As crônicas de Ivan Lessa | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> A massa e os especialistas juntos no mesmo patamar
Mais Recentes
>>> Relembrança de Danielle Stell pela Record
>>> O Egypto de Eça de Queiroz pela Porto (1926)
>>> Momentos de paixão de Danielle Stell pela Record
>>> Um desconhecido de Danielle Stell pela Record
>>> Uma vez só na vida de Danielle Stell pela Record
>>> O apelo do amor de Danielle Stell pela Record (1983)
>>> Agora e sempre de Danielle Stell pela Record (1985)
>>> O Princípio Constitucional da Igualdade e o Direito do Consumidor de Adriana Carvalho Pinto Vieira pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Histórias Anunciadas de Djalma França pela Decálogo/ belo Horizonte (2003)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Senado Federal pela Senado Federal (2006)
>>> Eterna Sabedoria de Ergos pela Fraternidade Branca Universal do Arcanjo Mickael (1974)
>>> Leasing Agrário e Arrendamento Rural como Opção de Compra de Lucas Abreu Barroso pela Del Rey/ Belo Horizonte (2001)
>>> Contratos Internacionais de Seguros de Antonio Marcio da Cunha Guimarães pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Amor de Perdição / Eurico, o Presbítero de Camilo Castelo Branco / Alexandre Herculano pela Círculo do livro (1978)
>>> Carajás de Paulo Pinheiro pela Casa Publicadora Brasileira (2007)
>>> Menopausa de Diversos pela Nova Cultural (2003)
>>> Guia de Dietas de Diversos pela Nova Cultural (2001)
>>> Seguros: Uma Questão Atual de Coordenado pela EPM/ IBDS pela Max Limonard (2001)
>>> O Significado dos Sonhos de Diversos pela Nova Cultural (2002)
>>> A Dieta do Tipo Sanguíneo - A B O AB de Peter J. D'Adamo pela Campus (2005)
>>> Cem Noites - Tapuias de Ofélia e Narbal Fontes pela Ática (1982)
>>> Direito do Trabalho ao Alcance de Todos de José Alberto Couto Maciel pela Ltr (1980)
>>> Manon Lescaut de Abade Prévost pela Ediouro (1980)
>>> A Reta e a Curva: Reflexões Sobre o Nosso Tempo de Riccardo Campa (com) O. Niemeyer (...) pela Max Limonard (1986)
>>> Introdução às Dificuldades de Aprendizagem de Vítor da Fonseca pela Artes Médicas (1995)
>>> Dos Crimes Contra a Propriedade Intelectual: Violação... de Eduardo S. Pimenta/ Autografado pela Revista dos Tribunais (1994)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Ática (1988)
>>> A Voz do Mestre de Kahlil Gibran pela Círculo do livro (1973)
>>> O Jovem e seus Assuntos de David Wilkerson pela Betânia (1979)
>>> Emília no País da Gramática de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1978)
>>> The Art Direction Handbook for Film de Michael Rizzo pela Focal Press (2005)
>>> A Escrava Isaura de Bernardo Guimarães pela Melhoramentos (1963)
>>> O Grande Conflito de Ellen G. White pela Casa Publicadora Brasileira (1983)
>>> Filosofia do Espírito de Jerome A. Shaffer pela Zahar (1980)
>>> Muito Além das Estrelas de Álvaro Cardoso Gomes pela Moderna (1997)
>>> A Grande Esperança de Ellen G. White pela Casa Publicadora Brasileira (2011)
>>> É Fácil Jogar Xadrez de Cássio de Luna Freire pela Ediouro (1972)
>>> O Espião que saiu do Frio de John Le Carré pela Abril cultural (1980)
>>> A Primeira Reportagem de Sylvio Pereira pela Ática (1988)
>>> Distúrbios Psicossomáticos da Criança de Haim Grunspun pela Atheneu
>>> Aprenda Xadrez com Garry Kasparov de G. Kasparov pela Ediouro (2003)
>>> Poemas para Viver de P. C. Vasconcelos Jr. pela Salesiana Dom Bosco (1982)
>>> A Casa dos Bronzes de Ellery Queen pela Círculo do livro (1976)
>>> Warcraft Roleplaying Game de Christopher Aylott e outros pela Blizzard / Arthaus / wizards (2004)
>>> A Dama do Lago de Raymond Chandler pela Abril cultural (1984)
>>> ABC do Vôo Seguro de Manoel J. C. de Albquerque Filho pela O Popular (1981)
>>> A Relíquia de Eça de Queirós pela Klick (1999)
>>> Manual Completo de Aberturas de Xadrez de Fred Reinfeld pela Ibrasa (1991)
>>> Para Sempre - Os Imortais - volume 1 de Alyson Noel pela Intrínseca (2009)
>>> A Máscara de Dimítrios de Eric Ambler pela Abril cultural (1984)
COLUNAS

Quinta-feira, 30/3/2006
As crônicas de Ivan Lessa
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 7600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

No jornalismo brasileiro, a crônica possui talvez a mesma importância que o ensaio tem para o jornalismo norte-americano e europeu. Ainda que por aqui existam textos de natureza mais reflexiva e ensaística, pode-se dizer que, para o bem e para o mal, a crônica é uma das assinaturas do nosso jornalismo, numa tradição que remonta aos viajantes que estiveram no Brasil e fizeram seus relatos históricos (pois a crônica tinha um valor inestimável para poder traçar um perfil dos lugares e dos povos) e que hoje alcança grande da mídia impressa e eletrônica no país. Nota-se, aliás, que há um excesso de crônicas, uma vez que todo candidato a escritor logo se apressa a escrever relatos mais ou menos engraçados sobre os mais variados assuntos.

No entanto, o leitor que não se engane: nem todos têm talento. Na verdade, é correto afirmar que é graças a um grupo seleto de cronistas, entre eles Rubem Braga e Antônio Maria, que o gênero ganhou a importância atual. E é da lavra de um desses grandes cronistas que a editora Companhia das Letras lançou, no final de 2005, uma preciosa coletânea. Em O Luar e a Rainha, o escritor e jornalista da BBCBrasil Ivan Lessa, que já foi da turma do Pasquim e da redação da revista Senhor, mostra por que é um dos grandes autores do gênero, com um estilo marcante, sem ser óbvio ou medíocre. Em outras palavras, o cronista Ivan Lessa entrega mais do que o gênero costuma propiciar aos seus leitores. Vejamos como.

Ao longo de mais de 130 crônicas que foram escritas originalmente para o site da BBCBrasil, onde assina uma coluna três vezes por semana, o autor destila seu humor afiado acerca de assuntos tão diversos quanto curiosos e que, se alguém nos contasse, dificilmente pareceria verdade. Afinal, o que dizer das pesquisas propostas pelos cientistas britânicos a respeito dos acidentes que acontecem em casa, pois para a surpresa de muita gente milhares de tombos domésticos são provocados pelo simples ato de vestir as calças; ou que o Cubismo é fruto não do gênio de artistas plásticos, mas, sim, da enxaqueca (pelo menos é o que afirma o centro da Universidade Médica da Holanda; isso para não mencionar a sondagem realizada junto aos internautas que provava que estes eram ex-usuários da internet).

Sim, leitor, a pergunta cabe, até porque eu não respondi no parágrafo anterior: qual o uso de tais pesquisas? Aparentemente, antes das crônicas de Ivan Lessa, tais investigações tinham um fundo científico. E a graça de toda a história está justamente aí: Ivan Lessa conseguiu extrair de cada tema o ridículo de seus objetivos primários, esse interesse quase obtuso de tão específico por assuntos esdrúxulos e que, ao fim e ao cabo, não têm importância alguma. É esse o método, mas o leitor mais atento há de observar que a fórmula não se esgota por aí.

Para além da ironia, Ivan Lessa escapa de ser a referência para os assuntos escolhidos. Isto é, ele não prega seu ponto-de-vista, como de um obcecado, para os temas que o cercam. Em certa medida, o que se percebe é o espanto de um leitor comum ante as notícias do dia-a-dia, seja na internet, seja na TV, seja nos bons e velhos diários britânicos. Nesse ponto, ele se contrapõe a quase 99% dos cronistas brasileiros, até mesmo dos atuais - como Joaquim Ferreira dos Santos, Ignácio Loyola Brandão e de Mario Prata. Em outras palavras, não é o cronista que delibera se o assunto é ou não estranho aos seus olhos, mas, antes, é porque ele repara uma situação cômica possível por detrás da aparente seriedade da ciência, da política e do factual.

O leitor, portanto, não vai encontrar, em O Luar e a Rainha nada sobre umbiguismo de Ivan Lessa, como suas manias ao acordar ou a sua dificuldade a andar de táxi por Londres. Pelo contrário, mesmo quando ler sobre a experiência de voto do cronista, o assunto em questão será a apatia da política local, carente de representantes viáveis e compatíveis com o perfil requerido.

É forçoso notar, com isso, que Ivan Lessa possui um fôlego e tanto, não somente pela quantidade das crônicas escritas, mas pela concisão e objetividade do texto. Apesar de ser uma crônica, cujo flerte com a literatura, muitas vezes, é a salvação da lavoura, no texto de Ivan Lessa é aspecto secundário, não pela falta de talento do autor, mas, especialmente, pelo fato de ele utilizar como matéria e ferramenta de trabalho o jornalismo (além das pesquisas, os outros temas são pescados na mídia).

Uma única ressalva: o livro de Ivan Lessa, assim como muitos jornalistas fazem, não é uma obra original, uma vez que foi publicada anteriormente em outro veículo, mais precisamente na internet. Talvez a receptividade por parte dos leitores fosse maior caso o livro fosse todo inédito. Ainda assim, é um alento que o texto desse grande escritor e jornalista esteja disponível nas prateleiras, pois é fundamental que os novos leitores saibam que nem toda a crônica possui é sobre o besteirol ou auto-ajuda, do mesmo modo que assuntos mundanos também podem ser dissecados com elegância e ironia. Em uma frase apenas: Ivan Lessa dignifica a crônica.

Baden Powell, ao vivo em Bruxelas
O violão vadio de Baden Powell, o parceiro do poeta da MPB Vinícius de Moraes está disponível em mais uma versão de virtuosismo e talento. É o álbum Baden - Live à Bruxelles, que, como o nome indica, traz uma apresentação direto da capital belga (gravada em 1999). No disco, Baden Powell não faz nada de muito diferente de suas performances nas seis cordas. E isso não é pouca coisa. É o que se ouve, por exemplo, na longuíssima introdução do clássico caipira "Asa Branca," sem mencionar a continuação da música propriamente dita.

O grande destaque, porém, fica por conta de uma versão sonoramente orquestral de um violão só de "Samba do Avião". Talvez seja a única vez em que o piano de Tom Jobim não tenha sido uma ausência considerável. A velocidade que Powell imprimiu tirou o caráter bossa-nova e instituiu uma outra música. Que outras gravações assim apareçam; música de qualidade, mesmo fora de época, é sempre uma renovação.

Para ir além






Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 30/3/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Entrevista com a tradutora Denise Bottmann de Jardel Dias Cavalcanti
02. Precisamos falar sobre Kevin de Renato Alessandro dos Santos
03. Nós, os afogados, de Carsten Jensen de Ricardo de Mattos
04. A Delicadeza dos Hipopótamos, de Daniel Lopes de Jardel Dias Cavalcanti
05. 'Eu quero você como eu quero' de Ana Elisa Ribeiro


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2006
01. Orgulho e preconceito, de Jane Austen - 5/5/2006
02. Por que quero sair do Orkut (mas não consigo) - 2/2/2006
03. Desejo de Status - 21/4/2006
04. As crônicas de Ivan Lessa - 30/3/2006
05. Google: aprecie com moderação - 2/3/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
2/5/2006
10h39min
O leve humor do Lessa retira a aridez contida no tema da sua crônica. Fabio, você foi preciso no seu comentário.
[Leia outros Comentários de Joel Rogerio]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




HITMAN Nº 3
GARTH ENNIS
BRAIN SITRE
R$ 15,00



A DESPEDIDA ARBITRÁRIA FRENTE AOS DIREITOS FUNDAMENTAIS
JULIANA GONÇALVES DE OLIVEIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



O CORPO E A MENTE COMO HARMONIZAR SEU CORPO E MELHORAR SUA SAÚDE
CAROLINE M. SUTHERLAND
CIÊNCIA MODERNA
(2002)
R$ 16,90



SPY DOG
ANDREW COPE
PENGUIN UK
(2005)
R$ 24,00



NA PRÓXIMA PRIMAVERA
GANYMÉDES JOSÉ
EDIJOVEM
(1978)
R$ 4,06



ARTEMIS FOWL - UMA AVENTURA NO ÁRTICO
EOIN COLFER
RECORD
(2002)
R$ 15,87



A ESTRELA SOBE
MARQUES RABELO
ABRIL
(1983)
R$ 4,99



WATCHMEN E A FILOSOFIA - UM TESTE DE RORSCHACH
WILLIAM IRWIN / MARK D WHITE
MADRAS
(2009)
R$ 45,38



BALAS DE ESTALO E CRITICA
MACHADO DE ASSIS
GLOBO
R$ 5,00



ARQUIVOS CRIMINAIS
JOHN MARLOWE
MADRAS
(2013)
R$ 54,45





busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês