A idolatria do século XXI | Marcelo Barbão | Digestivo Cultural

busca | avançada
27585 visitas/dia
957 mil/mês
Mais Recentes
>>> Feira de gravura do Atelier Piratininga
>>> Autora Helena Lima relança títulos infantojuvenis no RJ
>>> TV Brasil estreia animação SOS Fada Manu nesta segunda (5/12)
>>> Bazar bairrista leva o melhor de São Paulo a vizinhos e visitantes para as compras de Natal
>>> Arte Em Tempo Real !
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Omissão
>>> Preparar Para o Impacto
>>> Fazendo a coisa certa
>>> Malcolm, jornalismo em quadrinhos
>>> Lembrança de Plínio Zalewski
>>> Que tal fingir-se de céu?
>>> As crianças do coração do Brasil
>>> Três filmes sobre juventude no novo século
>>> Poesia e Guerra: mundo sitiado (parte II)
>>> Notas confessionais de um angustiado (V)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
>>> Nirvana pra todos os gostos
>>> Diego Reeberg, do Catarse
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Lançamento e workshop em BH
>>> Reid Hoffman por Tim Ferriss
>>> Software Programs the World
>>> Daphne Koller do Coursera
>>> The Sharing Economy
Últimos Posts
>>> Ferreira Gullar (1930-2016)
>>> 4 de Dezembro de 2016
>>> Carta aberta ao povo brasileiro
>>> Que bela lição a Colômbia está dando ao mundo
>>> No rastro de Augusto dos Anjos (série: sonetos)
>>> Taxi Driver 40 anos - um retrovisor do presente.
>>> Rio, ontem e hoje
>>> Arrogância
>>> Febre dos metais
>>> Fogo que se alastra
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A crítica de Jerônimo Teixeira
>>> O Livro dos Insultos, de H.L. Mencken
>>> Temporada de Gripe
>>> História dos Estados Unidos
>>> Michelle Campos e a poesia dentro do oco
>>> E Viva a Abolição - a peça
>>> O Conselheiro também come fast-food
>>> Animazing
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Amor e dor para crianças em três passos
Mais Recentes
>>> Corações Descontrolados
>>> Os 100 segredos dos bons relacionamentos
>>> Organize-se em um minuto
>>> Saber Viver Profissionalmente
>>> Como Fazer Propostas e Relatórios
>>> O Orçamento
>>> Um Minuto Para Mim
>>> Batalha da Vida - Máximo Górki (Literatura Russa/Memórias)
>>> Adolescência - Máximo Górki (Literatura Russa/Memórias)
>>> O Que Podemos Aprender com os Gansos
>>> La ciudad del diablo amarillo y Otro ensayos - Máximo Górki (Memórias)
>>> Seja um ótimo orador
>>> Cuentos Escogidos - Máximo Górki (Em Espanhol) - Literatura Russa
>>> Clim Samguine (2 volume/Obra Integral) Máximo Górki (Literatura Russa)
>>> Humanos Institucionais
>>> Contos - Antón Tchekhov (Literatura Russa/Contos)
>>> Uma vida - Anton Tchekhov (Literatura Russa/Romance)
>>> Una cosa bien simple (Contos Soviéticos/Russos)
>>> Batman 01 Primeira revista da DC publicada pela Panini
>>> O Ciclo da Auto-Sabotagem
>>> O Eterno Marido - Dostoiévski (Literatura Russa)
>>> A Casa do Mortos - Dostoiévski (Literatura Russa)
>>> Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século (Literatura Brasileira)
>>> Dôra, Doralina - Rachel de Queiroz (Literatura Brasileira)
>>> Três Romances (O quinze/João Miguel/caminho das pedras) Rachel de Queiroz (Literatura Brasileira)
>>> Venderam a Mãe Gentil - Fausto Wolf (Crônicas Políticas Brasileiras)
>>> Contos - Artur Azevedo (Literatura Brasileira)
>>> Enciclopédia dos Museus - RIJKSMUSEUM Amsterdam
>>> Amor, Medicina e Milagres
>>> Livro Oracle DataBase SQL 11G
>>> The Concorde story - 21 years in service (em inglês)
>>> O livro de ouro da MENTE
>>> O homem voa - a vida de Santos Dumont o conquistador do ar
>>> Fora de mim
>>> Deus uma biografia
>>> O que toda mulher inteligente deve saber - Como lidar com os homens com sabedoria
>>> Prazos Trabalhistas - 2700 Indicações da Prática Processual
>>> A luneta mágica
>>> O sertanejo
>>> Odeio reuniões
>>> Um minuto para mim
>>> Questão de Sangue
>>> Fernão Capelo Gaivota
>>> O perfume - historia de um assassino
>>> Paula
>>> Droga - Disfarce irresistível
>>> Aqueducte 92 - II Biennal Internacional de Fotografia
>>> Aqueducte 90 - I Biennal Internacional de Fotografia
>>> Os Ressuscitados
>>> O Enigmista
COLUNAS

Segunda-feira, 19/8/2002
A idolatria do século XXI
Marcelo Barbão

+ de 4400 Acessos

Recentemente, na busca por alguma coisa boa na televisão, passei por um desses programas de auditório tipo B, com um cenário pobre, algumas dançarinas que já foram gostosas antes da celulite atacar e uma platéia que participa mais pelo sanduíche de mortadela do que pelas atrações.

Mas, antes de continuar meu passeio pelos botões do controle remoto, fui pego pelo choro de um homem nos seus 50 anos. Eu conheço esse homem, foi meu pensamento na hora. E fiquei assistindo. Queria saber porque ele chorava. E descobri rapidamente. Sentados em banquinhos de plástico, uma série de artistas que fizeram sucesso no passado, reclamavam do esquecimento da mídia e pediam (era por isso que o homem chorava) uma nova chance.

Era a grande dicotomia moderna: a luta entre os famosos e os anônimos. Pois, esse é o tema do recém-lançado livro de Ignácio de Loyola Brandão, O Anônimo Célebre. Quando o anonimato passa a ser considerado uma doença, a doença-símbolo do século XXI, e vale qualquer coisa para "curar-se" dela, quando vale até transar na frente das câmeras, simular casamentos, brigas, reconciliações, quando começamos a pensar que até vale a pena morrer se nos transformarmos num mito, então podemos pensar que algum limite, em algum lugar, foi extrapolado.

O texto está construído como uma coleção de pequenas notas que Loyola foi coletando por vários anos (10, segundo o próprio autor) sobre a história do anônimo que queria ficar célebre. Tanto queria, que organizava, a seu redor, um pequeno exército de assessores (mais adiante, de acordo com a última tendência da moda, os assessores começaram a ser chamados de gurus - o conhecimento deles não mudou em nada, mas os cachês...) com a única incumbência de colocá-lo em evidência. Assim, para se manter up-to-date (será que ainda usam isto?) é necessário um assessor cultural, de tribos (criam-se novas todos os dias), de imagens, de patrocínios (afinal, depois de famoso, ninguém compra mais nada na vida - troca pelo uso de sua imagem, de serem vistos comendo naquele restaurante ou passeando nesse shopping) e um dos mais importantes de todos: o criador de falsos eventos. Loyola até dá uma excelente idéia para escritores talentosos mas sem oportunidades no terrível mercado editorial brasileiro: criador de causos para alimentar a biografia de famosos.

Entre os diversos momentos maravilhosos do livro, alguns mostram uma boa dose de inspiração, como o capítulo (não sei se o melhor seria chamar de capítulos ou notas, já que o livro lembra uma colagem de momentos como o autor já havia feito na época do O Verde Violentou o Muro e Zero) que mostra qual é o mais belo som da vida para alguém alucinado pela celebridade: o som do aplauso. Direcionado a ele, é claro. Talvez possamos complementar que o pior som do mundo seria o silêncio. O silêncio do desconhecimento e do anonimato. De não ser convidado para as festas da moda, de não ser entrevistado, de não ser chamado para dar sua opinião em programas de auditórios ou não mostrar aquela famosa receita de sua tia-avó naquele programa matinal.

O texto de Loyola é sempre interessante e fácil de ler. Neste novo livro ele, ajudado ainda pelo tema ultra-modernoso, brinca com formatos novos de linguagem como o quase-dialeto dos e-mails. Outro aspecto interessante é o uso de recursos gráficos, o que mais uma vez nos relembra os experimentalismos inovadores dos seus romances mais famosos. O resultado é um excelente livro que supera em muito suas últimas e medianas obras como O Homem que Odiava Segunda-Feira e o Anjo do Adeus.

Mas, apesar de ser um Manual para tornar-se um Famoso, algo me diz que o livro de Loyola não servirá para uma grande parte dos anônimos que vemos diariamente na TV, nas festas, em desfiles de escola de samba e em qualquer lugar onde houver uma câmera fotográfica ou de filmagem. As muitas citações, entre filmes, livros, filósofos, atores e escritores, colocam este livro acima da capacidade de qualquer um dos atuais candidatos ao estrelato global. Seria necessário acompanhar só por alguns momentos qualquer um dos (finalmente) finados programas BBB ou Casa dos Artistas para descobrir que seus participantes não seriam capazes de reconhecer nenhum dos "modelos" citados pelo escritor, como talvez não conhecessem o próprio Loyola. Estranha ironia.

O final da saga do nosso célebre anônimo ainda surpreende com um quê cortazariano que explica sem explicar. Loyola, dessa forma, consegue criar uma excelente novela dos tempos atuais onde desvenda a verdadeira arte que é manter-se em evidência. Os 12 anos à frente da Vogue, uma das publicações que tradicionalmente dita a moda e o comportamento deste mundo de famosos, certamente ajudaram na coleta do material para o manual dos Vir-a-Ser.

Para ir além



O anônimo célebre
Ignácio de Loyola Brandão
Ed. Global
379 páginas


Marcelo Barbão
São Paulo, 19/8/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O negócio (ainda) é rocão antigo de Luiz Rebinski Junior
02. Sobre jabutis, o amor, a entrega de Elisa Andrade Buzzo
03. Sérgio Santos, Edu Lobo e Dori Caymmi de Rafael Fernandes
04. Tempo vida poesia 4/5 de Elisa Andrade Buzzo
05. Livrarias, bibliotecas e outros paraísos de Ana Elisa Ribeiro


Mais Marcelo Barbão
Mais Acessadas de Marcelo Barbão em 2002
01. Viver para contar - parte 1 - 18/11/2002
02. Cuentos da Espanha - 23/9/2002
03. Tiques nervosos na ponta da língua - 25/7/2002
04. A idolatria do século XXI - 19/8/2002
05. Viver para contar - parte 2 - 2/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O NOVO PROCESSO CIVIL BRASILEIRO
JOSÉ CARALOS BARBOSA MOREIRA
FORENSE
(2008)



O SACERDÓCIO EXPIATÓRIO DE JESUS CRISTO
FRANK B. HOLBROOK
CASA PUBLICADORA BRASILEIRA
(2002)
+ frete grátis



EL LIBRO DE ORO DE LA VERDADERA VIDA CRISTIANA
JUAN CALVINO
CLIE
(1991)
+ frete grátis



CONCEITOS-CHAVE DA BÍBLIA
DAVID GOODING
A VERDADE
(2013)
+ frete grátis



ÁLBUM FIFA COPA DO MUNDO 2010 - COMPLETO
PANINI EDITORA
PANINI
(2010)
+ frete grátis



NUNCA MAIS (INFORME DA COMISSÃO NACIONAL SOBRE O DESAPARECIMENTO DE PESSOAS NA ARGENTINA, PRESIDIDA POR ERNESTO SÁBATO)
ERNESTO SÁBATO
L&PM
(1984)
+ frete grátis



NESTS ABOVE THE ABYSS
ISOBEL KUHN
MOODY PRESS
(1972)
+ frete grátis



MODERNO TEATRO BRASILEIRO (CRÔNICAS DE SUAS RAÍZES) - GUSTAVO A. DORIA
GUSTAVO A. DORIA
MEC-SNT
(1975)
+ frete grátis



EXAME DA OAB 1ª FASE - TODAS AS DISCIPLINAS
FLAVIA CRISTINA, JULIO FRANCESCHET, LUCAS PAVIONE
JUSPODIVM
(2015)
+ frete grátis



O MAU VIDRACEIRO
NUNO RAMOS
GLOBO
(2010)
+ frete grátis





busca | avançada
27585 visitas/dia
957 mil/mês