Escrever bem e os 10 Mandamentos | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
51839 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (I)
>>> A primeira ofensa recebida sobre algo que escrevi
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Procissão
>>> Mais espetáculo que arte
>>> teu filho, teu brilho
>>> O Medium e o retorno do conteúdo
>>> A Poli... - 10 anos (e algumas reflexões) depois
>>> Web-based Finance Application
>>> Pensando sozinho
Mais Recentes
>>> Local, Global de Heloisa Buarque de Almeida pela Berlendis & Vertecch (2013)
>>> A Ordem Negra de James Rollins pela Ediouro (2007)
>>> Geometria Analítica Plana de Steinbruch Basso pela Makron Books (1991)
>>> Plano de Negócios de Egoy Walter Wildauer pela Intersaberes (2012)
>>> A Rendeira Borralheira de Socorro Acioli; Alexandre Camanho pela Positivo Livros (2009)
>>> How to Launch a Brazilian Depositary Receipts (bdrs) Program de Vários Autores pela Pwc
>>> Amanhã é outro dia de J.m. Simmel pela Nova Fronteira (1978)
>>> Tempo Bom, Tempo Ruim de Jean Wyllys pela Paralela (2014)
>>> O Fantasma de Canterville de Oscar Wide pela Scpione (2006)
>>> não vi enão gastei - O fenômeno do Prenconceito de Renato da Siva Queiroz pela Moderna (1997)
>>> O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec pela Ide (2016)
>>> Giocondo Dias - a Vida de Revolucionario de João Falçãqo pela Agir (1993)
>>> Passenger to Frankfurt de Agatha Christie pela Harpercollins Uk (2017)
>>> Por Que Sonhei Com Isso? de Evelyn Kay Massaro; Lauri Quinn Lowenberg pela Best Seller (2017)
>>> Born Montoneros - 9 Meses En las Entranãs de Montoneros de María Odonnell pela Sudamericana (2015)
>>> Mesa para Dois de Nora Roberts pela Harlequin Books Br (2007)
>>> Controle o Estresse de Augusto Cury pela Gold
>>> Schwert, Das de Daniel Easterman pela Aufbau Tb (2009)
>>> English in Formation 3rd Edition 8 Teacher Book de Wilson Liberato pela Standfor (2016)
>>> Metade de uma Rosa de Jonas Ribeiro pela Do Brasil (2007)
>>> Alarde Poético de Vários pela Não consta (2006)
>>> Perfume Derramado de Denise Seixas pela Bolabooks (2016)
>>> Evangelho Eterno e Orações Prodigiosas de Osvaldo Polidoro pela Do Autor (2009)
>>> Nao Pergunte Se Ele Estudou de Renato Alves pela Humano (2011)
>>> Habermas e a Dialética de David Igram pela Edunb (1993)
COLUNAS

Quarta-feira, 20/7/2005
Escrever bem e os 10 Mandamentos
Ana Elisa Ribeiro

+ de 10100 Acessos

Os 10 Mandamentos foram escritos numa coisa parecida com uma lápide, um naco de pedra marcado com ranhuras e cheio de regras sobre coisas que o bom senso poderia apitar, caso o indivíduo tivesse uns impulsos meio endiabrados.

Não matar e não desejar a mulher do próximo podem soar como versões da mesma coisa em determinados contextos. E nas páginas policiais de certos jornais, soam como o mais irreversível e contíguo dos cotidianos.

Se eu começo a escrever um texto e meto nele cinco ou seis expressões dessas que lembram os 10 Mandamentos, fico tão óbvia que passo a cometer um "pecado" do texto: o clichê. Os "erros" de ortografia ou de concordância podem ser ajeitados com um dicionário ou com uma consultinha numa gramática. As regências mais singulares podem ser consultadas numa obra específica, mas o clichê, não. O clichê é na cabeça do escritor. Alguns temas, tanto em vestibulares, quanto em concursos, e até mesmo nas escolas, são lançados para "pegar" quem não consegue produzir linhas menos óbvias. Falar de tabagismo e de aborto é tão difícil quanto falar de miudezas do genoma humano. Não é a linguagem técnica que oferece mil e um obstáculos ao entendimento e à produção, mas também a coisa comum pode colocar pedras no caminho. Como escrever um texto sobre fumantes e cigarros sem cair nas tarjinhas do Ministério da Saúde? Como falar em álcool sem dizer que embebeda e faz mal ao fígado? Como defender ou condenar o aborto sem falar em bebês despedaçados? É tão difícil que muita gente não consegue passar da segunda linha do caderno de pautas.

Mas existe originalidade? O que é ser criativo afinal? Bom, certos vultos da lingüística, assim como pensadores da linguagem e do discurso, defendem que todo discurso é permeado por outros discursos, portanto, a rigor, é impossível dizer algo que ninguém nunca disse ou tirar da cartola coelhos novidadeiros. O que existe é certa maneira peculiar de dispor palavras e idéias de forma a dar passos à frente, na direção de uma coisa que poderia ser o estilo. Também outros pensadores dizem que todos nós estamos incluídos demais na linguagem e nos discursos e, portanto, estamos contaminados das idéias, ideologias e até mesmo de uma forma de pensar que nos faz membros de uma comunidade. Assim é que ser original é ficção. E nem mesmo a ficção é original.

Mas entre ser criativo (no sentido possível) e ser plagiador há muita diferença. Plágio é quando alguém se apropria do texto do outro sem sinalizar ou sem deixar claro que aquilo é citação, apropriação, comentário, paráfrase. Plágio é evidente, assim como cópia. Já a citação e os outros meios de trazer à minha voz o discurso dos outros são iluminados com aspas, ironia ou um tom diferente do meu, mas que me ajuda a construir o meu discurso.

Entre os profissionais que trabalham com a linguagem são conhecidos e reconhecidos os jornalistas, os publicitários e os redatores em geral por fazerem uso dela de maneira a torná-la pública, dada a interações e a julgamentos. Os políticos são conhecidos pelo uso persuasivo e mentiroso dos argumentos e das explicações. Os poetas e escritores em geral são conhecidos pelo uso estético da mesma argamassa. Já os professores, especialmente os de Português, trabalham com a linguagem sobre a linguagem, são metalingüísticos por tradição, embora nem sempre o devessem ser. E os advogados também entram nesta categoria das pessoas que fazem da língua e da linguagem verbal seu ganha-pão e seu objeto de estudo.

E assim como vêem seus objetos de estudo por lentes específicas, cada um desses profissionais tem uma compreensão sobre o que seja escrever bem. É claro que um escritor, quando lê um romance, tem uma experiência estética que pode ser avaliada pela forma imprevisível com que o colega fez uso de certas expressões e da maneira pessoalíssima como expôs certas idéias. Já o jornalista quer ser claro na maneira de narrar, quer ser ajustado às necessidades de um espaço que lhe é imposto. O publicitário quer resultados bem-delimitados sobre o texto que produz. O professor de Português quer que os alunos saibam taxonomias sobre língua. E os advogados podem querer mostrar que escrevem difícil como se isso fosse garantia de que escrever bem.

Mas o que é escrever bem? É escrever com jeito alguma coisa que soe compreensível e relativamente clara para o leitor que se tinha em vista. Escrever é saber para quem, para quê, fazer um "como" pertinente e equilibrar conhecimento partilhado e alguma novidade. Não são necessárias expressões em latim ou sintaxes do século 18. Uma boa dose de bom senso também cabe nesta situação. Quem escreveu os 10 Mandamentos sabia direitinho como redigir uma lista de normas que funcionasse para muitas pessoas. Quem sabe coubesse mais um item: Não complicar quando se pode ser simples e eficiente.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 20/7/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Letras, como ela é? de Verônica Mambrini
02. O Primeiro Jogo de Assunção Medeiros


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2005
01. Mapa da sala de aula - 6/4/2005
02. Para gostar de ler? - 24/8/2005
03. Publicar um livro pode ser uma encrenca - 28/12/2005
04. Escrever bem e os 10 Mandamentos - 20/7/2005
05. Sexo pra quê? Texto onde? - 26/1/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Esboços de Sermões
Luis Roberto Silvado
A. D Santos
(2012)



Outras do Analista de Bagé
Luis Fernando Veríssimo
L pm
(2022)



Boas Maneiras e Sucesso nos Negócios
Celia Ribeiro
L&pm
(1993)



O Perito
Robert Finn
Publicações Europa-américa
(2009)



Au Arquitetura & Urbanismo Nº 155
Pini
Pini



O Estudante
Adelaide Carraro
Global
(2001)



Comunicacao Modernizacao e Difusao de Inovacoes no Brasil
Jose Marques de Melo
Vozes
(1978)



Inteligência - Perspectivas Teóricas
Leandro S. Almeida, Aristides Ferreira
Almedina
(2009)



Wireless Java With J2me - Sams Teach Yourself - in 21 Days.
Michael Morrison
Sams



Historias da Vo Cotinha Vivencias e Virtudes
Lucia Nobrega
Rideel
(2010)





busca | avançada
51839 visitas/dia
1,8 milhão/mês