Você já beijou o seu monitor hoje? | Nicole Lima | Digestivo Cultural

busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A deliciosa estética gay de Pierre et Gilles
>>> A deliciosa estética gay de Pierre et Gilles
>>> São Francisco Xavier II
>>> Rugas e rusgas
>>> Orra, Meu
>>> Uma outra moda
>>> Ler ao acaso
>>> Um ano de reflexões na Big Apple
>>> Steve Jobs apresentando o iPad
>>> De quantos modos um menino queima?
Mais Recentes
>>> Constituição do Estado de Minas Gerais: Estatuto dos Servidores Públic de José do Carmo Veiga de Oliveira: Organizad pela Del Rey/ Belo Horizonte (2003)
>>> Compêndio das Etapas do Processo Eleitoral: ... de J. Nepomuceno Silva: Organizador pela Del Rey/ Belo Horizonte (2010)
>>> (Re) Pensando a Pesquisa Jurídica de Miracy Barbosa de Souza Gustin (...) pela Del Rey/ Belo Horizonte (2006)
>>> A C Repórter - Tempo de Arraes e Vietnã do Norte de Antonio Callado pela Agir (2005)
>>> Mahoma, Profeta y Hombre de Estado de W.M.Watt pela Labor (1967)
>>> Em Risco de Stella Rimington pela Record/ RJ. (2010)
>>> O Círculo dos Eleitos de Vialdi Moreira/ Autogrfado pela Imprensa Oficial/ Belo Hte. (1987)
>>> A Amante de Brecht de Jacques- Pierre Amette pela Record/ RJ. (2005)
>>> Coleção para gostar de ler de Varios pela Atica (1985)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Cor e Pintura de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Meu pequeno fim de Fabrício Marques pela Segrac (2002)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Materiais e Ferramentas de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Livro Dicionário Enciclopédico Veja Larousse - Volume 1 de Eurípedes Alcântara , Diretor Editorial pela Abril (2006)
>>> O diário de Larissa de Larissa Manoela pela Harper Collins (2016)
>>> Corpo de delito de Patricia Cornwell pela Paralela (2000)
>>> O fio do bisturi de Tess Gerritsen pela Harper Collins (2016)
>>> A garota dinamarquesa de Davdid Ebershoff pela Fabrica 231 (2000)
>>> Uma auto biografia de Rita Lee pela Globo livros (2016)
>>> Songbook Caetano Veloso Volume 2 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> A Sentinela de Lya Luft pela Record (2005)
>>> O teorema Katherine de John Green pela Intriseca (2013)
>>> Louco por viver de Roberto Shiyashiki pela Gente (2015)
>>> A ilha dos dissidentes de Barbara Morais pela Gutemberg (2013)
>>> Sentido e intertextualidade de Emanuel Cardoso Silva pela Unimarco (1997)
>>> Mistérios do Coração de Roberto Shinyashiki pela Gente (1990)
>>> Interrelacionamento das Ciências da Linguagem de Monica Rector Toledo Silva pela Edições Gernasa (1974)
>>> Sociologia e Desenvolvimento de Costa Pinto pela Civilização Brasileira (1963)
>>> O Coronel Chabert e Um Caso Tenebroso de Honoré de Balzac pela Otto Pierre Editores (1978)
>>> O golpe de 68 no Peru: Do caudilhismo ao nacionalismo? de Major Victor Villanueva pela Civilização Brasileira (1969)
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
COLUNAS

Quarta-feira, 1/8/2001
Você já beijou o seu monitor hoje?
Nicole Lima

+ de 8400 Acessos

A primeira vez foi há mais de um ano, durou uns dois meses (o que nesses casos já é muito) entre e-mails, links, attachments e webcards atrás da moita.

Na época eu ainda não tinha internet em casa, nem número de ICQ. Matava aula na faculdade pra ir ler meus e-mails nos computadores do laboratório de informática. E quando teve greve então? Quase morri, liguei até pra telefônica de São Paulo pra descobrir o telefone do moçoilo. Achei que nem ia ter telefone nenhum. Mas tinha.

Tava lá o número e o nome completo, tudo anotadinho em cima da mesa num pedaço de papel. E aquele papel olhava pra mim de um jeito. Demorei dois dias pensando se devia ligar ou não, claro que não devia. (Primeira lição: nunca telefone sem ter sido devidamente autorizado a fazê-lo. A menos que queira fazer papel de psicopata neurótico-obsessivo.)

Liguei.

Só pela voz de susto da minha alma gêmea percebi que sucedeu o meu nada criativo "adivinha quem tá falando?". Aliás, o teste da voz. Muito sério esse negócio de voz. Você fica semanas lendo e-mails mudos, mas eles têm uma voz, uma entonação. Eles têm... uma alma!

Depois de um tempo, não se sabe bem porque, os e-mails foram sumindo. Acabou. É estranho acabar um amor que você nem sabe pra quem deu. Imagina, mas não sabe. Meio que nem bola de sorvete que cai no chão, antes de você dar uma lambida. Também não é difícil achar outro.

Tem gente que manda até o mesmo e-mail recortado e colado para várias pessoas para ver no que dá. Deve ser algum tipo de egolatria mal resolvida. Diga-me que sou lindo, legal e interessante. Vai saber. Site é o que não falta: parperfeito, loveconnection, almas gêmeas, eutofacinho. (Atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu.)

Há várias maneiras de saber se você foi contaminado por esse love bug: o primeiro indício é uma súbita alegria seguida de gargalhadas solitárias frente a tela do computador. Computador que, aliás, pode ser qualquer um. (Nunca deixe um desses seres apaixonados se aproximar do seu. A menos que você não tenha amor pela sua cadeira.)

Apaixonados virtuais têm uma atração inexplicável por computadores de qualquer espécie, desde que equipados de um modem e uma linha telefônica. E a clássica pergunta: "Posso ver meu e-mail?". Só que repetida a cada meia hora. (O pobre diabo não consegue ficar mais de duas horas afastado de um computador sem ter suadeira, taquicardia, dor nas juntas, falta de ar e coceira na mão.)

O segundo indício são as freqüentes visitas a sites de cartões virtuais. O que, na verdade, não passa de uma desculpa muito da sem vergonha para disfarçar todo o tempo que se perde com a florzinha do ICQ: verdinha, verdinha, esperando aquele outro infeliz aparecer. Espera, espera, espera (ir ao banheiro depois da meia-noite só em caso de vida ou morte). Até que "toc, toc, toc".

Caso brabo mesmo é quando o fulano conquista uma pastinha amarela só pra ele no seu Outlook. Passa uma semana, duas, aí um belo dia aparece uma mensagem com um attachment em JPG. (Oi tum, tum, bate coração, oi, tum, coração pode bater...) Vai lá, abre. Aí você amplia, amplia, amplia, amplia. E vai despindo aquela figura bidimensional, pixel por pixel. Olha meio de lado, vira ao contrário, inverte, muda a cor. Não adianta, você não vai conseguir ver quem é aquela cabeluda (ou será um cabeludo?) atrás da imagem. Depois de alguns dias, aquela foto já conta com uma sua recortada e sobreposta, só pra ver como vocês ficam juntinhos. (UTI para os que colocam a foto do amor virtual de fundo de tela.)

A média de um viciado em amores virtuais é de cinco a seis casos de amor eterno por ano. E o mais engraçado é que eles sempre marcam seus primeiros encontros nos mesmos cafés. É só olhar aquele cara que sempre chega e fica lá sentando no fundo, com um livro na mão, a capa bem visível, olhando sem parar para a porta. (Não sei por que, mas deve ter alguma coisa a ver com o fato de que os homens sempre vão a um motel conhecido quando estão com uma namorada nova.)

Tem gente que vai buscar na rodoviária (hábito não recomendado para pacientes cardíacos). Ano passado, no dia dos namorados, eu ganhei um cartão virtual, um coração todo costuradinho do BOL. Este ano fui ao vivo, deixei de ser um holograma. Fui com o coração na mão, cara lavada e chuteira velha. (Mamãe estou indo pra São Paulo, tchibum, rodoviária, aqui vou eu... Amor virtual bom é aquele que não mora na sua cidade. Qualquer coisa mais próxima é realidade excessiva.)

Dessa vez é sério, vou casar e tudo (será que tem marcha nupcial em MP3?). Vou encontrar meu loiro tatuado de 1,93 de altura. O amor da minha vida.

(Eu tento me levar a sério, me aprumar, mas vício é vício.)

Para ir além
SpamZine


Nicole Lima
Curitiba, 1/8/2001


Mais Nicole Lima
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COLOCAÇÃO DE PARQUETS E SOALHOS
JUAN DE CUSA
PLÁTANO
(1997)
R$ 43,70



QUÍMICA ORGÂNICA VOL. 1
T. W. GRAHAM SOLOMONS CRAIG BARTON FRYHLE
LTC GRUPO GEN
(2012)
R$ 247,50



O RETORNO DA FILOSOFIA PERENE
JOHN HOLMAN
PENSAMENTO
(2011)
R$ 13,90



DEUS E O DIABO NO DIA DO GOLPE - UMA RAPSÓDIA SOCIALISTA
CARLOS E. DE SENNA FIGUEIREDO
ANTARES (RJ)
(1984)
R$ 26,82



A FORMAÇÃO DAS NAÇÕES LATINO-AMERICANAS - DISCUTINDO HISTÓRIA
MARIA LÍGIA PRADO
ATUAL
(1985)
R$ 8,00



O ENSINO DE ESPANHOL NA TRÍPLICE FRONTEIRA
ADRIANA FARIA DE ESCALADA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 167,00



A FEIJOADA COMPLETA
MATTHEW SHIRTS
REALEJO
(2016)
R$ 35,00



A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO ESCOLAR 2
MARIA JOSÉ RODRIGO
ÁTICA
(1998)
R$ 18,00



MAIS PLATÃO, MENOS PROZAC
LOU MARINOFF
RECORD
(2002)
R$ 15,00



EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A DIMENSÃO POLÍTICA DA EDUCAÇÃO
TATIANI MARIA GARCIA DE ALMEIDA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00





busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês