Eu blogo, tu blogas? | Fabio Gomes | Digestivo Cultural

busca | avançada
29899 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Elian Woidello apresenta show Vinho barato e Cinema Noir no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
>>> Show de lançamento do Selo Blaxtream reúne grandes nomes do jazz e da música instrumental em SP
>>> Autobiografia de George Sand ganha edição brasileira em volume único
>>> Indústria Frateschi passa a atuar também no varejo
>>> BH vai sediar o maior evento de Blogueiras do país em Julho.
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 2. O Catolotolo
>>> A pós-modernidade de Michel Maffesoli
>>> Um parque de diversões na cabeça
>>> O que te move?
>>> O dia que nada prometia
>>> Super-heróis ou vilões?
>>> Seis meses em 1945
>>> Senhor Amadeu
>>> Correio
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
Últimos Posts
>>> Espírito Santo
>>>
>>> Fuga em Si
>>> Frutos
>>> Traço
>>> Criaturas
>>> Homo ludens
>>> 9° Festival Internacional do Documentário Musical
>>> Flúmen do dia
>>> FHC embola o meio de campo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A morte do respeito
>>> Jotacê
>>> O blog do Fernando Meirelles
>>> Minhas hipóteses sobre a evolução humana
>>> Superficialidade e Reducionismo
>>> Livro eletrônico?
>>> Estupra mas não mata
>>> Nuvem Negra*
>>> Mapa da sala de aula
>>> A Epopeia de Gilgamesh, pela WMF Martins Fontes
Mais Recentes
>>> Depois da Morte
>>> Doze Reis e a Moça do Labirinto do Vento
>>> As Noites Difíceis
>>> Treinamento de Liderança Cristã
>>> Luxo
>>> Fome, Catástrofe Provocada pelo Homem? (Sociologia/Geografia Humana)
>>> Os Irmãos Karamázovi - Fiódor Dostoiévski (Literatura Russa)
>>> Ana Karênina - Leon Tolstói (Literatura Russa)
>>> Almas Mortas - Nicolai Gogol (Literatura Russa)
>>> Pais e Filhos - Ivan Turgueniev (Literatura Russa)
>>> Os Imortais da Literatura Universal (Biografias) Volume III
>>> Processamento de Dados
>>> Teilhard e a Vocação da Mulher
>>> Dom Quixote
>>> Falsa Identidade- A Conspiração para Reinventar Jesus
>>> Olha para Mim
>>> The Nature of Technology: What it is and how it evolves
>>> Digital Futures for Cultural and Media Studies
>>> Creative industries
>>> Everything is workable: A zen approach to conflict resolution
>>> i of the vortex: From Neurons to self
>>> Arquivos do mal-estar e da resistência
>>> Linked: A nova ciência dos networks
>>> O segundo mundo: Impérios e influência na nova ordem global
>>> O médico quântico: Orientações de um físico para a saúde e a cura
>>> Viver de música: Diálogo com artistas brasileiros
>>> Reagregando o social: Uma introdução à teoria do Ator-Rede
>>> I Ching: Uma nova interpretação para os tempos modernos
>>> O século da canção
>>> Em busca de uma psicologia do despertar: Budismo, Psicoterapia e o Caminho da Transformação Espiritual Individual
>>> A paixão de conhecer o mundo
>>> Normose: A patologia da normalidade
>>> As Herdeiras de Duna
>>> 50 Tons de Cinza
>>> Xógum - A Gloriosa Saga do Japão
>>> A Divina Comédia - 3 volumes
>>> Habeas Data
>>> O Homem que Sorria
>>> A Escolha da Dra. Cole - O Cotidiano de Uma Médica do Século XX
>>> Pesadelos e Paisagens Noturnas Volume II
>>> O Pacto
>>> Só por Hoje e Para Sempre. Diário do Recomeço
>>> Além do Bem e do Mal
>>> As Armas Ideológicas da Morte
>>> Face @ Face
>>> Marx - Vida e Obra
>>> Clarice na cabeceira / Contos
>>> O Desespero Humano
>>> Gramática Para o Hebraico. Uma Abordagem Pragmática
>>> Você sabe se desintoxicar?
COLUNAS

Segunda-feira, 4/7/2016
Eu blogo, tu blogas?
Fabio Gomes

+ de 1900 Acessos

Em 23 de junho, coloquei no ar aquele que é (se não erro nas contas) meu décimo blog - Fabio Gomes Foto & Cinema. Como o nome já indica, naquele espaço estarei destacando meu trabalho com as imagens, ao contrário de quase todos os anteriores, voltados para o meu trabalho como jornalista cultural. Eu já divulgava meus filmes e fotos em uma fan page no Facebook, mas conforme vinha intensificando meu trabalho nesta área (audio)visual, fui sentindo a necessidade de ter um local específico na internet. Num blog (assim como num site), você pode gerenciar melhor o aspecto das publicações, assim como o público dispõe de ferramentas para localizar facilmente o que procura, dois aspectos em que o Facebook historicamente deixa a desejar.

Enquanto eu configurava as diferentes áreas do novo blog, foi inevitável ficar me sentindo como em 2009, quando criei meu primeiro blog que teve destaque, o Som do Norte. Não apenas por questões emocionais (ao estio 'passa um filme na minha cabeça - risos), mas porque ao longo desses sete anos pouca coisa de fato mudou no bom e velho Blogger. A facilidade de uso é a mesma, assim como o caminho para localizar e implantar algumas funcionalidades continua tortuoso. De toda forma, ao menos para mim, o Blogger é bem mais fácil de operar que seu congênere Wordpress - ao menos mais intuitivo.

Minha primeira experiência com blogs foi em 2003, ano em que o formato se impôs como uma novidade na websfera brasileira. Criei um blog do qual confesso que já nem lembro o nome, até porque ele só esteve no ar uns poucos dias, e para o qual não produzi conteúdo original, limitando-me a republicar nele textos sobre cinema. Mais especificamente, resenhas de filmes, escritas para meu site Brasileirinho. Minha intenção era entender a ferramenta; cumprida essa meta, excluí o blog. A experiência talvez tenha ocorrido em maio, pois em 9 de junho daquele ano lancei dentro do Brasileirinho o informativo Mistura e Manda, que incorporava algumas características de blog - atualização periódica (semanal, aos domingos), textos curtos e o convite para que a pessoa comentasse e enviasse sua opinião (ou, no caso, "misturasse e mandasse"); este último cumpria a função da caixa de comentários de um blog. Além de ser postado no site, o M&M era enviado por e-mail a assinantes. O M&M seguiu sendo atualizado até o começo de 2009.

Minha experiência seguinte com blog foi como colaborador do Protocolo do Incenso - Ritual & Atração, criado pela jornalista e atriz paulista Vanessa Morelli, ali por 2008. Meus textos não tinham um tema e periodicidade definidos, apenas o compromisso de falarem sobre cultura; quase sempre eu produzia textos inéditos, que eventualmente republicava em outros espaços - o que fez com que eles sobrevivessem, já que tempos depois Vanessa retirou o blog do ar. Foi também como colaborador que participei de outro blog sediado em São Paulo, o Falando das Telas. A iniciativa do crítico Ruy Jobim Neto visava comentar a produção de cinema e TV; minha presença no blog se resumiu a um comentário sobre a minissérie Maysa, que a TV Globo apresentou no começo de 2009. Posteriormente fui colaborador também do blog do Coletivo Megafônica, de Belém (2011).

Minha opção por trabalhar com blog, e não site, ao me propor a abordar a musicalidade da Amazônia, em meados de 2009, foi em parte pela facilidade de uso, já comentada ao início desse texto, e também porque os blogs viviam talvez seu momento de maior prestígio e influência no Brasil, ao contrário do que ocorria seis anos antes. Na época o Google (dono do Blogger) não disponibilizava as estatísticas de acesso, mas para ilustrar a popularidade que o Som do Norte obteve logo de saída basta dizer que em dezembro de 2009, com apenas quatro meses no ar, enquete realizada pelo blog para escolher a Música do Ano recebeu mais de 21 mil votos!

Isto me levou a no ano seguinte dedicar novo blog à sonoridade amazônica: o Música do Norte, onde só posto álbuns inteiros, sejam clássicos ou lançamentos.

Já em 2011, transformei em blog meu antigo site Jornalismo Cultural, lançado em 2005, e criei meu único fan-blog, o Noel Rosa Sempre, onde publicava notícias sobre o artista e disponibilizava material de sua autoria que está em domínio público. No ano seguinte, pus no ar meu blog mais ao estilo "internet roots", o Rapidola. O Rapidola começou em 2010 como um informativo do Som do Norte enviado a assinantes, ao estilo do Mistura & Manda, porém com um diferencial: não continha textos completos, apenas links, com uma breve frase de abertura, pinçada de uma das notícias linkadas. A seleção incluía posts de outros blogs que também falassem da música nortista. O Rapidola-blog nasceu para deixar acessíveis esses informativos, e a referência a 'roots' é porque eram exatamente assim os primeiros blogs da internet: uma coleção de links.... A primeira publicação do Rapidola na internet aconteceu numa página do Multiply, rede social que já foi desativada (e que a bem da verdade nunca emplacou no Brasil). O Rapidola como blog que merece ser lembrado nasceu durante uma breve passagem minha por Manaus, em setembro de 2012. Na mesma viagem, mas em Porto Velho, comecei a editar o blog da Poeta Amadio, artista cujo trabalho venho produzindo desde aquela época.

Em 2013, lancei meus únicos blogs sem ligação direta com meu trabalho de jornalista cultural. O primeiro, totalmente despretencioso, era o Apontam Estudos, com o propósito de perpetuar as "pérolas" que escrevo em meu Facebook pessoal. Sua função se esvaziou desde que o Facebook passou a permitir acesso às "lembranças" (ou seja, postagens de ano anteriores, feitas no mesmo dia do ano em que estamos). O segundo se chamou Comendo Bem e Barato e foi uma tentativa de criar um guia online de restaurantes baratos, do tipo onde você poderia almoçar por até 20 reais, e que normalmente não aparecem nos guias turísticos nem são recomendados pelas agências de viagem. A ideia era que obter anúncios dos próprios estabelecimentos citados no blog, o que não se confirmou, e me levou a excluí-lo após 40 dias. A lista se encerra com o blog do projeto As Tias do Marabaixo, no ar desde 2014, quando comecei o trabalho de resgate e divulgação do Marabaixo, cultura tradicional de matriz africana típica do Amapá.

Como já mencionei, vai longe o auge dos blogs no Brasil. A audiência foi caindo lentamente a partir de 2012; no começo de 2013, pareceu embalar novamente (lembro de ter falado sobre isso numa conversa que tive com alunos da PUC-SP em abril daquel ano), mas depois seguiu em queda, mantendo-se agora estável. Digamos que é um público pequeno, porém fiel. Claro que estou falando de meus espaços no Blogger.

Completamente diferente é o blog que desde o ano passado mantenho dentro do site Digestivo Cultural, o Cinema Independente na Estrada. Em média, meus posts lá têm 339 acessos, com a fantástica marca de 1.652 para o post inaugural do blog, que conta a história do projeto As Tias do Marabaixo (os números foram colhidos em 24.6.16).

Já no Som do Norte, os posts que atualmente chegam a 300 acessos são os de entrevistas ou lançamentos exclusivos. Aliás, exclusividade me parece ser a palavra-chave que justifica a manutenção de blogs, era assim no passado e hoje segue sendo. Desde o ano passado, parei de postar no SdN agenda de shows - as informações sobre os shows em sua cidade você obtém hoje muito mais fácil através de redes sociais ou Whatsapp, não há porque ocupar espaço no blog com isso.

Pra concluir: considero sim que os blogs seguem sendo boas ferramentas, principalmente se quem o edita tem noções de HTML, que ajudam a compensar a limitação de recursos. Para quem gosta de publicar regularmente, um blog ainda é preferível às redes sociais (estas, sim, são grandes ferramentas para a difusão do conteúdo blogado), mais ainda se você pretende usar o blog como forma de oferecer serviços e produtos (o mural do Facebook, talvez propositalmente, não se presta muito bem a este fim). Por fim, só posso comemorar o final de cobranças tipo - Ah, seu blog é tão legal, por que você não o transforma num site? São coisas diferentes: cada vez mais, um site é recomendado se você quer publicar um conteúdo de forma institucional, com atualizações ocasionais. Para publicar regularmente e se manter pesquisável & localizável neste mar sem fim que é a internet, a melhor opção em 2016 segue sendo o bom e velho blog.


Fabio Gomes
Maceió, 4/7/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como uma Resenha de 'Como um Romance' de Duanne Ribeiro
02. Quem é mesmo massa de manobra? de Cassionei Niches Petry
03. Oswald de Andrade e o homem cordial de Celso A. Uequed Pitol
04. 'Hysteria' Revisitada de Duanne Ribeiro
05. Metallica e nostalgia de Luís Fernando Amâncio


Mais Fabio Gomes
Mais Acessadas de Fabio Gomes em 2016
01. Etapas em combustão - 18/4/2016
02. Eu blogo, tu blogas? - 4/7/2016
03. Em 2016, pare de dizer que você tem problemas - 11/1/2016
04. Você sabe quem escreveu seu show preferido? - 21/3/2016
05. Caiu na rede, virou social - 8/8/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TEX Nº 247 - RETORNO DA MORTE 
SERGIO BONELLI
GLOBO
(1990)
R$ 5,00



A REUNIÃO DOS PLANETAS
MARCELO R. L. OLIVEIRA
COMPANHIA DAS LETRINHAS
(2000)
R$ 10,00



A SOMBRA DAS MONTANHAS (ROMANCE BRASILEIRO)
NEVES MARIA MARQUES
BARAÚNA
(2013)
R$ 7,00



O PODER DA COMUNICAÇÃO A ARTE DE VENCER POR MEIO DE PALAVRAS
J. V. CERNEY
IBRASA
(1978)
R$ 11,00



DEUS E A PSICANÁLISE
VICTOR WHITE
CIRCULO DO HUMANISMO CRISTAO
(1964)
R$ 31,90



GESTÃO DE MARKETING E BRANDING
EUGÊNIO BISPO DE MELO
ALTA BOOKS
(2014)
R$ 30,00



REVISTA ANDRÉ LUIZ ANO XIV NUMERO 9 - 10
CENTRO ESPÍRITA NOSSO LAR
CENTRO ESPÍRITA NOSSO LAR
(1983)
R$ 5,00



O QUE É PARTICIPAÇÃO POLÍTICA?
DALMO DE ABREU DALLARI
BRASILIENSE
(1992)
R$ 5,90



COMO PROYECTAR EN EDIFICACIÓN
R. BAYON
EDITORES TÉCNICOS ASSOCIADOS
(1974)
R$ 25,00



O SANGUE DO OLIMPO
RICK RIORDAN
INTRÍNSECA
(2014)
R$ 9,00





busca | avançada
29899 visitas/dia
1,1 milhão/mês