Digestivo nº 228 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> As Águas do Futuro
>>> Iecine abre inscrições para a Oficina de Roteiro
>>> Férias de Julho: Museu Catavento e Teatro Sérgio Cardoso recebem a Cia. BuZum!
>>> Neos firma parceria com Unicamp e oferece bolsas de estudo na área de inteligência artificial
>>> EcoPonte apresenta exposição Conexões a partir de 16 de julho em Niterói
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> PANFLETO AMAZÔNICO
>>> Coruja de papel
>>> Sou feliz, sou Samuel
>>> Andarilhos
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O que em mim sente está lembrando
>>> Divisões históricas
>>> Comentaristas de Seriados
>>> Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos
>>> Entrevista com Chico Pinheiro
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> Entrevista da Camille Paglia
>>> Vamos sentir saudades
Mais Recentes
>>> Assassinato no Expresso do Oriente - um Caso de Hercule Poirot de Agatha Christie pela Nova Fronteira (2009)
>>> Ceia da Prostituição de José Maria de Souza Dantas pela Edicon
>>> Abaixo o Regime! de Vários pela Best Seller (2008)
>>> Convivência - Você e suas Relações Sociais de Vários Autores pela Senac (2012)
>>> A cozinha de Joachim Koerper de Joachim Koerper pela Restaurante Eleven (2005)
>>> Anuario Indigenista - Volume 42 de Instituto Indigenista Interamericano / Felix Baez pela Inst. Indigenista Intramerica (1982)
>>> Telegraph Avenue de Michael Chabon pela Companhia das Letras (2014)
>>> Como Freud Analisava? de Sérvulo Augusto Figueira pela Grypho (1994)
>>> Manual de Estilo de Nova Fronteira pela 1990
>>> A Academia do Fardão e da Confusão de Fernando Jorge pela Geração (1999)
>>> Trajetórias na Formação de Professores de Língua de Telma Gimenez (Org.) pela Eduel (2002)
>>> O Clube Dante de Matthew Pearl pela Francis (2005)
>>> O Pensamento Vivo de São Francisco de Assis de Marcelo Whately pela Restrito
>>> Os anos perdidos de Jesus de Deepak Chopra pela Sextante (2009)
>>> Adaptabilidade Humana de Emilio F. Moran pela Senac Sp (2010)
>>> Dados - Revista de Ciências Sociais - Volume 51 - 3 de Charles Pessanha - Edit. pela Iuperj (2008)
>>> Stedman Dicionário Médico - 25ª Edição de Vários Autores pela Guanabara
>>> A Dominação Masculina: A Condição Feminina e a Violência Simbólica de Pierre Bourdieu pela Best Bolso (2018)
>>> Sistemas, Organização e Métodos de Tadeu Cruz pela Atlas (2002)
>>> A Imortalidade de Milan Kundera pela Circulo do Livro (1998)
>>> Farabbud - Uma História de Flávia G. Pinho pela Ekko (2017)
>>> Édipo Rei de Sófocles pela L&pm Editores (1998)
>>> Soares - Ditadura e Revolução de Maria João Avillez pela Círculo de Leitores (1996)
>>> Desenvolvimento psíquico básico de John Firedlander Gloria Hemsher pela Pensamento (2022)
>>> The Blessed (abençoadas) de Tonya Hurley pela Id (2012)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 27/5/2005
Digestivo nº 228
Julio Daio Borges

+ de 4100 Acessos




Artes >>> Negro, judeu e manco de uma perna
Quem nunca foi estagiário? Allan Sieber nunca foi, mas criou uma das melhores tiras sobre, justamente, a vida de um estagiário, Oséias de Souza, seu personagem. Foi na Folha de S. Paulo, no caderno “Folhateen”, em 2000 – mas, agora, quem editou em livro foi a Conrad. Sieber já era nosso conhecido da internet, de Preto no Branco, e, claro, por causa da sua intervenção, famosíssima, em O homem que copiava (2003), de Jorge Furtado. Também pela recente revista F. (aliás, por onde anda?). Sieber não foi estagiário, mas, como seu ídolo Angeli, foi office-boy. Como ninguém sabe quem é mais maltratado, dá praticamente na mesma, soa igual. O seu Oséias é apenas um pobre rapaz, de 17-18 anos, que alimenta o sonho de uma carreira na agência de publicidade em que trabalha. Nem precisa dizer que desde o dono, Seu Almeida, até a atendente voluptuosa, Glorinha, todos têm como esporte predileto pisoteá-lo. E o esporte de Oséias, além de sofrer constantes humilhações, é chorar. Mas sua “diferença” mesmo é com os diretores de arte, sempre de topete, piercing, cabelo roxo, implicando com suas roupas “de mendigo” e até dando-lhe, de vez em quando, um banho de loja, à base de camisetinhas brancas, calças berrantes e sapato de salto... Allan Sieber parece conhecer bem tal realidade. Ela é familiar entre aqueles que cultivam alguma ambição artística no reino das artes gráficas. Como muito dinheiro convergiu para a publicidade, nas últimas décadas, é nas agências que estão os empregos e é ali que vão trabalhar os amadores e os profissionais. À maneira de um alter ego de Sieber, Oséias também desenha nas horas vagas e seus superiores, óbvio, só fazem desestimulá-lo – como é normal. Alguém, inclusive, ameaça de vez em quando: diz que ele até vai chegar a ser alguém mas que, não necessariamente, vai ganhar alguma coisa com a fama... Outra grande sacada do livro é incluir depoimentos de estagiários de todo o Brasil, que se identificaram com as tiras e remeteram suas histórias. Os estagiários não serão, enfim, salvos, mas já estão, definitivamente, vingados. [Comente esta Nota]
>>> Vida de Estagiário - Allan Sieber - 104 págs. - Conrad
 



Música >>> Vida de viajante
Nonato Luiz apareceu muito serelepe num daqueles programas de fim de tarde da Globo News empunhando o seu violão. Humilde, apesar da sólida carreira no exterior (talvez até mais sólida do que aqui no Brasil, lamentavelmente), explicava paciencioso, à repórter, sua transposição das composições de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira para as seis cordas – como se fosse um feito banal, quando, na verdade, era genial. Salvo engano, ninguém jamais executou essa proeza – de transpor o baião para o instrumento de João Gilberto (que não é a voz, embora muitos pensem) – com tanta perfeição. Nonato relatava madrugadas insones em que disputava com os mestres, Teixeira e Gonzaga, por causa de sua resistência – não muito óbvia para o ouvinte de primeira viagem – em deitar e rolar na viola (que já foi considerada instrumento de vagabundo...). Mesmo as já tão gravadas, hoje, “Asa Branca”, “Vem Morena” e “Juazeiro” soam, sob nova roupagem, como reluzentes e intrigantes novidades – evidenciando a estatura do baião, um gênero como qualquer outro, apesar dos velhos preconceitos, principalmente por parte da turma da bossa-nova, por causa da sua aparente falta de elaboração. Outras faixas, não tão conhecidas do grande público atual (nem sempre nordestino e versado), como “Fogo Pagô” e “Légua Tirana”, adquirem aquela coloração meditativa e lírica, graças aos tons pastéis, hoje típicos em sétima arte, quando se constroem cenas (estereotipadas?) do sertão. Por último, um certo caráter lúdico e até de marchinha permeiam as interpretações de peças como “Baião de Dois”, “Dono dos Teus Olhos” e “Deus me Perdoe”. A discrição do lançamento, em 2004, se reflete igualmente na presença de nobres convidados, como Dominguinhos, inevitavelmente na sanfona, e Hermínio Bello de Carvalho, assinando o encarte. Nonato Luiz, que realizou um dos grandes álbuns do ano passado, devia deixar de ser besta e aparecer mais, oxe. [1 Comentário(s)]
>>> Baião Erudito - Nonato Luiz
 



Literatura >>> O senhor me empresta um livro?
Graciliano Ramos, bicho do mato, criado no sertão, era um pessimista nato. Cultivado, na seca do Nordeste. Só dava moleza para beijar as mãos das damas a que era apresentado, já senhor, como nos conta a revista Argumento de meses atrás. Graciliano, chistes à parte, conheceu a verdadeira educação pela pedra, conforme já está dito em Infância e outros livros como Vidas Secas. Fora a biografia de Dênis de Moraes, que é uma das grandes fontes para esse mistério denominado Graciliano Ramos, agora o público infantil – antes não contemplado pela obra, evidentemente, adulta – pode contar com, justamente, A Infância de Graciliano Ramos (editora Callis), de Audálio Dantas. Trata-se de um relato breve, bastante ilustrado (comme il faut), sobre as migrações e privações de Graciliano e sua família, quando era menino e orbitava em torno do estado de Alagoas. Além das privações, mais ou menos conhecidas para quem teve contato, por exemplo, com a cachorra Baleia, ainda há, de mais interessante, uma reconstituição dos anos de formação do leitor Graciliano Ramos. Devorador-mirim de bibliotecas, contista precoce, mostrando sempre que vocação é coisa que se cultiva até no meio da seca, mesmo quando aparentemente falta a luz, o solo e a água da orientação. Foi, aliás, uma das boas almas que o menino Graciliano encontrou, Mário Venâncio, que profeticamente proclamou: “Você vai ser um grande escritor”. Foi. Um dos maiores do século XX, no Brasil. E célebre revisor na era de ouro do Correio da Manhã, onde cortava tudo de que não gostava e só depois mandava avisar. Ah, os copy desks... – tão ridicularizados por Nélson Rodrigues, mas quem não queria ser copidescado pelo autor de São Bernardo? A Infância de Graciliano Ramos não é um volume nem pretensioso nem brilhante, mas já serve para preparar o caminho rumo a esse mestre e inventor. [Comente esta Nota]
>>> A Infância de Graciliano Ramos - Audálio Dantas - 32 págs. - Callis
 
>>> E A CONSELHEIRA MINEIRA TAMBÉM É ENTREVISTADA

Leia a entrevista de Ana Elisa Ribeiro, concedida ao escritor Marcelino Freire, na revista "Idiossincrasia" do Portal Literal.

>>> EVENTOS QUE O DIGESTIVO RECOMENDA



>>> Palestras
* Administração sem Segredo: sua academia rumo ao sucesso
Marynês Pereira
(Qui., 2/6, 19h30, VL)

>>> Noites de Autógrafos
* Teatro do Corpo Manifesto: Teatro Físico - Lúcia Romano
(Seg., 30/5, 18h30, CN)
* O Livro das mil e uma noites
Mamede Mustafa Jarouche (tradutor)
(Seg., 30/5, 19hs, CN)
* Preconceito Racial em Portugal e no Brasil Colônia
Maria Luiza Tucci Carneiro
(Ter., 31/5, 18h30, CN)
* Investigação Sobre Ariel
Silvio Fiorani
(Qua., 1º/6, 18h30, CN)
* O Consenso Forjado: A grande imprensa e a formação da agenda ultraliberal no Brasil - Francisco Fonseca
(Qui., 2/6, 18h30, CN)

>>> Exposições
* Exposição de Asta Gatz Birle
(de 1º a 15 de junho, das 9 às 22 hs., CN)

>>> Shows
* Harmonia & Improvisação: O Modo Maior - Mário Boffa Jr.
(Seg., 30/5, 19h30, VL)
* New York, Broadway, Paris - Traditional Jazz Band
(Sex., 3/6, 20hs., VL)
* Espaço Aberto - Tuca Fernandes e Yaniel Matos
(Dom., 5/6, 18hs., VL)

* Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos (VL): Av. Nações Unidas, nº 4777
** Livraria Cultura Conjunto Nacional (CN): Av. Paulista, nº 2073
*** a Livraria Cultura é parceira do Digestivo Cultural

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Colombo e a América
Janaína Amado e Luiz Carlos Figueiredo
Atual
(2001)



Emagreca Com Bom Humor
Susan Kleiner
Lafonte
(2007)



O Sonho da Baratinha
Regina Lasagno da Silva
Feesp
(1998)



Aline 5 Numas de Colegial
Adão Iturrusgarai
L&pm Pocket
(2011)



A Storm of Swords
George R. R. Martin
Bantam
(2011)



100 Crônicas
Mario Prata
O Estado de S.Paulo
(1997)



Golpe Em las Vegas
Lee Wells
Nova Cultural



O Banqueiro do Sertão:padre Guilherme Pompeu de Almeida -2 Volume
Jorge Caldeira
Mameluco
(2006)



Liberdade Financeira ao Alcance de Todos (lacrado)
Andyara de Santis Outeiro, Priscila Santos
Senac Sp
(2014)



Orgazizational Theory, Design, and Change Fifth Edition
Gareth R. Jones
Pearson Pretice Hall
(2007)





busca | avançada
74045 visitas/dia
1,8 milhão/mês