A loucura das causas | Digestivo Cultural

busca | avançada
65494 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Em espetáculo de Fernando Lyra Jr. cadeira de rodas não é limite para a imaginação na hora do recrei
>>> São Paulo recebe exposição ‘À Meia Luz Na Pele’ em dois pontos da capital
>>> Santander instala painel eletrônico em prédio para levar arte ao centro de São Paulo
>>> Workbook de Carl Honoré é transformado em lives
>>> Experiência Quase Morte é o tema do Canal Angelini
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Medo e Delírio em Las Vegas
>>> Sobre os jornais e a internet
>>> Cem anos de música do cinema
>>> Inutilidades e pianos
>>> Diário de Rato, Chocolate em Pó e Cal Virgem
>>> Diário de Rato, Chocolate em Pó e Cal Virgem
>>> Fotógrafa da Amazônia é destaque na Europa
>>> Educadores do Futuro
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo
Mais Recentes
>>> Biblioteca do Escoteiro Mirim - Completa 20 Volumes de Disney pela Círculo do Livro (1989)
>>> Enciclopédia das Ciências Filosóficas em Compêndio (1830) Volume I: A Ciência da Lógica de G. W. F. Hegel pela Edições Loyola (2005)
>>> Islamismo e humanismo latino: Diálogos e desafios de Arno Dal Ri Júnior (org.) pela Vozes (2004)
>>> Consciência e liberdade em Sartre: por uma perspectiva ética de Carlos Eduardo de Moura pela EdUFSCar (2012)
>>> Sartre: Direito e Política - Ontologia, liberdade e revolução de Silvio Almeida pela Boitempo (2016)
>>> Imigração Atual: Dilemas, Inserção Social e Escolarização - Brasil, Argentina, EUA de Leda Maria de Oliveira Rodrigues pela Escuta (2017)
>>> Os Céticos Gregos de Victor Brochard pela Odysseus (2009)
>>> Ontologia, Conhecimento e Linguagem: Um encontro de Filósofos Latino-Americanos de Plinio Smith Ulysses Pinheiro, Marco Rufino pela Mauad (2001)
>>> Discurso do Método de Descartes pela Lafonte (2017)
>>> Pensamento Alemão no Século XX - Volume 3: Grandes Protagonistas e Recepção da Obra no Brasil de Wolfgang Bader , Jorge de Almeida pela Cosac Naify (2013)
>>> Revista Matéria Prima - Práticas Artísticas no Ensino Básico e SecundárioVol. 6 (1), janeiro–abril 2018, quadrimestral de Vários pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa & Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Ar (2018)
>>> Ser e Tempo de Martin Heidegger pela Vozes (2012)
>>> AIDS no Brasil : A agenda de construção de uma epidemia de Jane Galvão pela 34 (2000)
>>> Trópicos utópicos: Uma perspectiva brasileira da crise civilizatória de Eduardo Giannetti pela Companhia das Letras (2016)
>>> Razão e Sensibilidade de Jane Austen pela Tricaju (2021)
>>> Arsène Lupin e a Rolha de Cristal de Maurice Leblanc pela Principis (2021)
>>> O Livro da Selva de Rudyard Kipling pela Principis (2021)
>>> Tarzan de Edgar Rice Burroughs pela Principis (2021)
>>> O Pequeno Príncipe de Antoine de Saint-exupéry pela Tricaju (2021)
>>> A Odisseia de Homero pela Principis (2021)
>>> Persuasão de Jane Austin pela Principis (2019)
>>> Verdade ao Amanhecer de Ernest Hemingway pela Bertrand Brasil (2015)
>>> Sonhos na Casa da Bruxa e Outros Contos de H. P. Lovercraft pela Principis (2020)
>>> Cinco Semanas Em um Balão de Júlio Verne pela Principis (2020)
>>> Da Terra á Lua de Júlio Verne pela Principis (2020)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Literatura

Quarta-feira, 17/11/2004
A loucura das causas
Julio Daio Borges

+ de 1000 Acessos




Digestivo nº 201 >>> Matt Ridley foi editor de ciência da prestigiosa The Economist. E é quase um milagre que ele tenha sido publicado no Brasil, em livro – mas ele foi, pela Record. Milagre não só por Ridley ser um jornalista internacional, mas por escrever sobre ciência e por produzir um trabalho tão sério. Passear por O que nos faz humanos, além de ser um prazer, gera uma interrogação permanente: Quem se interessa hoje pela ciência mais moderna, em formato tão acessível e abordada de maneira tão profunda? Pois o fato é que vivemos cercados por toneladas de best-sellers oportunistas e por conselhos, os mais estapafúrdios, proferidos geralmente por revistas em forma de auto-ajuda. A verdadeira ciência contemporânea, embora diga respeito quase sempre aos seres humanos, parece cada vez mais longe das pessoas. Felizmente, Matt Ridley é um desses corajosos desbravadores da língua inglesa, trazendo conhecimento em instigantes obras de divulgação – que podem (e devem) ser lidas por qualquer pessoa. Ridley retoma o antigo (ainda que novo no Brasil) debate entre “natureza” e “criação”. Para quem não sabe, a “criação” ganhou terreno durante praticamente todo o século XX – apostando na certeza de que o ser humano nasce como um livro em branco, onde se pode escrever qualquer coisa. O conceito tem múltiplas implicações: desde uma simples mudança de personalidade até a crença desastrosa de que se poderia manipular povos e nações, via engenharia social. Já a “natureza” ganhou novo fôlego nas últimas décadas, com o avanço da genética – provando, não sem resistência da parte dos behavioristas, que o ser humano, por mais maleável que seja, nasce com alguma pré-programação, contida no código genético. Os dois lados seguem em plena guerra e sujeitos como Ridley tentam, atualmente, mostrar que os dois lados podem ter razão. Por meio de conceitos como imprinting (marcas que ficam, para toda a vida, desde o nascimento), o autor de O que nos faz humanos leva o debate a um outro patamar, revelando que essa dicotomia (nature vs. nurture), como tantas outras, é simplista e está perdendo a importância. Num momento em que a política se tornou um jogo de cartas marcadas (em todo o mundo), essas são as reais discussões do novo século, e do novo milênio.
>>> O que nos faz humanos - Matt Ridley - 399 págs. - Record
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. O Twitter de Bill Gross (Além do Mais)
02. Steve Brill salvando o New York Times (Imprensa)
03. A Eleição de Barack Obama (Imprensa)
04. Um Jogador (Cinema)
05. Além do Mais em 2002 (Além do Mais)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




On Dirait Qu Il Va Neiger Journal Iii
Pascal Sevran
Albin Michel (paris)
(2002)



Aventuras Artísticas
Terri Bose
Madras
(2006)



O Alma
José Oliveira
Madras
(2016)



Aircraft
John W. R. Taylor
Hamlyn Paperbacks
(1980)



O Controle da Agressão e da Violência
Jerome L Singer
Epu; Edusp
(1975)



The Street Lawyer
John Grisham
Island Books
(1999)



Les Mammifères En France
Marie Charlotte Saint Girons
Sang de La Terre
(1989)



O Mundo dos Gnomos
Não Informado
Siciliano
(1985)



Violência do Mundo
Jean Baudrillard
Anima
(2004)



Reflexiones Sobre La Revolucion de Nuestro Tiempo
Harold J. Laski
Editorial Abril (buenos Aires)
(1945)





busca | avançada
65494 visitas/dia
2,5 milhões/mês