As 48 Leis do Poder, por Robert Greene | Digestivo Cultural

busca | avançada
75243 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conto HAYEK, de Maurício Limeira, é selecionado em coletânea da Editora Persona
>>> Os Três Mosqueteiros - Um por Todos e Todos por Um
>>> Sesc 24 de Maio recebe o projeto Parlavratório - Conversas sobre escrita na arte
>>> Cia Caravana Tapioca faz 10 anos e comemora com programação gratuita
>>> Eugênio Lima dirige Cia O GRITO em novas intervenções urbanas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
>>> A história de Chieko Aoki
>>> Uma história do Fogo de Chão
>>> BDRs, um guia
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
>>> Dave Brubeck Quartet 1964
>>> Conrado Hubner fala a Pedro Doria
Últimos Posts
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
>>> Indistinto
>>> Mais fácil? Talvez
>>> Riacho da cacimba
>>> Mimético
>>> Cinema: Curtíssimas terá estreia neste sábado (28)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Literatura e cinema na obra de Skármeta
>>> Literatura e cinema na obra de Skármeta
>>> A todos que passem por aqui
>>> João Paulo Cuenca e seu Corpo Presente
>>> Neruda, oportunista fantasiado de santo
>>> VTEX e Black & Decker sobre transformação digital
>>> Apresentação
>>> Fetiches de segunda mão
>>> Em busca do vampiro de Curitiba
>>> Millennials
Mais Recentes
>>> Marcas de Nascença de Nancy Huston pela L&Pm (2007)
>>> A Reportagem de Danillo Nunes pela do Autor (1980)
>>> Eu Fico Loko de Christian Figueiredo de Caldas pela Novas Paginas (2015)
>>> A Cidade de Melanie Wallace pela Benvira (2012)
>>> As Belas Coisas, Que é do Céu Contê-las de Dinaw Mengestu pela Nova Fronteira (2008)
>>> O Beijo das Sombras de Richelle Mead pela Rocco (2021)
>>> O Beijo das Sombras de Richelle Mead pela Rocco (2021)
>>> Pesadelos e Paisagens Noturnas - Vol.I de Stephen King pela Objetiva (2011)
>>> Temas de Psicologia Juridica de Leila Maria Torraca de Brito pela Relume Dumará (2005)
>>> Evangelho por Emmanuel - Comentários ao Evangelho Segundo Mateus de Francisco Cândido Xavier pela Feb (2015)
>>> A Casa do Califa de Tahir Shah pela Roça Nova (2008)
>>> Personagens da Boa Nova de Federação Espírita do Paraná pela Fep (2010)
>>> Personagens da Boa Nova de Federação Espírita do Paraná pela Fep (2010)
>>> Francisco - o Sol de Assis de Divaldo Franco e Cezar Braga Said pela Leal (2014)
>>> Salomé - o Encanto das Mulheres Que Surgem do Céu de Sandra Carneiro pela Vivaluz (2014)
>>> Eight early tantras of the great perfection - elixir ambrosia de Christopher wilkinson pela Christopher wilkinson (2016)
>>> O Homem Que Amava os Cachorros de Leonardo Padura pela Boitempo (2014)
>>> O fogo invisível: O segredo mais importante da humanidade está prestes a ser revelado de Javier Sierra pela Planeta (2018)
>>> Moreira da Silva: O último dos malandros de Alexandre Augusto pela Sonora (2013)
>>> O Bairro: Viva a Nossa Turma - Geografia e História de Aracy do R. Antunes; Maria de L. de A. Trindade pela Access (2013)
>>> Antes de Nascer o Mundo de Mia Couto pela Companhia das Letras (2016)
>>> Teogonia: A Origem dos Deuses- edição revisada e acrescida do original grego de Hesíodo pela Iluminuras (1995)
>>> Bíblia de Jerusalém - Média Encadernada de Deus e Vários autores pela Paulus (2004)
>>> Madame Bovary de Gustave Flaubert pela Abril Cultural (1979)
>>> Gente pequena também tem direitos de Malô Carvalho pela Autêntica (2012)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Além do Mais

Segunda-feira, 21/12/2009
As 48 Leis do Poder, por Robert Greene
Julio Daio Borges

+ de 11100 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Digestivo nº 446 >>> Numa época de estímulo à democracia e de fragmentação crescente do poder — de pequenos grupos até simples indivíduos —, o poder, absoluto, continua importando? Não é uma questão diretamente respondida por Robert Greene, em seu As 48 Leis do Poder, mas, lendo nas entrelinhas, encontramos a resposta. Greene acredita que as relações de poder, em qualquer tempo, não mudam. Ganhar poder, saber administrá-lo e, sobretudo, nunca perdê-lo são estratégias importantes sempre. E, para sobreviver na selva de poderosos até impotentes, Greene consolidou suas 48 Leis — que nada mais são que o fruto da leitura de mestres como Maquiavel, Sun Tzu e Carl Von Clausewitz. A edição compacta, em formato de bolso, oferece algumas páginas sobre cada "lei", ilustradas com citações, exemplos e parábolas. Em termos de consumo, o volume poderia ser digerido "em uma sentada", como se diz — mas algumas mensagens, mais densas, exigem reflexão de horas e, às vezes, dias. Algumas das Leis de Greene são: "Não confie demais nos amigos"; "Oculte suas intenções"; "Vença por suas atitudes"; "Ao pedir ajuda, apele para o egoísmo das pessoas"; e "Aniquile totalmente o inimigo". Numa época de correção política, quando todos subitamente ficaram bonzinhos, e num ambiente onde a diferenciação social foi para o espaço (ou, melhor dizendo, ciberespaço), essas "leis" parecem meio fora de lugar — mas, surpreendentemente, muitas ainda vigoram, pois quem prega a nobreza de intenções, hoje, nem sempre a pratica. Seguem as Leis: "Cultive uma atmosfera de imprevisibilidade"; "Não ofenda a pessoa errada"; "Concentre suas forças"; "Controle as opções"; e "Seja aristocrático". Algumas parecem contraditórias, porque autoconfiança, em princípio, não combina com humildade, digamos assim, mas talvez as "leis" devam ser aplicadas caso a caso. Em geral, Greene é maquiavélico até a medula, combinado, se possível, com uma observação astuta de Voltaire: "Se Maquiavel tivesse tido um príncipe como discípulo, a primeira coisa que teria lhe recomendado era escrever um livro contra o maquiavelismo". Mais algumas Leis de Greene: "Saiba o tempo certo"; "Ignorar é a melhor vingança"; "Nunca mude muita coisa"; "Aprenda a parar"; e "Evite ter uma forma definida". Como toda habilidosa formulação, As 48 Leis do Poder pode ter um efeito revelador logo no início, mas que tende a se dispersar quando, progressivamente, cai em domínio público. As "leis" valem, portanto, pelo que têm de mais chocante, desumano e mesmo inadmissível.
>>> As 48 Leis do Poder
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Pão de Açúcar e Casas Bahia também no e-commerce (Internet)
02. Cruel, de Deborah Colker (Teatro)
03. O Conselheiro ainda come (e bebe) (Gastronomia)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/12/2009
10h13min
Parabéns pelo seu texto sobre o livro "As 48 leis do Poder", ao final, você comenta: "As 'leis' valem, portanto, pelo que têm de mais chocante, desumano e mesmo inadmissível." Você tem toda a razão ao criticar dessa maneira as leis. Eu tenho esse livro e achei realmente chocante ao ler; porém, aconteceu algo recentemente comigo, envolvendo amigos de mais de dez anos, demonstrando que o ser humano ainda é um predador. Eu li que o ser humano aprendeu a viver em grupo porque ele descobriu que se beneficiava com isso: mais segurança à sobrevivência; mais poder de luta contra os predadores etc. Ou seja, vivemos em grupo, até hoje, pensando no nosso proprio benefício. Estou lendo o livro "Pequeno tratado das grandes virtudes", de André Comte-Sponville: A VIRTUDE É uma disposição adquirida de fazer o bem (Não há virtude natural)... Portanto, o homem está muito longe de "encarnar" (fazer parte de seu EU) as virtudes... Estamos ainda, moralmene, na Idade da Pedra.
[Leia outros Comentários de Haelmo Coelho]
28/12/2009
12h54min
A "correção política" coincide com ascensão ao poder via votos e superexposição à mídia. Antes da "Era do Capitalismo Salve-se Quem Puder" sob a "Égide da Política da Boa Imagem", os donos do Poder pouco se importavam com a opinião pública. A diferenciação social persiste, por incrível que pareça. Malgrado o "supertsunami streetwear" que oblitera, com a vigência da sociedade de consumo, todo o padrão de boa educação e os conceitos de boa informação (o vetusto "intelectualismo"). Hoje, a "superonda" é estar bem informado, sim, sobre as frivolidades da mídia. Deve-se ignorar, sob pena de ostracismo ao limbo, quaisquer conhecimentos "arcaicos", vale dizer mais antigos do que um mês ou quem sabe até uma semana. O que surpreende, nesse marasmo de degenerescência mental da Sociedade Hodierna, é como persistem os sinais de discriminação $econômico$-social. Não acredita? Trajado meramente laboral, tente ser bem atendido por um balconista, mesmo que o classudo outro freguês chegue depois de você.
[Leia outros Comentários de Roberto Valderramos]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Leitor de Almas
Paul Harper
Paralela
(2012)
+ frete grátis



Psicologia do Desenvolvimento
Ercília Maria Angeli Teixeira de Paula e Outro
Iesde
(2010)



Casamento , Término & Reconstrução - 8ª Ed - Revista e Atualizada
Maria Tereza Maldonado
Integrare
(2009)



Febem, Família e Identidade - o Lugar do Outro - 1ª Edição
Isabel da Silva Kahn Marin
Escuta
(1999)



O Morador de Ipanema e Outros Contos Cariocas
Elieser e Borba
Do Autor
(2014)



O Poço do Calabouço
Carlos Nejar
Record
(1983)



Ven Espiritu Santo Renueva Toda La Creacion
Emilio Castro
La Aurora
(1990)



Cidade Dos Ossos - Os Instrumentos Mortais - Vol. 1
Clare,Cassandra
Galera
(2013)



@ pra Ser Feliz
Lisete Frohlich
Sermais
(2016)



Diário de Zuma
Tiago de Melo Andrade
Ao Livro Técnico
(2004)





busca | avançada
75243 visitas/dia
2,2 milhões/mês