Neon Genesis Evangelion | Duanne Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
71522 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 29/11/2011
Neon Genesis Evangelion
Duanne Ribeiro

+ de 4100 Acessos

Desde outubro, o mangá Neon Genesis Evangelion está sendo republicado pela editora JBC - é a chance de conhecer ou redescobrir uma das franquias mais relevantes dos quadrinhos e da animação japonesa. No Japão, a HQ foi lançada em fevereiro de 1995, como um modo de divulgar sua versão em animação, e ainda não foi concluída. O anime, exibido a partir de outubro daquele ano e encerrado em 1996, alcançou sucesso e repercussão; em 2007, foi considerado por uma agência do Ministério de Educação japonês como o melhor de todos os tempos. A série pode ser comparada a Sandman, de Neil Gaiman; Watchmen, de Alan Moore; ou Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller - na medida em que também representa um salto de maturidade dentro de seu gênero.

Como Miller e Moore quanto aos quadrinhos americanos, Evangelion lida com uma forma japonesa típica - enquanto os primeiros releem o conceito de super-herói, a série faz uso do gênero dos mecha, isto é, robôs gigantes, controlados por humanos. Como Gaiman, seu mundo é criado em diálogo com referências culturais diversas - se ele cria sua fantasia a partir de múltiplas mitologias, ela recorre principalmente à tradição judaico-cristã. O núcleo da produção, no entanto, não está ai; além da ficção científica e do fantástico, seu foco está no relacionamento humano, nos abismos da relação do indivíduo consigo e com os outros.

Os principais artistas na produção de Evangelion são Hideaki Anno e Yoshiyuki Sadamoto. Sadamoto fez o design de personagens para o anime e produz a adaptação em mangá. Além disso, é um dos fundadores do estúdio Gainax, responsável pelo desenho animado. Já Anno foi o diretor da animação. Seu talento foi revelado pelo trabalho com Hayao Miyasaki - um diretor conhecido no Brasil para além de nichos, por obras como A Viagem de Chihiro - para o qual foi animador em Nausicaä do Vale do Vento.

A história se dá em um cenário distópico. No ano 2000, a Terra é atingida por um meteoro; a catástrofe, que fica conhecida como "Segundo Impacto", reduz a população mundial pela metade. Quinze anos depois, ainda em processo de recuperação, a raça humana é ameaçada novamente, por imensas criaturas, resistentes a todo tipo de ataque convencional e evidente objetivo de destruição: os "anjos". Para confrontá-los, haviam sido criados os EVAs, andróides que precisam ser pilotados por adolescentes específicos, com características necessárias para a "sincronização" com os robôs. A relação entre o cataclismo, a chegada dos monstros e a prontidão visionária dessas novas "armas" serão depois esclarecidos, assim como a razão do uso de um nome cristão para nomeá-los.

São produzidos três EVAs, cada qual pilotado por uma "criança": o garoto Shinji Ikari e as meninas Rei Ayanami e Asuka Langley Soryu, todos com idade entre 13 e 14. A postura de cada um deles frente à sua "missão" é um dos pontos importantes na série: por que pilotar o EVA? A identificação com os personagens acontece assim que se sente que essa pergunta é, na verdade, mais geral: de onde vem a sua motivação? Por que faz o que faz?

Shinji é o nosso protagonista. Filho de Gendou Ikari, chefe da organização que construiu os EVAs, sempre esteve distante do pai, que o ignorava. Inesperadamente, Gendou o chama à sua cidade. Não se tratava de um reencontro entre familiares, mas de um alistamento. O pai exige que o filho seja um dos pilotos. A tensão entre a necessidade de afirmação de Shinji e a frieza e o calculismo de Gendou é uma das linhas dramáticas principais - e, assim como poderia afastar o garoto da luta a que é chamado, o atrai. Esse conflito exemplifica os temas de Evangelion: o duelo entre afetos distintos, os que se sobrepõem, os que ficam para trás.

Ainda uma última camada se torna evidente logo nos primeiros momentos. Todo o sistema contra o "anjos" parece escamotear outros propósitos da NERV, grupo contratado pela ONU e responsável pela construção dos robôs. Não só a origem e sentido dos ataques é escondida, mas também o Projeto de Instrumentalização Humana, que parece fundamental e do qual, inicialmente, não sabemos nada. Pouco a pouco, os mistérios e farsas vão sendo elucidados, de maneira semelhante a séries como Arquivo X, Lost e Fringe.

Outras Versões, Outros Fins
O mangá é em certa medida independente da animação e possui algumas diferenças. Ainda está sendo produzido no Japão: de 13 volumes previstos, 12 estão concluídos. No Brasil, 10 destes volumes foram publicados pela Conrad, em 20 edições. A partir daí, a publicação foi assumida pela JBC, que publicou outras quatro (referentes aos números japoneses 11 e 12). O que a editora faz agora é republicar a HQ do início, no formato japonês original.

O atraso dos quadrinhos em relação ao anime se deve ao ritmo de produção de Sadamoto, que esteve mais envolvido com o projeto Rebuild of Evangelion, série de quatro filmes que recontam a animação original, também com algumas variações. Já foram lançadas duas das releituras: Evangelion: 1.0 You Are (Not) Alone e Evangelion 2.0 You Can (Not) Advance. O final da história, tanto no mangá quanto nas novas animações, pode ser substancialmente diferente. O anime já possui um duplo fim: pouco após o término dos 26 episódios, o longa The End of Evangelion foi lançado, com uma reinterpretação dos dois últimos capítulos.

Há muitas características de Evangelion que poderiam ser destacadas: o caráter animalesco dos EVAs; a ligação física e mental dos pilotos com seus robôs; os recursos da animação se pensada como cinema: o uso do silêncio e da sugestão; o traço cheio de rachuras, sombras e velocidade da HQ; entre outros elementos. Por sua qualidade, seus detalhes, sua densidade interpretativa, mereceria um texto maior, que desse conta pelo menos dos aspectos críticos da série, sua abordagem da psicologia e da metafísica. Mas esta é uma apresentação - um convite. Assista ou leia, leitor, e volte cá que a gente discute nos comentários.


Duanne Ribeiro
São Paulo, 29/11/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Ficção e previsões para um futuro qualquer de Ana Elisa Ribeiro
02. Elis vive de Fabio Gomes
03. Claudio Willer e a poesia em transe de Renato Alessandro dos Santos
04. O que te move? de Fabio Gomes
05. A biblioteca de C. G. Jung de Ricardo de Mattos


Mais Duanne Ribeiro
Mais Acessadas de Duanne Ribeiro em 2011
01. Manual para o leitor de transporte público - 29/3/2011
02. Bailarina salta à morte, ou: Cisne Negro - 15/2/2011
03. Frases que soubessem tudo sobre mim - 5/7/2011
04. A Serbian Film: Indefensável? - 30/8/2011
05. Dexter Versus House - 4/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LA QUESTION NAZIE - LES INTERPRÉTATIONS DU NATIONAL-SOCIALISME
PIERRE AYÇOBERRY
EDITIONS DU SEUIL
(1979)
R$ 29,82



QUADRINHOS NO CINEMA 3
CALLARI, ALEXANDRE , ZAGO, BRUNO , LOPES, DANIEL
EDITORA ÉVORA
(2014)
R$ 120,00



MORENO COMO VOCES
SONIA NOLASCO FERREIRA
RECORD
(1984)
R$ 25,90



DA REFORMA À CONTRA REFORMA
FERNANDO SEFFNER
ATUAL
(1993)
R$ 5,00



SEXO SEM MEDO
EUSTACE CHESSER
CIRCULO DO LIVRO
R$ 6,00



CONVERSANDO SOBRE SEXO
MARTA SUPLICY
DA AUTORA
(1983)
R$ 31,50



THE DANCE BAND ERA. THE DANCING DECADES FROM RAGTIME TO SWING: 1910
MCCARTHY ALBERT
NOVEMBER BOOK
(1971)
R$ 75,00
+ frete grátis



TRABALHO POÉTICO LETRAS PORTUGUESAS ANTOLOGIA QUADROS CRONOLÓGICO
CARLOS DE OLIVEIRA
ANGELUS NOVUS
(1996)
R$ 49,87



PANORAMA DO GOVERNO DOS ESTADOS UNIDOS
RICHARD C. SCHROEDER
EMBAIXADA DOS ESTADOS UNIDO
(1976)
R$ 5,00



HISTÓRIA DOS CLUBES DE CABO FRIO
JOSÉ FRANCISCO DE MOURA
FOCO
(2018)
R$ 40,75





busca | avançada
71522 visitas/dia
1,4 milhão/mês