Genialidades múltiplas | Marcela Tullii | Digestivo Cultural

busca | avançada
75359 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Cia Fragmento de Dança lança seminário “Amor Mundi – Pensando com Hannah Arendt”
>>> Realidade e ficção na Terça Aberta na Quarentena de agosto
>>> OBMJazz: OBMJ lança primeiro clipe de novo projeto
>>> Serginho Rezende é entrevistado por Zé Guilherme na série EntreMeios
>>> TOGETHER WE RISE TRAZ UMA HOMENAGEM ÀS PESSOAS QUE FIZERAM PARTE DA HISTÓRIA DO GREEN VALLEY
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
>>> Meu reino por uma webcam
>>> Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest)
>>> Pílulas Poéticas para uma quarentena
>>> Ficção e previsões para um futuro qualquer
>>> Freud explica
>>> Alma indígena minha
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma aula com Thiago Salomão do Stock Pickers
>>> MercadoLivre, a maior empresa da América Latina
>>> Víkingur Ólafsson toca Rameau
>>> Philip Glass tocando Mad Rush
>>> Elena Landau e o liberalismo à brasileira
>>> O autoritarismo de Bolsonaro avança
>>> Prelúdio e Fuga em Mi Menor, BWV 855
>>> Blooks Resiste
>>> Ambulante teve 3 mil livros queimados
>>> Paul Lewis e a Sonata ao Luar
Últimos Posts
>>> Coincidência?
>>> Gabbeh
>>> Dos segredos do pão
>>> Diário de um desenhista
>>> Uma pedra no caminho...
>>> Sustentar-se
>>> Spiritus sanus
>>> Num piscar de olhos
>>> Sexy Shop
>>> Assinatura
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nelson Freire em DVD e Celso Furtado na Amazônia
>>> Um caos de informações inúteis
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Parei de fumar
>>> Ford e Eastwood: cineastas da (re)conciliação
>>> Amor à segunda vista
>>> O Gmail (e o E-mail)
>>> Diogo Salles no podcast Guide
Mais Recentes
>>> Em Meu Próprio Caminho de Allan Watts pela Siciliano (1992)
>>> Cama de Gato de Kurt Vonnegut pela Record (1991)
>>> A História Secreta de Donna Tartt pela Companhia das Letras (1995)
>>> Os Invictos de William Faulkner pela Arx (2003)
>>> Paralelo 42 de John dos Passos pela Rocco (1987)
>>> Para onde você vai com Tanta Pressa de Christiane Singer pela Martins Fontes (2005)
>>> Carta Sobre o Comércio do Livro de Denis Diderot pela Casa da Palavra (2002)
>>> Rimas da Vida e da Morte de Amos Óz Amós Oz pela Companhia das Letras (2008)
>>> Uma Desolação de Yasmina Reza pela Rocco (2001)
>>> O Fio Perigoso Das Coisas de Michelangelo Antonioni pela Nova Fronteira (1990)
>>> Hacia un Teatro Pobre de Jerzy Grotowski pela Siglo Veintuno (1970)
>>> Este é Orson Welles de Peter Bogdanovich pela Globo (1995)
>>> À Espera do Tempo Filmando Com Kurosawa de Teruyo Nogami pela Companhia das Letras (2010)
>>> Invisible Man de Ralph Ellison pela Penguin (2009)
>>> The Plot Against America de Philip Roth pela Vintage (2005)
>>> Vida, o Filme. Como o Entretenimento Conquistou a Realidade de Neal Gabler pela Companhia das Letras (1999)
>>> Rituais de Sofrimento de Silvia Viana pela Boitempo (2012)
>>> Um Sussuro nas trevas de H. P. Lovecraft pela Francisco Alves (1983)
>>> O Aleph de Jorge Luis Borges pela Globo (1992)
>>> O Deslumbramento (le Ravissement de Lol. V. Stein) de Marguerite Duras pela Nova Fronteira (1986)
>>> O Segredo do Padre Brown de G. K. Chesterton pela Círculo do Livro (1986)
>>> Se Não Agora, Quando? de Primo Levi pela Companhia das Letras (1999)
>>> O compromisso da fé de Emmanuel Mounier pela Duas Cidades (1971)
>>> A Doutrina Secreta - Vol. 6 de Helena Petrovna Blavatsky pela Pensamento (1989)
>>> A Doutrina Secreta - Vol. 2 de Helena Petrovna Blavatsky pela Pensamento (1989)
>>> O Livro Tibetano Dos Mortos de Hans Evans-Wentz pela Pensamento (1989)
>>> Milarepa de Hans Evans-Wentz pela Pensamento (1990)
>>> A Jornada do Herói Vida - Obra Joseph Campbell de Phil Cousineau pela Saraiva (1994)
>>> O Tarô Mitológico - uma Nova Abordagem para a Leitura do Tarô de Juliet Sharman-burke e Liz Greene pela Siciliano (2002)
>>> Curso De Psicologia Geral Vol. IV de A. R. Luria pela Civilização Brasileira (1979)
>>> Breton - Trotski: por uma Arte Revolucionaria Independente de Valentim Facioli (org) pela Paz e Terra (1985)
>>> Manifestos do Surrealismo de André Breton pela Moraes (1969)
>>> Os Cantos de Maldoror de Conde de Lautréamont pela Moraes (1970)
>>> Escritos de Antonin Artaud de Artaud e Claudio Willer (org.) pela Lpm (1983)
>>> Memória de um Amnésico de Erik Satie pela Hiena (1992)
>>> Contos Cruéis de Villiers de Lisle-adam pela Iluminuras (1987)
>>> A Cruzada das Crianças de Marcel Schwob pela Iluminuras (1987)
>>> Moralidades Lendárias Fábulas Filosóficas de Jules Laforgue pela Iluminuras (1989)
>>> Caos - Crônicas Políticas de Pier Paolo Pasolini pela Brasiliense (1982)
>>> Os Jovens Infelizes - Antologia de Ensaios Corsários de Pier Paolo Pasolini pela Martins Fontes (2013)
>>> A Maçã no Escuro de Clarice Lispector pela Francisco Alves (1992)
>>> As Ultimas Palavras do Herege de Pier Paolo Pasolini pela Brasiliense (1983)
>>> Triângulo das Águas de Caio Fernando Abreu pela Siciliano (1997)
>>> Romanceiro da Inconfidência de Cecília Meireles pela Nova Fronteira (1989)
>>> A Importância do Ato de Ler de Paulo Freire pela Cortez (1989)
>>> As Idades da Vida de Romano Guardini pela Quadrante (1997)
>>> Cruz E Sousa E Baudelaire Satanismo Poético de Márie Helene Catherine Torres pela Ufsc (1998)
>>> A Morte dos Deuses de Michel Henry pela Jorge Zahar (1985)
>>> Vida Emocional dos Civilizados de Melanie Klein / Joan Riviere pela Zahar (1962)
>>> Um Simples Livro De Culinária Para As Classes Trabalhadoras de Charles Elmé Franvatelli pela Angra (2001)
COLUNAS >>> Especial Gênio

Segunda-feira, 16/2/2009
Genialidades múltiplas
Marcela Tullii

+ de 4600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Passeando pelo site da BBC, me deparei com uma notícia informando que quadros de uma menina de dois anos seriam expostos em uma respeitável galeria na Austrália. Os pais da "artista mirim" acreditam que a garota é um prodígio. Será?!?

Um prodígio nada mais é do que um gênio que expressa suas habilidades já na infância. O que leva à outra questão: o que seria um gênio? Tradicionalmente, entende-se por gênio aquele que tem uma capacidade intelectual muito acima da média. Pessoalmente, acho categorizações extremamente complicadas. Explico-me. Aceita-se amplamente hoje a existência de diferentes tipos de inteligências, não somente aquela antiga noção de inteligência lógico-matemática mensurada pelo Quociente de Inteligência (Q.I). Existem pelo menos sete principais tipos ― inteligência artística, emocional ou intrapessoal, linguística, interpessoal, corpóreo-cinestésica, lógico-matemática e visual-espacial. Então, a meu ver, qualquer pessoal com uma habilidade exacerbada em qualquer um desses campos poderia ser chamado gênio.

Toda pessoa é especialmente boa em algum desses campos de capacidades. Então não poderia ser essa especial aptidão seu talento? Acho que é possível dizer que sim, que todos temos um talento, sendo esse o tipo de inteligência mais desenvolvida em cada um de nós. Gênio então seria, nessa visão, uma pessoa que tem seu talento, em comparação com outras pessoas com o mesmo tipo de inclinação, notadamente mais pronunciado. Nesse tipo de genialidade eu acredito. Existem, pois, tipos diferentes de gênios, já que existem inteligências múltiplas. Essas pessoas sempre existiram e estão por toda parte: em nosso círculo de amizades, em nosso trabalho, faculdade, em nossa família.

O que acontece é que os gênios lógico-matemáticos e artísticos são mais raros e mais reconhecidos como tais pela sociedade. Eu já conheci grandes talentos nessas áreas, mas não sei se já cheguei a conhecer esses tipos de gênios. Porém, creio já ter conhecido gênios linguísticos, intrapessoais e interpessoais. Pessoas com astronômico talento para línguas, para o autoconhecimento e controle e para lidar e motivar outras pessoas. Quem assistiu às CPIs das quais Marcos Valério participou, em especial a CPI do Mensalão, ou apreciou os discursos e risadas de Paulo Maluf nos últimos debates para a prefeitura de São Paulo pode concordar comigo que talvez eles sejam gênios intrapessoais. Quantos de nós conseguiríamos nos manter tão calmos, serenos, quase impenetráveis diante de tanta pressão, gritos, olhares mortais e acusações graves como eles? Aposto que pouquíssimos. Esse é um tipo de genialidade menos reconhecida e tradicional, porém acredito ser um tipo.

Como tudo, o conceito e entendimento de "gênio" mudou ao longo do tempo. Essas pessoas foram reconhecidas diferentemente em cada período histórico, de acordo com os valores e preceitos de cada sociedade. Muitos artistas foram reconhecidos apenas anos após sua morte, pois o que expressavam não correspondia às suas gerações, mas, sim, às futuras, pelas quais seriam ovacionados. O mesmo ocorreu com médicos, cientistas, literatos. Podem ser considerados "gênios incompreendidos", mas na verdade só estavam muito a frente de seu tempo; mais tarde seriam compreendidos.

O espaço para essas pessoas também passou por transformações. Na antiguidade, o "ócio criativo" era um valor para os privilegiados e a escravidão; dando aos mais ricos tempo livre para pensar, possibilitava aos escolados maior período de reflexão sobre o mundo. Hoje, o "ócio criativo" é quase entendido como preguiça. "Filosofar" sobre a vida, entendendo-se esse termo como concentrar-se na área acadêmica de pesquisa, é mal-visto pela sociedade. Os considerados bem-sucedidos de hoje são os executivos workaholics, que fazem dinheiro, não descobertas ou criação de novas correntes do pensamento. Ter um filho que estuda administração é mais glamoroso do que um filho aspirante a filósofo. Isso fez surgir uma situação característica do século XX que continua presente neste século XXI: o enfoque no "self-made man", aquele homem comum, que se esforça e agarra oportunidades e faz valer o seu talento, ao passo que o gênio, muitas vezes por ter grande facilidade, não se esforça tanto; ou, por voltar-se para uma área menos valorizada pela sociedade, é, via de regra, ignorado. Isso leva a pensar que os gênios de outrora eram "mais iluminados" dos que o de hoje. Afirmar isso é não entender as novas circunstâncias e morais que regem a contemporaneidade e não levar em conta os tipos de gênios que escapam a definição clássica.

Os gênios continuam sendo cultuados e de extrema utilidade. São essas pessoas no final da "curva do sino" que, com grande domínio de uma inteligência, estabelecem diretrizes de correntes de pensamento, novas tendências, movimentos artísticos e realizam as grandes descobertas na e para a sociedade. São elas que criaram as idéias de uma época e que serão lembradas como as grandes mentes notáveis, estabelecendo-se como os ícones de que tanto necessitamos nós humanos.


Marcela Tullii
São Paulo, 16/2/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Brasil, o buraco é mais embaixo de Luís Fernando Amâncio
02. On the Road, 60 anos de Luís Fernando Amâncio
03. Um menino à solta na Odisseia de Carla Ceres
04. Uma lição de solfejo de Carina Destempero
05. Frases que soubessem tudo sobre mim de Duanne Ribeiro


Mais Marcela Tullii
Mais Especial Gênio
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/2/2009
14h22min
Marcela, adorei o seu texto: objetivo e disciplinado, claro e conciso, sem o pedantismo das cátedras e sem o ego dos que se pretendem filósofos, sociólogos etc.
[Leia outros Comentários de Carlos E F Oliveira]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




KATE VAIDEN
REYNOLDS PRICE
ROCCO
(1988)
R$ 13,00



O QUE TODA MULHER INTELIGENTE DEVE SABER
STEVEN CARTER & JULIA SOKOL
SEXTANTE
(2006)
R$ 10,00



GLOBALIZACIÓN NEOLIBERAL Y CRISIS ECONÓMICA GLOBAL (POLÍTICA, ECONOMIA, GLOBALIZAÇÃO)
FIDEL CASTRO
CONSEJO DE ESTADO/HAVANA
(1999)
R$ 40,00



O UNIVERSO EM SUAS MAOS - ESOTERICO
CHRISTOPHE GALFARD
LEYA
R$ 40,00



AUTOIMPERIALISMO - TRÊS ENSAIOS SOBRE O BRASIL.
BENJAMIN MOSER / TRADUÇÃO EDUARDO HECK DE SÁ
CRÍTICA
(2016)
R$ 20,00



POR TRÁS DA MÁSCARA - MAQUIAGEM, BELEZA E SEGREDOS
MARIMARIA
UNIVERSO DOS LIVROS
(2017)
R$ 27,13



SAIA DO BURACO
BETH MOORE
THOMAS NELSON
(2007)
R$ 10,00



HELLBLAZER HOMEM DE FAMILIA
JAMIE DELANO E OUTROS
VERTIGO
(2000)
R$ 24,00



ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES
MARCOS RONALDO ALBERTIN, HERÁCLITO LOPES PONTES
INTERSABERES
(2016)
R$ 59,00



SABEDORIA, MILAGRE E MAGIA
MONICA BUONFIGLIO
PANDORA
(2000)
R$ 9,90





busca | avançada
75359 visitas/dia
2,6 milhões/mês