Digestivo nº 459 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
28111 visitas/dia
949 mil/mês
Mais Recentes
>>> Estação Plural entrevista VJ e blogueira Titi Müller em novo dia na TV Brasil
>>> Samba na Gamboa celebra a obra de Lupicínio Rodrigues nesta segunda (29/8)
>>> Escritora Conceição Evaristo conversa com Aderbal Freire-Filho no Arte do Artista
>>> TV Brasil estreia premiada série O Tempo entre Costuras nesta sexta (26)
>>> Baile da Melhor Idade no Pátio Alcântara
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius
>>> Sobre os três primeiros romances de Lúcio Cardoso
>>> Meu querido mendigo
>>> Na hora do batismo
>>> Simone Weil no palco: pergunta em forma de vida
>>> Existe na cidade alguém, assim como você...
>>> Eleições nos Estados Unidos
>>> Os dinossauros resistem, poesia de André L Pinto
>>> A que ponto chegamos, EUA!
>>> Caiu na rede, virou social
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lançamento e workshop em BH
>>> Reid Hoffman por Tim Ferriss
>>> Software Programs the World
>>> Daphne Koller do Coursera
>>> The Sharing Economy
>>> Kevin Kelly por Tim Ferriss
>>> Deepak Chopra Speaker Series
>>> Nick Denton sobre Peter Thiel
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> Elon Musk Code Conference 2016
Últimos Posts
>>> Bel Pesce, empreendedorismo e crowdfunding
>>> Todos à USP!
>>> O acumulador
>>> A ABSTRATA MARGEM
>>> Rua da infância
>>> Nada disso estaria acontecendo...
>>> 180°
>>> Espírito Olímpico
>>> O homem nu
>>> Casulo de névoas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Livro (e filme) sobre Facebook
>>> Essa São Paulo que ri, essa São Paulo que chora
>>> Entrevista com Marici Salomão
>>> Vestibular, Dois Irmãos e Milton Hatoum
>>> Leitura, segundo Eça
>>> A volta do quadrinho nacional
>>> Uma Srta. e um Blog
>>> O poeta, a pedra e o caminho
>>> Chico Buarque falou por nós
>>> Os 100 maiores cientistas
Mais Recentes
>>> Memória de Elefante
>>> Respiração Artificial
>>> Planeta 23
>>> Prolegômenos a toda Metafísica Futura, que Possa Apresentar-se como Ciência
>>> Bibliografia de Antônio Cândido e Textos de Intervenção
>>> Eneagrama- Um Caminho para o seu Sucesso Individual e Profissional
>>> Apocalipse II
>>> A cartilha da nova mãe
>>> Vila dos Confins
>>> Showrnalismo- A notícia como espetáculo
>>> Arte de Ser Mulher- Manual de Consciência Corporal
>>> Freud- Estudo Crítico da Psicanálise.
>>> Revolução da Esperança
>>> Espírito de Miséria
>>> Jornada Xamânica ( Inclui CD para Meditação)
>>> O Simbolo da Transformação na Missa
>>> Planeta 15
>>> Angústia
>>> O Graal- Arthur e Seus Cavaleiros- Leitura Simbólica
>>> Tavares Bastos (Aureliano Cândido 1839-1875)
>>> Epitecto e a Sabedoria Estoica
>>> Ensaios de antropologia brasiliana
>>> Do Brasil Filipino ao Brasil de 1640
>>> Cenas Noturnas na Bíblia- Tardes e Manhãs, que conduzem ao dia perfeito
>>> Assuma o Controle de Sua Vida-Como dizer Não à Manipulação Emocional
>>> A conquista do deserto ocidental
>>> Individuação Junguiana
>>> Mar Morto
>>> Viagem ao centro da Terra
>>> Cordel para Crianças (Caixinha com 10 Títulos)
>>> 40 Anos de Teatro (Volume 3) - Mario Nunes
>>> 40 Anos de Teatro (Volume 2) Mário Nunes
>>> Curso de Cenografia - Di Cavalcanti
>>> Apolonia Pinto e o seu tempo - Coleção DIONYSOS
>>> Revista DIONYSOS - nº 5 (Fevereiro de 1955)
>>> Revista DIONYSOS - nº 26 (Especial: Teatro Oficina)
>>> Revista DIONYSOS - nº 24 (Especial: Teatro de Arena)
>>> Revista DIONYSOS - nº 22 (Os Comediantes)
>>> Revista DIONYSOS nº 16 (Teatro)
>>> Revista DIONYSOS - nº 25 (TBC - Teatro Brasilerio de Comédia)
>>> Revista DIONYSOS nº 23 (Teatro)
>>> Janeiro de Grandes Espetáculos - Origem e Perspectivas - 2ª Edição Revista e Ampliada
>>> Janeiro de Grandes Espetáculos - Origem e Perspectivas
>>> Incidentes em Antares - Érico Veríssimo
>>> Sabedoria Persa
>>> O Barão nas Árvores - Italo Calvino
>>> Solano Trindade - Poemas Antológicos
>>> A invenção de Hugo Cabret
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras
>>> Cidades Brasileiras - O passado e o presente
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 26/3/2010
Digestivo nº 459
Julio Daio Borges

+ de 1900 Acessos




Imprensa >>> Como os jornais vão sobreviver na era da internet?, por Hal Varian
Passou quase em brancas nuvens, o livro de Alice Sampaio, “Amor na Internet”. Se fosse lançado na época da “febre” (ou da “bolha”), há três ou quatro anos atrás, teria se transformado em best-seller; mas não se transformou. Afinal, quem andou por chats, lá pelo fim dos anos 90, deve ter inevitavelmente cruzado com essa jornalista que caçava histórias de vida para o seu romance. Nesse aspecto, o volume cumpre sua promessa: a pesquisa de Alice Sampaio foi extensiva e ela compilou mais de 15 casos de amor (todos extrapolaram a Web para desembocar na realidade). Há desde adolescentes, em sua compulsão pelo “ficar” (potencializado pela rapidez e pela praticidade), até cinqüentões avessos à tecnologia que, sábios, fazem da internet um meio, não uma mensagem. Para enriquecer esse universo, e sua posterior análise, a autora convidou psicólogos, psiquiatras e psicanalistas para ajudá-la a entender os comportamentos e os tipos de relacionamento que a nova ferramenta proporciona. Em geral, os pontos de vista são bastante “conservadores”, no sentido de não aceitarem ou não compreenderem que os sites de encontro, as salas de bate-papo e os e-mails falham – e falham amplamente – como armas para combater a solidão e o desamor. Não confundir, porém, com uma abordagem fria e distante do problema. Alice Sampaio, por exemplo, mergulha em experiências pessoais e, ao final do trabalho, abre ela mesma o coração para dizer que o príncipe... – bem, o príncipe... – ganhou asas e voou. O que motiva a leitura das mais de trezentas páginas, contudo, talvez seja aquela índole voyeurista, a mesma que vasculha as novelas e os reality shows, atrás de quentes emoções (há várias no livro). Embora não seja “aquele tratado antropológico”, aborda essa realidade que, para muitos, é mais real do que a outra, a original: a realidade do internauta. [3 Comentário(s)]
>>> Newspaper economics: online and offline (áudio | slides)
 



Literatura >>> A Reinvenção da Leitura, na Época Negócios
Passou quase em brancas nuvens, o livro de Alice Sampaio, “Amor na Internet”. Se fosse lançado na época da “febre” (ou da “bolha”), há três ou quatro anos atrás, teria se transformado em best-seller; mas não se transformou. Afinal, quem andou por chats, lá pelo fim dos anos 90, deve ter inevitavelmente cruzado com essa jornalista que caçava histórias de vida para o seu romance. Nesse aspecto, o volume cumpre sua promessa: a pesquisa de Alice Sampaio foi extensiva e ela compilou mais de 15 casos de amor (todos extrapolaram a Web para desembocar na realidade). Há desde adolescentes, em sua compulsão pelo “ficar” (potencializado pela rapidez e pela praticidade), até cinqüentões avessos à tecnologia que, sábios, fazem da internet um meio, não uma mensagem. Para enriquecer esse universo, e sua posterior análise, a autora convidou psicólogos, psiquiatras e psicanalistas para ajudá-la a entender os comportamentos e os tipos de relacionamento que a nova ferramenta proporciona. Em geral, os pontos de vista são bastante “conservadores”, no sentido de não aceitarem ou não compreenderem que os sites de encontro, as salas de bate-papo e os e-mails falham – e falham amplamente – como armas para combater a solidão e o desamor. Não confundir, porém, com uma abordagem fria e distante do problema. Alice Sampaio, por exemplo, mergulha em experiências pessoais e, ao final do trabalho, abre ela mesma o coração para dizer que o príncipe... – bem, o príncipe... – ganhou asas e voou. O que motiva a leitura das mais de trezentas páginas, contudo, talvez seja aquela índole voyeurista, a mesma que vasculha as novelas e os reality shows, atrás de quentes emoções (há várias no livro). Embora não seja “aquele tratado antropológico”, aborda essa realidade que, para muitos, é mais real do que a outra, a original: a realidade do internauta. [1 Comentário(s)]
>>> Época Negócios
 



Internet >>> Crowdsourcing, o livro de Jeff Howe
Passou quase em brancas nuvens, o livro de Alice Sampaio, “Amor na Internet”. Se fosse lançado na época da “febre” (ou da “bolha”), há três ou quatro anos atrás, teria se transformado em best-seller; mas não se transformou. Afinal, quem andou por chats, lá pelo fim dos anos 90, deve ter inevitavelmente cruzado com essa jornalista que caçava histórias de vida para o seu romance. Nesse aspecto, o volume cumpre sua promessa: a pesquisa de Alice Sampaio foi extensiva e ela compilou mais de 15 casos de amor (todos extrapolaram a Web para desembocar na realidade). Há desde adolescentes, em sua compulsão pelo “ficar” (potencializado pela rapidez e pela praticidade), até cinqüentões avessos à tecnologia que, sábios, fazem da internet um meio, não uma mensagem. Para enriquecer esse universo, e sua posterior análise, a autora convidou psicólogos, psiquiatras e psicanalistas para ajudá-la a entender os comportamentos e os tipos de relacionamento que a nova ferramenta proporciona. Em geral, os pontos de vista são bastante “conservadores”, no sentido de não aceitarem ou não compreenderem que os sites de encontro, as salas de bate-papo e os e-mails falham – e falham amplamente – como armas para combater a solidão e o desamor. Não confundir, porém, com uma abordagem fria e distante do problema. Alice Sampaio, por exemplo, mergulha em experiências pessoais e, ao final do trabalho, abre ela mesma o coração para dizer que o príncipe... – bem, o príncipe... – ganhou asas e voou. O que motiva a leitura das mais de trezentas páginas, contudo, talvez seja aquela índole voyeurista, a mesma que vasculha as novelas e os reality shows, atrás de quentes emoções (há várias no livro). Embora não seja “aquele tratado antropológico”, aborda essa realidade que, para muitos, é mais real do que a outra, a original: a realidade do internauta. [Comente esta Nota]
>>> Crowdsourcing
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GENERALIZED METHOD OF MOMENTS ESTIMATION
LASZLO MATYAS EDITOR
LASZLO MATYAS
(1999)



CHAMA NEGRA
ALYSON NOËL
INTRÍNSECA
(2011)



CURANDO O INCURÁVEL- TRIUNDO SOBRE O CÂNCER COM A TERAPIA DO FUTURO
BEATA BISHOP
HERESIS
(2005)



O LIVRO NEGRO
ORHAN PAMUK
COMPANHIA DAS LETRAS
(2008)
+ frete grátis



NO FIM DÁ CERTO
FERNANDO SABINO
RECORD
(2000)
+ frete grátis



TÉCNICA OPERATÓRIA E CIRURGIA EXPERIMENTAL
RUY GARCIA MARQUES (ORG.)
GUANABARA KOOGAN
(2005)
+ frete grátis



SEMINÁRIO DOS RATOS
LYGIA FAGUNDES TELLES
JOSÉ OLYMPIO
(1977)
+ frete grátis



C.G.JUNG- O PROFETA ATORMENTADO
PAUL STERN
DIFEL
(1977)
+ frete grátis



U. F. OS AND THEIR MISSION IMPOSSIBLE
CLIFFORD WILSON
WORD OF TRUTH PRODUCTIONS
(1974)
+ frete grátis



TESTEMUNHAS DA CRUZ- TRILOGIA ACTOS DOS APÓSTOLOS
JNSR
BOA NOVA
(1999)
+ frete grátis





busca | avançada
28111 visitas/dia
949 mil/mês