Digestivo nº 413 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
34692 visitas/dia
773 mil/mês
Mais Recentes
>>> Sessão da peça infantil
>>> Consulado Geral da Hungria promove na capital paulista:
>>> Monja Cohen, Rabino Schlesinger e Gilberto Dimenstein vão debater sobre a mentira como um obstáculo
>>> Caixa de Fuxico estreia Cabeças Trocadas, da obra de Thomas Mann, na SP Escola de Teatro
>>> Saraus do Plástico Bolha
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
>>> A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES II
>>> Honra ao mérito
>>> Em edição 'familiar', João Rock chega à 17ª edição
>>> PATÉTICA
>>> Presságios. E chaves III
>>> Minha história com Philip Roth
>>> Lars Von Trier não foi feito para Cannes
>>> O brasileiro e a controvérsia
>>> Greve de caminhoneiros e estupidez econômica
>>> Publicando no Observatório de Alberto Dines
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Jackie O., editora
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> A deliciosa estética gay de Pierre et Gilles
>>> Não estou lá, com Cate Blanchett
>>> Little Joy, o disco
>>> O Vendedor de Passados
>>> O que é crítica, afinal?
>>> O massacre da primavera
>>> Feedback risonho
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
Mais Recentes
>>> E se... Você Começasse a Agir?
>>> Choques Cósmicos: Transformando Crises em Oportunidades de Crescimento
>>> Elite da Tropa
>>> A Sabedoria de São Bento para o nosso Tempo
>>> A Reunificação da Alemanha: do Ideal Socialista ao Socialismo Real
>>> Miséria da Filosofia
>>> Crônica de um Amor Louco
>>> O Correio Continua
>>> Os Adoradores do Sol
>>> Eat Pray Love
>>> Pronto Socorro
>>> Ego e Arquétipo
>>> Mulheres Cheias de Graça
>>> Manual Completo de Ascensão
>>> Religião, Psicoterapia e Aconselhamento Espiritual
>>> O poder cósmico da mente
>>> Éléments de Syntaxe Structurale - Lucien Tesnière
>>> História do cerco de Lisboa
>>> Estate Gardens of California
>>> Raios de luz espiritual ensinos esotéricos
>>> O Morro das Ilusões
>>> Introduccion Al Oleo
>>> Kg 200 - O Esquadrão Fantasma
>>> História dos Clubes de Cabo Frio
>>> Poesia Portuguesa Erótica e Satírica Séculos XVIII e XIX
>>> A Revolta de Seis de Setembro (a Ação de S. Paulo)
>>> Gramática grega
>>> Almanaque de Sorocaba 1950
>>> Derivativos no Brasil
>>> Tornar-se Pessoa
>>> Eneagrama para os Pais
>>> O Rio de Janeiro do Meu Tempo - 5 Volumes - Luiz Edmundo
>>> La Novela Picaresca Española - Angel Valbuena y Prat
>>> Coleção Fernando Sabino 12 Volumes Editora Record 1984
>>> A Grande Aventura de Cousteau - 37 Volumes - Jacques Cousteau
>>> Manual Completo de Análise Transacional
>>> Panelinha
>>> Comer Bem
>>> Almanaque Light
>>> don quijote de la mancha I
>>> don quijote de la mancha II
>>> True colors
>>> Yôga Antigo Para Iniciantes
>>> The Hound of the Baskervilles
>>> Felicidade Roubada
>>> Dom Quichote de la Mancha - Cervantes / Dom Quixote
>>> Aspectos surrealistas em O Agressor de Rosário Fusco
>>> Bíblia de Jerusalém - Antiguo Testamento - Nuevo Testamento (em espanhol)
>>> Revista Língua Portuguesa 30 Volumes - do nº 1 ao 30
>>> Os Mistérios de Paris
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 1/5/2009
Digestivo nº 413
Julio Daio Borges

+ de 1800 Acessos




Música >>> Coração Americano, 35 anos do Clube da Esquina
Depois de classificar três canções no 2º Festival Internacional da Canção (entre elas, "Travessia"), e depois de uma breve passagem por São Paulo, Milton Nascimento retornaria à sua cidade natal, o Rio de Janeiro, após uma vida inteira em Três Pontas e uma carreira meteórica de crooner, em Belo Horizonte. Mesmo estabelecido no Rio, nunca perderia o contato com a cena cultural da capital mineira e, para isso, teria sempre como guias os talentosos irmãos Borges, primeiro Márcio e depois Salomão, o "". Como uma forma de reconhecimento, gravaria, por exemplo, "Para Lennon e McCartney" e "Clube da Esquina" (as duas com letra de Márcio e música de Lô), no disco Milton, de 1970. Mas Milton Nascimento enxergava, em Lô, mais que um adolescente que recém completara o segundo grau e, naquele início dos anos 70, resolveu convidá-lo para um álbum duplo, em que cada um comporia metade da obra. Era a centelha do Clube da Esquina (1972). Como "banda base", Milton convocaria o Som Imaginário, de Wagner Tiso, Tavito, Luíz Alves e Robertinho Silva; e, como exigência de Lô Borges, embarcaria também seu amigo, na mesma idade pré-vestibular, Beto Guedes. O apartamento de Milton no Rio, com sua agitação, atrapalharia o acesso às musas, logo, o núcleo de compositores decidiria buscar inspiração em Mar Azul, Niterói/RJ, onde comparecia ainda Ronaldo Bastos (que ficaria também encarregado da produção do disco) e para onde despachariam remotamente letras Fernando Brant e, claro, Márcio Borges. Depois de um ano na praia, os músicos seguiram, enfim, para os estúdios da Odeon, novamente no Rio, com o amparo dos guitarristas Toninho Horta e Nelson Ângelo e do técnico de gravação Nivaldo Duarte. Os arranjos de base ficariam a cargo de Wagner Tiso e os de orquestra, nas mãos de Eumir Deodato. Ah, fora a regência, em alguns momentos, de Paulo Moura, e a participação, em uma única faixa, de Alaíde Costa. Dessa coletividade, no mínimo, exuberante (e da qual é possível esquecer sempre algum nome), nasceria Clube da Esquina — Documento Secreto nº 5 (cujo subtítulo o artista gráfico Cafi cortaria fora da capa), um dos discos mais importantes da música popular brasileira, segundo gente como Tom Jobim, Edu Lobo e Caetano Veloso... Essa e outras histórias, de uma realização sem par, quem nos conta é Rodrigo James, na cronologia do livro comemorativo organizado por Andréa Estanislau, depois de mais de 30 anos do encontro, nas "esquinas da vida", entre Milton, Lô e todos os outros. [3 Comentário(s)]
>>> Coração Americano
 



Literatura >>> Ivan Junqueira desvendando Otto Maria Carpeaux
O poeta, tradutor e ensaísta Ivan Junqueira conheceu Otto Maria Carpeaux em outubro de 1962, quando este era consultor nas áreas de literatura e filosofia na versão brasileira da Enciclopédia Barsa, nomeado pelo editor-chefe Antonio Callado. Aos 28 anos, Junqueira era redator de verbetes e monografias. O projeto, depois de ingerências diversas, e da saída do mesmo Callado, seria abortado em 1963. Carpeaux e Junqueira voltariam a se encontrar apenas em 1966, no projeto da Delta Mirador, desta vez comandado pelo filólogo Antonio Houaiss. Embora verdadeiros enciclopedistas andassem pelo Rio nos anos 60, Carpeaux detestava ter sua cultura, justamente, classificada como "enciclopédica". Junqueira, no entanto, confessa-se eterno discípulo do mestre, detentor de um conhecimento que — admite hoje — jamais alcançará. E é sobre a formação de Carpeaux, ao mesmo tempo misteriosa e milagrosa, que Ivan Junqueira escreve um de seus melhores ensaios no recente Cinzas do espólio. Embora fosse opositor exaltado da ditadura militar, passando inclusive por esquerdista militante, Carpeaux adquirira sólida formação católica na Europa — a mesma que permearia, para sempre, sua visão de mundo. Otto Karpfen (originalmente judeu), ou "Otto Maria Fidelis" (depois da conversão ao catolicismo), era herdeiro da Casa da Áustria, do conservadorismo dos Habsburgos e, portanto, do Império Austro-Húngaro. Definindo o barroco como "o último estilo que abrangeu ecumenicamente toda a Europa", Carpeaux revelava sua formação barroco-católica. Junqueira detecta, em sua tendência para o "mistério" e para as "vertigens abismais da alma", uma provável dívida para com os místicos espanhóis, Santa Teresa de Ávila e São João da Cruz. Ainda identifica algo de Sêneca, "o modelo do teatro barroco", segundo o próprio Carpeaux. Mas Junqueira não deixa de lado as influências de Hegel e, sobretudo, de Benedetto Croce. Com a ajuda de Mauro Ventura, conclui que, também para Carpeaux, arte era "símbolo" e não, apenas, "documento do real". Logo, sua crítica estética, mesmo objetivando valores morais, era tributária da tradição do romantismo alemão (que, igualmente, pregava a oposição entre "símbolo" e "alegoria"). Fora o barroco-católico e o romantismo alemão, haveria, ainda, um terceiro pilar na formação de Otto Maria Carpeaux: o "sentimento trágico do mundo" — que Schopenhauer e Nietzsche emprestariam das tragédias gregas e que obrigaria Carpeaux a reler, anualmente, as obras de Shakespeare e os mesmos dramaturgos gregos da tragédia. Analisando Sófocles e concluindo que o pessimismo levava à purificação da alma, Carpeaux reforçava, mais uma vez, sua visão de mundo barroca: onde o homem era naturalmente decaído, onde prevalecia a doutrina pessimista da natureza humana e onde se negava, consequentemente, a ordem cósmica estabelecida pelo renascimento... Ivan Junqueira perderia contato com seu mestre a partir de 1973, depois de participar, como colaborador, em mais um projeto de enciclopédia, o da Mirador Internacional, onde Carpeaux comandava as seções de literatura, filosofia e música. Otto Maria Carpeaux faleceria numa sexta-feira de Carnaval de 1978, depois de anos de silêncio, depressão e agonia. Mas suas lições permaneceriam — principalmente aquela segundo a qual "a literatura é a mais alta e complexa manifestação do pensamento humano". [4 Comentário(s)]
>>> Cinzas do espólio
 



Imprensa >>> A Revista de Cultura do Itaú Personnalité
Para quem não tem mais paciência de folhear as revistas ditas "de cultura" nas bancas de jornal, surgiu uma alternativa salvadora: a Revista do Itaú Personnalité. Produzida pelo núcleo de "customizadas" da editora Trip, que já foi responsável pelas revistas da Mitsubishi e da Gol, entre outras, a do Itaú Personnalité (o segmento private do Itaú) não decepciona, porque: primeiro, não se pauta pela agenda; segundo, não tem vergonha de ser highbrow (principalmente num mercado pós-Piauí); e, terceiro, foge corajosamente da celibritite aguda, perfilando verdadeiros nomes da cultura. Assim, para começar, tem Luiz Schwarcz, editor-fundador da Companhia das Letras, entrevistado por Oscar Pilagallo, criador da extinta revista Entrelivros. Segue com Marta Góes, autora de Um Porto para Elizabeth Bishop (e mãe de Antonio Prata), assinando perfil sobre Myrna Domit, filha da nossa elite mas preocupada com o mundo. Prossegue com Ana Paula Sousa, ex-editora de cultura de Carta Capital, revelando Fátima Toledo, a preparadora de atores por trás de Cidade de Deus e Tropa de Elite. E encerra com Carlos Haag, ex-editor de cultura do Valor Econômico, conversando com o eternamente lacônico Nelson Freire (complementado por uma entrevista com o documentarista João Moreira Salles). Entre outras matérias interessantes... Se, nos programas da rádio Eldorado, Paulo Lima, cérebro da Trip, vêm flertando com autênticos representantes do pensamento brasileiro contemporâneo, como Luiz Felipe Pondé e Contardo Calligaris, no núcleo de customizadas da sua editora vemos frutificar uma publicação que aposta seriamente na alta cultura, justo num momento em que os jornais morrem ao redor do globo e muitos se sentem, intelectualmente, órfãos. [Comente esta Nota]
>>> Revista do Itaú Personnalité
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COLÔNIA CECÍLIA - RENATA PALLOTTINI (TEATRO ANARQUISTA)
RENATA PALLOTTINI
ACHIAMÉ
(2001)
R$ 10,00



HISTÓRIA DO DIREITO
VICENTE BAGNOLI ET AL
CAMPUS - ELSEVIER
(2009)
R$ 40,90



BACEN - APOSTILA PREPARATÓRIA - TÉCNICO NÍVEL MÉDIO
AUTOR OBCURSOS
OBCURSOS
(2009)
R$ 39,90



OS NOVOS DESEJOS
MIRIAN GOLDENBERG
RECORD
(2000)
R$ 13,90



OS GOONIES
STEVEN SPIELBERG
RECORD
(1985)
R$ 12,99



OUTRAS MORADAS
ADELICE SOUZA ET AL.
EPP PUBLICAÇÕES / PUBLICIDADE
(2007)
R$ 15,00



PEQUENA HISTÓRIA DE D. PEDRO II
COLEÇÃO BRASIL Nº 10
MEC
R$ 8,97



O PROFETA TRICOLOR
NELSON RODRIGUES
COMPANHIA DAS LETRAS
(2002)
R$ 50,00



MANGÁ YUKI - VINGANÇA NA NEVE Nº 2
KAZUO KOIKE - KAZUO KAMIMURA
CONRAD
R$ 7,00



A CONSTRUÇÃO DO ESPETÁCULO
LUIZ NORONHA E ROGÉRIO FAISSAL
AEROPLANO
(2000)
R$ 15,00





busca | avançada
34692 visitas/dia
773 mil/mês