A aventura de educar os filhos | Alessandro Garcia | Digestivo Cultural

busca | avançada
61431 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
>>> FAAP promove bate-papo com as atrizes Djin Sganzerla, Zezita Matos e com o diretor Allan Deberton
>>> Elísio Lopes Jr comanda oficina gratuita de dramaturgia nesta sexta-feira (27)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Poesia sem ancoradouro: Ana Martins Marques
>>> Para você estar passando adiante
>>> Um brasileiro no Uzbequistão (II)
>>> Da História, De Livros e De Bibliotecas
>>> Sultão & Bonifácio, parte II
>>> Ser intelectual dói
>>> Vera Schettino
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> The world has gone blog mad
>>> É, não ser vil, que pena
Mais Recentes
>>> A Vida é Bela no Trabalho de Dominique Glocheux pela Sextante
>>> Eugène Delacroix 1798-1863: O Príncipe do Romantismo de Gilles Néret pela Taschen (2001)
>>> Agora Aqui Ninguém Precisa de Si de Arnaldo Antunes pela Companhia das Letras (2015)
>>> Nu de Botas de Antonio Prata pela Companhia das Letras (2013)
>>> Trilogia Suja de Havana de Pedro Juan Gutiérrez pela Companhia das Letras (1999)
>>> As Religiões no Rio de João do Rio pela Jose Olympio (2015)
>>> A Teoria da Causa Madura no Processo do Trabalho de Ben-hur Silveira Claus pela Ltr (2019)
>>> Pimentas de Raul Lody pela Nacional (2018)
>>> Zen a a Arte de Manutenção de Motocicletas de Robert M. Pirsig pela Paz e Terra (1984)
>>> Monobloco - uma Biografia de Leo Morel pela Azougue (2015)
>>> Lei Antiterror Anotada - Lei 13. 260 de Acácio Miranda Silva Filho, Alex Wilson Ferreira pela Foco (2018)
>>> Marketing de Nichos de Alexandre Luzzi las Casas pela Atlas (2015)
>>> Mundo do Luxo de Mark Tungate pela Seoman (2014)
>>> Ministério do Silêncio de Lucas Figueiredo pela Record (2005)
>>> O Efeito Melão de Fernanda Dutra pela Dvs (2018)
>>> A Síndrome de Otelo de Barry Lenson, Kenneth C. Ruge pela Best Seller (2006)
>>> Sucos e Smoothies de Cinzia Trenchi pela Manole (2016)
>>> Administração Legal de Josiano César de Sousa pela Appris (2016)
>>> Síndromes e Psicologia - Atuação, Prática e Pesquisa de Mafalda Luzia Coelho Madeira da Cruz pela Juruá (2019)
>>> Falando... Lendo... Escrevendo... Português - Professor de Emma Eberlein O. F. Lima, Samira Abirad Iunes pela Epu (1989)
>>> Como Pregar um Botão - e Outras Coisas Úteis Que Sua Avó Sabia Fazer de Erin Bried pela Civilização Brasileira (2011)
>>> A Grande Arte de Se Reinventar de Leo Chaves pela Planeta (2019)
>>> Paixão por Vencer: Winning - A Bíblia do Sucesso de Jack Welch; Suzy Welch pela Campus (2005)
>>> Como Lidar Com Pessoas Difíceis de Ursula Markham pela Mandarim (1999)
>>> Jantar Secreto de Raphael Montes pela Companhia das Letras (2016)
>>> De Repente uma Noite de Paixão de Lisa Kleypas pela Arqueiro (2020)
>>> Minotauro de Benjamin Tammuz pela Radio Londres (2017)
>>> Os subversivos de J. Bernard Hutton pela Artenova
>>> A doença como metáfora social: política e sensibilidade em tempos de pandemia de Michel Zaidan Filho pela Brazil Publishing (2020)
>>> Jaulas Vazias: Encarando o Desafio dos Direitos Animais de Tom Regan pela Lugano (2006)
>>> A disputa em torno de Frantz Fanon: a teoria e a política dos fanonismos contemporâneos de Deivison Mendes Faustino pela Intermeios (2020)
>>> As Etapas Decisivas da Infância de Françoise Dolto pela Martins Fontes (1999)
>>> O Primeiro e o Último Verão de Leticia Wierzchowski pela Globo Livros (2017)
>>> Duzinda de Clotilde Chaparro Rocha pela Thesaurus (2013)
>>> A Princesa Salva a Si Mesma Neste Livro de Amanda Lovelace pela Leya (2017)
>>> Manifesto do nada na terra do nunca de Lobão pela Nova Fronteira (2013)
>>> A Mezuzá nos pés da Madona de Trudy Alexi pela Imago (1994)
>>> A Espada Selvagem de Conan a coleção de Roy Thomas-Barry Windsor Smith-Gil Kane Neal Adams- Jim Starlin- Al Milgrom pela Panini Comics (2020)
>>> Aquaman- A Morte de um Rei de Geoff Johns pela Panini Comics (1500)
>>> Supen Man o que Aconteceu com o Homem de Aço de Disney pela Dc Comics Panini books (2013)
>>> Autoperfeição com Hatha Yoga: Um clássico sobre saúde e qualidade de vida de Hermógenes pela Nova Era (2004)
>>> A Era de Conan de Howard, Niemczyk, Hanna e Keith pela Marvel (2020)
>>> As Aventuras de Pinóquio de Carlos Collodi pela Companhia das Letrinhas (2002)
>>> Mega a Maior Revista em Quadrinhos Disney do Mundo de Abril pela Abril (2020)
>>> História Oficial que Deu Origem ao Jogo- God Of War de Robert E. Vardeman pela Leya (2013)
>>> Direito Civil - Volume 3 de Silvio Rodrigues pela Saraiva (2003)
>>> Gêneros Orais e Escritos na Escola de Bernard Schneuwly; Joaquim Dolz pela Mercado de Letras (2004)
>>> Lições de Direito Processual Civil - Vol.II de Alexandre Freitas Câmara pela Lumens Juris (2005)
>>> Estratégias de Leitura de Isabel Solé pela Penso (1998)
>>> Lições de Direito Processual Civil - Vol.I de Alexandre Freitas Câmara pela Lumens Juris (2004)
COLUNAS

Terça-feira, 22/7/2003
A aventura de educar os filhos
Alessandro Garcia

+ de 6400 Acessos

Atualmente, não é a ignorância a principal responsável pela dúvida sobre de que forma se deve realizar determinada ação ou proceder em determinado caso. A abundância de conhecimentos é o que produz mais perplexidade, maiores qüestionamentos e desorientação sobre um enorme leque de possibilidades que se abre. Nisto, se inclui com certeza, a paternidade e a forma de se educar os filhos, uma "arte" que nunca primou pela facilidade, mas que, nos dias atuais, encontra ainda mais empecilhos frente às técnicas diversas, e especialistas das mais diferentes correntes a afirmar o que se deve e o que não se deve ser feito. O que se deve ensinar aos filhos é o título do livro e a pergunta que a filósofa espanhola Victoria Camps propõe para tornar ainda mais saudável tal debate, e tentar enriquecer todo e qualquer meio onde a questão da educação dos filhos se faz presente.

Desde o começo, vê-se que a autora não pretende dar uma resposta definitiva sobre o tema. Já no prólogo esclarece não ser especialista em psicologia, nem em pedagogia ou qualquer outra disciplina que poderia ser mais apropriada para tratar sobre o tema. Utiliza-se, então, do que conhece: a filosofia e a experiência de ser mãe de três filhos (para ela, a tarefa de educar uma criança possui muito mais segredos e meandros do que os que poderiam ser transcritos em forma de um manual de instruções). É para a vida que um filho é criado. Não há, portanto, regras rígidas e pré-estabelecidas para se obter êxito na boa educação de uma criança. Da mesma maneira que fatalmente uma mulher chega a ser mãe sem ter se preparado fundamentalmente para sê-lo, as receitas também de nada serviriam para tentar moldar os descendentes de quem se encarrega desta louca e maravilhosa tarefa.

Se não há regras, no entanto, fica a cargo do instinto (ou, quem sabe, de um certo "talento natural") a educação de um filho? Bem, se não há receita, para que serve escrever (e mesmo ler) um livro cujo título se propõe à elucidação? E, por favor, não se culpe uma possível tradução oportunista: o título original do livro aparece com a mesma tentadora frase em resposta às dúvidas de qualquer pai ou mãe (Qué hay que enseñar a Los Hijos).

Victoria Camps, como boa filósofa que mostra ser, nada mais faz do que contribuir - e de maneira bem significativa - para as questões que invariavelmente se levantam nestas horas. E sua contribuição se dá de uma maneira prática e direta. Se é verdade que a abundância de conhecimentos gera mais perplexidade, a autora não se perde em rodeios ao abordar assuntos que considera de fundamental importância. Por isso, o livro é dividido em dezenove capítulos, nomeados com uma idéia ou conceito, que servem tanto para elaborar perguntas (e suscitar reflexões quanto para abordar pontos primordiais sobre o que se é considerado virtude e passível de ser ensinado aos filhos.

E são idéias e conceitos essenciais - felicidade, caráter, responsabilidade, auto-estima, respeito, gratidão, liberdade, amabilidade, etc. - que podem ser lidos como se consulta um dicionário (neste caso, buscando o significado que a autora coloca e que usa, na maioria das vezes, a partir do senso comum). Ou ainda regando-se ao prazer de estabelecer diálogo com a autora sobre determinados temas que se vinculam uns aos outros, como quem conversa com uma "mãe amiga" sobre os desafios da criação de uma criança. Afinal, é a despretensão que norteia as páginas do livro: despretensão de dar respostas definitivas, porque simplesmente não há respostas definitivas.

Começando pela "felicidade", a autora recorre a Sêneca para afirmar que "a vida feliz é a que está em conformidade com a natureza das coisas". Frase que em si já é um ótimo argumento para reforçar que ser feliz pode ser simplesmente saber aceitar. Aceitar a própria realidade: a sua e a dos filhos que não devem ser o resultado das frustrações dos pais ou dos seus desejos pessoais não realizados.

No fim das contas, vê-se nisso uma certa ingenuidade; a mesma que abriga desejos de conquista da felicidade. Vista como algo táctil, ou como um objetivo a ser alcançado, ela nada mais é do que o próprio prazer da realização de tantas pequenas e grandes coisas. Ter em vista, continuamente, esta verdade, já poderia ser um grande "atalho" para muitos pais que nada mais querem a não ser felicidade dos filhos.

No entanto, educar uma criança para felicidade, para, digamos a "não-realização" imediata e para a fuga dos modelos de oferecidos pela sociedade é a grande questão. Como levar uma criança a entender que "felicidade" não está necessariamente na conquista mais "belo", no mais "rico" e no mais "forte"? Cabe aos pais se perguntarem se não são os próprios fomentadores da disputa da satisfação a qualquer preço.

Conforme vão se apresentando os capítulos, descobre-se o quanto é difícil proporcionar a tão sonhada "boa educação". Se a necessidade de se desvencilhar de regras rígidas esbarra em uma tentativa de "educar na liberdade", quão irresponsáveis e indisciplinados não poderão ser nossos filhos? E como embutir-lhes o respeito sem produzir, ao mesmo tempo, o medo? São perguntas que se estendem por exatas 118 páginas e qie funcionam quase como um terapia de grupo de pais. Pois, longe da imposição pedagógica, dos "macetes" ou das formas "modernas" de educação, o que se tem neste livro é um material de leitura fácil e agradável.

Como não poderia deixar de aparecer em um livro desta espécie, são gastas algumas páginas para um pequeno debate acerca da televisão. É um dos poucos momentos em que seu discurso se iguala ao de todos os detratores da TV, com argumentos já vistos e revistos. Considero perda de tempo acusar, igualmente, a publicidade como "manipuladora" e dar eco a teorias antiquadas que vêem os programas televisivos como "monstros devoradores da infância": "As crianças - há estatísticas que o confirmam - passam horas demais vendo televisão, e vendo certos programas que vão da trivialidade ao mau gosto, quando não caem no decididamente desaconselhável."

São pontos, no entanto, que, de maneira alguma, ofuscam o valor da obra (e da sua conveniente contribuição em tempos onde tudo é "fácil", "rápido" e "descartável"). Livros assim servem como um lembrete de como é preciso manter-se atento às pequenas peculiaridades e aos grandes esforços durante a educação das crianças. Uma tarefa que não se reduz a pequenas receitas, e para a qual são necessários permanentes atenção e amor.

Para ir além

O que se deve ensinar aos filhos - 118 págs.
São Paulo: Martins Fontes, 2003


Victoria Camps, natural de Barcelona e catedrática de filosofia moral da Universidad Autônoma de Barcelona, é autora de diversos livros, entre os quais: Virtudes Públicas, prêmio Espasa de Ensayo 1990; Los Valores de La Educación; Manual de Civismo, escrito em colaboração com Salvador Giner; e El Siglo de Las Mujeres, sua obra mais recente.


Alessandro Garcia
Porto Alegre, 22/7/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Radiohead e sua piscina em forma de lua de Luís Fernando Amâncio
02. Verão, de J.M. Coetzee de Daniel Lopes
03. A educação atual de nossas crianças de Marcelo Maroldi
04. Ave, Cesar! de Rafael Fernandes
05. Um Amor Anarquista de Marcelo Spalding


Mais Alessandro Garcia
Mais Acessadas de Alessandro Garcia em 2003
01. Sob o domínio do Mal - 5/8/2003
02. A pobreza cultural nossa de cada dia - 17/6/2003
03. O mundo aos olhos de um pescador - 26/8/2003
04. A aventura de educar os filhos - 22/7/2003
05. A ranhetice da égüinha pocotó - 7/3/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O QUE SABEMOS SOBRE O ISLAMISMO? - 4114
DOREEN FINE
CALLIS
(1998)
R$ 10,00



MEU CORAÇÃO PERGUNTOU: O SIGNIFICADO DAS VIRTUDES
SELMA SAID
VOZES
(1999)
R$ 9,96



GRANDEZA E DECADÊNCIA DE ROMA - III DE JÚLIO CÉSAR A AUGUSTO
GUGLIELMO FERRERO
GLOBO
(1963)
R$ 14,00



OS CONTOS DE BEEDLE, O BARDO
J. K. ROWLING
ROCCO
(2008)
R$ 19,90



NÃO PEÇA SARDINHA FORA DE TEMPORADA
ANDRÉU MARTÍ/ JAUME RIBERA
PLANETA
(2003)
R$ 15,00



DIX GRANDES NOTIONS DE LA SOCIOLOGIE
JEAN CAZENEUVE
SEUIL
(1976)
R$ 7,84



TRADUZIR O POEMA - POESIA
ALVARO FALEIROS
ATELIE EDITORIAL
R$ 35,00



A BRINCADEIRA
MILAN KUNDERA
CIRCULO DO LIVRO
(1967)
R$ 18,00



SHAKESPEARE - O GÊNIO ORIGINAL
PEDRO SUSSEKIND
ZAHAR
(2008)
R$ 23,00



BITTERGIRL ESQUEÇA O EX E DÊ A VOLTA POR CIMA
ANNABEL GRIFFITHS E OUTROS
BEST SELLER
(2010)
R$ 8,85





busca | avançada
61431 visitas/dia
2,0 milhões/mês