O mundo aos olhos de um pescador | Alessandro Garcia | Digestivo Cultural

busca | avançada
30221 visitas/dia
773 mil/mês
Mais Recentes
>>> Segundas de julho têm sessões extras do espetáculo À Espera
>>> Circo dos Sonhos, do ator Marcos Frota, desembarca no Shopping Metrô Itaquera
>>> Startup brasileira levará pessoas de baixa renda para intercâmbio gratuito fora do país
>>> Filho de suicida, padre lança livro sobre o tema
>>> LANÇAMENTO DO LIVRO "DIALÓGOS DE UM RABINO REFLEXÕES PARA UM MUNDO DE MONÓLOGOS" DE MICHEL SCHLESI
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Sob o mesmo teto
>>> O alívio das vias aéreas
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES II
>>> Honra ao mérito
>>> Em edição 'familiar', João Rock chega à 17ª edição
>>> PATÉTICA
>>> Presságios. E chaves III
>>> Minha história com Philip Roth
>>> Lars Von Trier não foi feito para Cannes
>>> O brasileiro e a controvérsia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Paulo Coelho para o Nobel
>>> 2008, o ano de Chigurh
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Onde fica o interruptor?
>>> Era uma vez
>>> The Ultimate Ozzy 1986
>>> Cognição Estética contra o Logos (Parte I)
>>> Crítica à arte contemporânea
Mais Recentes
>>> Arcanjos e Mestres Ascensos
>>> Mentiras no divã
>>> Never, more forever: a poesia na modernidade, ou Shelley versus Peacock ...
>>> Mistérios Desvelados - Ensinamentos do Mestre Saint Germain
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 25 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 18 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 17 (RARIDADE) - Guerra do Vietnã
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 16 (RARIDADE) - Igraja e Marxismo
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 14 (RARIDADE) - Mulheres, a revolução mais longa
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 13: China - Uma revolução dentro da Revolução - (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 9-10 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 7 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 5-6 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 3 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 1 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Caderno Especial 1: A Revolução Russa - Cinquenta Anos de História
>>> O Homem e o Universo
>>> O Judaísmo- do Exílio ao Tempo de Jesus
>>> Direito Penal - Parte Geral ( V. 7)
>>> O Exército de Cavalaria
>>> The Golden Treasury
>>> Surdez e linguagem- Aspectos e implicações neurolinguísticas (Nova Ortografia)
>>> El Libro Supremo de Todas las Magias - Magia Blanca - Negra - Roja
>>> Rituais e Egrégoras para a Era de Aquário
>>> O Despertar da Consciência
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Código Civil - 7ª Edição Atualizada
>>> Fonética e Ortografia - Coleção Linguagem Jurídica vol. 1
>>> Dicionário Jurídico
>>> Introdução Ao Direito
>>> Debate Sobre a Constituição de 1988
>>> Noções de Prevenção e Controle de Perdas Em Segurança do Trabalho 7ª edição revista e atualizada
>>> Vire a Página - Estratégias para Resolver Conflitos 6ª edição
>>> Tópicos de Administração Aplicada à Segurança do Trabalho 9ª edição
>>> Doenças Profissionais Ou do Trabalho 10ª edição
>>> Epidemiologia
>>> Cipa - Comissao Interna de Prevençao de Acidentes uma Nova Abordagem 14ª edição
>>> Prevenção e Controle de Risco Em Máquinas, Equipamentos e Instalações 3ª edição
>>> Os 10 Mandamentos: Princípios Divinos para Melhorar seus Relacionamentos
>>> Mini Código Saraiva Civi
>>> Mini Aurélio da Língua Portuguesa 7ª Edição
>>> Guia da Sexualidade - Reedição Ampliada e Ilustrada
>>> A Rosa do Povo
>>> Quando o Sofrimento Bater à Sua Porta
>>> Cura das Emoções Em Cristo
>>> A Terapia das Histórias Porque Todos Têm Direito a um Final Feliz
>>> Administrar a Própria Vida - o Negócio Mais Urgente
>>> A Luta Contra a Depressão
>>> Os Anjos e Eu
COLUNAS

Terça-feira, 26/8/2003
O mundo aos olhos de um pescador
Alessandro Garcia

+ de 6100 Acessos

Ainda que no próprio título o autor remeta a uma clássica definição popular da pesca - "Um bobo na ponta de uma linha esperando um bobo na outra ponta" - a noção de responsabilidade ecológica e conhecimento histórico (tanto dos primórdios quanto de fatos e números atuais a respeito do mercado e de tudo o que envolve a pesca esportiva) faz com que saibamos desde o começo que, de bobo, o autor não tem nada. Mais ainda, ficamos é fascinados com a profusão de conhecimento sobre o assunto que Robert Hughes esbanja e nos apresenta em Um bobo em cada ponta sem parecer esnobe. Da mesma maneira, ao ler o livro, eventuais imagens pré-concebidas, de pescadores como simplórios homens de caniço e cesto de vime na cabeça, esvaem-se por completo. O que o livro nos proporciona, através de sua fluente e agradabilíssima leitura, é um mergulho completo no universo que pode cercar a paixão de um homem pela pesca, e todos os fatos que envolvem tal prática. (Que pode ser esportiva ou predatória, com dados estarrecedores.)

Um bobo em cada ponta integra uma série da Editora Rocco denominada Idéias Contemporâneas. O texto que a apresenta diz o seguinte: "Esta é uma série que aborda os temas mais provocantes, fascinantes e relevantes da atualidade (...) A forma escolhida é livre, abrangente e variada, o objetivo, sempre o mesmo: dizer coisas que precisam ser ditas."

Eu, na minha até então admitida ignorância sobre o assunto, considerava que poucos esportes me pareciam mais sem importância que a pesca. Pior: achava que tal prática sequer deveria ser chamada de esporte. Sim, era até então partidário de pensamentos que ajudaram a perpetuar ditados como o que dá título ao livro. O grande problema, no fim, era não me deixar atrair por esse pequeno livro, de 118 páginas, e com um subtítulo ironicamente atrativo: Reflexões de um pescador medíocre. Ora, com tal abordagem permeada de humor, ainda que fino, impossível não passar algumas horas com tal leitura. A dificuldade maior acaba sendo não se deixar fascinar por esse livro, e não se extasiar com as informações, entremeadas de deliciosos comentários e doces lembranças que remontam à importância da pescaria na vida do autor.

Dividido em três pequenos tópicos, inicia falando a respeito da pesca em alto mar. "Água Salgada" é a parte em que Robert Hughes começa fazendo considerações do quanto sua paixão pela pesca pode ser vista como algo ridículo, considerando-se a quantidade de gastos que tem com sofisticados instrumentos e apetrechos, mais manutenção de barcos e viagens a diferentes localidades do mundo, atrás de pequenas (ou enormes) preciosidades.

O conhecimento do autor sobre o assunto - Robert Hughes tem cerca de sessenta anos e é crítico de arte da revista Time - faz com que, em momento algum, ele se deixe levar por argumentações fundamentadas somente em seu extremo gosto pelo esporte. Pelo contrário, ao longo de toda a obra, críticas à forma indiscriminada com que ela tem sido feita vão permeando a leitura, da mesma maneira com que a condenação de certos fetichismos gastronômicos. Exageros que acabam fazendo com que, por exemplo, no Japão, um atum do tipo bluefin possa ser vendido pela inacreditável soma de US$ 83,5 mil.

Até chegarmos a informações disparatas e surpreendentes desse tipo (convenientemente reunidas no tópico "Águas Revoltas"), percorremos um agradabilíssimo caminho em que Hughes nos leva por recordações de como se deu sua entrada no mundo da pesca. Além disso, são muitas as citações a um tipo de literatura que se começou a produzir a partir de 1890: a pesca como um safári perigoso, a caça de presas de grande porte. Desta forma, trechos de clássicos são citados em vários momentos. Muitas vezes, desmitificando o excesso de heroísmo e de façanhas inacreditáveis com peixes que, sabe-se, não poderiam nem mesmo ter o tamanho descrito, nem ser capazes de certos malabarismos até serem capturados.

A certeza de que o esporte se converteu num dos mais desgastantes se revela por meio de descrições do processo e dos percalços envolvendo a chamada "pesca oceânica". Ficar preso a um grande marlin, que puxará violentamente centenas de metros de linha da carretilha num mergulho irreversível para as profundezas do oceano, não parece nem de longe com a imagem pacata de um velho enrugado, e seu caniço envergado, à espera de uma pequena truta. Essa caça a um marlin é apenas um dos momentos em que a supremacia humana, repleta de apetrechos e de embarcações moderníssimas, se faz necessária com toda a sua força para poder vencer esses pequenos monstros do mar. (E a referida caçada se deu com o próprio Robert Hughes. Levando-se em conta que ele se considera um "pescador medíocre", no momento em que começa a descrição de todos os outros artifícios, usados pela indústria da pesca em grande quantidade, e de todas as práticas irresponsáveis cometidas por gananciosos mercadores de peixe, nos é dada a real dimensão da pesca e de sua importância para o mundo.)

Não poderiam deixar de faltar, é lógico, as noções recheadas de superstições que envolvem alguns hábitos da pesca. "Nunca olhe para o olho de um atum" é um princípio comumente empregado por quem pesca com arpão, e deveria ter sido o princípio a guiar Hughes, no momento em que, fascinado pelo olhar dilatado de um peixe que perseguia, acabou por perdê-lo completamente, congelado por "Deus", que o olhava através daquele peixe.

As informações sobre os peixes e suas peculiaridades são muitas, sem se tornar enfadonhas de maneira alguma, já que somente são introduzidas na medida em que se fazem necessárias nas histórias que conta. Dados sobre o bass listrado, entre outros, só nos acrescenta em prazerosas informações, como a particularidade de sua carne, seus próprios hábitos alimentares, bem como as águas onde pode ser encontrado, etc. As formas de pesca, utilizadas para capturar este e outros peixes, são incrementadas por um pequeno glossário no fim do livro, o que nos faz recorrer constantemente às suas últimas páginas. (Melhor seriam notas ao final de cada página.)

O tópico "Água Doce" traz informações da pesca nesse tipo de água, bem como evoca recordações da infância de Hughes, que foram fundamentais para o desenvolvimento da sua paixão. A pesca em família com seus pais e irmãos, em grandes acampamentos à beira do rio, bem como o respeito por práticas lícitas de pesca (o princípio de nunca pescar além do que for suficiente para comer), além de outros ensinamentos de seu pai, foram fundamentais para a consciência que o autor adquiriu ao longo de sua vida, e o fizeram se tornar um respeitoso pescador. Também indignado com práticas escusas e inconseqüentes que vêm - segundo assombrantes dados - destruindo por completo e cada vez mais rapidamente a chamada "parte líquida do mundo". Uma zona de medo, que provoca temores, da mesma forma que é um lugar de infindável curiosidade, sedução e prazer. Prazer que, com a ajuda de pescadores conscientes como Hughes deveria ser mantido.

Para ir além




Um bobo em cada ponta, Robert Hughes, Ed. Rocco, 118pgs.


Alessandro Garcia
Porto Alegre, 26/8/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sobre o Digestivo, minhas colunas e nossa história de Lucas Rodrigues Pires


Mais Alessandro Garcia
Mais Acessadas de Alessandro Garcia em 2003
01. Sob o domínio do Mal - 5/8/2003
02. A pobreza cultural nossa de cada dia - 17/6/2003
03. O mundo aos olhos de um pescador - 26/8/2003
04. A aventura de educar os filhos - 22/7/2003
05. A ranhetice da égüinha pocotó - 7/3/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CLÍNICA PEDIÁTRICA - 10 LIÇÕES (RARIDADE)
PROF. JOSÉ MARTINHO DA ROCHA
GUANABARA
(1947)
R$ 42,00



TRADIÇÃO, CONHECIMENTO E PRÁTICA DOS VINHOS
DANIO BRAGA / CELIO ALZER
JOSÉ OLYMPIO
(2004)
R$ 8,90



DIRETRIZES ESPIRITUALISTAS DA LBV MUNDIAL - VOL 1
JOSÉ DE PAIVE NETTO
LBV
(1988)
R$ 8,00



NOSSO HOMEM EM HAVANA
GRAHAM GREENE
ABRIL
(1972)
R$ 20,00



A SEGUNDA PÁTRIA
MIGUEL SANCHES NETO
INTRÍNSECA
(2015)
R$ 22,90



VIAGEM AO CENTRO DA TERRA
JÚLIO VERNE
CÍRCULO DO LIVRO
(1994)
R$ 65,00



MONITORAMENTO DE REDES - REVISTA LINUX MAGAZINE Nº 71
LINUX MAGAZINE
LINUX MAGAZINE
(2010)
R$ 9,00



TROVAS E TRAVOS
AGENOR SANTOS
JORNAL DE SÁBADO
(2006)
R$ 8,00



MIL DIAS DE SOLIDÃO - COLLOR BATEU E LEVOU
CLÁUDIO HUMBERTO ROSA / SILVA
GERAÇÃO EDITORIAL
(1993)
R$ 7,00



A EPÍSTOLA AOS EFÉSIOS
H.E.ALEXANDER
CASA DA BÍBLIA
(1961)
R$ 42,80
+ frete grátis





busca | avançada
30221 visitas/dia
773 mil/mês