Assim ainda caminha a humanidade | A Lanterna Mágica

busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Comentaristas de Seriados
>>> O NAVEGANTE DO TEMPO
>>> Meu amigo Paulo Francis
>>> Grandes Entrevistas do Milênio
>>> 15 de Novembro #digestivo10anos
>>> Agosto, mês augusto
>>> Silêncio e grito
>>> Affirmative action
>>> Cozinhando com mamãe
>>> Conheça Carácolis (parte 1)
Mais Recentes
>>> Português Cesgranrio de Antônio Carlos Alves pela Ferreira (2010)
>>> Crimes Contra a Natureza de Vladimir Passos de Freitas e Gilberto Passos de Fr pela Revista dos Tribunais (1997)
>>> The Lost Road and Other Writings - the History of a Midle-earth 5 de J. R. R. Tolkien pela Ballantine Books (1996)
>>> Como Cultivar Orquídeas - Nº 09 de Casa Dois pela Casa Dois
>>> Os Segredos do Casarão de Elizabeth Artmann pela Petit (1999)
>>> Once in a House on Fire de Andrea Ashworth pela Henry Holt and Company (1999)
>>> Meu Filho, Meu Tesouro - Volume Único de Benjamim Spock pela Record
>>> Ripleys Believe It Or Not! de N/d pela Scholastic Books (2015)
>>> Divórcio Sempre Evitado Nunca Adiado de Edson Alves de Sousa pela Do Autor (2007)
>>> História Em Curso - o Brasil e Suas Relações Com o Mundo Ocidental de Américo Freire e Marly Silva da Motta pela Fgv (2004)
>>> O Monte Cinco de Paulo Coelho pela Objetiva (1996)
>>> Na Força do Discipulado - Você Pode Ultrapassar Seus Limites de Paulo Rangel pela Missão Primícia
>>> The Red Badge of Courage de Stephen Crane pela Dover Thrift (1990)
>>> Como nos Veio a Bíblia de Edgard J. Goodspeed pela Imprensa Metodista (1968)
>>> Os Anjos Sentinelas - Enviados de Heather Terrell pela Rai (2011)
>>> Tales of Mystery - Retold Timeless Classics de L. L. Owens pela Cover to Cover (2005)
>>> Direito Constitucional Esaf de Felipe Vieira pela Elsevier (2010)
>>> Arena de Conflitos de Wellington Balbo e Orson Peter Carrara pela Mythos Books (2009)
>>> Pensar É Transgredir de Lya Luft pela Record (2011)
>>> The Third Eye de Lois Duncan pela Bantam Books (1989)
>>> Shakti Número 5 - Julho de 1992 de Sri Aurobindo e Outros pela Sociedade Sri Aurobindo Brasil
>>> Mourning the Nation de Bhaskar Sarkar pela Duke University Pres (2009)
>>> Creative Wedding Decorations You Can Make de Teresa Nelson pela Better Way Books (1998)
>>> Coleção Eles São Sete - a Gula de Angela Carneiro Ivanir Calado e Outros pela Ediouro (1995)
>>> Receitas de Alimentção Natural de Eliane Lobato pela Ediouro (1980)
BLOGS >>> Posts

Domingo, 27/9/2020
Assim ainda caminha a humanidade
Tadeu Elias Conrado

+ de 2100 Acessos

Lá em 1956, George Stevens lançava um dos maiores clássicos de sua carreira. Carreira essa interessante, onde figuram filmes como Um Lugar ao Sol (1951) e Os Brutos Também Amam (1953). Giant (Assim Caminha a Humanidade, no Brasil) é uma adaptação do best seller homônimo de Edna Ferber, do qual Stevens teve um grande trabalho para comprar os direitos, mesmo antes do livro ficar famoso. Assim como nos outros dois filmes mencionados, o diretor trabalha a visão comportamental do cidadão norte americano da época, o que sempre causou problemas tanto para ele, quanto para a autora do livro. Podemos dizer que os texanos ficaram ultrajados vendo todo o seu machismo e racismo sendo expostos para o mundo inteiro.

A narrativa percorre três gerações de uma família texana tradicional. Começando com Bick (Rock Hudson) que vai até o leste do país para comprar um cavalo reprodutor e acaba voltando casado com Leslie (Elizabeth Taylor), uma mulher sensível para os parâmetros de sua terra, mas que aprende rápido e se torna tão dura como os texanos, isso sem perder sua amabilidade. Taylor está sensacional em cena, sua personagem é uma mulher decidida e que sempre levanta questões conservadoras, sempre mostrando que embora estivesse casada, era uma mulher independente e dona de si.

O lado oposto de sua personalidade é Luz (Mercedes McCambridge), irmã de Bick, Luz é uma solteirona, feita aos moldes sulistas, daquelas que toca o gado e colhe a plantação. É interessante ver a diferença dessas duas personagens em relação a ideia que a história traz, como uma quebra de tabu, isso lá nos anos 1950.

Entre o casal está um personagem que se tornou um ícone do cinema, Jett Rink. Interpretado por James Dean, o personagem tem um papel importante na vida do casal e como um personagem na crítica que o diretor procura apresentar. Rink é um empregado diferente dos outros, embora trabalhe para Bick, é um dos poucos que é texano. Sua vida não é fácil, o que lhe garante o emprego é o carinho que Luz tem por ele. Esse carinho vira um pequeno pedaço de terra, que Luz deixa para o rapaz depois que morre, decorrente a um acidente de cavalo. Rink encontra petróleo e, a partir daí, passa a ser uma pedra no sapato de Bick.

Quando falamos sobre Assim Caminha a Humanidade, precisamos falar sobre a cena em que o juiz da região vai apresentar o testamento de Luz. Os homens mais importantes estão reunidos, todos para convencerem Jett a aceitar o dinheiro que equivale ao dobro do valor do terreno. Mas em uma das cenas mais memoráveis de James Dean, quiçá do cinema, ele recusa e vai embora.

Com essa narração genérica, muitas coisas acontecem nesse meio tempo e posteriormente, mas posso dizer que assim ainda caminha a humanidade. No filme, vemos todos esses problemas sociais, que podem ser associados a cultura do lugar/época, mas tudo evolui e sempre esperamos que seja para melhor. Isso acontece no decorrer da história de Ferber, Bick só passa a ser herói, aos olhos de Leslie, quando se levanta e discute, briga e apanha de um cozinheiro de lanchonete, racista.

Porém, 68 anos depois (o livro foi lançado em 1952), vivemos um retrocesso e parece que nada aprendemos com o passado. O mundo continua tão duro para aqueles que buscam acabar com esses problemas sociais quanto era naquele Texas. Isso faz parecer que estamos parados no tempo, estagnados. Mesmo com tantas Leslies atuando fortemente por mudanças, raramente temos Bicks dispostos a aprenderem que nem tudo é o que era e que não precisam ser.

Enquanto vejo o fascismo covardemente no sopé da porta, imagino se seria possível convidá-los para assistir uma cena ou outra de Assim Caminha a Humanidade (como aquelas em que Leslie "discute" sobre negócios ou que Bick briga na lanchonete). O cinema, assim como outros meios de cultura, tem muito a nos ensinar, talvez por isso ele seja tão temido por aqueles que possuem o poder. Mas, sabendo a incapacidade de um diálogo coerente com essas pessoas, a gente segue indo, esperando fazer jus ao que pregamos.


Postado por Tadeu Elias Conrado
Em 27/9/2020 às 12h49


Mais A Lanterna Mágica
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Álbum de Baiões - Partitura Com 198 Musicas
União Brasileira de Compositores
Ubc
(1954)



A Vingança de Drácula - a Ressurreição do Dragão
Davidson Abreu
Madras
(2016)



Giri
Marc Olden
Record
(1982)



A Cidade Antiga - Vol. 1
Fustel de Coulanges
Ed. das Américas
(1961)



Kingdon Hearts II - Volume 1
Shiro Amano
Abril
(2013)



À Procura de Adão 2ª Edição
Herbert Wendt
Melhoramentos



Meu Jeito de Falar
Claire Feliz Regina
Patuá
(2014)



A Exilada - Coleção Prêmios Nobel da Literatura
Pearl Buck
Delta
(1966)



Instructor's Manual: Past in Perspective
Kenneth L. Feder
Mayfield
(1999)



Mude Seu Destino
Peggy Mccoll
Larousse
(2008)





busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês