Supressão de ruídos | Digestivo Cultural

busca | avançada
83119 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Terreiros Nômades leva arte, história e saberes das culturas africanas e originárias a escolas
>>> Luarada Brasileira lança primeiro EP com participação especial de Santanna, O Cantador
>>> Quilombaque acolhe 'Ensaios Perversos' de fevereiro
>>> Espetáculo com Zora Santos traz a comida como arte e a arte como alimento no Sesc Avenida Paulista
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Tiro de Letra
>>> Ler muito e as posições do Kama Sutra
>>> Lockdown Sessions No. 3
>>> Mundo negro, branco na capa
>>> Puro Guapos no Tom Jazz
>>> Google Music Search
>>> Nostalgia do país inventado
>>> Manifesto Infeliz
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Mais Recentes
>>> Manual jurídico para agências de turismo de Joandre Antonio Ferraz pela Baraúna (2015)
>>> O Menino Do Dinheiro. Sonhos De Família de Unknown Author pela Dsop (2011)
>>> Apometria Para Iniciantes de Patricia Barz pela Conhecimento (2002)
>>> O fio da aranha,o fio da vida de Renan Eraldo Soeiro de Faria pela Cortez (2008)
>>> Ideias que colam de Chip Heath pela Alta Books (2018)
>>> O segredo do meu marido de Liane Moriarty pela Intrínseca (2013)
>>> Gabriel E A Torre De Pedra de Max Velati pela Ftd (2008)
>>> O zoológico em Festa de Evan Bessa pela Imeph (2009)
>>> As miniaturas de Andréa Del Fuego pela Companhia das letras (2013)
>>> Química Geral de I. M. Rozenberg pela Edgard Blucher (2002)
>>> O Amigo Do Rei de Ruth Rocha pela Salamandra (2009)
>>> O lobo e as sete cabritinhas de Irmãos Grimm pela Prazer de Ler (1963)
>>> Livro Literatura Estrangeira Wicked A Historia Não Contada das Bruxas de OZ de Gregory Maguire pela Leya Casa da Palavra (2016)
>>> É O Primeiro Dia De Aula... Sempre! de R. L. Stine pela Seguinte (2012)
>>> The Original Allustrated de Arthur Gonan Doyle pela Castle (1908)
>>> Justiça: O Que é Fazer a Coisa Certa de Michael J. Sandel pela Civilização Brasileira (2011)
>>> Livro Literatura Brasileira Meu Eu de Ilze Lisboa Ferreira pela Chiado
>>> A queda de Atlântida - 2 volumes de Marion Zimmer Bradley pela Círculo do livro
>>> Max Havelaar de Multatuli pela New York Review of Books (2019)
>>> Os Americanos de Antonio Pedro Tota pela Contexto (2009)
>>> Livro Literatura Estrangeira A Cabeça de Alvise de Lina Wertmüller pela Record (1981)
>>> Reencarnação de Roque Jacintho pela Luz No Ar (1990)
>>> Livro Religião Teologia e os LGBT+ de Luís Corrêa Lima pela Vozes (2021)
>>> Como Criar Filhos Tiranos: Manual De Antiajuda Para Pais de Mark Beyebach E Marga Herrero de Vega pela Vozes (2017)
>>> O menino que furou o céu de João Anzanello Carrascoza pela Scipione (2012)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Música

Terça-feira, 15/10/2002
Supressão de ruídos
Julio Daio Borges
+ de 2900 Acessos




Digestivo nº 103 >>> Em cidades barulhentas, poluídas e densamente povoadas, como as nossas, o minimalismo passou de "estilo de vida" a "tática de sobrevivência". Na luta diária, nos embates com os outros, na imposição publicitária do consumo, o indivíduo tenta preservar sua essência. Procurando reduzir-se a um mínimo necessário, reafirma suas características e distingue sua voz em meio aos gritos da multidão. Foi mais ou menos assim que pensou Adriana Calcanhotto, em seu mais recente CD, "Cantada". Na capa, por exemplo, apenas uma boca vermelha, uma moldura preta, o nome do artista e da obra em questão. Na apresentação, algo como "tirar os enfeites, as sobras, as gorduras, os 'over-actings'". Nas músicas, uma harmonia sugerida, uma melodia assobiada; nas letras, versos de uma, duas ou três palavras, sujeito oculto, vocabulário simples, repetição enfática. E, claro, para não negar uma tendência de toda a MPB ultimamente: as injunções eletrônicas. Na verdade, no caso de Adriana Calcanhotto, continua a disputa entre analógicos e digitais, uma vez que o álbum alterna momentos moderníssimos com inflexões bossa-novísticas; ou seja, não se decide. Traduzindo em termos de convidados: oscila entre Moreno+2 (Kassin no baixo, Domenico no MPC2000 e Moreno no cello) e Daniel Jobim (piano de uma nota só). Ainda que esse arranjo soe um tanto quanto esquelético, ao ouvinte de primeira viagem, a opção de La Calcanhotto acaba convencendo. Talvez a experiência do acústico (imediatamente anterior), tenha ressaltado o início, o fim e o meio, em sua carreira: a voz e o violão. (Às vezes, nem mesmo o vilão; só a voz.) "Cantada" abre com a poesia silábica de Waly Salomão em "Programa"; estende um pouco as vogais em "Justo Agora"; experimenta menos na radiofônica "Pelos Ares"; evoca Tom Jobim em "Noite", de Antonio Cicero; desmancha-se na atmosfera cool de "Sobre a Tarde"; sofre um pouco com a faixa-título ("Cantada"); anuncia um encerramento nada ortodoxo com Péricles Cavalcanti ("Sou Sua" e "Intimidade"); surpreende com "Music", de Madonna; entrega-se ao classicismo ("Se tudo por acontecer") e a Carlos Drummond de Andrade ("Jornal de Serviço"). A moça trabalhou; e não se saiu mal. O esforço minimal, no fim, parece que compensa.
>>> Cantada - Adriana Calcanhotto - BMG
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Revista Serrote, a nova do IMS (Além do Mais)
02. Gentis, você já vio já? (Música)
03. Secos & Molhados (Imprensa)
04. Play it again, Sam (Cinema)
05. O sol na cabeça (Além do Mais)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Entre Fantasmas
Fernando Vallejo
Alfaguara Argentina
(2005)



Livro de bolso Poesia Mensagem Obra Poética I
Fernando Pessoa
L&pm Pocket
(2010)



Livro Literatura Brasileira Grandeza e Misérias no Caminho da Liberdade
José Barbosa Ferreira
Confluência
(1997)



Muito Além do Paraíso
Jorge Luis Gomez
Livre Expressão
(2012)



Pequenos Milagres
Yitta Halberstam
Sextante
(1998)



Dread: The Dizziness of Freedom
Juha Zelfde
‎ Valiz
(2013)



Livro Literatura Estrangeira Anjos e Demônios A primeira aventura de Robert Langdon
Dan Brown
Sextante
(2004)



Geometria Analítica
Smith-Gale-Neeley
Ao Livro Técnico



A vida em poesia
A vida em poesia
Lura Editorial
(2021)



Naquele Exato Momento
Dino Buzzati
Nova Fronteira
(1986)





busca | avançada
83119 visitas/dia
1,8 milhão/mês