Analisando Sara: Pós-hardcore atmosférico | Duanne Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
31131 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Civilizado?
>>> Um Cântico para Rimbaud, de Lúcia Bettencourt
>>> Dar títulos aos textos, dar nome aos bois
>>> Na CDHU, o coração das trevas
>>> Acordei que sonhava
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> Um Furto
>>> Nasi in blues no Bourbon
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 27/11/2012
Analisando Sara: Pós-hardcore atmosférico
Duanne Ribeiro

+ de 2900 Acessos

O vocalista da Analisando Sara, banda de pós-hardcore de Santos, litoral de São Paulo, como que range os dentes quando sente a música. Não se veem os olhos sob o boné, ainda mais com a pouca luz do bar, mas se enxerga o branco cerrado na boca, a cabeça sacudida como que em um espasmo. Tensão contida? Liberada com o vocal que explode sobre ritmo e melodia em devaneios próprios.

Às vezes ele só aguarda, força o eixo do corpo para um lado, cobre o rosto com as mãos, acompanha a melodia com quase uma dança. A banda atrás está imersa no riff e na batida. A sonoridade instrumental me lembra Circa Survive, Alexisonfire (sem a fúria), Envydust. Mas não é exatamente nada disso; se nos primeiros EPs as influências eram mais claras e o gênero mais marcado, 6567826968738469, o mais recente, (o segredo da sequência de números, só no encarte do álbum) traz uma identidade mais bem definida e original.

A banda venceu o Rock Show 2012 na categoria Som Original. O EP anterior a esse, Repetição Imediata: Co-Evolução e Consequência, foi premiado pelo Zona Punk como melhor demo nacional de 2010. Está já em gravação o próximo, que deve aparecer em 2013. A formação atual reúne os guitarristas Daniela Gumiero e Diego 'Munk' Oliveira, o baixista Henrique Santana, o baterista Bruno 'Skero' Martins e o vocalista Gilberto Junior - único desde o início do grupo. Mesmo no cenário alternativo esse tipo de som é raro no Brasil; a tendência é que se aperfeiçoe.

Assisti ao show no Cerveja Azul, na Mooca; show pequeno, a banda teve maiores, como no Hangar 110, ou em espaços mais importantes, como a Virada Cultural. Além do gestual, o que se destaca em Gilberto é sua postura de líder no palco - tanto para vender camisetas e álbuns quanto para defender uma ideia positiva da vida, o que a banda constrói como sua marca. Há entrega, convicção e projeto, visíveis não só em tudo que citei, como na presença online e nos bastidores.

É por isso que escrevo a resenha do EP, que segue abaixo. Não só por isso: eu sou amigo de Gilberto faz bastante tempo (naturalmente, por esse motivo você pode desconfiar de qualquer entusiasmo meu). Já toquei com ele há uns dez anos, em várias ocasiões. Numa delas, a música era Pregos, Cruzes e um Saco de Moedas, do Dance of Days. Eu fiz humildemente o vocal limpo, Gilberto subiu no palco e fez os screams. As caixas vibraram com a potência, de um tal modo que (acho) parei e olhei impressionado por um instante.

6567826968738469
Gilberto não berra mais; especializou-se em outro estilo. Usa preferencialmente timbres agudos, forçando melodicamente todas as frases. Os finais de palavra se alongam e quase sempre se estendem e se ligam, formam uma linha contínua de variação sonora. Pode soar maneirista e dramático, e até onde vejo afasta alguns ouvintes - mas é uma camada que se destaca e integra o conjunto com força.

São características de voz análogas a de um vocalista como Nenê Altro (foi essa a minha primeira impressão, negativa, de Se Essas Paredes Falassem), embora aqui tenhamos um vocal mais limpo, mais encorpado. Segue o faixa-a-faixa:

A Última de Vogal se constrói pela sobreposição de sonoridades. Abrem a música a melodia do vocal feminino e o dedilhado da guitarra base. Ambiente feito, entra a guitarra solo, em tom mais agudo, acrescenta mais uma linha melódica. O vocal principal rasga esse ambiente, variando mais os tons sobre a batida simples, mas quebrada, da bateria. Quando a guitarra solo muda seu riff, não volta a repetir as sequências iniciais; soma-se ao conjunto outro vocal, gritado - "quantas noites perdemos para salvar o futuro, para que os sonhos de vida não se percam no escuro?". Tudo se acumula, cada instrumento na sua forma própria. Intenso, algo triste, repetição insistente que só cessa com o grito "temos que lutar!".

Minha preferida, Perimetral, tem várias seções, com mudanças de dinâmica e da função de cada instrumento. O início, com poucas notas nas guitarras que ecoam, mais lento, segue por uns vinte segundos; um golpe no prato de condução deixa soar o metal enquanto sobram vocal (caindo de intensidade e tom) e guitarra (no som estéreo, em um ouvido só) com um riff nas cordas mais graves - e explode um riff mais agudo na outra guitarra (e em outro ouvido). As duas alternam essas linhas uma única vez, até que a bateria desacelere - um segundo ápice. Uma das guitarras passa a ser só solo, abusando da velocidade da palhetada. Outra vez, a música baixa sua velocidade, para dar lugar a uma seção com um novo riff e uma batida mais estacada, com o bumbo atacado múltiplas vezes. Até o fim, guitarra e vocal exploram sua potência, pra "fazer valer cada gota de suor", como diz a letra.

Permita-se é a base mais "simples" do EP, tanto a primeira base de estrofe como a parte final lembram recursos comuns de bandas de pós-hardcore. 140' (feita por Rafael Carvalho, que ajudou a produzir o EP) é a faixa que mais se afasta do estilo do conjunto: batida eletrônica, efeitos sonoros típicos do ambient music, algumas colagens de áudio. Uma delas diz: "Não podemos ter medo de sonhar grande". É um interlúdio que se segue ao verso "é difícil dizer o que é sonho, é difícil dizer o que é real" de Permita-se - de tal maneira que essas duas músicas parecem conectadas. No encerramento de Cygnus... Vismund Cygnus, do Mars Volta, há uma seção assim, embora mais ruidosa e sombria.

Keka Rarecandy feat. Sasha Robot foi a primeira música de trabalho do EP. Possui um andamento mais lento que Perimetral, mas sua estrutura com várias seções é parecida. É talvez a música em que o vocal ganhe mais destaque; os riffs não são tão presentes e tão variados, há mais acordes com batidas mais simples. A voz no entanto explora bastante a dinâmica, com quedas de tom num verso a que segue uma linha em tom bem mais alto, ou que mudam todo ambiente da canção, como por volta do fim do primeiro minuto (lá em Perimetral, num momento, Gilberto varia também rápido, mas para um tom agudo). Keka Rarecandy é também a em que a repetição do refrão é marcante, o que explica possivelmente porque se tornou a música do clipe, a de divulgação inicial.

Em todas uma atmosfera particular, repleta de melodia. Baixe e ouça.


Duanne Ribeiro
São Paulo, 27/11/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Alice in Chains, Rainier Fog (2018) de Luís Fernando Amâncio
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair de Heloisa Pait
03. Brasil, o buraco é mais embaixo de Luís Fernando Amâncio
04. O dia que nada prometia de Luís Fernando Amâncio
05. Malcolm, jornalismo em quadrinhos de Luís Fernando Amâncio


Mais Duanne Ribeiro
Mais Acessadas de Duanne Ribeiro em 2012
01. Diário de Rato, Chocolate em Pó e Cal Virgem - 2/10/2012
02. Corpo é matéria, corpo é sociedade, corpo é ideia - 4/9/2012
03. Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge - 14/8/2012
04. Èpa Bàbá Oxalá! na Nota de Real - 3/4/2012
05. Cinco Sugestões a Autores de Ficção Científica - 7/2/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




INDEPENDENT FILMMAKING
LENNY LIPTON
STUDIO VISTA (LONDRES)
(1974)
R$ 20,28



QUEM FICA COM FELIPE?
ILSA MONTEIRO
FTD
R$ 7,00



CHICO BENTO MOÇO VOL 15
MAURICIO DE SOUSA
PANINI
(2013)
R$ 6,70



FUNDAMENTOS DE SOCIOLOGIA GERAL
PEDRO ANTÓNIO DOS SANTOS
GEN / ATLAS
(2013)
R$ 60,00



ARTE BRASILEIRA DOS SECULOS XIX E XX NA COLECAO BOVESPA
VÁRIOS AUTORES
BOVESPA
(2007)
R$ 60,00



PRATICA FORENSE V. 2 - PRATICA ADMINISTRATIVO
ALEXANDRE MAZZA - FLÁVIA CRISTINA MOURA
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2009)
R$ 37,00



QUERIDO DIÁRIO OTÁRIO, OS ADULTOS PODEM VIRAR GENTE
JIM BENTON
FUNDAMENTO
(2004)
R$ 15,00



NOS SUBTERRÂNEOS DA MENTE 5565
FRITZ REDLICH E JUNE BINGHAM
IBRASA
(1962)
R$ 8,00



A DIVINA COMÉDIA - EDIÇÃO BILÍNGUE
DANTE ALIGHIERI; VASCO GRAÇA MOURA
LANDMARK
(2005)
R$ 95,00



A ESCRAVA ISAURA
BERNARDO GUIMARÃES
KLICK
R$ 4,00





busca | avançada
31131 visitas/dia
1,3 milhão/mês