Digestivo nº 436 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
>>> FAAP promove bate-papo com as atrizes Djin Sganzerla, Zezita Matos e com o diretor Allan Deberton
>>> Elísio Lopes Jr comanda oficina gratuita de dramaturgia nesta sexta-feira (27)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Show him what he is like
>>> Machado polímata
>>> In the Line of Fire
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> A polêmica dos quadrinhos
>>> Ad Usum Juventutis
>>> Schopenhauer sobre o ofício de escritor
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Últimos Dias, de Gus Van Sant
>>> Poesia sem ancoradouro: Ana Martins Marques
Mais Recentes
>>> Passagens – Crises Previsíveis da Vida Adulta de Gail Sheehy pela Francisco Alves (1980)
>>> A Chave da Longevidade de Dr. Hugues Destrem pela Europa-América (1979)
>>> A Força da Saúde de Victor Hugo Belardinelli pela Movimento (2013)
>>> O Envelhecimento de Luiz Eugênio Garcez Leme pela Contexto (1997)
>>> Velhice - Culpada ou Inocente? de Carlos Eduardo Accioly Durgante pela Doravante (2008)
>>> Envelhecimento Bem-Sucedido de Newton Luiz Terra e Beatriz Dornelles (Orgs.) pela Edipucrs (2003)
>>> Naturalmente Mais Jovem de Roxy Dillon pela Sextante (2016)
>>> Direito Administrativo Descomplicado de Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo pela Método (2019)
>>> Tópicos de Matemática Aplicada de Luiz Roberto Dias de Macedo, Nelson Pereira Castanheira e Alex Rocha pela Intersaberes (2018)
>>> Gestão de Custos de Carlos Ubiratan da Costa Schier pela Ibpex (2011)
>>> Ética Empresarial na Prática de Mario Sergio Cunha Alencastro pela Intersaberes (2016)
>>> Gestão Socioambiental no Brasil de Rodrigo Berté pela Intersaberes Dialógica (2013)
>>> Ferramentas Para a Moderna Gestão Empresarial - Teoria, Implementação e Prática de Maria Inês Caserta Scatena pela Intersaberes Dialógica (2012)
>>> O rio do tempo de Hernani Donato pela Círculo do livro (1976)
>>> O menino de areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1986)
>>> Breton/ Trotski - Por uma arte revolucionária independente de Valentim Facioli pela Paz e Terra (1985)
>>> Dize-me com quem andas de Mary McCarthy pela Civilização Brasileira (1967)
>>> Uma vida encantada de Mary McCarthy pela Civilização Brasileira (1967)
>>> Quem vai fazer a chuva parar? de Robert Stone pela Companhia das letras (1988)
>>> Meus amigos de Emmanuel Bove pela Companhia das letras (1987)
>>> Rastro do fogo que se afasta de Luis Goytisolo pela Companhia das letras (1988)
>>> Vista do amanhecer no Trópico de G. Cabrera Infante pela Companhia das letras (1988)
>>> Tebas do meu coração de Nélida Piñon pela José Olympio (1974)
>>> A república dos sonhos de Nélida Piñon pela Francisco Alves (1984)
>>> O caso Morel de Ruben Fonseca pela Artenova (1973)
>>> E do meio do mundo prostituto só amores guardei do meu charuto/História de amor (Box) de Ruben Fonseca pela Companhia das letras (1997)
>>> A marcha Húngara de Henri Coulonges pela Difel (1994)
>>> A mais que branca de José Geraldo Vieira pela Melhoramentos (1975)
>>> Sobras completas de Nelson Motta pela Nova fronteira (1984)
>>> O Amor é a Melhor Estratégia de Tim Sanders pela Sextante (2003)
>>> Seria trágico... se não fosse cômico: Humor e Psicanálise de Abrão Slavutzky; Daniel Kupermann pela Civilização Brasileira (2005)
>>> Dez Coisas que Eu Amo em Você - Trilogia Bevelstoke Livro 3 de Julia Quinn pela Arqueiro (2020)
>>> S.O.S. Dinâmica de Grupo de Albigenor & Rose Militão pela QualityMark (2001)
>>> Constelação Familiar de Divaldo Franco pela Livraria Espírita Alvorada (2009)
>>> Outlander: A Viajante do Tempo - Livro 1 de Diana Gabaldon pela Saída de Emergência (2014)
>>> Investimentos Inteligentes (Para Conquistar e Multiplicar o Seu Primeiro Milhão) de Gustavo Cerbasi pela Thomas Nelson Brasil (2008)
>>> El Cuaderno de Maya de Isabel Allende pela Sudamericana (2011)
>>> A Cama na Varanda: Arejando Nossas Idéias a Respeito de Amor e Sexo de Regina Navarro Lins pela Rocco (2000)
>>> A Vida é Bela no Trabalho de Dominique Glocheux pela Sextante
>>> Eugène Delacroix 1798-1863: O Príncipe do Romantismo de Gilles Néret pela Taschen (2001)
>>> Agora Aqui Ninguém Precisa de Si de Arnaldo Antunes pela Companhia das Letras (2015)
>>> Nu de Botas de Antonio Prata pela Companhia das Letras (2013)
>>> Trilogia Suja de Havana de Pedro Juan Gutiérrez pela Companhia das Letras (1999)
>>> As Religiões no Rio de João do Rio pela Jose Olympio (2015)
>>> A Teoria da Causa Madura no Processo do Trabalho de Ben-hur Silveira Claus pela Ltr (2019)
>>> Pimentas de Raul Lody pela Nacional (2018)
>>> Zen a a Arte de Manutenção de Motocicletas de Robert M. Pirsig pela Paz e Terra (1984)
>>> Monobloco - uma Biografia de Leo Morel pela Azougue (2015)
>>> Lei Antiterror Anotada - Lei 13. 260 de Acácio Miranda Silva Filho, Alex Wilson Ferreira pela Foco (2018)
>>> Marketing de Nichos de Alexandre Luzzi las Casas pela Atlas (2015)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 16/10/2009
Digestivo nº 436
Julio Daio Borges

+ de 1800 Acessos




Literatura >>> O Kindle no Brasil
Se o Sony Reader ameaçava conquistar mais rápido os leitores brasileiros de livros eletrônicos, a Amazon não deixou o Kindle para trás e resolveu liberar seu uso para quase o mundo todo. Se antes o leitor eletrônico da maior livraria da internet só funcionava perfeitamente nos Estados Unidos — porque exigia conexão via rede de telefonia celular (e "não conversava", por exemplo, com a rede do Brasil) —, agora a Amazon está anunciando que o Kindle poderá "baixar" livros tanto em São Paulo, quanto no Rio, quanto em qualquer outro lugar, do nosso País, onde haja um sinal para celular. A novidade é auspiciosa, sobretudo para os consumidores de livros em inglês, que, se tudo der certo, não terão mais de desembolsar um alto valor pelas edições importadas (mais o frete, mais a espera). O anúncio promete o desembarque, seguro, de lançamentos, em língua inglesa, em segundos, por uma fração do preço (livros eletrônicos são mais baratos do que livros impressos), mesmo no Brasil. Embora a revista Super Interessante de setembro tenha indicado — em matéria especial sobre livros eletrônicos — que a Câmara Brasileira do Livro está preocupada com o avanço da nova tecnologia, o fato de não haver lançamentos em português ainda disponíveis, no site da Amazon, é um indício de que as vendas, de volumes impressos, não tendem a ser afetadas pelo Kindle no nosso País. Mas é uma questão de tempo até que isso aconteça. Quais serão os próximos passos de editoras, livrarias e distribuidoras brasileiras? Talvez esses passos já estejam sendo dados, mas a chegada do Kindle, agora, obriga todo um setor a apertar o passo. Vale dizer que, entre as indústrias atingidas pela digitalização (e pela internet), a do livro impresso foi uma das que menos sofreu, ao contrário da indústria fonográfica, da cinematográfica (DVDs) e até mesmo da gráfica (de revistas e jornais). O compartilhamento de PDFs na rede não prejudicou a venda de exemplares como, digamos, a troca de arquivos MP3 prejudicou o formato CD. O teste dos cinco sentidos, que vinha salvando o livro impresso da digitalização, vai ser posto à prova, como nunca, com a internacionalização do Kindle. [3 Comentário(s)]
>>> Kindle Wireless Reading Device (6" Display, International Wireless, Latest Generation)
 



Música >>> Na Cabeça, de Marcos Sacramento, ao vivo
Marcos Sacramentos pôs abaixo o Sesc Vila Mariana, numa quinta-feira deste início de outubro, cantando o repertório de Na Cabeça, seu último CD. Preservando fidedignamente os arranjos, trouxe, a São Paulo, o trio de violões que conferiu, ao álbum, uma identidade toda própria. À esquerda do palco estava Luiz Flavio Alcofra, também compositor, e, como Marcos disse, parceiro de uma década; à direita, Zé Paulo Becker, autor da impressionante "Canto de quero mais" (com direito a interpretação apoteótica de Marcos); e, no centro, Rogerio Caetano, o prodígio das 7 cordas (mesmo em sua bonomia, responsável pela maioria dos solos). Para completar o conjunto, a participação de Netinho Albuquerque, "uma escola de samba portátil" (Marcos), ao pandeiro, do meio do show em diante. A abertura foi uma perfeita recriação das primeiras faixas do disco, com Marcos Sacramento acertando tudo, em termos de afinação, ritmo, dicção e volume de voz (como sempre faz). "Na Cabeça", a faixa título, veio seguida de "Minha Palhoça", que deu sequência a "Um Samba", a oceânica composição do mesmo Marcos, e "Dia santo também". A densidade começou a aumentar, depois desse "aquecimento", com "Calúnia" e "Pavio" (dedicada ao Rio), ambas de Alcofra (a última com Sérgio Natureza). Noel Rosa fez uma primeira aparição em "Triste Cuíca", com trejeitos hilários de Marcos; e ninguém menos que Elis Regina reencarnou, no palco, com "Cai dentro", o clássico de Baden Powell e Paulo César Pinheiro (simplesmente irreproduzível depois dela; a não ser por Marcos Sacramento). "Sim", de Cartola (que não poderia faltar), evocou a versão de Ney Matogrosso, que pareceu até pálida. "Lamentos do morro", de Garoto, foi o pequeno show de virtuosismo do trio de violões. E um respiro. O bloco final foi de não deixar pedra sobre pedra, com "Último Desejo" (de Noel), numa de suas melhores interpretações de todos os tempos; "Bambo da Bambu", registrando o virtuosismo do próprio Marcos (cantando numa velocidade inumana); "Morena", recriada pelo artista desde seu registro com o compositor Maurício Carrilho; e "A Rosa", de Chico Buarque — viva, ressuscitada, genial e hilariante. O bis ainda brindou o público com "Baião da Penha", a mesma de Luiz Gonzaga, travestida de samba. Marcos Sacramento permanece, sem concorrentes, como o maior cantor do Brasil contemporâneo — quem ainda tem dúvidas, que vá vê-lo ao vivo... [1 Comentário(s)]
>>> Marcos Sacramento
 



Cinema >>> Anjos e Demônios, o filme, com Tom Hanks
Se O Código Da Vinci foi uma adaptação atabalhoada do best-seller, cercada de enorme expectativa, a versão cinematográfica de Anjos e Demônios, por parecer menos pretensiosa, funciona como entretenimento de primeira (agora em DVD). Esqueça a erudição forçada do primeiro filme; esqueça as explicações pormenorizadas, e intermináveis, do personagem de Tom Hanks; e esqueça, ainda, o desejo frustrado de misturar blockbuster com alta cultura. No segundo filme, Hanks passa menos por uma "enciclopédia ambulante" do que por um homem de cultura; as explicações ainda existem, mas, como alguém já se disse, elas "casam" melhor agora com a trama e, principalmente, com a velocidade dos acontecimentos; e, para completar, Anjos e Demônios não parece "alta cultura para dummies", ou um "milkshake de humanidades" para quem não gosta de ler; o filme não vai transformar ninguém em "literato" — e nem pretende —, mas vai envolver o espectador numa boa aventura, com final surpreendente. (Não é, exatamente, "sétima arte", mas está OK para cinema.) Para os fãs de Dan Brown, a ordem dos livros não bate — mas Ron Howard, o diretor, preferiu assim, porque, no cinema, o público já conhece o herói (logo, esperava uma sequência — não uma aventura prévia). Fora isso, Howard observa, acertadamente, que muitas pessoas leram Anjos e Demônios depois de O Código Da Vinci (por causa do sucesso deste). No mês que vêm, coincidentemente ou não, chega às nossas livrarias O Símbolo Perdido, a sequência anunciada do Código, que demorou cinco anos para ser composta e que apresenta mais uma aventura do professor Langdon. Poe inventou, sem querer, as histórias de detetive; e o detetive clássico, para nós, é Sherlock Homes, de Arthur Conan Doyle. É habilidosa, portanto, a capacidade de Brown em transformar um scholar (ou wannabe) em detetive. Numa época de ostentação, e ainda de culto à imagem, é, de certa maneira, reconfortante que alguém possa acreditar que um estudioso ainda consiga salvar o mundo... O irônico, disso tudo, é que essa crença se espalhou graças a um "arrasa quarteirão"... e nada indica que seus cultores tenham recebido a mensagem — alimentando o desejo, saudável, de saber mais e conhecer, mais profundamente, o mundo. [Comente esta Nota]
>>> Anjos e Demônios
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




RUMO AO PORTUGUÊS LEGÍTIMO, LÍNGUA E LITERATURA 1750 - 1850, COL. ENSA
AMÉRICO ANTÓNIO LINDEZA DIOGO E OSVALDO MANUEL ...
ANGELUS NOVUS
(1996)
R$ 31,15



PRÉCIS DE MÉDECINE LÉGALE
A. LACASSAGNE
MASSON ET CIE
(1909)
R$ 117,60



HISTÓRIAS INFANTIS, PARA ADULTOS
JORGE LINZMEIER
ANDARILHO
(1998)
R$ 9,33



THE WOODS
HARLAN COBEN
PENGUIN USA
(2008)
R$ 20,00



ESTAÇÃO TERRA - COMUNICAÇÃO NO TEMPO E NO ESPAÇO -
DORA INCONTRI
MODERNA
(1991)
R$ 7,00



OS DOIS BRASIS (VOLUME 335 BRASILIANA) - 4509
JACQUES LAMBERT
COMPANHIA NACIONAL
(1969)
R$ 10,00



O ESTRELA DE PRATA E OUTRAS AVENTURAS DE SHERLOCK.
CONAN DOYLE
EDIOURO
R$ 6,90



CABEÇA DE HOMEM
LEO JAIME
AGIR
(2014)
R$ 12,00



THE FINAL DETAIL
HARLAN COBEN
DELL BOOKS
(2011)
R$ 15,00



ROBINSON CRUSOÉ
DANIEL DEFOE
L&PM
(2010)
R$ 19,90





busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês