARX
(2002)
R$ 4,70



LE CAPITAINE FRACASSE (TOME 1 E TOME 2)
THÉOPHILE GAUTIER (CAPA DURA)
NELSON
(1939)
R$ 29,82



O CÉU E O INFERNO
ALLAN KARDEC
FEB
(1982)
R$ 38,00
+ frete grátis



TEATRO BRASILEIRO VOL 6 (AUTOGRAFADO)
DIONISIO NETO/PEDRO BRICIO/SÉRGIO ROVERI/ROSANGELA
HAMDAN
(2005)
R$ 40,00





busca | avançada
45848 visitas/dia
1,4 milhão/mês