Escrever bem e os 10 Mandamentos | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
30221 visitas/dia
773 mil/mês
Mais Recentes
>>> Segundas de julho têm sessões extras do espetáculo À Espera
>>> Circo dos Sonhos, do ator Marcos Frota, desembarca no Shopping Metrô Itaquera
>>> Startup brasileira levará pessoas de baixa renda para intercâmbio gratuito fora do país
>>> Filho de suicida, padre lança livro sobre o tema
>>> LANÇAMENTO DO LIVRO "DIALÓGOS DE UM RABINO REFLEXÕES PARA UM MUNDO DE MONÓLOGOS" DE MICHEL SCHLESI
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Sob o mesmo teto
>>> O alívio das vias aéreas
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES II
>>> Honra ao mérito
>>> Em edição 'familiar', João Rock chega à 17ª edição
>>> PATÉTICA
>>> Presságios. E chaves III
>>> Minha história com Philip Roth
>>> Lars Von Trier não foi feito para Cannes
>>> O brasileiro e a controvérsia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Paulo Coelho para o Nobel
>>> 2008, o ano de Chigurh
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Onde fica o interruptor?
>>> Era uma vez
>>> The Ultimate Ozzy 1986
>>> Cognição Estética contra o Logos (Parte I)
>>> Crítica à arte contemporânea
Mais Recentes
>>> Arcanjos e Mestres Ascensos
>>> Mentiras no divã
>>> Never, more forever: a poesia na modernidade, ou Shelley versus Peacock ...
>>> Mistérios Desvelados - Ensinamentos do Mestre Saint Germain
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 25 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 18 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 17 (RARIDADE) - Guerra do Vietnã
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 16 (RARIDADE) - Igraja e Marxismo
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 14 (RARIDADE) - Mulheres, a revolução mais longa
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 13: China - Uma revolução dentro da Revolução - (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 9-10 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 7 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 5-6 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 3 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 1 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Caderno Especial 1: A Revolução Russa - Cinquenta Anos de História
>>> O Homem e o Universo
>>> O Judaísmo- do Exílio ao Tempo de Jesus
>>> Direito Penal - Parte Geral ( V. 7)
>>> O Exército de Cavalaria
>>> The Golden Treasury
>>> Surdez e linguagem- Aspectos e implicações neurolinguísticas (Nova Ortografia)
>>> El Libro Supremo de Todas las Magias - Magia Blanca - Negra - Roja
>>> Rituais e Egrégoras para a Era de Aquário
>>> O Despertar da Consciência
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Código Civil - 7ª Edição Atualizada
>>> Fonética e Ortografia - Coleção Linguagem Jurídica vol. 1
>>> Dicionário Jurídico
>>> Introdução Ao Direito
>>> Debate Sobre a Constituição de 1988
>>> Noções de Prevenção e Controle de Perdas Em Segurança do Trabalho 7ª edição revista e atualizada
>>> Vire a Página - Estratégias para Resolver Conflitos 6ª edição
>>> Tópicos de Administração Aplicada à Segurança do Trabalho 9ª edição
>>> Doenças Profissionais Ou do Trabalho 10ª edição
>>> Epidemiologia
>>> Cipa - Comissao Interna de Prevençao de Acidentes uma Nova Abordagem 14ª edição
>>> Prevenção e Controle de Risco Em Máquinas, Equipamentos e Instalações 3ª edição
>>> Os 10 Mandamentos: Princípios Divinos para Melhorar seus Relacionamentos
>>> Mini Código Saraiva Civi
>>> Mini Aurélio da Língua Portuguesa 7ª Edição
>>> Guia da Sexualidade - Reedição Ampliada e Ilustrada
>>> A Rosa do Povo
>>> Quando o Sofrimento Bater à Sua Porta
>>> Cura das Emoções Em Cristo
>>> A Terapia das Histórias Porque Todos Têm Direito a um Final Feliz
>>> Administrar a Própria Vida - o Negócio Mais Urgente
>>> A Luta Contra a Depressão
>>> Os Anjos e Eu
COLUNAS

Quarta-feira, 20/7/2005
Escrever bem e os 10 Mandamentos
Ana Elisa Ribeiro

+ de 9100 Acessos

Os 10 Mandamentos foram escritos numa coisa parecida com uma lápide, um naco de pedra marcado com ranhuras e cheio de regras sobre coisas que o bom senso poderia apitar, caso o indivíduo tivesse uns impulsos meio endiabrados.

Não matar e não desejar a mulher do próximo podem soar como versões da mesma coisa em determinados contextos. E nas páginas policiais de certos jornais, soam como o mais irreversível e contíguo dos cotidianos.

Se eu começo a escrever um texto e meto nele cinco ou seis expressões dessas que lembram os 10 Mandamentos, fico tão óbvia que passo a cometer um "pecado" do texto: o clichê. Os "erros" de ortografia ou de concordância podem ser ajeitados com um dicionário ou com uma consultinha numa gramática. As regências mais singulares podem ser consultadas numa obra específica, mas o clichê, não. O clichê é na cabeça do escritor. Alguns temas, tanto em vestibulares, quanto em concursos, e até mesmo nas escolas, são lançados para "pegar" quem não consegue produzir linhas menos óbvias. Falar de tabagismo e de aborto é tão difícil quanto falar de miudezas do genoma humano. Não é a linguagem técnica que oferece mil e um obstáculos ao entendimento e à produção, mas também a coisa comum pode colocar pedras no caminho. Como escrever um texto sobre fumantes e cigarros sem cair nas tarjinhas do Ministério da Saúde? Como falar em álcool sem dizer que embebeda e faz mal ao fígado? Como defender ou condenar o aborto sem falar em bebês despedaçados? É tão difícil que muita gente não consegue passar da segunda linha do caderno de pautas.

Mas existe originalidade? O que é ser criativo afinal? Bom, certos vultos da lingüística, assim como pensadores da linguagem e do discurso, defendem que todo discurso é permeado por outros discursos, portanto, a rigor, é impossível dizer algo que ninguém nunca disse ou tirar da cartola coelhos novidadeiros. O que existe é certa maneira peculiar de dispor palavras e idéias de forma a dar passos à frente, na direção de uma coisa que poderia ser o estilo. Também outros pensadores dizem que todos nós estamos incluídos demais na linguagem e nos discursos e, portanto, estamos contaminados das idéias, ideologias e até mesmo de uma forma de pensar que nos faz membros de uma comunidade. Assim é que ser original é ficção. E nem mesmo a ficção é original.

Mas entre ser criativo (no sentido possível) e ser plagiador há muita diferença. Plágio é quando alguém se apropria do texto do outro sem sinalizar ou sem deixar claro que aquilo é citação, apropriação, comentário, paráfrase. Plágio é evidente, assim como cópia. Já a citação e os outros meios de trazer à minha voz o discurso dos outros são iluminados com aspas, ironia ou um tom diferente do meu, mas que me ajuda a construir o meu discurso.

Entre os profissionais que trabalham com a linguagem são conhecidos e reconhecidos os jornalistas, os publicitários e os redatores em geral por fazerem uso dela de maneira a torná-la pública, dada a interações e a julgamentos. Os políticos são conhecidos pelo uso persuasivo e mentiroso dos argumentos e das explicações. Os poetas e escritores em geral são conhecidos pelo uso estético da mesma argamassa. Já os professores, especialmente os de Português, trabalham com a linguagem sobre a linguagem, são metalingüísticos por tradição, embora nem sempre o devessem ser. E os advogados também entram nesta categoria das pessoas que fazem da língua e da linguagem verbal seu ganha-pão e seu objeto de estudo.

E assim como vêem seus objetos de estudo por lentes específicas, cada um desses profissionais tem uma compreensão sobre o que seja escrever bem. É claro que um escritor, quando lê um romance, tem uma experiência estética que pode ser avaliada pela forma imprevisível com que o colega fez uso de certas expressões e da maneira pessoalíssima como expôs certas idéias. Já o jornalista quer ser claro na maneira de narrar, quer ser ajustado às necessidades de um espaço que lhe é imposto. O publicitário quer resultados bem-delimitados sobre o texto que produz. O professor de Português quer que os alunos saibam taxonomias sobre língua. E os advogados podem querer mostrar que escrevem difícil como se isso fosse garantia de que escrever bem.

Mas o que é escrever bem? É escrever com jeito alguma coisa que soe compreensível e relativamente clara para o leitor que se tinha em vista. Escrever é saber para quem, para quê, fazer um "como" pertinente e equilibrar conhecimento partilhado e alguma novidade. Não são necessárias expressões em latim ou sintaxes do século 18. Uma boa dose de bom senso também cabe nesta situação. Quem escreveu os 10 Mandamentos sabia direitinho como redigir uma lista de normas que funcionasse para muitas pessoas. Quem sabe coubesse mais um item: Não complicar quando se pode ser simples e eficiente.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 20/7/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Em noite de lua azul de Elisa Andrade Buzzo
02. A grama do vizinho de Adriane Pasa
03. Carregando o Elefante de Marilia Mota Silva
04. A memória vegetal de Gian Danton
05. As minas de ouro (ou Os sebos) de Ivan Bilheiro


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2005
01. Mapa da sala de aula - 6/4/2005
02. Para gostar de ler? - 24/8/2005
03. Publicar um livro pode ser uma encrenca - 28/12/2005
04. Escrever bem e os 10 Mandamentos - 20/7/2005
05. Sexo pra quê? Texto onde? - 26/1/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CLÍNICA PEDIÁTRICA - 10 LIÇÕES (RARIDADE)
PROF. JOSÉ MARTINHO DA ROCHA
GUANABARA
(1947)
R$ 42,00



TRADIÇÃO, CONHECIMENTO E PRÁTICA DOS VINHOS
DANIO BRAGA / CELIO ALZER
JOSÉ OLYMPIO
(2004)
R$ 8,90



DIRETRIZES ESPIRITUALISTAS DA LBV MUNDIAL - VOL 1
JOSÉ DE PAIVE NETTO
LBV
(1988)
R$ 8,00



NOSSO HOMEM EM HAVANA
GRAHAM GREENE
ABRIL
(1972)
R$ 20,00



A SEGUNDA PÁTRIA
MIGUEL SANCHES NETO
INTRÍNSECA
(2015)
R$ 22,90



VIAGEM AO CENTRO DA TERRA
JÚLIO VERNE
CÍRCULO DO LIVRO
(1994)
R$ 65,00



MONITORAMENTO DE REDES - REVISTA LINUX MAGAZINE Nº 71
LINUX MAGAZINE
LINUX MAGAZINE
(2010)
R$ 9,00



TROVAS E TRAVOS
AGENOR SANTOS
JORNAL DE SÁBADO
(2006)
R$ 8,00



MIL DIAS DE SOLIDÃO - COLLOR BATEU E LEVOU
CLÁUDIO HUMBERTO ROSA / SILVA
GERAÇÃO EDITORIAL
(1993)
R$ 7,00



A EPÍSTOLA AOS EFÉSIOS
H.E.ALEXANDER
CASA DA BÍBLIA
(1961)
R$ 42,80
+ frete grátis





busca | avançada
30221 visitas/dia
773 mil/mês