Desejo de Status | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
23758 visitas/dia
773 mil/mês
Mais Recentes
>>> Segundas de julho têm sessões extras do espetáculo À Espera
>>> Circo dos Sonhos, do ator Marcos Frota, desembarca no Shopping Metrô Itaquera
>>> Startup brasileira levará pessoas de baixa renda para intercâmbio gratuito fora do país
>>> Filho de suicida, padre lança livro sobre o tema
>>> LANÇAMENTO DO LIVRO "DIALÓGOS DE UM RABINO REFLEXÕES PARA UM MUNDO DE MONÓLOGOS" DE MICHEL SCHLESI
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Sob o mesmo teto
>>> O alívio das vias aéreas
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES II
>>> Honra ao mérito
>>> Em edição 'familiar', João Rock chega à 17ª edição
>>> PATÉTICA
>>> Presságios. E chaves III
>>> Minha história com Philip Roth
>>> Lars Von Trier não foi feito para Cannes
>>> O brasileiro e a controvérsia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Web 2.0: 5 Anos Depois
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Imperador da língua
>>> Poesia sem ancoradouro: Ana Martins Marques
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Blog precisa ser jornalismo?
>>> Paulo Coelho para o Nobel
>>> 2008, o ano de Chigurh
Mais Recentes
>>> Deus...
>>> Niovas Cartas Chilenas - 2ª ed.
>>> Cecília Meireles - Coleção melhores poemas
>>> A teoria Sócio-Interacionista de Mikael Bakhtin e suas Implicações para a Avaliação Educacional (Matraga 15)
>>> A Filosofia Perene
>>> Ética como amor-próprio
>>> A Colônia- (nova Ortografia)
>>> 1356 - 4ª ed. (Nova Ortografia)
>>> História e Arte no Mundo Ibérico - Tempo brasileiro- 184
>>> Limites: três dimensões educacionais - 1ª ed.
>>> Arcanjos e Mestres Ascensos
>>> Mentiras no divã
>>> Never, more forever: a poesia na modernidade, ou Shelley versus Peacock ...
>>> Mistérios Desvelados - Ensinamentos do Mestre Saint Germain
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 25 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 18 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 17 (RARIDADE) - Guerra do Vietnã
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 16 (RARIDADE) - Igraja e Marxismo
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 14 (RARIDADE) - Mulheres, a revolução mais longa
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 13: China - Uma revolução dentro da Revolução - (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 9-10 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 7 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Números 5-6 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 3 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Número 1 (RARIDADE)
>>> Revista Civilização Brasileira - Caderno Especial 1: A Revolução Russa - Cinquenta Anos de História
>>> O Homem e o Universo
>>> O Judaísmo- do Exílio ao Tempo de Jesus
>>> Direito Penal - Parte Geral ( V. 7)
>>> O Exército de Cavalaria
>>> The Golden Treasury
>>> Surdez e linguagem- Aspectos e implicações neurolinguísticas (Nova Ortografia)
>>> El Libro Supremo de Todas las Magias - Magia Blanca - Negra - Roja
>>> Rituais e Egrégoras para a Era de Aquário
>>> O Despertar da Consciência
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Sic Questões Comentadas
>>> Código Civil - 7ª Edição Atualizada
>>> Fonética e Ortografia - Coleção Linguagem Jurídica vol. 1
>>> Dicionário Jurídico
>>> Introdução Ao Direito
>>> Debate Sobre a Constituição de 1988
>>> Noções de Prevenção e Controle de Perdas Em Segurança do Trabalho 7ª edição revista e atualizada
>>> Vire a Página - Estratégias para Resolver Conflitos 6ª edição
>>> Tópicos de Administração Aplicada à Segurança do Trabalho 9ª edição
>>> Doenças Profissionais Ou do Trabalho 10ª edição
>>> Epidemiologia
>>> Cipa - Comissao Interna de Prevençao de Acidentes uma Nova Abordagem 14ª edição
>>> Prevenção e Controle de Risco Em Máquinas, Equipamentos e Instalações 3ª edição
>>> Os 10 Mandamentos: Princípios Divinos para Melhorar seus Relacionamentos
COLUNAS

Sexta-feira, 21/4/2006
Desejo de Status
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 8400 Acessos

Meu plano para esta coluna, inicialmente, era outro. Já tinha até conversado com o Julio, avisando que falaria a respeito do livro A cultura do novo capitalismo, de Richard Sennett. Na verdade, não seria mais uma resenha, uma vez que relacionaria o tema do livro com o Teia, evento que ocorreu no início do mês de abril, aqui em São Paulo. Ocorre que eu mudei de idéia. Explico por quê. Depois de alguns meses às quintas-feiras, na companhia de ninguém menos que Adriana Baggio, estou, agora, às sextas, com a difícil tarefa de substituir o Eduardo Carvalho (aliás, onde anda você?). Então, nessa minha "estréia", decidi fazer uma homenagem ao Edu e vou falar de um dos livros que mais me chamaram a atenção nesses últimos meses: Desejo de Status (2005, Rocco, 304 págs.), do filósofo suíço Alain De Botton.

"Por que uma homenagem"?, quase consigo ouvir as perguntas. Eu explico também. Foi o Eduardo quem me apresentou, via Digestivo, a obra de Alain De Botton. Então, a César o que é de César.

De volta ao livro. Num primeiro momento, os leitores podem suspeitar que o livro de De Botton nada mais é do que mais um manual de auto-ajuda, desses que nos auxiliam a influenciar pessoas e conquistar amigos, ou daqueles que nos ensinam a ter confiança nas nossas aptidões, pensando sempre positivo, em detrimento de uma tentação negativista, derrotista, marcado pela insegurança. Felizmente, porém, a obra não trata desse tema. Ufa. O que Alain De Botton investiga são as causas dessa ansiedade de status, que, segundo pode ser interpretado, é uma espécie de mal-estar do século XXI.

Obviamente que o livro não é um tratado clínico. Antes, um ensaio que quer entender um certo comportamento da sociedade nos nossos dias. Para Alain De Botton, vivemos numa inquietante busca por status, condição que não deve ser entendida, tout court, apenas como posição social em razão da fortuna que, eventualmente, possamos ter. É mais do que isso: é a maneira como nós nos vemos a partir do olhar, crítica e julgamento dos outros.

Na primeira parte do livro, portanto, De Botton explica por que e de que maneira essa inquietação nos atinge. Às vezes a partir do olhar dos nossos vizinhos, às vezes porque não pertencemos ao jet set das colunas sociais e da TV; ora porque não nos sentimos confortáveis com o emprego que temos, ora porque não somos respeitados como gostaríamos de ser. Essa miríade de possibilidades, argumenta o filósofo, causa essa ansiedade, esse desejo de status que torna as pessoas cada vez mais infelizes. Nesse ponto da obra, os leitores vão notar uma das razões porque o livro não é de auto-ajuda. De Botton sustenta suas opiniões a partir de uma escrita que não doura a pílula. Pelo contrário. Prefere a eloqüência e a ironia que desmascaram, em muitos momentos, a mesquinhez e a vilania por detrás desse desejo de status, como se lê no trecho a seguir:

É possível que as lutas entre mão-de-obra e capital, pelo menos no mundo desenvolvido, não sejam mais tão cruas como na época de Marx. Porém, apesar dos avanços nas condições de trabalho e na legislação trabalhista, os trabalhadores continuam a ser instrumentos de um processo em que sua felicidade ou bem-estar econômico é necessariamente incidental (...) [e portanto] seu status não é garantido

Soluções
De fato, a obra seria muito mais crítica - na acepção negativista do termo - se o autor não se predispusesse a apresentar a contrapartida. Uma lista com algumas soluções que podem, de certa medida, aplacar essa necessidade por uma posição mais privilegiada. E o filósofo enumera uma lista de cinco tópicos para que o leitor compreenda claramente seus pontos de vista, a saber: "Filosofia", "Arte", "Política", "Cristianismo" e "Boemia".

Conforme a divisão do próprio livro, esta é a segunda parte da obra. Uma leitura mais atenta, no entanto, mostra que este segmento é muito mais um complemento, um arremate, das idéias inicialmente apresentadas pelo autor (em que ele tratou, respectivamente, de "Falta de amor", "Esnobismo", "Expectativa", "Meritocracia" e "Dependência".) E isso fica claro não somente pelo estilo, que segue conduzindo o leitor pelas mãos, mas também pela proximidade de cada assunto em relação aos que foram debatidos na primeira parte.

Assim, ao dizer como a arte pode instaurar uma atitude mais contemplativa e reflexiva, o filósofo consegue transmitir conceitos aparentemente simples e sem pretensão, mas que, examinados a fundo, possuem uma rara complexidade na sua origem. Afinal, quem consegue responder, assim de pronto, para que serve a arte? A resposta está na ponta da língua, mas dificilmente consegue ser externada com clareza. A virtude em Desejo de Status é que esse objetivo é atingido com muita propriedade.

Uma outra característica do livro, que, de certa forma, se relaciona com o que está escrito no parágrafo anterior, é o fato de o autor ser adepto de um ensaísmo cada vez mais raro no mundo preso às rédeas da academia e das citações auto-referentes. Em outras palavras, De Botton opta por um texto rico em menções literárias e alusões a diversos autores, sem necessariamente se prender a eles e, o que é mais difícil, sem parecer pedante. É elitista, sim, mas o que há de mal nisso? Quem está acostumado (!?) com a aridez literária dos chamados "suplementos culturais" (e à sua "balcanização", como disse Teixeira Coelho em debate na Folha) vão se surpreender com o quilate das referências: Jane Austen, Sófocles, Proust, Aristóteles. E os leitores aprendem um pouco mais acerca desses nomes também.

Pode-se dizer que Desejo de Status não alcança propriamente uma conclusão sobre o tema. Ou, ainda, nota-se que o autor prefere não apresentar respostas acabadas ao assunto, mas, sim, algumas considerações com base em sua observação e, principalmente, a partir da exposição reflexiva de seus argumentos. Sem dogmatimos, Botton faz uma elegia (e um elogio) à inteligência, ao escrever sobre um assunto muito discutido, mas, como é de praxe, pouco entendido. Decididamente, uma resposta absoluta só com os livros de auto-ajuda.

A menção na contracapa, nesse caso, faz jus ao que o livro representa: De Botton trouxe a filosofia de volta para o seu propósito mais simples e mais importante: nos ajudar a viver nossas vidas.

A partir da leitura do livro, não se entende muito por que o debate intelectual, no Brasil, ainda prefere os temas, em tese, mais abrangentes, ignorando solenemente a obra de autores como Alain De Botton. Uma resposta possível: talvez se julgue capaz de muito mais do que realmente é. Como? De onde adquiri essa resposta? Fácil: lendo Desejo de Status.

Para ir além






Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 21/4/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O massacre da primavera de Renato Alessandro dos Santos
02. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro de Jardel Dias Cavalcanti
03. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia de Renato Alessandro dos Santos
04. Saudade de ser 'professor' de Filosofia de Cassionei Niches Petry
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 12. Rumo ao Planalto de Heloisa Pait


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2006
01. Orgulho e preconceito, de Jane Austen - 5/5/2006
02. Por que quero sair do Orkut (mas não consigo) - 2/2/2006
03. Desejo de Status - 21/4/2006
04. As crônicas de Ivan Lessa - 30/3/2006
05. Google: aprecie com moderação - 2/3/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A ENCARNAÇÃO DO FILHO DE DEUS-CONCEPÇÕES DA ENCARNAÇÃO NO CRISTIANISMO INCIPIENTE E OS PRIMÓRDIOS DO DOCETISMO
ULRICH B. MÜLLER
LOYOLA
(2004)
R$ 29,10



AMECARIM - SINGULARIDADES DA VIDA DE UM HOMEM
HELI SAMUEL
CÁTEDRA
(1978)
R$ 7,00



APRENDA A OPERAR NO MERCADO DE AÇÕES
DR. ALEXANDER ELDER
CAMPUS
(2006)
R$ 36,00



HTML 5 - ENTENDENDO E EXECUTANDO
MARK PILGRIM
ALTABOOKS
(2011)
R$ 35,00



O PRÍNCIPE E O MENDIGO
MARK TWAIN
BESTBOLSO
(2008)
R$ 8,00



DIREITO CONSTITUCIONAL
SYLVIO MOTTA & WILLIAM DOUGLAS
IMPETUS
(2002)
R$ 35,00



APOLOGIA DE SÓCRATES
PLATÃO
L&PM POCKET
(2010)
R$ 5,00



OS CRIMES A B C
AGATHA CHRISTIE
RECORD
(1978)
R$ 6,00



IMAGENS DO PASSADO - A INSTITUIÇÃO DO PATRIMÔNIO EM SÃO PAULO (1969-1
MARLY RODRIGUES
UNESP
(2000)
R$ 25,00



VITRAIS DO MUNDO
WALDEMAR VALLE MARTINS
LOYOLA
(1999)
R$ 5,00





busca | avançada
23758 visitas/dia
773 mil/mês