Surviving IPO Fever | Digestivo Cultural

busca | avançada
101 mil/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Povo Fulni-ô Encontra Ponto BR
>>> QUEÑUAL
>>> Amilton Godoy Show 70 anos. Participação especial de Proveta
>>> Bacco’s promove evento ao ar livre na Lagoa dos Ingleses, em Alphaville
>>> Vera Athayde é convidada do projeto Terreiros Nômades em ação na EMEF Ana Maria Benetti sobre Cavalo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The Matrix Reloaded
>>> Por que as curitibanas não usam saia?
>>> Jobim: maestro ou compositor?
>>> 7 de Outubro #digestivo10anos
>>> A insignificância perfeita de Leonardo Fróes
>>> Soco no saco
>>> De Siegfried a São Jorge
>>> O Paulinho da Viola de Meu Tempo é Hoje
>>> Pelas curvas brasileiras
>>> A pintura admirável de Glória Nogueira
Mais Recentes
>>> Ao Redor do Mundo de Fernando Dourado Filho pela Fernando Dourado Filho (2000)
>>> O Administrador do Rei - coleção aqui e agora de Aristides Fraga Lima pela Scipione (1991)
>>> Memória do Cinema de Henrique Alves Costa pela Afrontamento (2024)
>>> Os Filhos do Mundo - a face oculta da menoridade (1964-1979) de Gutemberg Alexandrino Rodrigues pela Ibccrim (2001)
>>> Arranca-me a Vida de Angeles Mastretta pela Siciliano (1992)
>>> Globalizacão, Fragmentacão E Reforma Urbana: O Futuro Das Cidades Brasileiras Na Crise de Luiz Cezar de Queiroz Ribeiro; Orlando Alves dos Santos Junior pela Civilização Brasileira (1997)
>>> Movimento dos Trabalhadores e a Nova Ordem Mundial de Clat pela Clat (1993)
>>> Falso Amanhecer: Os Equívocos Do Capitalismo Global de John Gray pela Record (1999)
>>> Os Colegas de Lygia Bojunga pela Casa Lygia Bojunga (1986)
>>> Amazonas um Rio Conta Historias de Sergio D. T. Macedo pela Record (1962)
>>> A História de Editora Sextante pela Sextante (2012)
>>> Villegagnon, Paixaƒo E Guerra Na Guanabara: Romance de Assis Brasil pela Rio Fundo (1991)
>>> A Política de Aristóteles pela Ediouro
>>> A Morte no Paraíso a tragédia de Stefan Zweig de Alberto Dines pela Nova Fronteira (1981)
>>> Rin Tin Tin a vida e a lenda de Susan Orlean pela Valentina (2013)
>>> Estudos Brasileiros de População de Castro Barretto pela Do Autor (1947)
>>> A Origem do Dinheiro de Josef Robert pela Global (1989)
>>> Arquitetos De Sonhos de Ademar Bogo pela Expressão Popular (2024)
>>> Desafio no Pacífico de Robert Leckie pela Globo (1970)
>>> O Menino do DedoVerde de Maurice Druon pela José Olympio (1983)
>>> A Ciencia Da Propaganda de Claude Hopkins pela Cultrix (2005)
>>> Da Matriz Ao Beco E Depois de Flavio Carneiro pela Rocco (1994)
>>> Testemunho de Darcy Ribeiro pela Edições Siciliano (1990)
>>> Tarzan e o Leão de Ouro de Edgar Rice Burroughs pela Record (1982)
>>> Viagem de Graciliano Ramos pela Record (1984)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Internet

Quarta-feira, 14/4/2004
Surviving IPO Fever
Julio Daio Borges
+ de 3000 Acessos




Digestivo nº 170 >>> E o Google é a mais nova bolha da internet. Quem diria... A internet não tinha acabado? A “bolha” não era uma insanidade financeira relegada ao passado? A nova economia não havia sido apontada simplesmente como a “velha” reciclada? Se os profetas da era digital desapareceram, na aurora do século XXI, os catastrofistas, também. O Google, como todo mundo sabe, começou como uma ferramenta de busca. Diferente do Yahoo! (e do seu equivalente brasileiro, o Cadê?), que começou (começaram) como um “bookmark” (ou “lista de favoritos”, para traduzir). Diferente também do Altavista, que começou como ferramenta de busca – mas que não soube evoluir, pois jamais pôde separar o “joio” do “trigo”. Aparentemente, a grande novidade do Google era “ranquear” os endereços de acordo com a preferência dos usuários (leia-se: através do número de cliques). Seria então uma “busca inteligente”, onde os “melhores” subiriam para as primeiras posições, e os “piores” desceriam para as últimas. Mas isso, aparentemente também, não é um “modelo de negócio”. Ou seja: – Como se ganha dinheiro com isso? Reza a lenda que o Google começou a vender “links” pagos, à direita de cada página – gerando uma taxa de resposta cinco vezes maior que a dos banners: 15%. E, segundo a “Wired” (de março deste ano), pôde evoluir de alguns milhões de dólares (receitas) em 2000 e 2001 para mais de 100 milhões em 2002 e para aproximadamente 900 milhões em 2003. Agora o Google vai para a bolsa de valores. Está bem: antes se desdobrou em serviço de notícias, em “Zeitgeist”, em comunidades virtuais e até – dizem – em e-mail gratuito (o não-tão-secreto-assim “Gmail”). O temor, ainda segundo a revista, é perder a competição para a já anunciada ferramenta de busca da Microsoft (como a Netscape perdeu a guerra dos browsers). Ou crescer tanto a ponto de tropeçar nas próprias fusões & aquisições (Yahoo! e AOL). Ou, por fim, acabar nas malhas da justiça americana, que teoricamente impede o monopólio (Windows, Internet Explorer e Microsoft). Será que o céu é o limite para Larry Page e Sergey Brin, os inventores do Google? Desta vez, a internet não sabe a resposta.
>>> Wired
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Terça Insana, o segundo DVD (Teatro)
02. As Últimas, de Pedro Doria e Carla Rodrigues (Internet)
03. Nada te turbe, de Susana Pérez-Alonso (Literatura)
04. Trio Bamberg, no Teatro Alfa (Música)
05. Mexilhão (Gastronomia)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Biografias Vinicius sem Ponto Final
João Carlos Pecci
Saraiva
(1994)



Livro Infanto Juvenis A Chata Daquela Gorda Coleção Navegar
Regina Drummond
Cortez
(2005)



Usar a Mídia a Seu Favor
Paulo Piratininga
Cla
(2008)



Livro Direito Financeiro na Constituição de 1988
José Mauricio Conti
Oliveira Mendes
(1998)



Gestão florestal sustentável- Um diagnóstico no Espírito Santo
Luiz Fernando Schettino
Ed. do Autor
(2000)



O Hobbit
J. R. R. Tolkien
Martins Fontes
(2003)



Enquanto a Banda Tocava Um Blues
Wander Porto
Wp
(2019)



Amar, Verbo Intransitivo
Mário de Andrade
Agir
(2008)



Férias De Natal
W. Somerset Maugham
Globo
(1957)



Turismo Religioso - Ensaios Antropológicos Sobre Religião e Turismo
Edin Sued Abmanssur
Papirus
(2018)
+ frete grátis





busca | avançada
101 mil/dia
2,4 milhões/mês