imaginem os piores? | Irã Dudeque

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
Mais Recentes
>>> O cliente encantado de Julio Lobos pela Hamburg (1995)
>>> Biplano de Richard Bach - Nota (prelúdio) Ray Bradbury pela Hemus
>>> Ganhe Mais Investindo em Opções de Marcelo Piazza pela Saraiva (2010)
>>> Bem-vindo à Bolsa de Valores de Marcelo Piazza pela Saraiva (2010)
>>> Francisco de Assis de João Nunes Maia pela Fonte Viva (1990)
>>> Palavras Abertas de Haley Caldas: Organização pela Crivo/ Belo Horizonte (2012)
>>> O Quinto Evangelho de Huberto Rohden pela Martin Claret
>>> Os Enigmas do Vaticano de Alfredo Lissoni pela Madras (2005)
>>> Henderson, o Rei da Chuva (Encadernado) de Saul Bellow pela Livros do Brasil/ Lisboa: Port
>>> Seu futuro astrológico de Linda Goodman pela Record (1968)
>>> Point, Ligne, surface: Contribution À L analyse des Éléments Picturaux de Kandinsky pela Éditions de Beaune/ Paris (1963)
>>> Vivendo Melhor Através da Numerologia - Guia Prático de Aparecida Liberato pela Best Seller (1999)
>>> Palavras essenciais de Paulo Coelho pela Vergara (1999)
>>> Um Gosto e Seis Vinténs de Somerset Maugham (William) pela Livros do Brasil Lisboa/ Portugal
>>> A Outra Comédia (encadernado) de William Somerset Maugham (Trad).: Genolino Amado pela Globo/ Porto Alegre (1956)
>>> O Agente Britânico de W. Somerset Maugham pela Livros do Brasil Lisboa/ Port
>>> Destino de um Homem de William Somerset Maugham pela Livros do Brasil Lisboa/ Port
>>> Manual do guerreiro da luz de Paulo Coelho pela Planeta (2007)
>>> Novelas (encadernado) de Alfred de Musset pela Editorial Gleba/ Lisboa
>>> Os Melhores Contos Indianos (1ª Série)/ Antologias Universais/ Encad. de Prabhakar Kanekar (Trad. Direta da Língua Marathi pela Portugália/ Lisboa (2019)
>>> Cavalheiro de Salão/(encadernado Em Couro) de W. Somerset Maugham/ Tradução: Mário Quintana pela Globo/ Porto Alegre (1959)
>>> Os Trabalhadores do Mar de Victor Hugo pela Nova Cultural (2002)
>>> O Ponto de Mutação de Fritjof Capra pela Círculo do Livro (1990)
>>> Plexus de Henry Miller pela Record (1967)
>>> Uma Questão de Fé de Jodi Picoult pela Planeta (2008)
>>> Vivendo seu Amor de Carolyn Rathbun Sutton e Ardis Dick Stenbakken (compilação) pela Casa Publicadora Brasileira (2017)
>>> O Significado da Astrologia de Elizabeth Teissier pela Bertrand (1979)
>>> Um amor de gato de Glenn Dromgoole pela Publifolha (2002)
>>> Origami & Artesanato em Papel de Paul Jackson & Angela A'Court pela Edelbra (1995)
>>> Gestão de Pessoas de Idalberto Chiavenato pela Campus (2010)
>>> Album de família de Danielle Stell pela Record
>>> Passageiros da ilusão de Danielle Stell pela Record (1988)
>>> Casa forte de Danielle Stell pela Record
>>> Segredo de uma promessa de Danielle Stell pela Record
>>> Enquanto o amor não vem de Iyanla Vanzant pela Sextante (1999)
>>> Relembrança de Danielle Stell pela Record
>>> O Egypto de Eça de Queiroz pela Porto (1926)
>>> Momentos de paixão de Danielle Stell pela Record
>>> Um desconhecido de Danielle Stell pela Record
>>> Uma vez só na vida de Danielle Stell pela Record
>>> O apelo do amor de Danielle Stell pela Record (1983)
>>> Agora e sempre de Danielle Stell pela Record (1985)
>>> O Princípio Constitucional da Igualdade e o Direito do Consumidor de Adriana Carvalho Pinto Vieira pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Histórias Anunciadas de Djalma França pela Decálogo/ belo Horizonte (2003)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Senado Federal pela Senado Federal (2006)
>>> Eterna Sabedoria de Ergos pela Fraternidade Branca Universal do Arcanjo Mickael (1974)
>>> Leasing Agrário e Arrendamento Rural como Opção de Compra de Lucas Abreu Barroso pela Del Rey/ Belo Horizonte (2001)
>>> Contratos Internacionais de Seguros de Antonio Marcio da Cunha Guimarães pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Amor de Perdição / Eurico, o Presbítero de Camilo Castelo Branco / Alexandre Herculano pela Círculo do livro (1978)
>>> Carajás de Paulo Pinheiro pela Casa Publicadora Brasileira (2007)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 18/11/2002
Comentários
Leitores


imaginem os piores?
***1) A definição "Cruza de Ratinho com Amaral Netto" é perfeita. ***2) Se esses aí são os mais inteligentes e os que melhor escrevem nessa geração (como modestamente se definem), imaginem os piores? ***3) O e-mail de autoria de Leonardo Marques é de minha lavra (como pode ser verificado pelo número da CPU). Já que o meu nome é indigno de debate nada como alguém com nome e sobrenome adequado, ah, ah, ah; para um Rafael, um Leonardo; para um Azevedo, um Marques. ***4) (PASSO DO GANSO) seres inferiores (UM-DOIS-UM-DOIS) protozoários do mundo (ESTE É UM PAÍS QUE VAI PRÁ FRENTE, Ô, Ô, Ô, Ô, Ô) distribuir panfleto é coisa de quem não bate bem da cachola (EUGENIA, EUGENIA, JÁ) o desprazer de ler todo mundo que se diz esquerdista (HEIL! HEIL!) qualquer pessoa que passa seus 15 anos de idade entregando panfletos na praça da Sé (MINHA GENTE) definitivamente não bate bem da cachola (AME-O OU DEIXE-O! AME-O OU DEIXE-O!) o desprazer de ler todo mundo que se diz esquerdista (HEIL! REICH VON TAUSEND JARE)definitivamente não bate bem da cachola (O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, APÓS CONSULTA AO CONSELHO DE SEGURANÇA NACIONAL) adoro despertar a ira em seres inferiores (DECIDE BAIXAR ATO INSTITUCIONAL) seres inferiores (MINHA GENTE) o desprazer de ler todo mundo que se diz esquerdista (TRADIÇÃO) o desprazer de ler (FAMÍLIA) todo mundo que se diz esquerdista (PROPRIEDADE) que se diz esquerdista (PASSO DO GANSO; UM-DOIS-UM-DOIS-UM-DOIS...

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Irã Dudeque
18/11/2002 às
13h33 200.213.80.5
(+) Irã Dudeque no Digestivo...
 
Direita Inteligente e Culta
Leonardo, você como fã do Francis deve saber que a essa altura ele já virou hélice rodando na tumba a cada vez que algum dos blogueiros citados se autoproclama seu seguidor. Quanto ao rapaz nervosinho, você agora me clareou: trata-se - quem sabe - do mesmo que cometeu furibundo artigo sobre o Chavez há alguns meses atrás no Digestivo, e que provocou tamanha celeuma com os coleguinhas defendendo-o que, após o mesmo, tanto ele quanto os coleguinhas “sumiram” daqui do Digestivo. Quero crer que o Julio Borges fez a sua própria “limpeza étnica” de então. No fundo, a culpa foi do Alexandre, apontou como de direita um pessoal que se envergonha de reconhecê-lo (“a gente semos liberal”) e deu atenção a eles. É que nem criança que gosta de se exibir: eles logo logo perdem o limite e mostram quem são de verdade. O Alexandre, quando fala dos blogueiros “de talento”, os únicos inteligentes de sua geração, deve saber que ele, na sua finura, está nesta bela companhia. Pretendentes a Paulo Francis que estão mais para uma cruza de Ratinho com Amaral Netto.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Helion
18/11/2002 às
12h38 200.191.168.81
(+) Helion no Digestivo...
 
Já perdeu a graça
Nossa, eu não vou mais postar nenhum comentário aqui. Estou com medo do Rafael. Ele é muito malvado. Na verdade, foi bastante divertido, mas acho que os egos deles já estão bastante inflados, já fiz minha parte deixando algumas crianças felizes.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por marcelo
18/11/2002 às
12h06 200.204.171.164
(+) marcelo no Digestivo...
 
Ótimo!!!...
Parabéns pelo texto! Ótimo!

[Sobre "Convite às memórias de um condado infernal"]

por Sandro
18/11/2002 às
11h40 200.230.190.117
(+) Sandro no Digestivo...
 
10 e poucos neurônios
Marcelo, eu "compreendi" sim os "10 e poucos anos". Só não achei engraçado, witty, ou qualquer outra coisa. Estúpido e idiota, talvez, como tudo o que já tive o desprazer de ler de você. E todo mundo que se diz esquerdista. Qualquer pessoa que passa seus 15 anos de idade entregando panfletos na praça da Sé definitivamente não bate bem da cachola.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Rafael Azevedo
18/11/2002 às
11h34 192.146.136.130
(+) Rafael Azevedo no Digestivo...
 
Formas de vida inferiores
Lave sua boca antes de pronunciar meu nome novamente, "irabundo" rapazola. Ele não é pro teu bico.
Ao menos algo me deixa feliz - é que adoro despertar a ira em seres inferiores, é bom ver que tenho conseguido meu intento. Protozoários do mundo inteiro, uni-vos!

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Rafael Azevedo
18/11/2002 às
11h30 192.146.136.130
(+) Rafael Azevedo no Digestivo...
 
Sou fã do Francis
Sou fã do Francis e, por recomendação de um amigo, dei uma olhada nesse debate e nos blogs dos "intelectuais" citados. E aí quase caí da cadeira. Veja-se, por exemplo, o blog de Rafael Azevedo e sua coleção de aberrações: para quem ia votar no Lula, Rafael Azevedo prometia "um murro nos dentes". Para os magistrados, Rafael Azevedo propõe a guilhotina (ou ainda que sejam "pendurados de ponta cabeça numa árvore"). Para resolver as divergências do "ocidente civilizado" com o oriente, Rafael Azevedo propõe uma "limpeza" étnica e mais "uma bomba nuclear em cada capital desses caras". Para quem gostou do filme "Cidade de Deus", Rafael Azevedo promete "um murro no meio da boca, e um chute entre as pernas." Para Rafael Azevedo, as pessoas "mais repulsivas" do mundo são advogados e defensores dos direitos humanos; estes são "a escória do universo" (abaixo dos neo-nazistas, por exemplo - afinal, Rafael Azevedo defende uma "limpeza" no oriente). Quanto à democracia, o pensador político Rafael Azevedo é anglófilo no seu parecer "Thank God I'm outta here!". Além disso, Rafael Azevedo é contra TODOS os advogados. Agora, naquilo que foi um debate sobre o Paulo Francis, Rafael Azevedo comete mais uma série de atos "intelectuais": Primeiro, destrata o debatedor Marcelo porque este escreve em revistas como Geek e Hacker, enaqunto "eu [Rafael Azevedo] tenho que me contentar com fatos e argumentos". Só isso já seria suficiente para situar a posição intelectual de Rafael Azevedo, pois a invocação peremptória a "fatos e argumentos" guarda um quê do ranço positivista. Depois Rafael Azevedo parte para um ataque pessoal contra um "sujeito chamado Irã", pois com um nome desses (árabe?), ele seria indigno de um debate. Ao que tudo indica, Rafael Azevedo (belo nome!) defende que só pessoas com nomes apropriados tenham direito ao debate. Num primeiro momento, devemos banir alguém chamado Irã, depois talvez devamos abolir as opiniões e os escritos de pessoas intituladas Ezra, Millôr ou ainda o pobre indiano Vikran Seth (ainda bem que eu me chamo Leonardo!). Feita a restrição ao nome de Irã (árabe?) Rafael parte para a agressão de fato, e convoca o dito cujo para um duelo (São Paulo, dezembro), quando promete-lhe "enfiar a mão na fuça". Intelectualizadíssimo, o Rafael Azevedo. Porém, apesar de tão disparatadas idéias, Rafael Azevedo é ídolo de Alexandre Soares Silva, que, aparentemente, considera-o um grande pensador. Talvez porque Rafael Azevedo seja mais furioso nas suas soluções de "limpeza", enquanto Alexandre Soares Silva sai-se com ideiazinhas irresponsáveis como as que "os fuscas e os mavericks [dos anos 70] enfeiavam mais a orla de Ipanema do que todos os prédios atuais juntos" (viva a especulação imobiliária, por ser menos nociva que os mavericks!). Então, que tal juntar admirados e admiradores numa campanha, digamos, em prol da volta da dinastia Bourbon ao trono da França, com direito a um rei que curasse escrófula? Talvez sobrasse algum viscondado para gente como Rafael Soares. Ou uma campanha pelo reconhecimento público de Torquemada? Talvez sobrasse algum cargo de inquisidor para gente como Rafael Soares, adepto de "limpezas". Ou ainda, que tal a criação de um centro para a divulgação das idéias de Adolf Hitler? Peço desculpas aos outros escritores citados nesta página se cito em demasia o nome de Rafael Azevedo. Divulgo tal nome para essas nobres ocupações, pois entendo que nelas Rafael Azevedo poderia mostrar um resumo dos seus argumentos "intelectuais", argumentos que envolvem murros nos dentes, guilhotina, limpeza étnica, bomba nuclear, chutes entre as pernas, mão na fuça e, the last but not the least, música erudita (ah, o efeito cenográfico de bombas atômicas atiradas ao som da Cavalgada das Valquírias; Rafael Azevedo é um esteta). Divulgo o nome de Rafael Azevedo pois ele tem a cabeça talhada para tanto. Uma cabeça dividida entre o Ocidente pré-Iluminismo e Munique, 1936 (música erudita, por favor!). Ou, talvez, eu esteja sendo meio genérico. Tomo o irabundo Rafael Azevedo como exemplo, por ser o exemplo mais aberrante. O mais provável é que não só a cabeça de Rafael Azevedo, mas as de todos os outros produtores de blogs citados nesta página, estejam situadas em um endereço mais específico: Rua Maranhão, em São Paulo, sede da TFP. Ou, ainda, em algum Centro Positivista. Eu, da minha parte, continuarei lendo revistas como Geek, e me preocuparei com nazistinhas agressivos e semi-alfabetizados como Rafael Azevedo, apenas para evitar que um reacionário vulgar como ele faça alguma outra coisa na vida além de redigir suas insanidades num blog.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Leonardo Marques
18/11/2002 às
11h18 200.213.80.5
(+) Leonardo Marques no Digestivo...
 
Assim é a direita
Caro Rafael, faça as contas. Em 1982, eu tinha 15 anos (daí veio a brincadeira dos "10 e poucos anos" que você não compreendeu) foi a primeira eleição livre desde o começo da década de 60. Eu participei dela distribuindo santinhos e fazendo boca de urna, apesar das ameaças de repressão. Em 1984, com 17 anos, estava na praça da Sé exigindo diretas-já. Você devia ser muito criancinha para participar dessas coisas. E, mesmo agora, é incapaz de entendê-las. Quanto a suas ameaças contra o Irã, só provam o funcionamento da direita, quando acabam os argumentos, parte-se para a violência. Sempre foi assim e sempre será.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por marcelo
18/11/2002 às
10h50 200.204.171.164
(+) marcelo no Digestivo...
 
Daumier e Buonaroti
Já li todos os seus artigos e achei especialmente maravilhoso este que você publicou sobre Daumier, pela aproximação que você faz com Michelangelo, um diálogo que prontamente evidencia as relações citadas em seus texto, ao meu ver, com a Batalha dos Centauros. Neste uma convulsão de corpos em luta travada e inarredável, aqui, em Daumier, um heroísmo tácito porque expresso por um povo ao se retirar de uma situação política opressora. Acho apaixonante a forma como você narra os diálogos entre as obras de arte e em especial destes dois gicantes da arte Européia.

[Sobre "Um Daumier no MASP"]

por Dalila Doring Sousa
18/11/2002 às
09h28 200.241.20.122
(+) Dalila Doring Sousa no Digestivo...
 
Raposa no galinheiro
Sabe, Julio, até que você faz um blog divertido. De vez em quando, se quebra a monótona seqüência de citações e congratulações mútuas entre os direitistas e aparece algum debate de verdade. Pelo menos entre os colunistas, não aconteceram ainda – até agora - as insinuações quanto ao que este esquerdista está fazendo no horário de trabalho, ou os insultos e ameaças ao discordante. Bem, já houve uma ameaça de soco por um rapaz que vestiu a carapuça de invertido. Quando quem não é do clube intervém, as coisas não são tão amenas. Enfim, mesquinharias típicas de direita, de uma gente que nega ser dessa posição política mas que se alvoroça histérica com qualquer crítica à mesma. Que cultiva ídolos e cita submissa suas frases de efeito. Que tem uma cultura de frases soltas, citando ditos isolados de Francis sem conhecer sua trajetória política e intelectual. Que considera Nelson Rodrigues apenas como um anti-esquerdista, ignorando o seu anticonservadorismo. Que se deleita com a última leitura indicada pelo guru e se faz de superior porque os outros supostamente a ignoram. Que repete com submissão as palavras daquele boneco de corda que você puxa e ele repete “Fórum São Paulo, Fórum São Paulo, Fórum São Paulo...”. Enfim: deve ser mesmo um complô do esquerdismo internacional para mostrar de uma vez por todas que na direita não tem gente que pensa de forma autônoma. Pelo menos nos blogs de direita, isso é artigo raro. E parabéns ao Marcelo por afrontar o Pensamento (quase) Único do Digestivo.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Helion
18/11/2002 às
09h02 200.227.152.163
(+) Helion no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PANORAMA DAS ARTES PLÁSTICAS SÉCULOS XIX E XX
FREDERICO MORAIS
INSTITUTO CULTURAL ITAÚ
(1989)
R$ 40,00



O DESAFIO AMERICANO
JEAN-JACQUES & SERVAN-SCHREIBER
EXPRESSÃO E CULTURA
(1968)
R$ 13,39



A MURALHA
DINAH SILVEIRA DE QUEIROZ
JOSÉ OLYMPIO
(1978)
R$ 9,80



TEATRO DIVIDIDO: A CENA AMERICANA NO POS-GUERRA
MARTIN GOTTFRIED
BLOCH
(1970)
R$ 19,00



JOGOS INFANTIS NA ESCOLA MODERNA - JOGOS DE CAMPO
VITÓRIA RABELO
ITATIAIA
(1997)
R$ 10,00



DENTISTICA OPERATÓRIA
ANTONIO ADAMASTOR CORRÊA
ARTES MEDICAS
(1979)
R$ 18,99



INFORMATION ÜBER DIE INFORMATION - VERSTÄNDIGUNG IM ALLTAG, NACHR
HELMUT SEIFFERT
C H BECK
(1970)
R$ 22,82



A DISCIPLINA ÉTICA E CIDADANIA NA UPMACKENZIE
JOSÉ CLÓVIS DE ANDRADE FALCÃO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



O LUGAR COMPLEXO DO LEITOR NO JORNALISMO CONTEMPORÂNEO
LARISSA DE MORAIS RIBEIRO MENDES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



GEOGRAFIA HOMEM E ESPAÇO 8ª SÉRIE
ELAIN ALABI LUCCI E OUTROS
ED. SARAIVA
(2004)
R$ 4,90





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês