Frases que soubessem tudo sobre mim | Duanne Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
16941 visitas/dia
829 mil/mês
Mais Recentes
>>> Juiz federal estreia na literatura com contos sobre heróis históricos
>>> Alessandro Ferrari Jacinto e Marisa Folgato lançam 'Alzheimer' na Livraria Martins Fontes
>>> Programa de Edição de Textos de Docentes da Unesp 2018
>>> Banda Silibrina se apresenta no Bona
>>> EXPERIMENTE E CELEBRE UM MUNDO DE GASTRONOMIA NO EVENTO MULTICULTURAL GRATUITO MAIFEST
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Nobel, novo romance de Jacques Fux
>>> De Middangeard à Terra Média
>>> Dos sentidos secretos de cada coisa
>>> O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
>>> Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia
>>> 40 anos sem Carpeaux
>>> Minha plantinha de estimação
>>> Corot em exposição
>>> Existem vários modos de vencer
Colunistas
Últimos Posts
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
>>> Psiu Poético em BH esta semana
>>> Existem vários modos de vencer
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
Últimos Posts
>>> Desenhos a lápis na poesia de Oleg Almeida
>>> Eloquência
>>> Cenas do bar - Vladimir, o solteiro.
>>> Deu na primeira página...
>>> Palavra vício
>>> Premissas para reflexão
>>> Sem troco
>>> Libertarias
>>> A mandioca e o canário da terra
>>> Lua nova
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
>>> crônica - ou ensaio - à la hatoum
>>> E a lei cedeu diante dos costumes
>>> E a lei cedeu diante dos costumes
>>> Casa Arrumada
>>> Anti-Jô Soares
>>> Algo em común
>>> Pedro Paulo de Sena Madureira
>>> Entrevista com Claudio Willer
Mais Recentes
>>> Bumerán Chavez
>>> Estado Delincuente
>>> Boves El Urogallo
>>> Cuco
>>> A Bolsa e a Vida - 1ª Edição
>>> Função ceo a descoberta do prazer
>>> Função ceo a descoberta do amor
>>> As cores do amor
>>> Pecaminoso
>>> Coleção Beltranianas - Comunicação e Problemas Luiz Beltrão Parte III
>>> Silicone XXI
>>> Casas Junto Al Mar
>>> Minha Experiência em Brasília
>>> Meu pé de laranja lima
>>> Desenho de Paisagem Urbana
>>> Canaa
>>> Curso de Propriedade Intelectual Para Designers
>>> O Brasil Não Existe!
>>> Apartamentos Urbanos
>>> Arquitetura e Design. Sergio Rodrigues
>>> A Hora Futurista que Passou e Outros Escritos
>>> Uma História da Pintura Moderna
>>> Olhar Sobre o Passado - Volume 1
>>> Quase Vegetariano
>>> Macário
>>> A Dieta de Sonoma
>>> Electra(s)
>>> Anos 70
>>> Édipo Rei de Sófocles
>>> Design e Comunicação Visual
>>> Cézanne: Miniguia de Arte
>>> O Último Godot
>>> Pós Modernismo: Repensando a Arquitetura
>>> Mario Botta
>>> Cinematógrafo: Um Olhar Sobre A História
>>> Desenho a Cores: Técnicas de Desenho de Projeto para Arquitetos 2ª Ed
>>> A Mão Livre 2 Técnicas de Desenho
>>> Cachaça- Edição: 1ª
>>> Preparatório Para O Exame De Pmp - 6ª Edição
>>> As origens da adoração crista
>>> A Técnica de Edificar - 6°edição Revisada e Atualizada
>>> Malba Tahan
>>> Direito Comercial Volume 21 - Sinopses Jurídicas
>>> Iniciacao a Psicologia
>>> Trilogia Deutsch Perfekt
>>> As 36 Estratégias Secretas
>>> Los Efectos Perversos Del Petróleo
>>> Afiliadas: A Tv Que Te Vê
>>> O Ajudante de Mentiroso
>>> Toulouse Lautrec miniguia de arte
COLUNAS >>> Especial Discoteca Básica

Terça-feira, 5/7/2011
Frases que soubessem tudo sobre mim
Duanne Ribeiro

+ de 6100 Acessos

O que acima de tudo me marca nas músicas são as letras. Os versos me traduzem para mim mesmo, me deixam no limiar da palavra, como diria talvez Bachelard. O estilo está um grau abaixo disso - se tenho preferências por certo uso de instrumental ou outro, se desgosto de algum gênero, essas distâncias podem ser abolidas por uma única frase que me atinja. Foi sem querer que eu pensei ser capaz de atravessar o céu em frases que soubessem tudo sobre mim, cantam - foi sem querer, continuo, intersubjetivo.

Embora hoje isso tudo não seja mesmo verdade, um dia foi. Partindo desse recorte - músicos cujas letras têm uma qualidade particular - selecionei quatro álbuns, fortes não só pelos versos, mas pela música e parentesco com outros discos tão bons quanto. Imagino que poderiam ser outros discos, poderiam ser outros artistas, de todo modo, eis uma lista de gente que ouvi vezes demais, de quem percorri a discografia. Adicionei os links para ouvir em streaming em quase tudo que citei. Pula o texto que é melhor, clica, ouve sem ler!

Leonard Cohen, Songs of Love and Hate

A frieza, o orgulho amargo de Avalanche são tais que sinto, sob o crescente do violino e um dedilhado tenso, que é o próprio demônio que fala: you who wish to conquer pain, you must learn, learn to serve me well. A tristeza calma, a resignação, uma saudade que mistura traição e perdão sincero, história de vidas que se fragmentam, em Famous Blue Raincoat. O desespero, o escárnio de Dress Rehearsal Rag: I've said to myself - where are you, golden prince, with your golden touch? As músicas de Leonard Cohen interpretam de forma vívida sentimentos, histórias e personagens; são romance, poesia e canção.

Dentre tantos excelentes letristas do folk, Cohen se destaca. O primeiro Bob Dylan é menos poético e mais criador de imagens políticas ou proféticas. Nick Drake está como que preso a seu próprio mundo subjetivo, aos limites dele. Joni Mitchell conta histórias, mas, pelo que conheço, só em uma delas teve o alcance das letras de Songs of Love and Hate. Cohen fala de ódio, como notamos; fala de saudade, nessa alegria nostálgica de Last Year's Man ou de Joan of Arc; fala do do amor que nasce inesperado, em Love Calls You By Your Name; por fim, fala do tempo que torna mais e mais acre o gosto dos dias - da necessidade de deixá-lo para trás num ímpeto: let's sing another song, boys, this one has grown old and bitter!

Racionais MCs, Nada Como um Dia Após o Outro (CD1 e CD2)

As letras do Racionais misturam crime, esperança, violência, abandono, euforia e fé em um discurso que se dirige só aos seus iguais - não a você, não a mim, que, se nunca fui rico, do mesmo jeito nunca fui pobre. O mais incomôdo aqui é que esses versos não ignoram os abismos que afastam a sociedade: são consequência deles. São manifesto da agressividade, são vivência da agressividade. E, principalmente: ninguém está pedindo ajuda, ou expondo problemas à consideração sociológica. Há uma situação e há sobrevivência. Contra-ataque.

O fascínio do crime em Eu Sou 157. A ambição de Um Por Amor, Dois Por Dinheiro, que é possivelmente a mesma que esmaga uma classe. A descrição de um contexto social que frustra o crescimento pessoal, em Negro Drama. Um grito que se diz que ultrapassará todo desafio, em Vida Loca - Parte 1. O estado de guerra, o isolamento doído de Jesus Chorou. Um desejo de paz - talvez o mesmo que há em No Surprises, do Radiohead - em Vida Loca - Parte 2.

Dance of Days, A Valsa das Águas Vivas

Nenê Altro, vocalista do Dance of Days, é o melhor letrista do rock brasileiro de meados de 1990 para cá. Apesar de alguns lugares comuns e de momentos melodramáticos, compôs de uma forma desconhecida pela maioria das bandas do gênero. As letras se ramificam em intertexto (mito e literatura são relidos); desconstroem toda a suposta rebeldia do que se usa chamar movimento alternativo; descrevem experiências e sentimentos tão cotidianos de modo tão contundente que nos shows não era incomum a identificação imediata.

Acompanham o vocal duas linhas melódicas independentes - o baixo de um lado, guitarra solo de outro. A voz une os vocais berrados, rasgados, do screamo, e melodias para cantar (compare Quando o Dia Aquece Sementes Mortas e A Vitória ou Coisa que o Valha. Neste álbum, surge um tema que será preponderante: a vida comum, um esforço por viver o melhor possível - porque é só o que podemos fazer, não? Parece tão regular voltar pra jantar todos os dias, mesmo que eu sinta a mesa se equilibrar nos fios de alta tensão...

The Smiths, Hathful of Hollow

Alegria e tristeza se confundem nas músicas dos Smiths, tanto nas bases quanto nas letras. São talvez o par fundamental de uma dança contínua que inclui desejo e vergonha, solidão e multidão, esperança e arrependimento. Os letras de Morrissey partem dessa ambiguidade, descrevem com cinismo e minimalismo o que sente. It's so easy to love, it's easy to hate, it takes strenght to be gentle and kind. Somos tendência instável. Por isso uma necessidade de entrega, uma vontade de certeza e ao mesmo tempo de abandono de certeza.

O vocal se desgarra do instrumental, canta em sua própria melodia, tempo e intensidade. As guitarras trabalham acorde, dedilhado e riff, de um modo muito particular, pelo menos entre as bandas mais conhecidas dos 1980. A bateria imprime velocidade e força às músicas, se destaca em sua forma própria (repare por exemplo em These Things Take Time). São então três linhas de força, ao mesmo tempo. Mas não ouça só esse álbum. The Queen is Dead, Strangeways, here we come, Meat is Murder, todos são excelentes.


Duanne Ribeiro
São Paulo, 5/7/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba de Heloisa Pait
02. Seis meses em 1945 de Celso A. Uequed Pitol
03. Três filmes sobre juventude no novo século de Guilherme Carvalhal
04. Nós, os afogados, de Carsten Jensen de Ricardo de Mattos
05. Meio Sol Amarelo de Guilherme Carvalhal


Mais Duanne Ribeiro
Mais Acessadas de Duanne Ribeiro em 2011
01. Bailarina salta à morte, ou: Cisne Negro - 15/2/2011
02. Manual para o leitor de transporte público - 29/3/2011
03. Frases que soubessem tudo sobre mim - 5/7/2011
04. Dexter Versus House - 4/10/2011
05. A Serbian Film: Indefensável? - 30/8/2011


Mais Especial Discoteca Básica
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GRANDE ENCICLOPÉDIA LAROUSSE CULTURAL VOL. 17
VÁRIOS AUTORES
NOVA CULTURAL
(2017)
R$ 3,00



POR QUE OS HOMENS FAZEM SEXO E AS MULHERES FAZEM AMOR?
ALLAN E BARBARA PEASE
SEXTANTE
(2000)
R$ 4,90



ATLAS GEOGRÁFICO ESCOLAR
BRASILEITURA
BRASILEITURA
R$ 3,00



CANUDOS, ORDEM E PROGRESSO NO SERTAO
NICOLA COSTA
MODERNA
(1991)
R$ 3,00



O SER E A VIDA
OSCAR NIEMEYER
RENAVAM
(2018)
R$ 25,00



MILAGRE NOS ANDES
NANDO PARRADO
OBJETIVA
(2006)
R$ 22,00



PARA TODA A VIDA
MARINA HAASE DA COSTA FRANCO
EVANGRAF
(2002)
R$ 15,00



MEMÓRIAS DE UM NORDESTINO EM NOVA YORK - 3ª EDIÇÃO
JOÃO B. DE OLIVEIRA
SINTRA
(1986)
R$ 9,94



O DIA EM QUE COMERAM O MINISTRO
FAUSTO WOLFF
CODECRI
(1982)
R$ 8,24



RECEITAS PARA DORMIR BEM
DR. EDUARD ESTIVILL E DR. MIRTA AVERBUCH
MARTINS FONTES
R$ 30,00





busca | avançada
16941 visitas/dia
829 mil/mês