Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
35940 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> CONGRESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM DAS ARTES NA AMÉRICA LATINA: COLONIALISMO E QUESTÕES DE GÊNERO
>>> FERNANDA CABRAL SE APRESENTA NA CAIXA CULTURAL BRASÍLIA
>>> Projeto Entrecruzados lança livro e videodança documental
>>> Inscrições Abertas || Residência Artística no Jardim Botânico de Brasília
>>> Gravação de videoclipe quase provoca prisão do irmão de Gabriel o Pensador
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras
>>> estar onde eu não estou
>>> Nos escuros dos caminhos noturnos
>>> As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon
>>> T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você)
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
Colunistas
Últimos Posts
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
Últimos Posts
>>> É premente reinventar-se
>>> Contraponto
>>> Aparições
>>> Palavra final
>>> Direções da véspera I
>>> Nada de novo no front
>>> A Belém pulp, de Edyr Augusto
>>> Fatos contábeis
>>> Jaula de sombras
>>> Camadas tectônicas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Melhores Podcasts
>>> Aqui sempre alguém morou
>>> A imprensa dos ruivos que usam aparelho
>>> Entrevista a Ademir Pascale
>>> Leitura vertical e leitura horizontal
>>> O Direito à Estupidez
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Salinger: uma vida
>>> Pessach: entre o social e o existencial
>>> Entrevista com João Moreira Salles
Mais Recentes
>>> Qual e que e. de Lalau e laurabeatriz pela Cortez (2004)
>>> Arte e Sociedade nos Cemitérios Brasileiros (2 volumes) de Clarival do Prado Valladares pela Conselho Federal de Cultura - MEC (1972)
>>> Veja--1649--o silvio que voce nunca viu. de Editora abril pela Abril (2000)
>>> Veja--2219--voo af 447--panico na cabine. de Editora abril pela Abril (2011)
>>> Revista dos curiosos--3--tira-teima das copas. de Editora europa pela Europa
>>> Tadeu Chiarelli de A Fotografia e o Tempo, Prêmio Porto Seguro 2009 pela Matavelli (2009)
>>> Galileu--7--historia--por que israel nao tem paz. de Editora globo pela Globo (2006)
>>> As Mil e Uma Noites, Contos Árabes III Volume de Anônimo pela Vademecum
>>> Introdução à Antropologia Cultural de Mscha Titiev pela Fundação Calouste Gulbenkian (1969)
>>> Tempo Brasileiro 70 Em Torno de Freud de Joel Birman, Chaim Samuel Katz e outros pela Tempo Brasileiro (1982)
>>> Vivências de Hermann Hesse pela Record
>>> Vidas Paralelas (Rainhas do Romance 52) de Linda Lael Miller pela Harlequin (2011)
>>> Caminhos da Sedução (Harlequin Primeiros Sucessos Livro 53) de Diana Palmer pela Harlequin (2014)
>>> O Gosto Do Pecado - Coleção Harlequin Primeiros Sucessos. Número 37 de Diana Palmer pela Harlequin (2013)
>>> Desafio de uma Vida (Harlequin Primeiros Sucessos Livro 49) de Diana Palmer pela Harlequin (2014)
>>> Amor Eterno - Special 81 de Caroline Anderson pela Harlequin (2013)
>>> Negócios À Parte - Sabrina 1618 de Fern Michaels pela Nova Cultural (2010)
>>> Se houver amanhã - Julia 1354 de Suzanne McMinn pela Nova Cultural (2005)
>>> Um Novo Amor! - Sabrina 1617 de Jerri Corgiat pela Nova Cultural (2004)
>>> Sete anos de feitiço - Coleção Desejo Novo, N° 38 de Heidi Betts pela Harlequin (2006)
>>> Amor fora-da-lei - Série Mavericks - Os Indomáveis 06 de Pat Warren pela Harlequin (2008)
>>> Beijos & Desejos - Coleção Harlequin Desejo Clássicos. Número 5 de Charlene Sands pela Harlequin (2014)
>>> Paixão e Atração - Harlequin Paixão #151 de Lucy Monroe e Trish Morey pela Harlequin (2009)
>>> Uma Noite Inesquecível / Doce Proposta - Harlequin Desejo Livro 227 de Brenda Jackson pela Harlequin (2015)
>>> Paixão Total de Jackie Braun pela Harlequin Books (2009)
>>> A ilha dos deuses de Nora Roberts pela Harper Collins (2016)
>>> Bruxa da noite de Nora Roberts pela Arqueiro (2015)
>>> Um Amor Para Recordar de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2011)
>>> Crepúsculo de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2005)
>>> Anjos à mesa de Debbie Macomber pela Novo Conceito (2013)
>>> Nunca diga adeus de Doug Magee pela Arqueiro (2012)
>>> O amor mora ao lado de Debbie Macomber pela Novo Conceito (2013)
>>> Melhor que chocolate: Uma história sobre amor, Paris e teimosia de Laura Florand pela Única (2015)
>>> O lago místico de Kristin Hannah pela Novo Conceito (2014)
>>> O Jeito que me Olha de Bella André pela Novo Conceito (2014)
>>> Não Posso me Apaixonar de Bella André pela Novo Conceito (2013)
>>> Quero ser seu de Bella André pela Novo Conceito (2013)
>>> Um Olhar de Amor de Bella André pela Novo Conceito (2012)
>>> Perto de Você de Bella André pela Novo Conceito (2014)
>>> A arte da ilusão de Nora Roberts pela Harper Collins (2015)
>>> O Presente do Meu Grande Amor. Doze Histórias de Natal de Stephanie Perkins pela Intrínseca (2014)
>>> Para Sempre de Kim e Krickitt Carpenter pela Novo Conceito (2012)
>>> Um Perfeito Cavalheiro de Julia Quinn pela Arqueiro (2014)
>>> Felizes Para Sempre de Nora Roberts pela Arqueiro (2014)
>>> Bem Casados de Nora Roberts pela Arqueiro (2014)
>>> Mar de Rosas de Nora Roberts pela Arqueiro (2014)
>>> Álbum de Casamento de Nora Roberts pela Arqueiro (2013)
>>> Á Primeira Vista de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2012)
>>> Pode Beijar a Noiva de Patricia Calbot pela Essência (2012)
>>> Professional PHP4 Programming (Programmer to programmer) Importado de Deepak Thomas pela Wrox (2002)
COLUNAS

Terça-feira, 15/5/2018
Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 2700 Acessos



Na sua obra denominada Cães (2105), Egas decidiu dar forma à fúria animal. Para isso, colocou no centro da tela dois grupos de cães que parecem prontos para se enfrentarem numa luta enraivecida.

Com pinceladas indomesticáveis, o artista cria o grupo dos animais com suas bocas arregaladas, exibindo dentes poderosos, olhos insanos e línguas expostas como se babassem a sua ira. São cães que de forma alguma lembram dóceis animais domesticados. Ao contrário, movimentam-se dentro de uma tensão que está pronta para explodir na ira de uns contra os outros ou de quem se aproximar.

Diante de tanta energia concentrada nas pinceladas livres e nas cores quentes, o quadro acaba servindo como uma metáfora da própria pintura de Egas: um gestual poderoso que se arremessa sobre o espectador como as luvas de Mohamed Ali quando acertam seu oponente levando-o a nocaute.

Em Cães, uma tela sem descanso para o movimento, nossa consciência vacila diante da pulsão livre das formas amplas criadas por pinceladas que não sofrem o constrangimento das linhas. As massas pictóricas se ampliam por todos os animais do quadro, ressaltando, sob o efeito subjetivo das cores e da tensão da força muscular dos animais, seu poder de destruição – sentimo-nos como se estivéssemos numa sala de concerto, tomados pela impositiva música de um grande compositor.

A deformação dos cães, sempre levada ao extremo, amplia ainda mais o efeito de sua ira. Mais do que isso, leva a grandeza dos elementos como a cor e as pinceladas à sua máxima amplitude. Alquebrados por sua ira, os cães precisam também ser alquebrados na forma de sua representação. E Egas é um mestre nesse sentido, pois sabe levar o estado interior dos seres para a própria carnalidade dos corpos que representa. E corpos para o artista não são nada mais do que a vibração de massas pictóricas descontroladas, cores poderosamente subjetivas e composições arrojadas onde a realidade se submete sempre aos ditames da imaginação do pintor.

Para que o estado de apreensão diante da cena nos comova, Egas não precisou colocar os cães se devorando. Bastou agitar as formas que criam seus gestos e o grotesco de suas afeições para que pudéssemos intuir o tom do rugido que a cena pressupõe. O medo que o confronto eminente dos cães sugere paira no quadro justamente dentro das deformações onde as pinceladas parecem se bater umas contra as outras como se cães raivosos fossem.

Violetas, amarelos, vermelhos, brancos e alaranjados que formam os cães através de um uso bastante pastoso das tintas se destacam sobre o chão verde e vermelho e o fundo escuro do alto da tela, onde as pinceladas são mais contidas.

Egas sempre trabalhou com essa contraposição de massas pictóricas, buscando acentuar o drama que se desenrola nos personagens que habitam o centro de suas telas. Essa guerra que se anuncia em bocas arregaladas, dentes afiados e musculaturas tensionadas de cães raivosos tem, assim, seu cenário perfeito.

Tintas espessas geradas por pinceladas bruscas, espátulas agitadas, cabos de pincéis descontrolados e, por vezes, até a própria mão do artista, definem a sua poética: a cor é dominante, mas precisa ser eletrocutada pela energia que surge a partir da movimentação das massas de tinta que só o olho e as mãos de um grande artista conseguem produzir.

NOTA SOBRE O ARTISTA:

Egas Francisco é pintor, desenhista, aquarelista e cenógrafo. Nasceu em São Paulo em 1939 e reside atualmente em Campinas, onde mantém seu atelier.

Na juventude frequentou os cursos do MASP, MAM e Pinacoteca, em São Paulo. Participou, dentre outras mostras: Grupo Hoje, MAC/Campinas; Coletiva Bosch/MASP, Bienal de Udine, Itália. Sobre sua obra escreveram os seguintes críticos: Alberto Beuttenmüller, Mário Schenberg, J. Toledo, Paulina Kaz, José Geraldo Vieira, Régis de Moraes, dentre outros.

Fez exposições individuais em Salvador, Campinas, Rio de Janeiro, Gênova, Bergamo, Milão, Stuttgart, Buenos Aires, Amsterdam, Frankfurt, Brasília, etc.

Tem obras em acervos da Europa e América: Museu de Arte de Murcia (Espanha), Laboratório degli Artisti (Udine), Pinacoteca Garcia Lorca (Granada, Espanha), Amigos del Arco (Madri), Museu de Unicamp (Campinas), MACC (Campinas), Monastério dos dominicanos (RJ), dentre outras pinacotecas e museus.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 15/5/2018


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. Prólogo. Sem Alarde de Heloisa Pait
02. O primeiro e pior emprego de Marta Barcellos
03. Apresentação - Luís Fernando Amâncio de Luís Fernando Amâncio
04. Sobre o caso Idelber Avelar de Julio Daio Borges
05. Modernidade explicada às crianças de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2018
01. Entrevista com a tradutora Denise Bottmann - 26/6/2018
02. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos - 16/10/2018
03. Goeldi, o Brasil sombrio - 20/11/2018
04. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti - 22/5/2018
05. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro - 3/4/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BEBÊ - MANUAL DO PROPRIETÁRIO
LOUIS BORGENICHT E JOE BORGENICHT
GENTE
(2003)
R$ 10,90



PRETTY BABY
WILLIAM HARRISON
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1977)
R$ 9,00



AGAPINHO - ÁGAPE PARA CRIANÇAS
PADRE MARCELO ROSSI
GLOCO
(2012)
R$ 10,00



EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - UMA VISÃO INTEGRADA
MICHAEL MOORE E GREG KEARSLEY
THOMSON
(2007)
R$ 39,00



SPY DOG 05 - NA COLA DO FOGUETE
ANDREW COPE
FUNDAMENTO
(2018)
R$ 12,00



O MUNDO DE JIA ZHANGKE
JEAN-MICHEL FRODON
COSAC NAIFY
(2014)
R$ 70,00
+ frete grátis



GRUNDISSE
KARL MARX
BOITEMPO
(2011)
R$ 59,00



VIVA COM ESPERANÇA
MARK FINLEY / PETER LANDNESS
AFILIADA
(2015)
R$ 10,00



DICIONÁRIO UNESP DO PORTUGUÊS CONTEMPORÂNEO - NOVA ORTOGRAFIA
FRANCISCO S. BORBA (ORG.)
PIÁ
(2011)
R$ 100,00



FORÇAS & FORMAS: ASPECTOS DA POESIA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA (DOS ANOS 70 AOS 90)
WILBERTH CLAYTHON FERREIRA SALGUEIRO
EDUFES
(2002)
R$ 25,00





busca | avançada
35940 visitas/dia
1,0 milhão/mês