Digestivo nº 365 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
57238 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Espetáculo 'Figural', direçãod e Antonio Nóbrega | Sesc Bom Retiro
>>> Escritas de SI(DA) - o HIV/Aids na literatura brasileira
>>> Com Rincon Sapiência, Samanta Luz prepara quiche vegana no Sabor & Luz
>>> Exposição Alma
>>> Festival internacional de fotografia premia fotos vencedoras da edição de 2022
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Revista Florense
>>> Nazismo na era do videogame
>>> A Música Erudita no Brasil
>>> O primeiro assédio, na literatura
>>> O Twitter de Bill Gross
>>> The Boat That Rocked ou Os Piratas do Rock
>>> Livros, revistas, jornais e displays eletrônicos
>>> Música do acaso
>>> Duas cartas
>>> O Suplício do Papai Noel, por Claude Lévi-Strauss
Mais Recentes
>>> Gerenciamento da rotina do trabalho no dia a dia de Vicente falconi pela Falconi (2013)
>>> A logica do cisne negro de Nassim Nicholas Taleb pela Best business (2007)
>>> A Deusa Interior de Jennifer Barker Woolger / Roger J. Woolger pela Cultrix (1989)
>>> Entre a aspidistra e o artocarpus de Olavo cabral ramos filho pela Chiado (2007)
>>> Admiravel mundo novo de Aldous huxley pela Biblioteca azul (1995)
>>> A Mensagem do Mestre de Bhagavad Gita pela Pensamento (2006)
>>> Santos do Povo Brasileiro de Nilza Botelho Megale pela Vozes (2002)
>>> O Livro Completo de Bruxaria do Buckland de Raymond Buckland pela Gaia (2003)
>>> Tudo Sobre Arte - os Movimentos e as Obras Mais Importantes de Todos os Tempos de Stephen Farthing pela Sextante (2011)
>>> 1984 de George Orwell pela Companhia das letras (2009)
>>> A Connecticut Yankee in King Arthur's Court de Mark Twain pela Collins Classics
>>> A song of Ice and Fire - A Game of Thrones de George R. R. Martin pela Harper Voyager (2011)
>>> A Batalha do Apocalípse de Eduardo Spohr pela Verus (2013)
>>> Jane Eyre de Charlotte Brontë pela Oxford (2000)
>>> Seus pontos fracos de Wayne W. Dyer pela Record (1976)
>>> Nas Ciladas da Obsessão de Liszt Rangel pela Dpl (2002)
>>> Transmissão de Energia Elétrica - teoria e prática em linhas aéreas de Cleber oberto Guirelli - Ivanilda Matile pela Mackenzie (2014)
>>> Guia ilustrado TV Globo Novelas e Minisséries de Projeto Memória Globo pela Jorge Zahar (2010)
>>> 60 Histórias para dormir 4 de Vários Autores pela Divisão Cultural do Livro (2012)
>>> 60 Histórias para dormir 3 de Vários Autores pela Divisão Cultural do Livro (2011)
>>> Ikebana - Arte japonesa para arranjos d3e flores de Chiang Sing pela Ediouro (1979)
>>> Arbitragem - temas contemporâneos de Selma Ferreira Lemes - Inez Balbino pela Quartier Latin (2012)
>>> A advocacia na mediação de John W. Cooley pela Unb (2001)
>>> Álgebra I de A. C. Morgado - E. Wagner - M. Jorge pela Francisco Alves (1974)
>>> Estruturas Algébricas de Serge Lang pela Ao Livro Técnico (1972)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 2/5/2008
Digestivo nº 365
Julio Daio Borges

+ de 2000 Acessos




Literatura >>> De cabeça baixa, de Flávio Izhaki
De cabeça baixa, romance de Flávio Izhaki, pela editora Guarda-chuva, é o primeiro saldo dos novos autores que publicaram no início dos anos 2000, no Brasil - e ele é negativo. Bem escrito desde o começo, o livro prende, mas seu realismo deprime e até causa uma certa vertigem. Felipe, o protagonista, era um desses "geninhos" literários da blogosfera brasileira, com um aguardado volume que nunca saía - e que, quando saiu, teve repercussão quase nenhuma. Felipe, que já havia desistido de tudo (até de dar aulas de literatura), entrou em depressão profunda. Rompeu com sua namorada-esposa e isolou-se em Curitiba (era originalmente do Rio). Felipe só sai do seu imobilismo - de anos - quando encontra, num sebo, um exemplar de seu primeiro livro fracassado, todo comentado, com uma letra que ele não reconhece. Quem seria? Sai do auto-exílio, retorna à civilização, para resgatar seu único crítico. E resgatar, junto, sua própria vida. Cabe ao leitor responder se Felipe consegue isso ou não... Quando, no início dos anos 2000, a internet, aparentemente, conferia um novo fôlego à literatura brasileira - após as dúvidas da Geração 90 -, raros autores se consagravam, enquanto a maioria se oferecia apenas ao sacrifício. Conforme afirmou Daniel Galera, o "lado dos leitores" - mais especificamente das pessoas que compram e lêem livros - ainda não aconteceu no Brasil. Não foi desta vez. O Kindle não havia sido inventado em 2000 e pouco, mas, supostamente, o fôlego da leitura frenética on-line não se transferiu para a leitura de livros off-line - e as dezenas de livros de contos, romances e coletâneas de estreantes voltaram para o limbo. Escrevinhadores de 2005 pra cá têm preferido os blogs. Os que insistem no livro físico deveriam ler De cabeça baixa, de Flávio Izhaki. [1 Comentário(s)]
>>> De cabeça baixa
 



Música >>> Cada mesa é um palco, de Lima+Salles
Carlos Fernando fez tanto sucesso nos anos 90, com o Nouvelle Cuisine, que seu fantasma continua nos assombrando nos anos 2000. Quem, senão ele, salta logo nas primeiras faixas de Cada mesa é um palco, de Claudio Lima e Rubens Salles? Felizmente, a angústia da influência, neste caso, é para bem. Afinal, as melhores interpretações são, efetivamente, as do início: "Bis", animadíssima, de César Teixeira, abrindo; "Minha Carta", oscilando, entre desesperada, arrastada e pontuada, de Tom Zé; "Caminhemos", grave e eletrônica, ao mesmo tempo, de Herivelto Martins; e "Lush Life", clássico reinventado com bravura, de Billy Strayhorn. O CD perde um pouco do ritmo a partir de "Lígia", dificílima depois do próprio Jobim; lenta demais aqui (chata&dramática e, não, lúdica&auto-irônica). "Tola foi você", então, parece querer pegar carona no revival de Ângela Rorô (pós-Barão Vermelho), mas só consegue soar indecisa entre os vários gêneros oferecidos. E "My Funny Valentine" é um desperdício, porque se rivalizar com o instrumentista Chet Baker em "Lush Life" poderia parecer admirável ao ouvinte, evocá-lo, de novo, depois, num ritmo de Marcos Valle contemporâneo, simplesmente não funciona. (A musa veio e se foi.) Neste ponto, com a arriscadíssima "Despedida", de rimas fáceis (e de um desconhecido Bruno Batista), o álbum empata. "Assum Preto", devagar quase parando, não ajuda na conclusão (o que diria Luiz Gonzaga dessa versão?). Cada mesa é um palco satisfaz a curiosidade nas primeiras audições (da primeira metade do disco); mas, num próximo passo, talvez seja melhor evitar a comparação com André Mehmari e Ná Ozzetti — por enquanto insuperável na atual formação de piano e voz. [Comente esta Nota]
>>> Cada mesa é um palco
 



Internet >>> Tech Nation, by Dr. Moira Gunn
Talvez a melhor rede de podcasts atualmente seja a denominada IT Conversations, sob o comando de Phil Windley. Em vez de soltar o ouvinte, de uma maneira errante, pela internet afora (atrás de áudio), Windley e seus associados reuniram, provavelmente, o que há de melhor em matéria de entrevistas, debates e até palestras em formato podcast. Se por um lado a abundância das "IT Conversations" inicialmente assusta, sua variedade não cansa — e, como novos episódios fluem sempre, cada podcaster pode trabalhar, no seu próprio ritmo, sua produção. O programa Tech Nation, da doutora Moira Gunn, é possivelmente um dos pilares da rede de Phil Windley. Com uma experiência prévia em rádio, e mais de 2 mil entrevistas no currículo, o objetivo da doutora Gunn é simples e apenasmente explicar a tecnologia, que faz cada vez mais parte de nossas vidas. E, para isso, ela já abordou desde os fundadores do Google, em pleno ano 2000, até Steve Wozniak, o parceiro de Steve Jobs, na invenção do computador pessoal (e da Apple). Já esteve com o discreto Linus Torvalds, do Linux, com Scott Adams, pai do tecnocrata Dilbert, e com Andy Grove, da Intel. Passou pela política, através do senador John McCain, circulou pela economia, com Paul Krugman, e até surfou nas ondas de Alvin Toffler. Se o elenco pode sugerir, de repente, a superficialidade dos talk shows da nossa televisão, vale advertir que, apesar da simpatia risonha da doutora Gunn, suas entrevistas mergulham fundo no assunto. Ex-cientista da Nasa, com passagens pelos conselhos de engenharia de Stanford, "Dr. Moira Gunn", como é conhecida, fincou tão firmemente sua bandeira na tecnologia que acabou se expandindo para a biotecnologia, com o BioTechNation. E se a rede IT Conversations dá a referência de qualidade aos podcasts na internet, a doutora Moira Gunn dá a referência à própria IT Conversations. [Comente esta Nota]
>>> Tech Nation
 
>>> E O CONSELHEIRO TAMBÉM DÁ AULA...

Ouça aqui a palestra que Julio Daio Borges, Editor deste Digestivo, proferiu sobre "Web 2.0", no curso de Jornalismo na Internet, promovido pelo Espaço Cult, no dia 27 de abril de 2008. (Vencedor da respectiva Promoção: Sergio Capozzielli Silva.)
 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Forró no Engenho Cananéia
Antonio Callado
Civilização Brasileira
(1964)



Inspired Level 1: Workbook
Judy Garton-sprenger, Philip Prowse
Macmillan Education
(2016)



Será Que Eles Falam? - Maio 2015
National Geographic Brasil
Abril



O Sol de Rovenah
Ana Cláudia Jadão
Coerência
(2018)



Ser
Sri Maha Krishna Swami
SMKs



Moral e Sociedade
Della Volpe e Outros
Paz e Terra
(1969)



Cantare Estorias
José Alaercio Zammer
Pleiade
(2011)



Elogio dos Intelectuais
Bernard Henri Lévy
Rocco
(1988)



Eternidade por um fio
Ken Follett
arqueiro
(2014)



Go Starters - Sb (2018)
H. Q. Mitchell
Mm Publications
(2018)





busca | avançada
57238 visitas/dia
1,6 milhão/mês