TV Made in Brazil | Tais Laporta | Digestivo Cultural

busca | avançada
49722 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> OBMJazz: OBMJ lança primeiro clipe de novo projeto
>>> Serginho Rezende é entrevistado por Zé Guilherme na série EntreMeios
>>> TOGETHER WE RISE TRAZ UMA HOMENAGEM ÀS PESSOAS QUE FIZERAM PARTE DA HISTÓRIA DO GREEN VALLEY
>>> Instituto Vox realiza debate aberto sobre o livro O Discurso da Estupidez'
>>> A Arte de Amar: curso online desvenda o amor a partir de sua representação na arte e filosofia
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
>>> Meu reino por uma webcam
>>> Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest)
>>> Pílulas Poéticas para uma quarentena
>>> Ficção e previsões para um futuro qualquer
>>> Freud explica
>>> Alma indígena minha
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma aula com Thiago Salomão do Stock Pickers
>>> MercadoLivre, a maior empresa da América Latina
>>> Víkingur Ólafsson toca Rameau
>>> Philip Glass tocando Mad Rush
>>> Elena Landau e o liberalismo à brasileira
>>> O autoritarismo de Bolsonaro avança
>>> Prelúdio e Fuga em Mi Menor, BWV 855
>>> Blooks Resiste
>>> Ambulante teve 3 mil livros queimados
>>> Paul Lewis e a Sonata ao Luar
Últimos Posts
>>> Coincidência?
>>> Gabbeh
>>> Dos segredos do pão
>>> Diário de um desenhista
>>> Uma pedra no caminho...
>>> Sustentar-se
>>> Spiritus sanus
>>> Num piscar de olhos
>>> Sexy Shop
>>> Assinatura
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nelson Freire em DVD e Celso Furtado na Amazônia
>>> Um caos de informações inúteis
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Parei de fumar
>>> Ford e Eastwood: cineastas da (re)conciliação
>>> Amor à segunda vista
>>> O Gmail (e o E-mail)
>>> Diogo Salles no podcast Guide
Mais Recentes
>>> A Forma da Água de 1andrea Camilleri pela Record (2000)
>>> Mantenha o Sistema de George Orwell pela Itatiaia (2000)
>>> Guiness World Records 2017 de Diversos pela Harper Collins (2016)
>>> O Segredo Judaico de Resolução de Problemas. de Nilton Bonder pela Imago (1995)
>>> Atlas Geografico FAE de Equipe Diata pela Fae (1984)
>>> Atlas Geografico FAE de Equipe Diata pela Fae (1984)
>>> Calvin & Haroldo - Yukon-Ho! de Bill Watterson pela Conrad (2008)
>>> Atlas da Historia do Mundo de Geoffrey Barraclough Editor pela Folha de Sao Paulo (1995)
>>> Astrorhythms de Mary Orser, Rick e Glory Brightfield pela Harper (1980)
>>> Art Recipes de Doris E. Foley pela F. A. Owen (1960)
>>> Arthur C. Clarke's Mysterious World de Simon Welfare e John Fairley pela AeW (1980)
>>> O Ópio dos Intelectuais (Nova Ortografia) de Raymond Aron pela Três Estrelas (2016)
>>> Monocle May 2017 - Design & Property Special de Diversos pela Monocle (2017)
>>> História do Calendário de Hernâni Donato pela Melhoramentos (1978)
>>> O Arquipelago de Erico Verissimo pela Globo (1961)
>>> Fronteira Gelada de Dra. Jerri Nielsen com Maryanne Vollers pela Rocco (2002)
>>> Monocle 2017 Fashion + Retail Special de Diversos pela Monocle (2017)
>>> Microsoft Frontpage Aprenda em 24 Horas de Andy Shafran pela Campus (1998)
>>> A Guerra das Estrelas de Carlos Chagas pela L & pm (1985)
>>> Monocle November 2017 Design Special - Swiss Survey de Diversos pela Monocle (2017)
>>> Apelo à Razão de Claudio Alves pela Nucleo3 (1986)
>>> A espiã de vermelho de Aline, condessa de Romanones pela Casa Maria (1988)
>>> Antologia Casseta Popular de Arthur Dapieve Organizador pela Desiderata (2008)
>>> Revista da Anpoll 24 de Andre Luis Gomes pela Anpoll (2008)
>>> Monocle September 2018 - Your Steps to Success de Diversos pela Monocle (2018)
>>> Drogas - Constituição - Democracia e Liberdade de Felipe Hasson pela Instituto Memória (2015)
>>> Revista da Anpoll 25 de Andre Luis Gomes pela Anpoll (2008)
>>> Monocle September 2019 This is the Way to Work de Diversos pela Monocle (2019)
>>> Curso de Direito Processual Civil = Vol. III de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (2020)
>>> Monocle December 2019/January 2020 Japan Special de Diversos pela Monocle (2020)
>>> Curso de Direito Processual Civil = Vol. I de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (1997)
>>> Comentários à CLT de Sérgio Pinto Martins pela Atlas (1998)
>>> Monocle Food & Entertainment Annual 2018 de Diversos pela Monocle (2018)
>>> Manual do Executivo = Organização Comercial de Dr. Aluízio Telles de Meirelles pela Novo Brasil (1987)
>>> Animal Jokes de Glen Singleton pela Himkler (2009)
>>> Amor e Humor de Camillo Filho pela Do Autor (1978)
>>> Monocle March 2019 - France Special de Diversos pela Monocle (2019)
>>> American Folk Tales and Songs de Richard Chase pela Dover (1971)
>>> Monocle The Escapist 2019 Go Further de Diversos pela Monocle (2019)
>>> Sonho e razão, Lucas Lopes, o planejador de JK de Rodrigo Lopes pela Arx (2006)
>>> Alô, Rapaziada de Bussunda pela Record (1995)
>>> Educação do Homem Integral de Huberto Rohden pela Martin Claret
>>> Verbo Cívico Visão Histórico-Sociológico da assembléia legislativa do estado do Ceará de Arnaldo Santos / Juarez Leitão pela Expert (2002)
>>> A Crise da Crise do Marxismo - Introdução a um Debate Contemporâneo de Perry Anderson pela Brasiliense (1987)
>>> Ame e dê Vexame. de Roberto Freire pela Guanabara (1990)
>>> Todos Contra Todos de Leandro Karnal pela Leya (2017)
>>> Em busca de Gabrielle de Vavy Pacheco Borges pela Alameda (2009)
>>> Origem E Evolução Das Cidades Rio Grandenses de Günter Weimer pela Arquiteto (2004)
>>> Almanaque Renascim 1991 de Osvaldo Silva Filho pela Laboratorio Catarinense (1991)
>>> Almanaque Monstruoso dos Zumbis de Yuri Vasconcelos pela Abril (2013)
COLUNAS

Segunda-feira, 26/6/2006
TV Made in Brazil
Tais Laporta

+ de 2600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

A TV aberta no Brasil é uma das mais fechadas do mundo para as produtoras independentes. Ao contrário dos países Europeus, aqui, o governo não fornece subsídios para a produção de ficção ou documentários destinados à televisão (as leis de incentivo ao audiovisual beneficiam tão somente o cinema) e as grandes emissoras não pretendem investir um tostão em negócios desse tipo. No entanto, se por um lado o cenário nacional é desolador, por outro, países estrangeiros estão de braços abertos para fazer parcerias e co-produções que beneficiem ambas as partes. E, ao que tudo indica, esse elo está começando a dar certo: foi a impressão deixada durante o 1º MITV - Mercado Internacional de Televisão, evento que integra o calendário internacional de conteúdos para televisão, realizado nos dias 05 e 06 de junho, em São Paulo.

O exemplo mais nítido de como nossas produtoras aprendem a driblar a falta de incentivos nacionais é a exportação de seus projetos. Para tanto, a ABPI-TV - Associação Brasileira de Produtores Independentes para Televisão, alavancou uma idéia inusitada: criou o Brazilian TV Producers, marca internacional que divulga os projetos brasileiros para canais do mundo todo, como esclarece o presidente da entidade, Fernando Dias. "Queremos levantar fundos para co-produções, aproveitando o interesse de países como França, Alemanha, Espanha e Itália, que recebem subsídios generosos para produções desta natureza". A missão, desde então, tem indicado números positivos. O país fechou acordo com 13 países e levantou quantias superiores a U$ 24,5 milhões para o setor.

Contudo, se é perfeitamente satisfatório que algumas produtoras brasileiras estão desenvolvendo ficção e documentários de peso para gigantes como National Geografic e Discovery Channel, é também um desalento notar que os canais nacionais não investem um centavo em conteúdos independentes, repetem as mesmas fórmulas e copiam padrões estrangeiros. "A disparidade entre o que é oferecido pelas produtoras e as expectativas dos canais de televisão é colossal. Formatos com viabilidade comercial ainda são os programas diários de auditório, que atraem receita de anunciantes, e as telenovelas, que sempre são um bom negócio", aponta, com sinceridade, Marcelo Parada, vice-presidente da TV Bandeirantes.

Doa a quem doer, o panorama atual do mercado de televisão é o seguinte: enquanto os canais internacionais estão de olho em projetos com qualidade de conteúdo (Michella Gioretti, diretora de produção da Discovery aconselhou os brasileiros a trazerem "coisas novas, fatos que estão mudando a história"), a TV brasileira continua se gabando pelo modelo exportador de suas novelas e reality shows de audiência exorbitante, ao passo que rejeita a chamada "programação especial para o cabo". Ainda assim, numa terra onde a qualidade não atrai público nem receita, as produtoras independentes tentam reverter o quadro transformando água em vinho, isto é, adaptar a mentalidade de equipes inteiras que estão voltadas, por razões comerciais, ao mercado publicitário e, em menor escala, ao cinema.

Carla Affonso, diretora geral da Endemol Globo, conta que quando a empresa fechou uma parceria com um canal Francês para filmar nas matas do Brasil, as equipes locais tiveram dificuldades. "A mão-de-obra para formatos inusitados deixa a desejar no Brasil. Aqui é mais cinema", admite. Apesar de as empresas de TV nacionais só importarem modelos do exterior, como reconhece Carla, elas também precisam se reinventar. Para tanto, estão aprendendo a lidar com multi-plataformas - a introdução de novas mídias na programação. "Os portais de voz e outros aplicativos de interação com o espectador agregam audiência e dinheiro", constata a diretora, citando o exemplo bem sucedido do Big Brother Brasil no mercado.

Produtos deste tipo compõem a fórmula comercial mais lucrativa para as TVs abertas, um panorama bem diferente dos canais a cabo, que ainda priorizam o conteúdo. Mas o Brasil começa a se aventurar timidamente pelas bandas das multinacionais. Uma experiência recente mostrou como é possível aproveitar brechas na legislação brasileira para efetivar parcerias: em 2005, a Conspiração Filmes produziu para a HBO a primeira série de ficção brasileira em um canal a cabo, Mandrake, protagonizada por Marcos Palmeira. O projeto só aconteceu graças ao artigo 39 da legislação federal, que prevê uma verba especialmente destinada para co-produções em canais a cabo. "É a programação local de TV que faz o mercado crescer", acredita o sócio da produtora, Leonardo de Barros.

Outro exemplo de que nem tudo está perdido para as produtoras de TV nacionais, é o Documenta Brasil, uma parceria entre ABPI-TV, SBT, Ministério da Cultura e Petrobrás que vai financiar projetos de documentários exclusivos para a televisão aberta com R$ 2,5 milhões. Em um país que não recebe subsídios deste tipo e cuja população, em sua maioria, não tem acesso a canais pagos, a iniciativa é um passo gigantesco. Mas incentivos não significam total liberdade de conteúdo, como adverte Eric Michel, produtor executivo da canadense FRV Entertainment Internacional. "O projeto sempre deve se adequar ao formato do canal, e uma co-produção exige que ambas as partes interfiram em sua essência". Marcelo Parada, da Band, lembra que muitos documentários jornalísticos independentes são aproveitados por telejornais ingleses, o que não acontece aqui, onde o editorial é muito preservado, motivo que limita as co-produções jornalísticas. "Se queremos qualidade, devemos estar a favor da multiplicidade de opiniões e contra o monopólio". Se um representante da TV aberta faz afirmações deste tipo no Brasil, é sinal que avanços podem despontar de alguma direção? É o que veremos no próximo MITV.

Para ir além
1º MITV - Mercado Internacional de Televisão


Tais Laporta
São Paulo, 26/6/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Ficção e previsões para um futuro qualquer de Ana Elisa Ribeiro
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo de Heloisa Pait
03. Caindo as fichas do machismo de Marta Barcellos
04. Em 2016, pare de dizer que você tem problemas de Fabio Gomes
05. George Orwell e o alerta contra o totalitarismo de Gian Danton


Mais Tais Laporta
Mais Acessadas de Tais Laporta em 2006
01. Guimarães Rosa no Museu da Língua Portuguesa - 1/11/2006
02. Pelas curvas brasileiras - 11/7/2006
03. Ninguém segura Lady Macbeth - 2/8/2006
04. Sem cortes, o pai do teatro realista - 17/5/2006
05. Confissões de uma ex-podcaster - 20/9/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
10/6/2006
22h14min
Infelizmente, a cultura da arte no Brasil esta' seguindo um caminho completamente equivocado. Subisidios governamentais para se fazer arte, especialmente arte de massa, e' nocivo nao so' para o bolso dos cidadaos, mas especialmente para a criacao da arte popular. Por que eu ou voce temos que financiar uma visao aleatoria de algum produtor ou cineasta? Nao ha' beneficio justificavel em apoio governamental da arte... Se voce quer fazer programa de TV, tem que fazer um e vender. Faz parte... Senao quero subsidio para viver minha vida tambem, pois acredito que ela e' tao benefica para a sociedade quanto o seriado Mandrake. Ridiculamente, depois que TODOS os brasileiros pagaram por Mandrake, so' 10% puderam assistir, pois assinam HBO. Pior: os produtores e "artistas" nunca correm risco algum com seu dinheiro... So' enriquecem, transferindo o risco de qualquer obra para o dinheiro publico, e os lucros para o proprio bolso... Arte NAO PRECISA DE PATROCINIO.
[Leia outros Comentários de Ram]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PETRÓLEO: DESENVOLVIVMENTO OU VASSALAGEM?
MEDEIROS LIMA
ANTUNES
(1960)
R$ 22,18



ALHO SABOR E SAÚDE
MARCIO BONTEMPO
ALAÚDE
(2007)
R$ 8,00



JOÃO E MARIA DA AMAZÔNIA
BOECHAT,MARIA DIVA; GUSMÃO,MARTA - FRANCO
FRANCO
(2015)
R$ 17,00



DO CONFLITO ENTRE O DIREITO À PRODUÇÃO DE PROVAS E O....
ÉDER PEREIRA DE ASSIS
LUMEN JURIS
(2016)
R$ 59,00



MUITOS CAMINHOS, UMA ESTRELA
MARIETA DE MORAES FERREIRA; ALEXANDRE FORTES
PERSEU ABRAMO
(2008)
R$ 33,90



ANTES, O VERÃO
CARLOS HEITOR CONY
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1964)
R$ 10,00



UMA ALTERNATIVA DEMOCRÁTICA PARA A CRISE BRASILEIRA
NOVOS RUMOS
NOVOS RUMOS
R$ 10,00



OS SOFRIMENTOS DO JOVEM WERTHER
JOHANN WOLFGANG VON GOETHE
MEDIAFASHION
(2016)
R$ 24,00



JARDIM DE INVERNO
ZÉLIA GATTAI
RECORD
(1988)
R$ 5,00



OS GUARDIÕES DA PAZ VOL 3 O CAMINHO DAS ESTRELAS STAR TREK A GERAÇÃ...
GENE DEWEESE
PUBLICAÇÕES EUROPA - AMÉRICA
(1993)
R$ 23,33





busca | avançada
49722 visitas/dia
2,6 milhões/mês