Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 2 | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
41233 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Melhores de 2000-2009

Quarta-feira, 17/3/2010
Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 2
Rafael Fernandes

+ de 5000 Acessos

Continuando a lista dos meus álbuns preferidos de 2000 a 2009. Leia também a primeira parte.

* * *

11) Queens Of The Stone Age ― Songs for the deaf (2002)
Produzido por Josh Homme e Eric Valentine

Rated R é um grande disco e colocou o QOTSA na roda. Também gostei muito de Era Vulgaris. Porém, meu preferido ainda é Songs for the deaf, a partir da ironia do título. O disco se inicia com a potente (e também de ótimo nome) "You think I ain't worth a dollar, but I feel like a millionare", um rock curto e grosso. Segue com a mais famosa, um dos grande rocks da década: "No one knows". Suingada, com ótimas melodias e um instrumental variado, bem pensado. "First it giveth" é a cara da banda: um riff seco se repete, acompanhado de um vocal suave, até um refrão de apelo. "A song for the deaf" tem uma bateria tribal, ótimo refrão e bom dueto de guitarras.

Minhas preferidas do álbum: "You think I ain't worth a dollar, but I feel like a millionare", "No one knows", "First it giveth", "The sky is fallin'", "A song for the deaf"


Ouça um trecho de "A song for the deaf"

* * *

12) Radiohead ― In Rainbows (2007)
Produzido por Nigel Godrich

Do Radiohead dos anos 2000, Kid A pode até ser mais arrojado e simbólico. Mas prefiro In Rainbows. É a síntese do som do Radiohead; nele os arranjos são indissociados das músicas e os efeitos de baixa tecnologia soam contemporâneos. E sempre tendo como foco a canção, não deixando espaço para experimentações vazias. O disco é ótimo musicalmente. Varia de um rock sujo, com um grande riff, de "Bodysnatchers", à melancolia singela de "Videotape". Passa ainda por "Jigsaw falling into place", com arranjo crescente, pela bela e enigmática "All I Need" e pelos violões acompanhados de orquestração de "Faust arp", entre outras. É um trabalho bem equilibrado e com uma bela seleção de canções marcantes.

Minhas preferidas do álbum: "Bodysnatchers", "Videotape", "Jigsaw Falling into place", "All I Need"


Ouça um trecho de "All I Need"

* * *

13) Nine Inch Nails ― The Slip (2008)
Produzido por Alan Moulder, Trent Reznor e Atticus Ross

Em The Slip, Trent Reznor, o dono do NIN, resolveu apresentar canções mais direcionadas ao rock, sem deixar de inserir elementos eletrônicos e seus timbres característicos. O resultado é um som cru, direto e empolgante. Como o Radiohead, Reznor adotou uma estratégia de lançamento on-line. Mas de forma ainda mais extrema: deu o disco de graça ― recebendo em troca os e-mails dos usuários e, assim, os dados de sua localização. Conseguiu numa tacada só dar um presente aos fãs, ter acesso a dados sobre eles, divulgação gratuita e espontânea e ainda impulsionar a promoção da turnê que veio em seguida. Mais num texto meu.

Minhas preferidas do álbum: "1,000,000", "Letting You", "Discipline", "Lights In The Sky", "Echoplex"


Ouça um trecho de "Echoplex"

* * *

14) Frost ― Experiments In Mass Appeal (2008)
Produzido por Jem Godfrey

Experiments In Mass Appeal tem arranjos e instrumentação grandiosos. O Frost é composto por músicos experientes, então eles sabem fazer uma música ficar com a estrutura mais adequada a ela. Seja um épico de oito minutos (faixa-título) ou uma de três ("Toys"). Não é forçar a barra para uma música ficar longa e agradar os admiradores do progressivo. Nem sair podando supostos excessos para se encaixar na música comercial. É saber o que uma música específica pede, o que ela precisa. Gosto muito de "Toys", de intenção pop em sua construção e melodias. Começa discreta e vai crescendo até o refrão. "Wonderland" é a clássica faixa de encerramento com uma canção escondida depois de alguns segundos de silêncio. "Pocket Sun" tem uma veia roqueira muito boa, com bom instrumental; "Saline" é uma bela balada e "Falling down" tem um grande solo de teclados. É um disco altamente recomendável para amantes do rock progressivo.

Minhas preferidas do álbum: "Experiments in mass appeal", "Welcome to nowhere", "Pocket Sun", "Toys", "Saline", "Falling down", "Wonderland"


Ouça um trecho de "Toys"

* * *

15) Bjork ― Vespertine (2001)
Produzido por Björk, Thomas Knak, Martin Console, Marius de Vrie

Björk é uma artista brilhante e única. Sempre se expressa de diferentes maneiras. Ora usando só vozes (Medúlla), ora apostando numa parede de sopros (Volta) ou misturando texturas eletrônicas com arranjos de cordas, como nesse Vespertine. Uma coisa que não muda é sua atuação vocal. Sempre cheia de dinâmicas, de sutilezas à agressividade. Em Vespertine, como é praxe em seus discos, Björk apresenta canções pop: estruturas simples e boas melodias. Mas o diferencial, além da interpretação, está nos arranjos, muito bem elaborados e cheios de surpresas. "It's not up to you" começa sutil e vai crescendo até a explosão de um refrão arrebatador. "Harm of will" tem uma passagem cantada em islandês que é um primor.

Minhas preferidas do álbum: "It's not up to you" , "Harm of will", "Unison", "Hidden place", "Pagan poetry", "An echo, a stain", "Sun in my mouth"


Ouça um trecho de "Harm of will"

* * *

16) Deftones ― White Pony (2000)
Produzido por Deftones e Terry Date

O Deftones foi erroneamente associado ao new metal. Suas músicas têm vocais ora gritados, ora melódicos, mas raramente "rap" e um som mais sujo do que o estilo citado. Além disso, diferente de boa parte das bandas desse "movimento" (que, na verdade, nunca existiu), a banda soube evoluir, como prova Saturday Night Wrist (de 2006), do qual gosto muito. Porém, para esta lista é inevitável voltar um pouco e escolher White Pony, impecável, que não só deu exposição à banda como é a marca de seu estilo. Bons riffs e dissonâncias em músicas simples, que unem peso a boas melodias. Apesar das letras hoje soarem um pouco pueris, White Pony é uma bela audição para quem gosta do gênero.

Minhas preferidas do álbum: "Back to school (Mini Maggit)", "Digital Bath", "Knife party", "Pink maggit", "Change (house of the flies)", "Elite", "Feiticeira"


Ouça um trecho de "Change (house of the flies)"

* * *

17) Steve Vai ― Real Illusions (2005)
Produzido por Steve Vai

Em Real Illusions, Steve Vai fez um dos grandes discos de sua carreira. Só não foi além porque insistiu na sua grande deficiência: a voz. Desde Fire Garden tem cantado algumas de suas músicas. Apesar de alguns resultados satisfatórios e de apresentar certa evolução, claramente não é a dele. Além disso, boa parte dessas músicas é fraca em termos de composição. Mas Real Illusions se sustenta onde ele se sai muito bem: nas faixas instrumentais. Nesse caso, o músico está em ótima forma. Excluindo as músicas com voz, o disco tem uma sequência inicial arrebatadora: "Building the church", "Glorious" e "K'm-pee-du-wee". Ainda há espaço para influência de música búlgara ("Freak show excess"), um clima meio bizarro em "Midway Creatures", e "Lotus feet", um Vai "clássico" em que o sublime e o brega duelam numa mesma música.

Minhas preferidas do álbum: "Building the church", "Glorious", "K'm-pee-du-wee", "Midway Creatures", "Lotus feet", "Yai Yai"


Ouça um trecho de "Building the church"

* * *

18) Jeff Beck ― You Had It Coming (2001)
Produzido por Andy Wright

A partir do fim dos anos 90, Jeff Beck se arriscou inserindo elementos eletrônicos em seus discos. Grande artista que é, impôs seu som sobre a tecnologia. Ou seja, usou só o que interessa do estilo, como batidas, timbres, samplers e loops, mas sem excessos e sem sacrificar sua identidade sonora. Além disso, subverte o que se espera de um guitar hero: não entrega a guitarra num fraseado longo e de destaque, como é usual. O instrumento aparece em detalhes, sonoridades distintas e em momentos precisos, costurando as canções. Todos os álbuns dessa "fase" têm grandes achados, mas You Had It Coming é meu favorito. Não perde o pique e tem quatro músicas fora de série. Abre o disco com uma delas, "Earthquake", de Jennifer Batten, a excelente guitarrista de sua banda de apoio. É uma música tensa e pesada, com um Beck endiabrado. "Nadia" é fabulosa, uma canção de um dos mais interessantes músicos dos anos 2000, Nitin Sawhney. De tempero oriental e batida eletrônica intensa, tem uma linha melódica rara. Nela, o guitarrista tem um dos mais expressivos e inspirados momentos de sua carreira. "Blackbird", do próprio Beck, é uma pequena declaração de sutileza. No fim, "Suspension", maravilhosa, tem clima de saudade e desperta diversas sensações.

Minhas preferidas do álbum: "Earthquake", "Nadia", "Blackbird", "Suspension", "Roy's Toys", "Dirty Mind", "Rollin' and Tumblin'", "Loose Cannon"


Ouça um trecho de "Nadia"

* * *

19) A Perfect Circle ― Mer De Noms (2000)
Produzido por Billy Howerdel

A Perfect Circle é um projeto de Billy Howerdel, que trabalhou como técnico de guitarra de bandas como Nine Inch Nails, Smashing Pumpkins e Tool. Morou com o vocalista dessa última, Maynard James Keenan, que ouvindo as demos do projeto se ofereceu para cantar. Hoje os dois são a base da banda; outro membro frequente é nada menos que o fantástico baterista Josh Freese (Nine Inch Nails, Guns N' Roses etc). O som tem passagens melancólicas e emotivas, mas sem apelação. Não perde a pegada e tem um certo cinismo. As letras, assim como o som, são carregadas ― nada de facilidades. Mer De Noms começa com um anticlímax para um disco de rock. "The hollow" tem andamento médio e alguns momentos calmos. "Judith" teve clipe e é uma canção fabulosa, com uma letra que pode arrepiar os cabelos dos cristãos.

Minhas preferidas do álbum: "The hollow", "Judith", "Orestes", "3 libras", "Breña", "Renholdër"


Ouça um trecho de "Judith"

* * *

20) Tool ― 10,000 Days (2006)
Produzido por Tool

O Tool tem uma sonoridade compacta, seca e precisa. Tem influências do metal, mas nem por isso soa como os clichês do gênero ― toma só algumas coisas, como a pegada e os tipos de riff. Os vocais, embora agressivos, são mais sóbrios. As melodias, ora potentes, ora dramáticas, têm boas variações. As letras são sombrias, repletas de ironia e humor negro. Também é uma banda que poderia facilmente entrar com dois discos na lista: Lateralus (2001) ou 10,000 Days (2006). Fico com esse último, por hora. "Vicarious", a ótima faixa de abertura, começa com uma interessante conversa de riffs entre baixo guitarra; em seguida, eles se unem no riff principal da música. A melodia combina drama e consistência na medida certa e cai bem com a letra, que tem boa dose de cinismo.

Minhas preferidas do álbum: "Vicarious", "Jambi", "The Pot", "Rosetta Stoned", "10,000 Days (Wings Pt 2)"


Ouça um trecho de "Vicarious"



Rafael Fernandes
Araçoiaba da Serra, 17/3/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
02. Primavera para iniciantes de Elisa Andrade Buzzo
03. Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto de Jardel Dias Cavalcanti
04. Fake news, passado e futuro de Luís Fernando Amâncio
05. Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2010
01. Os piores músicos da década - 22/9/2010
02. Futebol: 10 mandamentos e 5 mitos - 9/6/2010
03. Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 1 - 17/2/2010
04. Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 3 - 26/5/2010
05. Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 4 - 28/7/2010


Mais Especial Melhores de 2000-2009
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SENHORA
JOSÉ DE ALENCAR
MARTIN CLARET
(2012)
R$ 9,00



DE PEITO ABERTO
VERA GIMENEZ
RAZÃO CULTURAL
(1998)
R$ 29,90



CARNAUBAL - NOS BARRANCOS DO RIO SÃO FRANCISCO
DEMOSTHENES GUANAES PEREIRA
CUPOLO
(1949)
R$ 80,00



RESPEITEM ÊSSE HOMEM - ALZIRO ZARUR - OBRA MEDIÚNICA
MARTHA DE DEUS
ECO
(1963)
R$ 18,00



TÉCNICAS DE RELAXAMENTO - COLEÇÃO BEM-ESTAR
VÁRIOS
EDITORIAL SOL
(2006)
R$ 21,28



INTRODUCAO A MICROSCOPIA DE FORCA ATOMICA
SUSANA I. ZANETTE
LIVRARIA DA FISICA
(2010)
R$ 33,00



COLEÇÃO ENEM E VESTIBULARES: GEOGRAFIA II
PAULO ROBERTO MENEZES
GOLD
(2012)
R$ 8,00



EDUCAÇÃO INCLUSIVA MÓDULOS I E II - PED EM DVD
VÁRIOS AUTORES
IESDE
(2010)
R$ 40,00



SINDICALISMO E RELAÇOES TRABALHISTAS
MILTON MARTINS
LTR
(1991)
R$ 6,00



A PINTURA - VOL. 11 - AS ESCOLAS E O PROBLEMA DO ESTILO
JACQUELINE LICHTENSTEIN - DIREÇÃO GERAL
34
(2014)
R$ 34,90





busca | avançada
41233 visitas/dia
1,4 milhão/mês