Detached | Digestivo Cultural

busca | avançada
91200 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
>>> Núcleo Menos1 Invisível evoca novas formas de habitar o mundo em “Poemas Atlânticos”
>>> Cia O Grito faz intervenção urbana com peças sonoras no Brás
>>> Simbad, o Navegante está na mostra online de teatro de Jacareí
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Have a Book in You?
>>> O desafio dos media-watching
>>> Gerald Thomas: arranhando a superfície do fundo
>>> Realismo fantástico
>>> Snoop Dogg - Ups & Downs
>>> The impact of the Internet
>>> Cigarro, apenas um substituto da masturbação?
>>> Tributo a Paul McCartney
>>> Começos Inesquecíveis
>>> Entrevista com Spacca
Mais Recentes
>>> Decorating livable homes de Elizabeth Burris-meyer pela Prentice-hall (1947)
>>> Arte brasileira, século XX: Catálogos da Galeria Eliseu Visconti: pinturas e esculturas. de Eduardo Fortes (apresentação); Maria Elizabete Santos Peixoto (texto) pela MNBA Cenec (1984)
>>> Respirando endomarketing. de Medeiros Brum pela L&pm (2003)
>>> Quem e como fizemos a TV Globo de Luiz Eduardo Borgerth pela A Girafa (2009)
>>> Em busca de vidas passadas de Judith Johnstone, Glenn Williston pela Siciliano (1989)
>>> A Casa Sinistra de Maria Padula pela Nova Fronteira (1992)
>>> O livro das profecias de Mozart Monteiro pela O Cruzeiro (1967)
>>> Cavalos e Obeliscos de Moacyr Scliar pela Mercado Aberto (1983)
>>> A Nova Mulher de Marina Colasanti pela Círculo do Livro (1980)
>>> Orgias de Luis Fernando Verissimo pela Lpm (1989)
>>> Mulheres de 50 Anos Como Viver Plenamente esta Nova Idade de Suzanne Képès e Michèle Thiriet pela Lpm (1994)
>>> Mahabharata de William Buck pela Círculo do Livro (1992)
>>> Aventuras do Bravo Soldado Schweik de Jaroslav Hašek pela Civilização Brasileira (1967)
>>> Trilhas Sistema de Ensino - 8º ano Ciências, Língua Portuguesa e Geografia de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> Sur La Photographie de Susan Sontag pela Titre
>>> Trilhas Sistema de Ensino - Matemática 9º ano de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> Trilhas Sistema de Ensino - 6º ano Ciências e Língua Portuguesa de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> Cuentos Populares de León Tolstoi pela Longseller (2004)
>>> Trilhas Sistema de Ensino - Arte 6º e 7º ano de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> O Mordomo do Imperador - Coleção General Benício de Américo Jacobina Lacombe pela Biblioteca do Exército (1994)
>>> Aunt Dimity, Vampire Hunter de Nancy Atherton pela Viking (2008)
>>> Der Domino Killer de Kate Pepper pela Thriller
>>> Mal Secreto Inveja - Coleção: Plenos Pecados de Zuenir Ventura pela Objetiva (1998)
>>> Conferência dos pássaros de Farid Ud-Din Attar pela Círculo do Livro (1991)
>>> Lua Nova de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2008)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Além do Mais

Quarta-feira, 5/5/2004
Detached
Julio Daio Borges

+ de 4100 Acessos




Digestivo nº 173 >>> Caetano Veloso é uma figura cada vez mais desacreditada no cenário nacional. Uma sina triste para uma personalidade que foi uma das mais brilhantes de sua geração. Desde “Noites do Norte” (2001), em forma de protesto contra a má divulgação que tem de seus produtos musicais, inaugurou o “happening” metralhadora-giratória. Convoca a imprensa (de que tanto tem ódio) e dispara farpas verbais destiladas durante anos. De Diogo Mainardi, por exemplo, disse que era um “abacaxi com caroço” (a que Diogo respondeu, em “Veja”, de forma muito mais elaborada sem qualquer dificuldade). Outro dia, porém, Lya Luft, a presente autora de “best-sellers”, foi obrigada a desdizer Caetano Veloso, sem a menor cerimônia, no programa de Marília Gabriela, no GNT. O assunto era carnaval. O que se disse e o que se deixou de dizer, no fundo, não importa muito. Independentemente de atos ou palavras, todo um movimento (inconsciente?) corrobora para tirar do compositor de “Alegria, Alegria” a aura de gênio intocável. Caetano, ainda assim, continua proferindo seus disparates – sem o mesmo charme do “tímido espalhafatoso” de antes. Apenas como uma prima-dona velha que começa a perder a voz (como se disse, uma vez, acerca do autor da fórmula “E=mc²”). Antes, ao menos, quando não falava, Caetano cantava. Agora, parece se arrastar nas duas esferas (a musical e a pública). Seu novo disco, que é uma incursão completa no idioma de Cole Porter, peca pela extensão, peca pela falta de gosto e peca pela quase ausência de criatividade. O que pode haver de mais original no CD, para que se tenha uma idéia, é o fato dele haver gravado “Feelings” e Nirvana. O resto são lugares-comuns que vão desde as cordas até o saxofone; desde a escolha do repertório (“standards” deveriam ser proibidos pelo Ministério da Saúde) até a (re)interpretação (caricata ou monocórdia, conforme a escolha). Está bem, ele resgatou Stevie Wonder; e, está bem, ele transformou “Blue Skies” em música eletrônica. Mas será que isso basta para o autor de “Transa” (1972); e para os ouvintes que esperavam dele uma última centelha ou um último espasmo? Tudo bem que Caetano Veloso e Paula Lavigne querem conquistar o mundo, e tudo bem que Pedro Almodóvar sucumbiu aos seus encantos, mas o Brasil não parece mais disposto a se hipnotizar pelo canto da sereia de Santo Amaro da Purificação.
>>> A Foreign Sound - Caetano Veloso - Universal
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Farfalla (Música)
02. Adiós, muchachos (Imprensa)
03. Don't let me be lonely tonight (Música)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Teoria e Pesquisa em Sociologia
Donald Pierson
Melhoramentos
(1968)



Shaking the Globe
Blythe J. Mcgarvie; Robert Kraft
John Wiley Trade
(2009)



Porno Politico
Arnaldo Jabor
Objetiva
(2006)



Classes Subalternas e Assistência Social - 9ª Edição - Revista ...
Maria Carmelita Yasbek
Cortez
(2016)



Vida em Equilíbrio
Maurício Sita
Literare Books International
(2018)



Volta ao Mundo Em 52 Histórias - 2ª Edição - 17ª Reimpressão
Neil Philip & Nilesh Mistry
Companhia das Letrinhas
(2014)



Wicked: the Life and Times of the Wicked Witch of the West
Gregory Maguire
William Morrow Paperbacks
(2000)



Manual da Coleçao
Kátia Canton
Dcl
(1997)



O Que é Marketing - Coleção Primeiros Passos 55
Raimar Richers
Brasiliense
(1985)



Seringueira - Inspirado no Programa de Tv um Pé de Quê
Regina Casé/ Estevão Ciavatta
Martins Fontes
(2010)





busca | avançada
91200 visitas/dia
2,4 milhões/mês