E a internet está, de novo, mudando o mundo... no Egito, na Líbia... | Digestivo Cultural

busca | avançada
55373 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O do contra
>>> American Dream
>>> Todas as Tardes, Escondido, Eu a Contemplo
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Delicado, vulnerável, sensível
>>> De Kooning em retrospectiva
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Aquele apoio
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
Mais Recentes
>>> Querência em Prosa de Manoel Lopes Haygert pela Do autor. (1991)
>>> Aspectos jurídicos do atendimento às vítimas de violência sexual. de Delano de Aquino Silva pela Ms (2011)
>>> Antes de dizer Sim de Jaime Kemp pela Mundo Cristão (1999)
>>> Fallen de Lauren Kate pela Galera Record (2012)
>>> Nu entre os lobos de Bruno Apitz pela Nosso Tempo (1971)
>>> Coisas que toda garota deve saber. de Samantha Rugen pela Melhoramentos (1997)
>>> A Queda para o Alto de Herzer pela Vozes (1983)
>>> As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky pela Rocco (2007)
>>> Doces Venenos de Lidia Rosenberg Aratangy pela Olho Dágua (2008)
>>> A máquina extraviada de José J. Veiga pela Civilização brasileira (1974)
>>> Cara ou coroa ? de Fernando Sabino pela Ática (2000)
>>> Conte Sua História de São Paulo de Milton Jung pela Globo (2006)
>>> Letras Perdidas de Luís Dill pela Oceano Indústria Gráfica (2006)
>>> Minhas vidas passadas de Mario Prata pela Planeta (2012)
>>> A Cadeira do Dentista & Outras Crônicas de Carlos Eduardo Novaes pela Ática (2002)
>>> Os Recicláveis de Toni Brandão pela A Caixa verde (2010)
>>> Sete desafios para ser rei de Jan Terlouw pela Atica (2003)
>>> Quem Diria Que Viver ia Dar Nisso de Martha Medeiros pela L&PM (2018)
>>> Entre os Monges do Tibete de Lobsang Rampa pela Record (1960)
>>> O menino do dedo verde de Maurice Druon pela José Olympio (2013)
>>> Ruínas do Tempo de Jess Walter pela Verus (2013)
>>> Os nossos pés de todos os dias de Apollo Taborda França pela Do autor (1984)
>>> Por Um Fio de Drauzio Varella pela Cia das Letras (2004)
>>> Gay Plays de William M. Hoffman pela Avon Books (1979)
>>> Existe Sempre uma Razão de Elisa Masselli pela Mensagem de Luz (2007)
>>> A Segunda Vida: um guia para a mulher madura de Marisa Sanabria pela Êxito (2015)
>>> Outra Vez a Esperança de Antonio Carlos Neves pela Mercado Aberto (1987)
>>> Os Bons e os Justos de Lourenço Cazarré pela Mercado Aberto (1993)
>>> Clebynho - O Babalorixá Aprendiz de Leandro Müller pela Pallas (2010)
>>> As Maluquices do Imperador de Paulo Setúbal pela Nacional (1983)
>>> A Felicidade é Fácil de Edney Silvestre pela Record (2011)
>>> Contos. Porque Conto - autografado de Públio José pela Do autor (2009)
>>> Paratii: entre dois pólos de Amyr Klink pela Companhia da Letras (1992)
>>> É Possível Salvar a Europa? de Thomas Piketty pela Intrínseca (2015)
>>> Pensão Riso da Noite de José Condé pela José Olympio / Civilização Brasileira / Três (1973)
>>> O Caminho Para O Céu: Livro II das Crônicas da Terra de Zecharia Sitchin pela Madras (2014)
>>> Ioiô Pequeno da Várzea Nova de Mario Leônidas Casanova pela Clube do Livro (1979)
>>> O Papa e Mussolini. A Conexão Secreta Entre Pio XI e a Ascensão do Fascismo na Europa de David I. Kertzer pela Intrínseca (2017)
>>> Entrevero de Vários Autores pela L&PM / Mpm
>>> Pesquisa FAPESP Nº 265 de Diversos Autores pela Fapesp (2018)
>>> O Longo Adeus a Pinochet de Ariel Dorfman pela Companhia das Letras (2003)
>>> Contos de Voltaire pela Nova Cultural (2002)
>>> Pesquisa FAPESP Nº 263 de Diversos Autores pela Fapesp (2018)
>>> Divina Comédia - Coleção A Obra-Prima de Cada Autor, Série Ouro de Dante Alighieri pela Martin Claret (2002)
>>> Babbitt de Sinclair Lewis pela Nova Cultural (2002)
>>> Pesquisa FAPESP Nº 261 de Diversos Autores pela Fapesp (2017)
>>> Ana Karênina de Tolstói pela Nova Cultural (2002)
>>> Havia Gigantes Na Terra de Zecharia Sitchin pela Madras (2014)
>>> Pesquisa FAPESP Nº 260 de Diversos Autores pela Fapesp (2017)
>>> Divergente de Veronica Roth pela Rocco (2012)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Internet

Quarta-feira, 30/3/2011
E a internet está, de novo, mudando o mundo... no Egito, na Líbia...
Julio Daio Borges

+ de 16600 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Digestivo nº 477 >>> Para quem ainda duvida do papel que as chamadas mídias sociais desempenharam, ultimamente, no Egito, e, mais recentemente, na Líbia, deveria ler apenas o prólogo de O Efeito Facebook, de David Kirkpatrick, pela editora Intrínseca. Em breves páginas, Kirkpatrick explica como uma singela comunidade no site de Mark Zuckerberg, que se dizia cansada das FARC, redundou em passeatas históricas, na Colômbia, e na posterior soltura de reféns como Íngrid Betancourt, num gesto inédito dos terroristas para com o povo. A imprensa tem dificuldade em aceitar que exista uma ferramenta mais eficiente — que ela própria — ao discutir os interesses das pessoas, arregimentar multidões e, como no caso desses países, transformar efetivamente a sociedade. O que os impressos, o rádio e a televisão sustentaram por décadas, a internet conseguiu derrubar em poucos anos. Basta lembrar que os jornais têm séculos e o Facebook... menos de dez anos. A internet representa melhor os interesses de todos. Para se manifestar na imprensa, é preciso se submeter a uma casta (hoje, uma burocracia): os jornalistas. Para se manifestar na internet... é virtualmente mais difícil não se manifestar! Aproveitando a interligação, sem precedentes, que redes como o Facebook proporcionam, questões são levantadas em segundos e movimentos se formam, eletronicamente, em instantes. Nos jornais, um protesto ficaria, no máximo, relegado à "seção de cartas". Os jornalistas não são mais os juízes supremos do que interessa à opinião pública, e esse fato produz um incômodo profundo. Ninguém mais lê os jornais para saber o que pensar, uma vez que a ação está no Twitter, e, nesses países, nas ruas! Quem tentou ler a cobertura pífia da nossa imprensa, constatou que alguns segundos de Al Jazeera, na internet, transmitiam muito mais informação do que páginas e páginas de press-releases (de anteontem) traduzidos das agências de notícias. Nossos jornalistas monoglotas acreditam que a nossa imprensa está fazendo seu trabalho, mas qualquer pessoa que conheça os rudimentos do inglês consegue perceber que ficamos a anos-luz dos acontecimentos... Fora que existe um princípio de subversão, inerente à rede, que não combina mais com o paternalismo de regimes ditatoriais, nem de editores da velha mídia. Do mesmo jeito que povos não querem mais ser dirigidos por tiranos, cidadãos querem ter acesso irrestrito ao conhecimento, não aceitam mais filtros, nem, muito menos, uma casta de verdadeiros burocratas da informação. O sucesso de iniciativas como o WikiLeaks comprova: os antigos meios de comunicação perderam sua função de fiscalizar o poder; só resta aos cidadãos interferir diretamente no processo, através da internet, mudando o estado de coisas. A imprensa morreu, como sempre. E a internet renasceu, mais uma vez.
>>> AJE
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. As editoras contra o Kindle (Literatura)
02. Doce presença (Música)
03. Muito barulho por nada (Cinema)
04. Os Brutos Também Amam (Cinema)
05. Farfalla (Música)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/4/2011
23h27min
Boa noite! Em outro comentário que fiz, neste mesmo local, já se discutia a preocupação de certas pessoas, com relação as dúvidas quanto a sobrevivência dos jornais convencionais. No entanto me lembro da indignação de alguns. Não têm como ignorar os fatos relatados no texto, são verdadeiros e têm ajudado muito no mundo em que vivemos hoje. Isso é evolução de tecnologia, e o que é melhor, para o acesso de todos, não tendo espaço para discriminações, ainda ocorre, é claro, mas os indivíduos colocam os seus pontos de vista "sem censura". Obviamente que temos que ter bom senso e responsabilidade nos compartilhamentos de relações. Existem os babacas, é claro. Mas atente a uma coisa: é a liberdade de expressão, que aliada a responsabilidade, tem ajudado muita gente e aberto os olhos de muitas pessoas, e povos inteiros. Agora sim, sem restrições com acesso a informações numa velocidade fantástica. Gosto dos jornais escritos, tanto é que os leio, mas não dá para comparar...
[Leia outros Comentários de Célio José Ramiro]
15/4/2011
15h19min
A internet muda, muda, o tempo todo... e nós??? porque continuamos os mesmos???
[Leia outros Comentários de Rebeca]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE LIFE AND WORK OF VINCENT VAN GOGH
JANICE ANDERSON
PARRAGON PUBLISHING
(2004)
R$ 14,28



MUSICA AO LONGE - ROMANCE - LITERATURA
ERICO VERISSIMO
CIRCULO DO LIVRO
R$ 20,00



O PRAZER E O PENSAR 1
MARCOS RIBEIRO
GENTE
(1999)
R$ 8,90



DOS RECURSOS EM GERAL INTERPOSIÇÃO E PROCESSAMENTO MODELOS
YARA MULLER LEITE
FREITAS BASTOS
(1969)
R$ 5,00



A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA
ANN DEMARAIS & VALERIE WHITE
SEXTANTE
(2005)
R$ 10,00



LONGO CAMINHO DE VOLTA
RICARDO LUCENA JR
GRAPHITOUR
(1993)
R$ 8,00



POR UM PEDAÇO DE TERRA
RENATO TAPAJOS
ATICA
(2002)
R$ 5,00



CONSELHOS PARA O CEO - 5 ESTRATEGIAS FUTURAS QUE VOCE DEVE APLICAR AGORA
GEORGE STALK - JOHN BUTMAN
CAMPUS
(2008)
R$ 19,90



REVISTA DA PONTIFÍCIA NIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO VOL. 43
PONTIFÍCIA NIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO
PONTIFÍCIA NIVERSIDADE CATÓ
(1973)
R$ 17,77



O TRIBUNAL DE CRISTO
RICK C. HOWARD
CPAD
(2012)
R$ 15,00





busca | avançada
55373 visitas/dia
2,0 milhões/mês