Diários já foram da corte | Eduardo Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
33835 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 16/7/2001
Diários já foram da corte
Eduardo Carvalho

+ de 4400 Acessos

Um hábito que parece que se perdeu é o de escrever diário. Todos os grandes homens, depois que um outro inventou a palavra escrita, reservaram um tempinho do dia para se debruçar na escrivaninha e escrever o que lhe viesse à cabeça, sem compromissos. O fato de se colocar no papel algumas impressões cotidianas, ao reduzir a velocidade do fluxo normal do pensamento, exige do escritor amador que repense questões, reveja comportamentos, alinhe raciocínios, organize idéias, articule pensamentos, recupere lembranças. É um exercício de auto-análise e, ao mesmo tempo, um alivio terapêutico, em que tudo, e especialmente falar mal dos outros, é permitido.

Hemingway, não bastasse a publicação de "Paris é uma festa", entregou curiosos hábitos de amigos íntimos e ilustres. Mencken, que já metia o pau nos outros abertamente, revelou em suas memórias um estilo admiravelmente leve. O relato que Darwin deixou da sua viagem pelo mundo à bordo do Beagle é ainda hoje motivo de inspiração para qualquer aventureiro. As anotações que Marco Polo fez, em suas viagens pelo Oriente, serviram-lhe depois para compor seu "Livro das Maravilhas", e ampliar os horizontes de toda uma civilização. Colombo escreveu, em sua vigem à América, um diário que G. Garcia Márquez chamaria, quinhentos anos depois, de "o primeiro livro de realismo fantástico". Eu provavelmente não deixarei nada de muito especial para os outros, mas deveria ao menos ter o direito de escrever o meu próprio diário. Mas quando, em uma grande papelaria, perguntei por um, fui apresentado a um caderninho com cadeado dourado e capa de pelúcia cor de rosa-choque. Virou coisa de menininha.

Qualidade total

A revista TPM anuncia que vai tratar mulher como até então parecia impossível em revistas femininas: sem considerá-las idiotas. Para quem não sabe, e também não desconfia de nada, Paulo Lima, seu editor, amigo de Luciano Huck, é um dos, digamos, idealizadores de personagens como Tiazinha e Feiticeira. Inovou. Em vez de apenas tratá-las como idiotas, fabrica-as como tal.

Apagão

Recomendado por um amigo para que lesse Peer Gynt, obra-prima de Ibsen, segundo Borges, fui procurá-lo em algumas das grandes livrarias paulistanas. Nada. Nem sombra. Aliás, sim, havia uma sombrinha, ou melhor, um raio de luz, projetado pela escritora Ana Maria Machado. Era uma adaptação para crianças.

Mas não encontrei nenhuma tradução do texto integral. Os adultos, pelo que se percebe dando uma olhada nos títulos dos livros destinados a eles, devem estar preocupados com outras coisas, mais importantes. Tipo ser feliz.

A história de Peer Gynt, o homem amoral, o mentiroso encantador, que sacrificou todos os princípios para se enriquecer traficando escravos e vendendo ídolos para selvagens, permanece tão atual quanto desconhecida.

Recorri, então, à Internet, e encomendei uma edição inglesa, que chegaria mais rápido à minha casa: 3 semanas. Carpeaux, austríaco, fez o que pôde para iluminar o debate literário aqui no Brasil, e chegou a escrever que "Peer Gynt continua a ser a imagem mais completa da natureza humana criada desde o Faust." Nada adianta. Continuamos no apagão.

A julgar pelas aparências...

Paulo Markun até que tentou, mas parece mesmo impossível extrair um discurso honesto de um político cubano. Segunda, 18/6, no Roda Viva, o presidente da Assembléia Nacional Cubana, Ricardo Alarcón, repetiu a mesma ladainha castrista de sempre. O curioso é que, entre tantas falácias, alguns detalhes supostamente irrelevantes passam batidos, como consenso. Um deles é, como reafirmou lá um jornalista do Valor, aparentemente bem intencionado mas mal informado, o de que o governo de Castro é amplamente apoiado pelo povo cubano. Parece, mas não é. Em Cuba, há um Comitê Revolucionário em cada quarteirão, literalmente, fiscalizando e controlando cuidadosamente, como na distopia de Orwell, a vida de seus habitantes. Qualquer opinião corriqueira pode ser suspeita de conspiração anti-revolucionária. Não é por outro motivo que 1 milhão de havaneros foram às ruas, no último 26 de julho, supostamente apoiar Fidel e marchar contra o bloqueio norte americano. Puro medo. Depois de uma hora e meia dizendo absurdos, como o de que há liberdade civil e de imprensa em Cuba, tem gente que ainda quer que acreditemos que comunista não come criancinhas. Pode até não comer. Mas que parece...

Estudantes paulistanas

Subindo a Augusta às 11 da noite, eu e um amigo. Por mais que pareça estranho, voltávamos da apresentação da Ute Lemper, no Cultura Artística. Para distrair, procurávamos alguma mulher na rua que não fosse prostituta. Estava frio. Duas meninas saem de um hotel e atravessam a rua na frente do nosso carro. Caras de estudante, cabelos de estudante, roupas de estudante. Até mochila de estudante. Meu amigo não teve dúvida: "Essas daí não, olha só, coitadinhas, acabaram de sair da faculdade. À esta hora, sozinhas na rua, num lugar destes... Podem estar perdidas." Fiquei quieto. Mal atravessaram a rua, o magrinho de bigode abriu a porta pra elas. Entraram, e subiram uma escada comprida, escura. Foram sumindo devagar, primeiro os cabelos, depois as mochilas, as calças, os sapatos. Desapareceram. Espero que estejam fazendo uma pesquisa para um trabalho de antropologia...


Eduardo Carvalho
São Paulo, 16/7/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição de Ana Elisa Ribeiro
02. Nos braços de Tião e de Helena de Renato Alessandro dos Santos
03. Nos escuros dos caminhos noturnos de Elisa Andrade Buzzo
04. De quantos modos um menino queima? de Duanne Ribeiro
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 2. O Catolotolo de Heloisa Pait


Mais Eduardo Carvalho
Mais Acessadas de Eduardo Carvalho
01. Com a calcinha aparecendo - 6/5/2002
02. Festa na floresta - 9/9/2002
03. Hoje a festa é nossa - 23/9/2002
04. Preconceito invertido - 4/7/2003
05. Por que eu moro em São Paulo - 8/7/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS LIBERTINOS
HAROLD ROBBINS
CÍRCULO DO LIVRO
(1985)
R$ 6,90



A ILHA DOS PIRATAS
FERNANDO BITTENCOURT
CLUBE DO LIVRO
(1975)
R$ 5,00



ODONTOLOGIA CLINICA DE NORTE AMERICA
R. L. IRELAND W. S. KRAMER
MUNDI
(1963)
R$ 17,25



SHUNKO
JORGE W ABALOS
CDL
(1969)
R$ 12,80



PELAS RUAS DE BOA ESPERANÇA
MARLENE OLIVEIRA
PLANALTO
(2011)
R$ 25,00



ESTRELA DA VIDA INTEIRA
MANOEL BANDEIRA
NOVA FRONTEIRA
(1993)
R$ 25,00



NA MOCHILA
ADEILSON SALLES
FRANCISCO SPINELLI
(2015)
R$ 13,00



CONVERSAS COM O DALAI LAMA
RAJIV MEHROTRA (ED.)
FONTANAR
(2012)
R$ 23,00



BIO VOLUME 3 ENSINO MÉDIO
SÔNIA LOPES/ SERGIO ROSSO
SARAIVA
(2010)
R$ 15,00



CETICISMO E RESPONSABILIDADE
REGINA SALGADO CAMPOS
ANNABLUME
(1996)
R$ 17,85





busca | avançada
33835 visitas/dia
1,3 milhão/mês