Dez Anos que Encolheram o Mundo, de Daniel Piza | Digestivo Cultural

busca | avançada
61093 visitas/dia
1,5 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Pssica, romance noir do Pará
>>> Festival difunde filmes de entidades que usam o cinema como ferramenta de inclusão
>>> HBO LATIN AMERICA INAUGURA ESPAÇO INTERATIVO PARA O LANÇAMENTO DA SÉRIE ORIGINAL O HIPNOTIZADOR
>>> Vento em Madeira, Mônica Salmaso e Amilton Godoy fazem duas apresentações em São Paulo
>>> Emmanuel Nassar na Mul.ti.plo Espaço Arte
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Pantanal
>>> Por que a discussão política tem de evoluir
>>> Não olhe para trás (ou melhor, olhe sim)
>>> Fake-Fuck-Fotos do Face
>>> Silêncio
>>> Dando conta de Minas
>>> Em noite de lua azul
>>> O poeta, a pedra e o caminho
>>> O testemunho de Bernanos
>>> George Orwell e o alerta contra o totalitarismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> 16 de Agosto
>>> Elvis 2015
>>> Eugênio Christi
>>> Nosso Primeiro Periscope
>>> Monica Cotrim
>>> Solange Rebuzzi
>>> Aden Leonardo Camargos
>>> Helena Seger
>>> Camila Oliveira Santos
>>> Cassionei Niches Petry
Últimos Posts
>>> O caminhar de cada dia - prosa poética
>>> Papel vencido é lixo
>>> A impaciência dos pacientes
>>> POMPEIA depois da erupcão do Vesúvio
>>> DIÁRIO
>>> Lições de vida - Crônica
>>> Duas crises: a nossa e a deles
>>> LEITURAS
>>> Muito antes dos ipês
>>> ENSAIO BIORÍTMICO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O fim (da era) dos jornais, por Paul Starr
>>> Entrevista com Catarse
>>> A coisa tá preta
>>> Caí na besteira de ler Nietzsche
>>> Ganha-pão
>>> Felicidade
>>> Chico Buarque falou por nós
>>> Asas de morcego empanadas
>>> Do outro lado, por Mary del Priore
>>> HQs sombrias, anjos e demônios
Mais Recentes
>>> Cartas Xamânicas a Descoberta do Poder Através da Energia dos Animais
>>> Democracia?
>>> Lições de história do direito
>>> Capítulos de sentença
>>> O positivismo jurídico - lições de filosofia do direito
>>> Teoria dos princípios - da definição à aplicação dos princípios jurídicos
>>> coleção incompleta da revista Planeta ( editora três) 18 volumes ( 2, 5, 7, 8, 10, 11, 13, 15, 16, 17, 18, 21, 22, 26, 35, 38, 40, 55)
>>> Deus Existe?
>>> Pragmática da Comunicação Humana
>>> A invenção de uma vida
>>> Maigret e il Canne Giallo
>>> Por causa da noite
>>> O morro do suicídio
>>> Corpo de delito
>>> Post-Mortem
>>> Cemitério de indigentes
>>> Restos mortais
>>> MARX
>>> Desumano e degradante
>>> Alerta negro
>>> Perspectivas da Regra de São Bento
>>> A arte do AconselhamentoPsicológico
>>> Curando nossa imagem de Deus
>>> 6 mil em espécie
>>> O macaco de pedra
>>> A lágrima do diabo
>>> A cadeira vazia
>>> Brincando com fogo
>>> Perto de casa
>>> Sangue estranho
>>> Dois assassinatos em minha vida dupla
>>> A lei do cão
>>> Caos total
>>> Um coração frio
>>> O vôo das cegonhas
>>> Alvo virtual + Uma aventura de Georgina Powers
>>> Cidade do prazer
>>> Concreto Protendido
>>> A natureza da psique8/2
>>> Benchmarking
>>> Acabe de vez com o estresse
>>> A Psiquiatria Alternativa
>>> Contabilidade e o NoVo Código Civil de 2002
>>> La Peinture Dans Le Monde de la Préhistoire à nos jours
>>> L'acupuncture Pratique
>>> Brasil Barroco
>>> TCP/IP Internet - Intranet - Extranet Completo acompanha cd-rom do sistema LINUX
>>> Java 1001 dicas de programação c/ cd
>>> Michelangelo and Raphael in the Vatican
>>> Museu Nacional de Belas Artes
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Imprensa

Quarta-feira, 4/4/2012
Dez Anos que Encolheram o Mundo, de Daniel Piza
Julio Daio Borges

+ de 9900 Acessos




Digestivo nº 487 >>> Dez Anos que Encolheram o Mundo (2011) foi o último livro de Daniel Piza. Dando continuidade a seu bom relacionamento com a editora Leya, a ideia era fazer uma retrospectiva da primeira década dos anos 2000. Assim, Daniel dividiu a tarefa em cinco partes, ou assuntos: Política & Economia, Cultura & Comportamento, Ciência & Tecnologia, Meio Ambiente & Metrópoles e Esportes. No programa Pânico, onde foi para fazer a divulgação (quem diria...), alguém fez a piada de que ele "já tinha o livro pronto", "antes de a década haver terminado". E, de fato, um balanço, em 2011, era mesmo precoce. Mas como Daniel Piza foi precoce em tudo... Infelizmente, porém, seu último livro não é seu melhor livro. Talvez por excessiva influência do jornalismo diário ― Daniel Piza foi editor-executivo do jornal O Estado de S. Paulo ― , a retrospectiva de Dez Anos que Encolheram o Mundo soa um tanto quanto burocrática, como um clipping, onde o desejo de informar prejudica a reflexão, e o pensamento original (uma das marcas registradas de Daniel Piza). A divulgação, aliás, que passou por outros programas inusitados (onde Daniel nunca havia estado, como o de Otavio Mesquita), revela, igualmente, um desejo de mais público. Juntando as peças, Dez Anos que Encolheram o Mundo foi planejado para ser um best-seller, por isso, talvez, as concessões. Para que se tenha uma ideia de como Daniel sacrificou a originalidade, o título, que parece um conceito novo, na realidade deriva do insight de Thomas Friedman, em seu livro O Mundo é Plano, de 2005. Ambos se inspiram na globalização, uma palavra que tinha mais força nos anos 90 (o auge de Daniel na Gazeta Mercantil), e na expressão, quase aposentada hoje, "aldeia global". Ainda assim, Dez Anos... tem bons momentos, como a parte de "Esportes", a melhor de todas ― não à toa uma das editorias às quais Daniel mais se dedicou, nos últimos anos, como colunista e comentarista de futebol. Na parte de "Política & Economia" se destacam os capítulos dedicados a Barack Obama e à era Lula. Na de "Cultura & Comportamento" (outra das especialidades de Daniel) se destaca o capítulo "Literatura Minguante". E na de "Esportes" (já citada), os capítulos "O Negócio do Espetáculo" e "Ídolos, Recordes e Polêmicas". E Daniel Piza, claro, erra, como não poderia deixar de ser (ao abranger um escopo tão grande)... Apesar de "economia" ser um "adendo" da primeira parte, como muitos outros jornalistas brasileiros antes dele, Daniel se atrapalha ao tentar explicar a crise de 2008 e o subprime, quando diz que "dívidas eram repassadas adiante por instituições sem capacidade de lastreá-las" (pág. 22). Na realidade, as instituições que faziam a "originação" (em economês) dessas dívidas não eram necessariamente obrigadas a lastreá-las. Quem deveria "lastreá-las" eram os devedores, mas como não tinham nem renda, nem emprego, nem ativos ("nijas")... O erro, portanto, não foi de lastro, foi de avaliação de risco. Mais adiante (pág. 35), quando fala do WikiLeaks, chama Julian Assange de "jornalista australiano". Assange nunca foi jornalista e, inclusive, menosprezada a inteligência dos jornalistas (como conta seu ex-associado "Daniel Schmitt"). Por fim, na página 60, ao falar de animação, classifica a Pixar como "produtora" e diz que foi batizada assim, em 1986, por Steve Jobs. Bem, primeiro que a Pixar não é uma produtora, é um estudio. Depois, Steve Jobs não a batizou, o nome surgiu num brainstorm com os fundadores da Pixar (Jobs não era orignalmente fundador), que gostavam do verbo "pixer" (a partir de pixel), convertendo-o para o espanhol, "pixar". Enfim: Daniel se ressentia com aqueles que apontavam "pequenos erros" em seus livros, qualificando-os como "bobagens" ― mas, dependendo do erro, pode até não ser "pequeno" e pode estar em jogo a credibilidade de todo o livro. Mas essa é outra discussão... E por falar em discussão, aliás, surpreende que Daniel Piza tenha dado tanto crédito à internet no capítulo "Google, Facebook e a web 2.0" (sendo que criticou a grande rede duramente ao longo dos anos 2000): "Poucas coisas definiram tão bem a década quanto a expansão e a consolidação da internet no dia a dia de pessoas no mundo todo". Continuando: "(...)não foi apenas uma mudança no cotidiano dos consumidores: foi uma transformação profunda, e ainda por ser inteiramente compreendida". Dez Anos que Encolheram o Mundo, agora, serve aos leitores que desejam matar a saudade dos textos de Daniel Piza. Tanto de seus acertos quanto de seus erros, quanto de suas reviravoltas ;-)
>>> Dez Anos que Encolheram o Mundo
 
Julio Daio Borges
Editor

Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS


TANTOS ANOS
RACHEL DE QUEIROZ E MARIA LUIZA DE QUEIROZ

De R$ 52,00
Por R$ 26,00
50% off
+ frete grátis



AUTO-DE-FE - PROSA DO MUNDO
CANETTI, ELIAS

De R$ 82,00
Por R$ 41,00
50% off
+ frete grátis



COLÔNIA FLORESCER
ANGELA COUTINHO

De R$ 25,00
Por R$ 12,50
50% off
+ frete grátis



ESCÂNDALOS PRIVADOS
NORA ROBERTS

De R$ 45,00
Por R$ 22,50
50% off
+ frete grátis



OPERAÇÃO PORTUGA
SÉRGIO XAVIER FILHO

De R$ 34,90
Por R$ 17,45
50% off
+ frete grátis



ENTRETANTO, FOI ASSIM QUE ACONTECEU
CHRISTIAN CARVALHO CRUZ

De R$ 38,00
Por R$ 19,00
50% off
+ frete grátis



CURRÍCULO - DEBATES CONTEMPORÂNEOS
ALICE CASIMIRO LOPES E ELIZABETH MACEDO

De R$ 42,00
Por R$ 21,00
50% off
+ frete grátis



PUROS
JULIANNA BAGGOTT

De R$ 29,90
Por R$ 14,95
50% off
+ frete grátis



A COMÉDIA HUMANA
WILLIAM SAROYAN

De R$ 42,00
Por R$ 21,00
50% off
+ frete grátis



VALE DOS DRAGÕES
SALAMANDA DRAKE

De R$ 32,00
Por R$ 16,00
50% off
+ frete grátis



busca | avançada
61093 visitas/dia
1,5 milhão/mês