A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
61534 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
>>> Bricksave oferece vistos em troca de investimentos em Portugal
>>> Projeto ‘Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé’ é lançado em multiplataformas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Ser intelectual dói
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Alice in Chains, Rainier Fog (2018)
>>> Distribua você também em 2008
>>> A proposta libertária
>>> Sátiro e ninfa, óleo s/ tela em 7 fotos e 4 movies
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> As fronteiras da ficção científica
>>> Cebrián sobre o fim
Mais Recentes
>>> Revista Mente e Cérebro – AnoXVI – Nº 197 – As 5 Idades do Cérebro de Vários Autores pela Duetto (2009)
>>> Poder, Política e Partido de A. Gramsci pela Brasiliense (1992)
>>> Gramsci : Cem anos de um pensamento vivo - coleção P&T de J. Luiz Marques e Luiz Pilla Vares (Orgs.) pela Palmarica (1991)
>>> Memórias da Resistência de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2019)
>>> Supercapitalismo Como o capitalismo tem transformado os negócios, a democracia e o cotidiano de Robert B. Reich pela Campus (2008)
>>> Marx Engels - História -Coleção Grandes Cientistas Sociais 36 de Florestan Fernandes (Org.) pela Ática (1983)
>>> Começo de Conversa – Orientação Sexual de Osny Telles Marcondes Machado pela Saraiva (1996)
>>> Ciclos de Formação Proposta Político-Pedagógica da Escola Cidadã - Cadernos Pedagógicos 9 de Vários Autores pela SmedPoA (1999)
>>> Ciclos de Formação Proposta Político-Pedagógica da Escola Cidadã - Cadernos Pedagógicos 9 de Vários Autores pela SmedPoA (1996)
>>> A dieta dos 17 dias Um método simples para perder barriga de Mike Moreno pela Sextante (2011)
>>> O Especialista em Educação na Perspectiva da Escola Cidadã - Cadernos Pedagógicos 10 de Vários Autores pela SmedPoA (1996)
>>> Dez Leis Para Ser Feliz - Ferramentas par se apaixonar pela vida de Augusto Cury pela Sextante (2008)
>>> Projeto Revista de Educação – Nº 1 - Ano 1 de Vário Autores pela Projeto (1999)
>>> O Carvalho de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2020)
>>> Dicionário do Pensamento Marxista de Tom Bottomore - Editor pela Jorge Zahar (2001)
>>> Um tango para 5 Rainhas de Jony Wolff pela Edição do autor (2018)
>>> O Carvalho de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2020)
>>> Os Clássicos da Política vol. 1- Mquiavel-Hobbes-Montesquieu- Rousseau de Francisco C. Welfort (Org.) pela Ática (2006)
>>> Nacionalismos - O estado nacional e o nacionalismo no século XX de Montserrat Guibernau pela Jorge Zahar (1997)
>>> Bibliografia Estudos Sobre Violência Sexual Contra a Mulher:1984-2003 de Kátia Soares Braga - Elise Nacimento (Orgs.) pela Letras Livres - UNB (2004)
>>> O reino de James T. harman pela Restauração (2013)
>>> A importancia da cobertura de Lance Lambert pela Classicos (2013)
>>> O Reino Entre Nós de Não Informado pela O Lutador
>>> Como Realizar a Aprendizagem de Robert M. Gagné pela Mec (1974)
>>> Yoga para a Saúde do Ciclo Menstrual de Linda Sparrowe/ Patrícia Walden pela Pensamento (2004)
>>> Pequenos Segredos da Arte de Escrever de Luiz A. P. Victoria pela Ouro (1972)
>>> Deus Cristo e Caridade Reformador Revista de Espiritismo Cristão de Federação Espírita pela Federação Espírita (1988)
>>> Deus Cristo e Caridade Reformador Revista de Espiritismo Cristão de Federação Espírita pela Federação Espírita (1989)
>>> Paca, Tatú...Contos Infantis de Malba Tahan pela Cruzada da Boa Imprensa (1939)
>>> A Marquesa de Reval de May Logan pela Anchieta (1944)
>>> Camilo Compreendido Tomo 1 e 2 de Gondim da Fonseca pela Martins (1953)
>>> Técnicas de Yoga de Dr.M.L.Gharote pela Phorte (2007)
>>> A Essência da Alma de Sônia Tozzi (psicografia) pela Lúmen (2006)
>>> Minutos de Oração de Legrand (coord) pela Soler (2007)
>>> A Norma Jurídica de Tercio Sampaio Ferraz Jr. E Outros pela Freitas Bastos (1980)
>>> Le Bateau Ivre Análise e Interpretação de Augusto Meyer pela São José (1955)
>>> Franz Kafka Os Filhos Rossmann Bendemann e Samsa de Ruth Cerqueira de Oliveira Röhl pela Universidade de São Paulo (1976)
>>> Fios de Ariadne - Ensaios de interpretação marxista de Centro de Estudos Marxistas pela Universidade de Passo Fundo (1999)
>>> Três Momentos Poéticos de Nelly Novaes Coelho pela Conselho Estadual de Cultura
>>> A Luz Perdida de Murillo Araujo pela Pongetti (1952)
>>> História e Consciência Social de Leôncio Basbaum pela Globo (1985)
>>> Dostoievsky de David Magarshack pela Aster
>>> Asanas de Swami Kuvalayananda pela Phorte (2009)
>>> A Ciência do Yoga de J.K.Taimni pela Teosófica (2006)
>>> Osso no seu Osso indo além da imitação de cristo de F. j. Huegel pela Restauração (2019)
>>> 100 Kixti (estórias) Tukano de Eduardo Lagório (Coord) pela Fundação Nacional do índio (1983)
>>> O corpo de Cristo uma realidade de Watchman nee pela Clássicos (2006)
>>> Vamos Praticar Yoga? Yoga para Crianças, Pais e Professores de Maria Ester Azevedo Massola pela Phorte (2008)
>>> Revisa-nos novamente de Frank viola pela Restauração (2017)
>>> Os Jardins da Psicologia Comunitária de Israel Rocha Brandão / Zulmira Áurea (orgs.) pela Ufc (1999)
COLUNAS

Terça-feira, 19/8/2003
A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 5000 Acessos
+ 3 Comentário(s)

A editora 7 Letras, do Rio de Janeiro, acaba de lançar o excelente livro de poesia Práticas de Extravio, de Julio Castañon Guimarães. O livro é formado por um conjunto de 21 poemas, agrupados em três partes (sem títulos, numeradas pelos algarismos romanos I, II, III). Na primeira parte aparece um único poema, denominado “Às voltas”; na segunda parte, dezenove outros e, finalmente, na última, mais um único poema, denominado “Extravio”. No final do livro é publicado um Posfácio, escrito pelo poeta Duda Machado.

É o sexto livro de poemas do autor. Os outros cinco encontram-se reunidos em um único volume chamado Matéria e Memória, publicado também pela editora 7 Letras. A publicação deste volume com toda sua obra poética facilita, para quem se interessar, o acompanhamento da trajetória do poeta.

Após a leitura do livro Práticas de Extravio, a primeira coisa que chama a atenção é o fato do autor ter escolhido como título para o seu livro o que penso ser a melhor chave de interpretação para sua poética. A palavra extravio, embora possa ter muitos sentidos como, por exemplo, perversão moral ou corrupção, aqui ganha o sentido de desviar-se, afastar-se e, mais precisamente, perder-se. Unida à palavra “prática”, “extravio” ganha, dentro do conjunto dos poemas, o sentido do exercício do não-constituir-se.

As paisagens dentro dos poemas são desoladas, meio informes, como no caso da linha do horizonte que é apenas esboço ou conjectura, no poema "Linha". Em outro caso, no poema "Ainda onde", os morros vão se desenhando à maneira de Cézanne, como "sinais de uma escrita" onde vários elementos se sobrepõem na busca de uma definição que não é a da figuração, mas da procura de camadas geométricas "esgarçadas", mas criando ali seu desenho inesperado.

A poesia de Julio Castañon não é de fácil leitura. É necessário revisitar os poemas muitas vezes, com grande atenção, para que eles se tornem minimamente inteligíveis. Estamos dentro de uma vertente de poesia que despreza o uso tradicional da gramática. O ritmo é quebrado, sem as pausas de vírgulas e pontos (ambas não existem nos poemas). Os versos são livres e criados por um forte exercício cerebral. As palavras apontam para múltiplos sentidos a cada leitura dos poemas. Por vezes, temos a sensação de que não conseguimos amarrar os versos dentro de um entendimento razoável para cada poema. As direções são quebradas a todo momento, nos deixando perplexos como se estivéssemos dentro de uma rede de pesca perfurada para além dos seus próprios buracos existentes. Mas insistindo na apreciação percebemos que a intenção é mesmo criar uma obra que não se constitua em formatos fechados de compreensão. Talvez ai se possa pensar na idéia de “extravio” como a perda de sentido das experiências ou das tentativas de acomodá-las em alguma forma facilmente compreensível .

Nesse sentido, a poesia de Castañon pratica um aniquilamento auto-corrosivo na sua própria constituição, pois sua poesia é povoadas de “insinuações e recuos às voltas com a rarefação”, como no poema “às Voltas”, que abre seu livro.

Sua poesia se explica também pelo conjunto de palavras que escolhe para compor seus versos: “fraturas”, “desolação”, “restos”, “recusa”, “esboços”, “suspeitas”, etc. São elementos de uma negatividade, de um não deixar-se possuir pela realidade, pela experiência ou pelas imagens do mundo visível, que acabam apenas nos dizendo que toda tentativa de constituição de um sentido é, na sua poesia, apenas um esboço liquidescente de “silêncios de silêncios”.

Dentro de um quadro de leituras incertas, a poesia de Castañon nos indica o caminho do "olhar para coisa alguma", limpando arestas de interpretação dos acontecimentos e nos fazendo perceber a poesia lá onde ela é um fato realmente poético.

Somente a ordem da ruína transparece e é dentro dela que temos que nos acomodar na leitura dos poemas. As matérias dos versos têm, então, os “destroços” como sua “própria matéria”, segundo indica o poema em prosa “Sinais”. Mas não se trata de uma questão temática, mas da própria construção formal dos versos como os percebemos.

No posfácio, o poeta e crítico Duda Machado chamou a atenção para os objetos (paisagens) da poesia de Castañon como “fiapos” e “mapas de suspeitas”. É a “lição da escrita” que esta poética quer indicar: uma imersão no universo estropiado do eterno extravio, no qual o que resta é “um diálogo pelos arredores da desolação”.

Como uma somatória de ecos dissonantes, cada poema é "tão avassalador/ quanto esfacelada/ a certeza à mão". Embora alguns desenhos queiram se constituir, são desconexões semânticas que traçam a linha dos versos, impedindo figuras de existirem como imagens totais.

Práticas de Extravio traz para a poesia contemporânea brasileira uma voz pessoal, livre de influências marcadas por pressões do ambiente literário. É a demonstração de que Castañon, que no início manteve um diálogo com várias vertentes da poesia, agora segue, dissonante, um caminho próprio - preferiu se extraviar.

LINHA

no horizonte talvez a linha
que limite impalpável
entre morros e céu
quase só a idéia do traço superposto
à massa de morros
ou ainda em outra direção
por pouco não só conjectura
o frágil adensamento da base
do que se espraia acima
com as variantes de luz e ventos
o que assim mais começa a se definir
quando os perfis de um ou outro pássaro
se alçando do opaco dos morros
contra camadas de transparência
lêem-se como trechos soltos dessa linha
fragmentos de alçassem vôo
e assim sobre a linha marcas
breves longas aspirações
ênfases ritmo ritmo
com o que indícios do esboço
do andamento dessa linha
ou pura lição de escrita

Para ir além:



Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 19/8/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sombras Persas (V) de Arcano9


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2003
01. Felicidade: reflexões de Eduardo Giannetti - 3/2/2003
02. Entrevista com o poeta Augusto de Campos - 24/3/2003
03. John Fante: literatura como heroína e jazz - 21/7/2003
04. Os Dez Grandes Livros - 15/10/2003
05. O Fel da Caricatura: André de Pádua - 3/3/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/8/2003
23h14min
Espero que essa resenha ajude a divulgar esse excelente livro do Júlio Castañon. Que venham outras!
[Leia outros Comentários de Mário Alex]
4/9/2003
12h39min
Somente hoje conheci o site Digestivo Cultural, um nome interessante. Também somente hoje tomei conhecimento do poeta Júlio Castañon. Por meio da excelente resenha de Jardel Dias, ela própria uma peça poética. Pelo poema "Linha", dá para perceber que Castañon é um desses poetas que nos encanta à primeira lida. Por trás do texto despojado esconde-se a milimétrica busca da palavra exata.
[Leia outros Comentários de Cleber Borges]
5/9/2003
04h47min
Lá vai a traduçao para o catalao do poema "Linha". Como exercício admirativo.

LÍNIA

a l'horitzó potser la línia
que limita impalpable
entre turons i cel
gairebé només la idea del traç sobreposat
a la massa de turons
o encara en una altra direcció
per poc no tan sols conjectura
o fràgil densificació de la base
del que s'estén al damunt
amb les variants de llum i vents
el que així comença més a definir-se
quan els perfils d'un ocell o altre
alçant-se de l'opac dels turons
contra capes de transparència
es llegeixen com bocins solts d'aquesta línia
fragments d'alcessin el vol
i així sobre la línia marques
breus llargues aspiracions
èmfasis ritme ritme
amb què indicis de l'esbós
del tempo d'aquesta línia
o pura lliçó d'escriptura
[Leia outros Comentários de Josep Domènech]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ONZE MINUTOS
PAULO COELHO
ROCCO
(2003)
R$ 7,50



PAI, VOCÊ É MUITO MAIS DO QUE UM AMIGO!
IAN BRUCE
UNIVERSO DOS LIVROS
(2011)
R$ 12,00



POESIAS E SENTENÇAS DE D. FRANCISCO DE PORTUGAL , 1º CONDE DE ...
VALÉRIA TOCCO
COMISSÃO NACIONAL
(1999)
R$ 37,20



EDUCAÇÃO MUSICAL PARA 1ª A 4ª SÉRIE - NEREIDE SCHILARO SANTA ROSA (EDUCAÇÃO MUSICAL)
NEREIDE SCHILARO SANTA ROSA
ÁTICA
(1990)
R$ 40,00



MEU DIA-A-DIA
MARISA RAJA GABAGLIA
JOSÉ OLYMPIO
(1976)
R$ 7,48



GEOGRAFIA - ONTEM E HOJE ( 8 ANO )
EUSTÁQUIO DE SENE E JOÃO CARLOS MOREIRA
SCIPIONE
(2009)
R$ 85,00



QUEM ME DERA
ANA MARIA MACHADO
ÁTICA
(2010)
R$ 32,50



CATÁLOGO DAS ÁRVORES NATIVAS DE MINAS GERAIS
ARY T. OLIVEIRA FILHO
UFLA
(2006)
R$ 48,90



A FLOR E O ESTANDARTE
IBIAPABA MARTINS (AUTOGRAFADO)
ED. DO ESCRITOR
(1975)
R$ 7,00



COMPRAMOS UM ZOOLÓGICO
BENJAMIN MEE
OBJETIVA
(2011)
R$ 5,00





busca | avançada
61534 visitas/dia
2,1 milhões/mês