Digestivo nº 459 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
31120 visitas/dia
846 mil/mês
Mais Recentes
>>> O Brasil Visto do Céu faz um passeio pela costa do Sudeste
>>> REVISTA D+ CONQUISTA ABRANGÊNCIA NACIONAL
>>> Nicole Borger apresenta o CD "Raízes/Roots" na Casa-Museu Ema Klabin
>>> TV Brasil apresenta o premiado curta 'Meu amigo Nietzsche' nesta sexta (23/9)
>>> Língua de Gato: nasce um grupo que canta histórias e encanta as crianças
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Quixote de Will Eisner
>>> Era uma vez um inverno
>>> Caindo as fichas do machismo
>>> Uma livrada na cara
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Srta Peregrine e suas crianças peculiares
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius
>>> Sobre os três primeiros romances de Lúcio Cardoso
>>> Meu querido mendigo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Lançamento e workshop em BH
>>> Reid Hoffman por Tim Ferriss
>>> Software Programs the World
>>> Daphne Koller do Coursera
>>> The Sharing Economy
>>> Kevin Kelly por Tim Ferriss
>>> Deepak Chopra Speaker Series
>>> Nick Denton sobre Peter Thiel
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
Últimos Posts
>>> Natureza do som
>>> Insone
>>> Sobre a Filosofia (obrigatória) no ensino médio
>>> Estátuas de areia
>>> Diário de um niilista
>>> 10.049 km pelo Brasil
>>> Como responder a pergunta: você não trabalha?
>>> Poesia
>>> Yo no quiero más
>>> Quando o real copia a ficção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O desafio de publicar
>>> Web 2.0 no Brasil
>>> Método
>>> Lamartine Babo e futebol, uma simbiose
>>> Tempo vida poesia 3/5
>>> A diferença entre baixa cultura e alta cultura
>>> Eleições Americanas - fatos e versões
>>> Eleições Americanas - fatos e versões
>>> Mamãe Natureza
>>> Sonia Regina Rocha Rodrigues
Mais Recentes
>>> Fábulas Divertidas
>>> Bolt - O Livro do Filme
>>> O Sapo com Medo Dágua
>>> As Férias de Terezinha
>>> Proibido para Maiores (continua) - Mais piadas para Crianças
>>> Vamos ao Aguário - Imãs Divertidos
>>> Rabito O Rato
>>> João e o Pé de Feijão - Contos Clássicos em Quadrinhos
>>> Tuca e Dedé Descobrem o Cerrado
>>> João e o Pé de Feijão
>>> Orando Antes de Levantar
>>> Responsabilidade - Turma do João
>>> Beleléu
>>> Luísa e Samira brigam
>>> Conquistando o inimigo- Nelson Mandela e o jogo que uniu a África do Sul
>>> A magia existe?
>>> Uma questão de amor - Romance entre mulheres
>>> As cinco tentações de um executivo
>>> Dando a volta por baixo - Manual para Separações
>>> Um marido ideal
>>> Como empreender sem capital
>>> Terapia del Estrés, Fobias y Adicciones-Com Terapia del Campo Mental y Espiritualidad
>>> Peregrinação - volume ll
>>> Peregrinação - volume l
>>> Autobiografia de Henrique VIII - volume III
>>> Bóxer
>>> Batman - O Cavaleiro das Trevas (Edição Definitiva)
>>> Le grand Livre de la Vierge
>>> Historia Geral Da Africa - Vol. 6
>>> Bellini - O Primeiro Capitão Campeão
>>> Sobre Educação e Juventude
>>> Fluminense Tetracampeão - Livro Oficial da Conquista
>>> História do Brasil V.1. Período Colonial
>>> Avenida Dropsie: A Vizinhança
>>> Max Perkins - Um Editor de Gênios
>>> Notas sobre Caso Neurose Obsessiva - O Homem Rato
>>> Superexposição
>>> O Poder das Imagens
>>> Edu Lobo - São Bonitas As Canções
>>> História das lágrimas
>>> A Realidade Oculta
>>> Roland Barthes - Uma Biografia Intelectual
>>> Surdez & Educação - 2ª ed. Revista e Ampliada
>>> Moderna Cozinha Japonesa
>>> O Caldeirão do Diabo
>>> A escrava Isaura
>>> O Teatro da Memória de Giulio Camillo
>>> Na Trilha das Ferrovias
>>> Kafka: Pró e Contra - Os Autos do Processo
>>> O Terceiro Reich
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 26/3/2010
Digestivo nº 459
Julio Daio Borges

+ de 1900 Acessos




Imprensa >>> Como os jornais vão sobreviver na era da internet?, por Hal Varian
Passou quase em brancas nuvens, o livro de Alice Sampaio, “Amor na Internet”. Se fosse lançado na época da “febre” (ou da “bolha”), há três ou quatro anos atrás, teria se transformado em best-seller; mas não se transformou. Afinal, quem andou por chats, lá pelo fim dos anos 90, deve ter inevitavelmente cruzado com essa jornalista que caçava histórias de vida para o seu romance. Nesse aspecto, o volume cumpre sua promessa: a pesquisa de Alice Sampaio foi extensiva e ela compilou mais de 15 casos de amor (todos extrapolaram a Web para desembocar na realidade). Há desde adolescentes, em sua compulsão pelo “ficar” (potencializado pela rapidez e pela praticidade), até cinqüentões avessos à tecnologia que, sábios, fazem da internet um meio, não uma mensagem. Para enriquecer esse universo, e sua posterior análise, a autora convidou psicólogos, psiquiatras e psicanalistas para ajudá-la a entender os comportamentos e os tipos de relacionamento que a nova ferramenta proporciona. Em geral, os pontos de vista são bastante “conservadores”, no sentido de não aceitarem ou não compreenderem que os sites de encontro, as salas de bate-papo e os e-mails falham – e falham amplamente – como armas para combater a solidão e o desamor. Não confundir, porém, com uma abordagem fria e distante do problema. Alice Sampaio, por exemplo, mergulha em experiências pessoais e, ao final do trabalho, abre ela mesma o coração para dizer que o príncipe... – bem, o príncipe... – ganhou asas e voou. O que motiva a leitura das mais de trezentas páginas, contudo, talvez seja aquela índole voyeurista, a mesma que vasculha as novelas e os reality shows, atrás de quentes emoções (há várias no livro). Embora não seja “aquele tratado antropológico”, aborda essa realidade que, para muitos, é mais real do que a outra, a original: a realidade do internauta. [3 Comentário(s)]
>>> Newspaper economics: online and offline (áudio | slides)
 



Literatura >>> A Reinvenção da Leitura, na Época Negócios
Passou quase em brancas nuvens, o livro de Alice Sampaio, “Amor na Internet”. Se fosse lançado na época da “febre” (ou da “bolha”), há três ou quatro anos atrás, teria se transformado em best-seller; mas não se transformou. Afinal, quem andou por chats, lá pelo fim dos anos 90, deve ter inevitavelmente cruzado com essa jornalista que caçava histórias de vida para o seu romance. Nesse aspecto, o volume cumpre sua promessa: a pesquisa de Alice Sampaio foi extensiva e ela compilou mais de 15 casos de amor (todos extrapolaram a Web para desembocar na realidade). Há desde adolescentes, em sua compulsão pelo “ficar” (potencializado pela rapidez e pela praticidade), até cinqüentões avessos à tecnologia que, sábios, fazem da internet um meio, não uma mensagem. Para enriquecer esse universo, e sua posterior análise, a autora convidou psicólogos, psiquiatras e psicanalistas para ajudá-la a entender os comportamentos e os tipos de relacionamento que a nova ferramenta proporciona. Em geral, os pontos de vista são bastante “conservadores”, no sentido de não aceitarem ou não compreenderem que os sites de encontro, as salas de bate-papo e os e-mails falham – e falham amplamente – como armas para combater a solidão e o desamor. Não confundir, porém, com uma abordagem fria e distante do problema. Alice Sampaio, por exemplo, mergulha em experiências pessoais e, ao final do trabalho, abre ela mesma o coração para dizer que o príncipe... – bem, o príncipe... – ganhou asas e voou. O que motiva a leitura das mais de trezentas páginas, contudo, talvez seja aquela índole voyeurista, a mesma que vasculha as novelas e os reality shows, atrás de quentes emoções (há várias no livro). Embora não seja “aquele tratado antropológico”, aborda essa realidade que, para muitos, é mais real do que a outra, a original: a realidade do internauta. [1 Comentário(s)]
>>> Época Negócios
 



Internet >>> Crowdsourcing, o livro de Jeff Howe
Passou quase em brancas nuvens, o livro de Alice Sampaio, “Amor na Internet”. Se fosse lançado na época da “febre” (ou da “bolha”), há três ou quatro anos atrás, teria se transformado em best-seller; mas não se transformou. Afinal, quem andou por chats, lá pelo fim dos anos 90, deve ter inevitavelmente cruzado com essa jornalista que caçava histórias de vida para o seu romance. Nesse aspecto, o volume cumpre sua promessa: a pesquisa de Alice Sampaio foi extensiva e ela compilou mais de 15 casos de amor (todos extrapolaram a Web para desembocar na realidade). Há desde adolescentes, em sua compulsão pelo “ficar” (potencializado pela rapidez e pela praticidade), até cinqüentões avessos à tecnologia que, sábios, fazem da internet um meio, não uma mensagem. Para enriquecer esse universo, e sua posterior análise, a autora convidou psicólogos, psiquiatras e psicanalistas para ajudá-la a entender os comportamentos e os tipos de relacionamento que a nova ferramenta proporciona. Em geral, os pontos de vista são bastante “conservadores”, no sentido de não aceitarem ou não compreenderem que os sites de encontro, as salas de bate-papo e os e-mails falham – e falham amplamente – como armas para combater a solidão e o desamor. Não confundir, porém, com uma abordagem fria e distante do problema. Alice Sampaio, por exemplo, mergulha em experiências pessoais e, ao final do trabalho, abre ela mesma o coração para dizer que o príncipe... – bem, o príncipe... – ganhou asas e voou. O que motiva a leitura das mais de trezentas páginas, contudo, talvez seja aquela índole voyeurista, a mesma que vasculha as novelas e os reality shows, atrás de quentes emoções (há várias no livro). Embora não seja “aquele tratado antropológico”, aborda essa realidade que, para muitos, é mais real do que a outra, a original: a realidade do internauta. [Comente esta Nota]
>>> Crowdsourcing
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




METATEATRO
LIONEL ABEL
ZAHAR
(1968)



MÁRIO FAUSTINO - UMA BIOGRAFIA
LILIA SILVESTRE CHAVES
SECULT - IAP - APL
(2004)
+ frete grátis



CONTOS DO SOL RENASCENTE
ANDRE KONDO
TELUCAZU EDIÇÕES
(2015)
+ frete grátis



CLIENTES DEMAIS
REX STOUT
COMPANHIA DAS LETRAS
(1993)
+ frete grátis



INCIDENTES EM ANTARES - ÉRICO VERÍSSIMO
ÉRICO VERÍSSIMO
COMPANHIA DE BOLSO
(2006)
+ frete grátis



RETRATO DE UMA ESPIÃ
DANIEL SILVA
ARQUEIRO
(2013)
+ frete grátis



LULA NA LITERATURA DE CORDEL
CRISPINIANO NETO
IMEPH
(2009)
+ frete grátis



RELAXAMENTO BÁSICO - O MÉTODO FISIOLÓGICO PARA ALIVIAR A TENSÃO
LAURA MITCHELL
MARTINS FONTES
(1983)
+ frete grátis



REVISTA PLANETA 5 E 6
LOUIS PAWELS E OUTROS
TRÊS
(1972)
+ frete grátis



O ABAJUR LILÁS - PLÍNIO MARCOS (TEATRO BRASILEIRO)
PLÍNIO MARCOS
GLOBAL
(1975)
+ frete grátis





busca | avançada
31120 visitas/dia
846 mil/mês