É Isto um Homem?, de Primo Levi | Digestivo Cultural

busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Filmes de saiote
>>> Aerosmith no Morumbi
>>> E aí...
>>> Goodbye, virtual. Hello, new.
>>> Alguém ainda acredita em Deus?
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> A soberba de Beauvoir
>>> Somos todos consumidores
Mais Recentes
>>> O Enorme livro dos pensamentos de Casseta volume 2 - de Casseta&Planeta pela Record (2012)
>>> Uma Teoria da Justiça de John Rawls pela Presença (2016)
>>> "Encaramujado" ,uma viagem de Kombi pelo Brasil - n de Antoio Lino pela Creative Commons (2011)
>>> Para Leer El Capital - Biblioteca Del Pensamiento Socialista de Louis Althusser; Etienne Balibar pela Siglo Veintiuno (1977)
>>> Aa 500 Melhores coisas de ser pai . de Sérgio Franco pela Matrix (2009)
>>> Três Sombras - em quadrinhos de Cyril Pedrosa pela Quadrinhos na Companhia (2009)
>>> A Arte de ser leve de Leila Ferreira pela Globo (2010)
>>> Construindo uma Vida de Roberto Justus pela Larousse (2007)
>>> Espaço de G. Carmo pela Ibrasa (1984)
>>> Senha: "Coragem ! " de John Castle pela Flamboyant (1965)
>>> Don Quixote Americano de Richard Powell pela Nova Fronteira (2003)
>>> As Duas Vidas de Audrey Rose de Frank de Fellita pela Circulo do Livro (1975)
>>> O Duelo de Roger Pla pela Brasileira (1951)
>>> Freud e o Desejo de Marie Cariou pela Imago (1978)
>>> O Ponto da Virada de Malcolm Gladwell pela Sextante (2009)
>>> Passeando Pela Vida Lições de Filosofia de Lúcio Packter pela Garapuvu (1999)
>>> A vulnerabilidade do ser de Claudia Andujar pela Cosac Naif (2005)
>>> A Relação ao Outro em Husserl e Levinas de Marcelo Luiz Pelizzoli pela Edipucrs (1994)
>>> O Pensamento Vivo de Teilhard de Chardin de José Luiz Archanjo pela Martin Claret (1988)
>>> Revista Brasileira de Filosofia – Volume XLVI – Fascículo 190 de Vários Autores pela Instituto Brasileira de Filosofia (1998)
>>> Grandes Tendências na Filosofia do Século XX e Sua Influência no Brasil de Urbano Zilles pela Educs (1987)
>>> Descartes – Os Pensadores de Rene Descartes pela Abril Cultural (1983)
>>> O mistério da estrela cadente de Vários Autores pela Ftd (1996)
>>> Lydia e Eu de Dimia Fargon pela Literis (2010)
>>> Na saga dos anos 60 de Carlos Olavo da Cunha Pereira pela Geração (2013)
>>> O paraíso dos desafortunados de Amanda Hernández Marques pela Chiado (2013)
>>> Madamme C 05 de Vinícius Ulrich pela Rocco (2000)
>>> Bodas de Pedra de Kissyan Castro pela Chiado (2013)
>>> Apague o cigarro da sua vida de Dra. Cammille pela Alaúde (2006)
>>> Transição Revolucionária de David Carneiro pela Atena
>>> Quem sou eu? Como o Evangelho Completo devolve a verdadeira identidade de Willy Torresin de Oliveira pela Victory (2017)
>>> Comunidade - A busca por segurança no mundo atual de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2003)
>>> Modernidade Líquida de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2001)
>>> Mundos do Trabalho - Novos Estudos Sobre História Operária 3ªed. de Eric J. Hobsbawm pela Paz e Terra (2000)
>>> Sangue suor & lágrimas - A Evolução do Trabalho de Richard Donkin pela M. Books (2003)
>>> Ideologia e Cultura Moderna 6ªed. de John B. Thompson pela Vozes (2002)
>>> Os Anormais - Curso no Collége de France (1974-1975) de Michel Foucault pela Martins Fontes (2002)
>>> Psworld--35--28--16--5--24. de Digerati pela Digerati
>>> Super gamepower--26--46--38--32--43--51. de Nova cultural pela Nova cultural
>>> Triangulo de Ken follett pela Abril cultural
>>> Nintendo world--35--tres vezes tony hawk! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--49. de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--34--cobertura completa da e3--jogamos o gamecube! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--45--resident evil de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--38--mario kart--super circuit de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Curar como jesus curou de Barbara leahy shiemon/dennis linn/mathew linn pela Loyola
>>> Jovem,o caminho se faz caminhando de Dunga pela Cançao nova (2005)
>>> Nintendo world--37--nasceu de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--27--o mundo nao e o bastante para james bons de Conrad pela Conrad (2000)
>>> Nintendo world--76--prince of persia de Conrad pela Conrad (2004)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Além do Mais

Quarta-feira, 17/8/2011
É Isto um Homem?, de Primo Levi
Julio Daio Borges

+ de 7000 Acessos
+ 3 Comentário(s)




Digestivo nº 481 >>> É Isto um Homem?, o título de um livro que fala dos horrores do campo de concentração de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial. Mas a quem esse título se refere? Aos nazistas, que, como Hitler, comumente são considerados monstros? (Seriam eles homens?) Não, o título se refere aos prisioneiros do campo. Pois como Primo Levi, o autor, coloca em versos, antes de começar a narrativa: "Pensem bem se isto é um homem/ Que trabalha no meio do barro,/ Que não conhece paz,/ Que luta por um pedaço de pão,/ Que morre por um sim ou por um não". Levi era um químico italiano que foi capturado e deportado, para Auschwitz, o mais famoso campo de concentração da Segunda Guerra, em 1944. Em É Isto um Homem? (Rocco, 1988, tradução de Luigi Del Re), compila episódios desde a sua captura até o fim da Guerra (1945), passando pelo dia a dia, infernal, no campo. O mais chocante do livro talvez seja o começo. Quando, encerrados num vagão de trem, prisioneiros, como Levi, passam quatro dias sem ver comida nem água. E não são meros prisioneiros de guerra ― soldados ―, são famílias inteiras, com mães, crianças de colo e velhos. Ao chegar, são separados os que "se adequam ao trabalho" dos demais (e estes últimos nunca mais são vistos). Levi tem 24 anos, na ocasião, e espera, nu, num galpão, desprovido de todos os seus pertences, que são varridos, junto com seus sapatos, enquanto é tosqueado, ao lado dos outros prisioneiros, como gado. A partir daí, perderia seu nome, ganharia um número, que lhe seria tatuado, e aprenderia a sobreviver à base de sopa aguada, restos de pão guardado e banhos de água suja, fora roupas que não eram lavadas nunca, sapatos fora do número, metade de uma cama, trabalhos forçados, violência e maus-tratos. Qualquer semelhança com as distopias de George Orwell e Franz Kafka não são coincidência. Como Na Colônia Penal, os prisioneiros estavam pagando por um pecado, a eles atribuído, com a vida, e humilhações. E, como em 1984, não havia mais passado nem futuro, só o presente; uma mentira, repetida milhares de vezes, se tornava verdade; e, em nome da paz, fazia-se a guerra diuturnamente. O mais chocante de tudo, no livro de Primo Levi, é que os prisioneiros vão aprendendo a "sobreviver", e alguns até atingem "posições" dentro do campo. E o mais chocante, ainda, é que nós ― como leitores ― vamos nos "acostumando" à realidade do campo, à medida que avançamos na leitura. No fim, com a Guerra perdida, os alemães abandonam Auschwitz, deixando os prisioneiros à própria sorte, inclusive os doentes, que morrem como moscas. A famosa cena da libertação, pelos russos, infelizmente não está nesse livro, mas não faz falta nenhuma, depois de "tudo". Primo Levi, depois de um relato tão humano, demasiadamente humano, fez-se escritor célebre. Como chegou-se a pensar que não fazia mais sentido viver depois do Holocausto, é de se pensar qual o sentido de outros livros depois deste, de Primo Levi.
>>> É Isto um Homem?
 
Julio Daio Borges
Editor

Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
6/9/2011
20h05min
Não estranhem as dificuldades e as humilhações pelas quais iam passando e se acostumando os prisioneiros dos campos. Acaso nós não nos acostumamos a sair agarrados aos nossos pertences? Não estamos acostumados aos relatos diários de tiros? De crianças deixadas no lixo? De meninas e meninos estuprados por 'parentes'? De alunos se matando e se drogando nas escolas? E alguns até chamam a vida na poluída, congestionada, violenta e incômoda São Paulo de vida!
[Leia outros Comentários de Barbara Pollacsek]
8/9/2011
07h55min
Sra. Barbara Pollacsek, não confunda as situações. O ser livre consegue achar o paraíso perdido. Já os prisioneiros de Auschwitz não tinham escolhas, desejos... Eles foram roubados de tudo, inclusive do direito de existir.
[Leia outros Comentários de Cristina Motta]
8/9/2011
16h10min
Não cheguei ainda a ler este relato do Primo Levi, mas certos trechos neste texto me fizeram recordar de uma leitura ainda meio recente que fiz: "Maus", de Art Spiegelman, com o repasse da história de Vladek, pai do autor, por um campo de concentração. É quadrinhos, mas, ao contrário do que o preconceito que certas pessoas têm com quadrinhos - considerando qualquer livro nesse formato como sendo apenas um gibi -, é muito tocante, profundo. Vale uma leitura!
[Leia outros Comentários de Alexandre Maia]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MOMENTOS DE ILUMINAÇÃO
DIVALDO FRANCO
LEAL
(2015)
R$ 12,00



À PROCURA DO OURO
J. M. G. LE CLÉZIO
BRASILIENSE
(1989)
R$ 20,00



LITERATURA COMENTADA BOCAGE
BOCAGE
ABRIL
(1980)
R$ 6,90



HISTÓRIA VOLUME UNICO
GISLANE E REINALDO
ÁTICA
(2008)
R$ 17,00



UMA BURGUESA E A REVOLUÇÃO
CLAUDE LAVENNE
BRASILIENSE
(1969)
R$ 12,00



MANUAL DO ENGENHEIRO GLOBO 4 ° VOLUME 2° TOMO
GLOBO
GLOBO
(1968)
R$ 7,00



LEGIÃO – UM OLHAR SOBRE O REINO DAS SOMBRAS – TRILOGIA O REINO DAS SOMBRAS VOLUME 1
ROBSON PINHEIRO PELO ESPÍRITO ÂNGELO INÁCIO
CASA DOS ESPÍRITOS
(2006)
R$ 15,00



MANCHETE EDIÇÃO HISTÓRICA - A VERDADE DO PAPA
VARIOS AUTORES
BLOCH
(1997)
R$ 35,00



APRENDER JUNTOS - MATEMÁTICA 5º ANO
ROBERTA TABOADA ANGELA LEITE
SM
(2010)
R$ 7,90



UM AMIGO NO ESCURO
MARCIA KUPSTAS
MODERNA
(2003)
R$ 6,00





busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês