O meu borogodó | Digestivo Cultural

busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Sessão Única com Jogo de Escape Game e debate do filme 'Os Bravos Nunca se Calam' em SP
>>> OBRAS INSPIRADAS DURANTE A PANDEMIA GANHAM DESTAQUE NO INSTITUTO CERVANTES, EM SÃO PAULO
>>> Sempre Um Papo com Silvio Almeida
>>> FESTIVAL DE ORQUESTRAS JUVENIS
>>> XIII Festival de Cinema da Fronteira divulga Programação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> iPad
>>> iPad
>>> iPad
>>> Sátiro e ninfa, óleo s/ tela em 7 fotos e 4 movies
>>> poeta del vacío existencial
>>> Croft & Kidman
>>> Histórias de gatos
>>> Whitesnake, 1987
>>> Por que Dilma tem de sair agora
>>> A árvore da vida
Mais Recentes
>>> Livro - A Ararajuba - Série natureza brasileira 2 de Rubens Matuck pela Biruta (2003)
>>> Arsène Lupin e Victor, da Brigada Anticrime (como novo) de Maurice Leblanc pela Principis (2021)
>>> Livro - Os Pássaros - Coleção Infanto Juvenil de Germano Zullo Albertine pela 34 (2013)
>>> Livro - Betina de Nilma Lino Gomes pela Maza (2009)
>>> Agente em campo (como novo) de John le Carré pela Record (2021)
>>> Fantasma sai de cena (muito bom) de Philip Roth pela Cia das letras (2008)
>>> Gota d’água - Coleção Teatro Hoje de Chico Buarque (Autor), Paulo Pontes (Autor) pela Civilização Brasileira (1977)
>>> Privação Cultural e Educação Pré-Primária de Maria Helena Souza Patto pela Livraria José Olympio (1977)
>>> Lisbela e o Prisioneiro de Osman Lins pela Planeta (2015)
>>> A Franco Maçonaria. Origem Historia e Influencia (raro exemplar) de Robert Ambelain pela Gnose (1990)
>>> O Desmonte de Amarildo Felix pela Patuá (2021)
>>> Diário de um Ladrão de Jean Genet pela Nova Fronteira (2005)
>>> Comédias para se ler na escola de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2001)
>>> Auto da Barca do Inferno Farsa de Inês Pereira Auto da Índia de Gil Vicente pela Atica (2005)
>>> Eu não disse? (muito bom) de Mauro Chaves pela Perspectiva (2004)
>>> Os Sofrimentos Do Jovem Werther de Johann Wolfgang Von Goethe pela Martins Fontes (1998)
>>> O Quarto Reich (capa dura- ótimo estado) de M. A. Costa pela Livros de guerra (2018)
>>> A Inocência do Padre Brown (raro exemplar) de G. K. Chesterton pela Record
>>> Ventos de Quaresma (muito bom) de Leonardo Padura Fuentes pela Cia das letras (2008)
>>> Perseguido (muito bom) de Luiz Alfredo Garcia-Roza pela Cia das letras (2003)
>>> O Rei De Girgenti (muito bom) de Andrea Camilleri pela Record (2004)
>>> D. Pedro I (Perfis Brasileiros) de Isabel Lustosa pela Companhia das Letras (2006)
>>> Quatro Estações de Stephen King pela Objetiva (2001)
>>> Wicca Gardneriana de Mario Martinez pela Gaia (2005)
>>> O Feitiço do Cinema Ensaios de Griffe Sobre a Sétima Arte de Juan Guillermo D. Droguett e Flavio F. A. Andrade pela Saraiva (2009)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Música

Segunda-feira, 21/4/2003
O meu borogodó
Julio Daio Borges

+ de 2000 Acessos




Digestivo nº 130 >>> O samba-rock passou por um “revival” mas, de repente, se aquietou de novo. Foi por iniciativa do Trio Mocotó, os auto-intitulados inventores do gênero, pela programação de alguns DJs em casas noturnas de São Paulo, pela revalorização de Jorge Ben (com ou sem “Jor”), e até pelo advento do “mundo Trama” (vide os herdeiros de Wilson Simonal). No entanto, houve alguém muito discreto que não foi contemplado nessa história: João Suplicy, o “low-profile” por natureza, dentro de uma família que tem a prefeita de São Paulo (hoje, vice-presidente do PT), um senador da República e um roqueiro vencedor da “Casa dos Artistas” (também conhecido como Supla). Se João tivesse vocação para aparecer, já seria difícil competir. Seu negócio é música, e palco (não que o de “outras pessoas” também não seja, mas o dele é mais). Tem já dois CDs lançados: “Musiqueiro” (1998) e “Cafezinho” (2002). Estão à venda no seu site (joaosuplicy.com.br), e reza a lenda que João fazia o circuito de bares da Vila Madalena, de mesa em mesa, com os compact discs embaixo do braço. Como um artista anônimo. Só por isso deveríamos respeitá-lo. Mas há mais: ele é compositor, e dos bons. Na última quarta-feira, apresentou o videoclipe de “Chomingando” para a platéia do Grazie a Dio (lógico que na “Vila”) e, logo em seguida, emendou um show ao vivo. Como guitarrista, aprendeu a batida do autor de “Mas, que nada!” e, acompanhado por uma banda enxuta (bateria, baixo e trombone), incorporou o samba-rock como ninguém em sua geração. Bastava ouvir as suas versões para “Your song” (de Elton John), “Mesmo que seja eu” (de Erasmo Carlos) e “Kiss me quick” (um sucesso na voz de Elvis). E, das suas, a faixa título do primeiro álbum (“Musiqueiro”), além de “Pura elegância”, o hit “No futuro”, “Você inteira” e “Borogodó” (todas de “Cafezinho”). O intimismo era flagrante e, por um arranjo do destino, podia-se cair numa mesa com Alice Ruiz, Patrícia Palumbo ou Guga Stroeter (estavam todos na lista). Mas João não parecia se importar, nem mesmo com a tietagem. Nasceu músico de verdade.
>>> Musiqueiro | Cafezinho | João Suplicy, às quartas-feiras de abril e maio (com exceção do dia 30/4), no Grazie a Dio
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Uma breve história da curadoria, por Hans Ulrich Obrist (Artes)
02. Internet em 2000-2009 (Internet)
03. O fim da obrigatoriedade do diploma no jornalismo (Imprensa)
04. Crepúsculo de Stephenie Meyer, o filme (Cinema)
05. A Democracia Traída, de Raymundo Faoro (Imprensa)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Procura- Se Hugo / 8ª Ed
Diléa Frate
Ediouro
(2002)



II Simposio Estadual do Café
Cetcaf
Cetcaf
(1996)



Cenas Brasileiras
Rachel de Queiroz
ática
(2002)



Alice no País das Maravilhas
Lewis Carroll; Adaptado por Débora J. Durães
Abril
(2011)



Não Faça Tempestade Em Copo DÁgua no Trabalho
Richard Carlson
Rocco
(1999)



Meditação dos Guias Interiores
Edwin C. Steinbrecher
siciliano
(1990)



Os Mestres Secretos do Tempo
Jacques Bergier
hemus
(1974)



Guia Prático para a Ascensão
Tony Stubbs
pensamento
(2004)



Antologia Poética
Manuel Bandeira
Global
(2013)



Inocência
Visconde Te Taunay
Escala
(1992)





busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês