A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Bibliotecas públicas, escolares e particulares
>>> O Vendedor de Passados
>>> Entre a crise e o espectro do humor a favor
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Tiros, Pedras e Ocupação na USP
>>> Oficina de conto na AIC
>>> Crônica em sustenido
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> O julgamento do mensalão à sombra do caso Dreyfus
Mais Recentes
>>> A comunicação com além de Rubens B. Figueiredo pela Fase (1982)
>>> Darkness at Noon de Arthur Koestler pela The Macmillan Company (1946)
>>> Cartas Esotericas de Vandeto pela Pensamento
>>> Le Langage Secret des Symboles de David Fontana pela Solar (1993)
>>> From Bethlehem to Calvary de Alice A. Bailey pela Lucis Publishing (1937)
>>> Methodologies of Hypnosis de Peter W. Sheehan pela Lea (1976)
>>> La vida Interna de C.W. Leadbeater pela Glem (1958)
>>> Madru o filho das Estrelas de Frederik Hetmann pela Circulo do Livro (1984)
>>> O Livro do Juízo Final de Roselis Von Sass pela Ordem do Graal na Terra (1976)
>>> História das Religiões de Charles Francis Potter pela Universitária (1944)
>>> Faca sem Ponta, Galinha sem Pé de Ruth Rocha pela Nova Fronteira (1983)
>>> Diccionario de Astrologia de Nicolás de Vore pela Argos S.A. (1951)
>>> Ramsés - o Filho da Luz de Christian Jacq pela Berttrand Brasil (1999)
>>> O Reino dos Deuses de Geoffrey Hoddson pela Feeu (1967)
>>> Introdução ao Estudo do Novo Testamento Grego de William Carey Taylor pela Juerp (1966)
>>> São José de Anchieta de Gabriel Romeiro e Guilherme Cunha Pinto pela Círculo do Livro S.A. (1978)
>>> Na terra da Grande Imagem de Mauricio Collis pela Civilização - Porto (1944)
>>> Oito Syntheses Doutrinarias de Vários pela Roland Rohe (1929)
>>> O Livro do Juízo Final de Roselis Von Sass pela Ordem do Graal na Terra (1976)
>>> Vietnam a Guerrilha Vista por Dentro de Wilfred G. Burchett pela Record (1968)
>>> O Papa e o Concílio de Janus pela Elos
>>> Cristianismo Rosacruz ( Em 02 volumes) de Max Heindel pela Kier (1913)
>>> A Grande pirâmide revela seu segredo de Roselis Von Sass pela Ordem do Graal na Terra (1972)
>>> Obras Interpretação Sintética do Apocalipse de Cairbar Schutel pela O Clarim (1943)
>>> Poesias Completas de Mário de Andrade pela Martins (1974)
>>> As Cruzadas - Livro 1 - a Caminho de Jerusalém de Jan Guillou pela Berttrand Brasil (2006)
>>> O Romance da Astrologia ( Em 03 volumes) de Omar Cardoso pela Iracema
>>> A Grande Caçada de Robert Jordan pela Intrinseca (2014)
>>> Livro Vermelho dos Pensamentos de Millôr de Millôr Fernandes pela Nordica (1974)
>>> Outra Você de Newton Tornaghi pela Rio de Janeiro (1977)
>>> Emagreça Comendo de Dr. Lair Ribeiro pela Objetiva (1993)
>>> Rosa e Lotus Invocações Espirituais de Molinero Yogakrisnanda pela Mandala
>>> Fim dos Tempos de Omar Cardoso pela Artenova (1975)
>>> magia y Sacrificio en la historia de las Religiones de H. Hubert y M. Mauss pela Lautaro (1946)
>>> Apenas uma Sombra de Mulher de Fernando do Ó pela Federação Espírita Brasileira (1950)
>>> Quando tudo falha de Rodolpho Belz pela Casa Publicadora Brasileira (1984)
>>> O Capataz de Salema / Antônio Conselheiro / Marechal, Boi de Carro de Joaquim Cardozo pela Agir/MEC (1975)
>>> La Isla Magia de W.B. Seabrook pela Cenit S.A. (1930)
>>> Un Nuevo Modelo Del Universo de Pedro Ouspensky pela Sol (1950)
>>> La Puerta ( Egipto) de Vários pela Obelisco (1990)
>>> Arpas Eternas (Em 03 volumes) de Hilarion de Monte Nebo pela Fraternidad Cristiana (1952)
>>> Muitas vidas muitos Mestres de Brian L. Weiss M.D. pela Salamandra (1991)
>>> O Sentido da Vida de Valfredo Tepe pela Mensageiro da Fé Ltda (1971)
>>> A aurora cósmica de Eric Chaisson pela Francisco Alves (1984)
>>> Deus Fala a seus Filhos de Elenore Beck pela Verbo Divino (1993)
>>> Encontro com a Alma Gêmea de Paulo Kronemberger pela Novo Milênio (1993)
>>> The Reincarnation Workbook de J.H. Brennan pela The Aquarian Press (1989)
>>> A Granja do Silêncio de Paul Bodier pela Federação Espírita Brasileira
>>> Os Astros Governam nossa Vida de Perpétuo Horário pela Pensamento
>>> La vida de Buda de A. Ferdinand Herold pela Lautaro (1944)
COLUNAS

Terça-feira, 19/8/2003
A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 4700 Acessos
+ 3 Comentário(s)

A editora 7 Letras, do Rio de Janeiro, acaba de lançar o excelente livro de poesia Práticas de Extravio, de Julio Castañon Guimarães. O livro é formado por um conjunto de 21 poemas, agrupados em três partes (sem títulos, numeradas pelos algarismos romanos I, II, III). Na primeira parte aparece um único poema, denominado “Às voltas”; na segunda parte, dezenove outros e, finalmente, na última, mais um único poema, denominado “Extravio”. No final do livro é publicado um Posfácio, escrito pelo poeta Duda Machado.

É o sexto livro de poemas do autor. Os outros cinco encontram-se reunidos em um único volume chamado Matéria e Memória, publicado também pela editora 7 Letras. A publicação deste volume com toda sua obra poética facilita, para quem se interessar, o acompanhamento da trajetória do poeta.

Após a leitura do livro Práticas de Extravio, a primeira coisa que chama a atenção é o fato do autor ter escolhido como título para o seu livro o que penso ser a melhor chave de interpretação para sua poética. A palavra extravio, embora possa ter muitos sentidos como, por exemplo, perversão moral ou corrupção, aqui ganha o sentido de desviar-se, afastar-se e, mais precisamente, perder-se. Unida à palavra “prática”, “extravio” ganha, dentro do conjunto dos poemas, o sentido do exercício do não-constituir-se.

As paisagens dentro dos poemas são desoladas, meio informes, como no caso da linha do horizonte que é apenas esboço ou conjectura, no poema "Linha". Em outro caso, no poema "Ainda onde", os morros vão se desenhando à maneira de Cézanne, como "sinais de uma escrita" onde vários elementos se sobrepõem na busca de uma definição que não é a da figuração, mas da procura de camadas geométricas "esgarçadas", mas criando ali seu desenho inesperado.

A poesia de Julio Castañon não é de fácil leitura. É necessário revisitar os poemas muitas vezes, com grande atenção, para que eles se tornem minimamente inteligíveis. Estamos dentro de uma vertente de poesia que despreza o uso tradicional da gramática. O ritmo é quebrado, sem as pausas de vírgulas e pontos (ambas não existem nos poemas). Os versos são livres e criados por um forte exercício cerebral. As palavras apontam para múltiplos sentidos a cada leitura dos poemas. Por vezes, temos a sensação de que não conseguimos amarrar os versos dentro de um entendimento razoável para cada poema. As direções são quebradas a todo momento, nos deixando perplexos como se estivéssemos dentro de uma rede de pesca perfurada para além dos seus próprios buracos existentes. Mas insistindo na apreciação percebemos que a intenção é mesmo criar uma obra que não se constitua em formatos fechados de compreensão. Talvez ai se possa pensar na idéia de “extravio” como a perda de sentido das experiências ou das tentativas de acomodá-las em alguma forma facilmente compreensível .

Nesse sentido, a poesia de Castañon pratica um aniquilamento auto-corrosivo na sua própria constituição, pois sua poesia é povoadas de “insinuações e recuos às voltas com a rarefação”, como no poema “às Voltas”, que abre seu livro.

Sua poesia se explica também pelo conjunto de palavras que escolhe para compor seus versos: “fraturas”, “desolação”, “restos”, “recusa”, “esboços”, “suspeitas”, etc. São elementos de uma negatividade, de um não deixar-se possuir pela realidade, pela experiência ou pelas imagens do mundo visível, que acabam apenas nos dizendo que toda tentativa de constituição de um sentido é, na sua poesia, apenas um esboço liquidescente de “silêncios de silêncios”.

Dentro de um quadro de leituras incertas, a poesia de Castañon nos indica o caminho do "olhar para coisa alguma", limpando arestas de interpretação dos acontecimentos e nos fazendo perceber a poesia lá onde ela é um fato realmente poético.

Somente a ordem da ruína transparece e é dentro dela que temos que nos acomodar na leitura dos poemas. As matérias dos versos têm, então, os “destroços” como sua “própria matéria”, segundo indica o poema em prosa “Sinais”. Mas não se trata de uma questão temática, mas da própria construção formal dos versos como os percebemos.

No posfácio, o poeta e crítico Duda Machado chamou a atenção para os objetos (paisagens) da poesia de Castañon como “fiapos” e “mapas de suspeitas”. É a “lição da escrita” que esta poética quer indicar: uma imersão no universo estropiado do eterno extravio, no qual o que resta é “um diálogo pelos arredores da desolação”.

Como uma somatória de ecos dissonantes, cada poema é "tão avassalador/ quanto esfacelada/ a certeza à mão". Embora alguns desenhos queiram se constituir, são desconexões semânticas que traçam a linha dos versos, impedindo figuras de existirem como imagens totais.

Práticas de Extravio traz para a poesia contemporânea brasileira uma voz pessoal, livre de influências marcadas por pressões do ambiente literário. É a demonstração de que Castañon, que no início manteve um diálogo com várias vertentes da poesia, agora segue, dissonante, um caminho próprio - preferiu se extraviar.

LINHA

no horizonte talvez a linha
que limite impalpável
entre morros e céu
quase só a idéia do traço superposto
à massa de morros
ou ainda em outra direção
por pouco não só conjectura
o frágil adensamento da base
do que se espraia acima
com as variantes de luz e ventos
o que assim mais começa a se definir
quando os perfis de um ou outro pássaro
se alçando do opaco dos morros
contra camadas de transparência
lêem-se como trechos soltos dessa linha
fragmentos de alçassem vôo
e assim sobre a linha marcas
breves longas aspirações
ênfases ritmo ritmo
com o que indícios do esboço
do andamento dessa linha
ou pura lição de escrita

Para ir além:



Jardel Dias Cavalcanti
Campinas, 19/8/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Farsa de 2012 de Gian Danton
02. Para que o Cristianismo? de Jardel Dias Cavalcanti
03. Blue Man Group: uma crítica bem-humorada ao rock de Diogo Salles


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2003
01. Felicidade: reflexões de Eduardo Giannetti - 3/2/2003
02. Entrevista com o poeta Augusto de Campos - 24/3/2003
03. John Fante: literatura como heroína e jazz - 21/7/2003
04. Os Dez Grandes Livros - 15/10/2003
05. O Fel da Caricatura: André de Pádua - 3/3/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/8/2003
23h14min
Espero que essa resenha ajude a divulgar esse excelente livro do Júlio Castañon. Que venham outras!
[Leia outros Comentários de Mário Alex]
4/9/2003
12h39min
Somente hoje conheci o site Digestivo Cultural, um nome interessante. Também somente hoje tomei conhecimento do poeta Júlio Castañon. Por meio da excelente resenha de Jardel Dias, ela própria uma peça poética. Pelo poema "Linha", dá para perceber que Castañon é um desses poetas que nos encanta à primeira lida. Por trás do texto despojado esconde-se a milimétrica busca da palavra exata.
[Leia outros Comentários de Cleber Borges]
5/9/2003
04h47min
Lá vai a traduçao para o catalao do poema "Linha". Como exercício admirativo.

LÍNIA

a l'horitzó potser la línia
que limita impalpable
entre turons i cel
gairebé només la idea del traç sobreposat
a la massa de turons
o encara en una altra direcció
per poc no tan sols conjectura
o fràgil densificació de la base
del que s'estén al damunt
amb les variants de llum i vents
el que així comença més a definir-se
quan els perfils d'un ocell o altre
alçant-se de l'opac dels turons
contra capes de transparència
es llegeixen com bocins solts d'aquesta línia
fragments d'alcessin el vol
i així sobre la línia marques
breus llargues aspiracions
èmfasis ritme ritme
amb què indicis de l'esbós
del tempo d'aquesta línia
o pura lliçó d'escriptura
[Leia outros Comentários de Josep Domènech]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LES MIRAGES DE LAMOUR
XAVIER LACROIX
CENTURION
(1997)
R$ 50,00



O PERFIL SOCIO PRODUTIVO DOS AGRICULTORES DA COOPERSAF SANTIAGO/R
JULIANO FURTADO NASCIMENTO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



AS RELAÇÕES DO BEM-ESTAR PESSOAL
THOMAS A. HARRIS
CÍRCULO DO LIVRO
(1975)
R$ 5,00



BRASILEIROS NOS ESTADOS UNIDOS
ANA CRISTINA BRAGA MARTES
PAZ E TERRA
(2000)
R$ 35,00



QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO? - 42ª EDIÇÃO
SPENCER JOHNSON
RECORD
(2003)
R$ 16,00



SS. GB
LEN DEIGHTON
BALLANTINE BOOKS
(1978)
R$ 14,99



GEOGUIDE ESPAGNE, CÔTE ESTS 2007/2008 BARCELONA SARAGOSSE VALENCE
DAVID FAUQUEMBERG / JULIE SUBTIL - 4352
GEOVOYAGEURS
(2008)
R$ 10,00



PROJETO DINÂMICO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO ORIENTADOS AO PRODUTO
ANABELA CARVALHO ALVES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 594,00



EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL NO BRASIL
LIVIA PENNA FIRME RODRIGUES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 314,00



POR UM MUNDO MELHOR
LANNOY DORIN
ARCO IRIS
(1996)
R$ 8,00





busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês