Um quarto com vista | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
68461 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Liberdade Só - A Sombra da Montanha é a Montanha”: A Reflexão de Marisa Nunes na ART LAB Gallery
>>> Evento beneficente celebra as memórias de pais e filhos com menu de Neka M. Barreto e Martin Casilli
>>> Tião Carvalho participa de Terreiros Nômades Encontro com a Comunidade que reúne escola, família e c
>>> Inscrições abertas para 4ª Residência Artística Virtual Compartilhada
>>> Exposição 'Mundo Sensível dos Mitos' abre dia 29 de julho em Porto Alegre
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A memória vegetal
>>> VergonhaBrasil
>>> Juditha Triumphans, de António Vivaldi
>>> A trilogia Qatsi
>>> A pata da gazela transviada
>>> dinosonic
>>> Entrevista com Claudio Willer
>>> E assim se passaram dez anos...
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> Sermão ao cadáver de Amy
Mais Recentes
>>> Livro Mulheres Dos Anos Dourados de Carla Bassanezi Pinsky pela Contexto (2014)
>>> Liveo Eclipse - Série Crespúslo de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2009)
>>> 100 Camisas Que Contam As Historias De Todas As Copas de Marcelo Duarte pela Panda Books (2024)
>>> Speakout Advanced 2nd Edition Students' Book With Dvd-rom And Myenglishlab Access Code Pack de Antonia Clare, Jj Wilson pela Pearson Education (2018)
>>> Traits Writing Student Handbook Grade 4 de Ruth Culham pela Ruth (2024)
>>> Livro Do Queijo de Juliet Harbutt (org. ) pela Globo (2010)
>>> Scooby Doo And The Weird Water Park (scooby-doo 8x8) de Jesse Leon Mccann pela Scholastic Paperbacks (2000)
>>> Spider-man 2: Hurry Up, Spider-man! de Kate Egan pela Festival (2004)
>>> Spider-man 3: Meet The Heroes And Villains (i Can Read: Level 2) de Harry Lime pela Harper Trophy (2024)
>>> Bakugan: Finding Drago de Tracey West pela Scholastic Inc. (2009)
>>> Medicina Integrativa: A Cura Pelo Equilibrio de Lima pela Mg (2024)
>>> Bem-vindo, Doutor: A Construção De Uma Carreira Baseada Em Credibilidade E Confiança de Renato Gregorio pela 62608 (2024)
>>> Problemas Atuais De Bioética de Leocir Pessini pela Edições Loyola (2020)
>>> À Meia Noite Levarei Sua Alma - O Estranho Mundo do Zé do Caixão de Laudo pela Nova Sampa (1995)
>>> Inglês Em Medicina de Vários Autores pela Manole (2024)
>>> Firestone de Roberto, Firestone Tire And Rubber Company Bascchera pela Dezembro Editorial (2024)
>>> Guia Josimar Melo 2004 de Josimar Melo pela Dba Dória Books And Art (2024)
>>> O Que Todo Médico Deve Saber Sobre Impostos, Taxas E Contribuições de Fábio K. Ejchel pela Edgard Blücher (2009)
>>> Compass American Guides: California Wine Country, 5th Edition (full-color Travel Guide) de John Doerper, Constance Jones, Sharron Wood Fodor's pela Compass America Guides (2007)
>>> Professoras Na Cozinha. Pra Você Que Não Tem Tempo Nem Muita Experiencia de Laura De Souza Chaui pela Senac (2024)
>>> The Penguin Good Australian Wine Guide 2007 de Huon Hooke pela Penguin Books Australia (2007)
>>> Guia Ilustrado Zahar: Azeite - Eyewitness Companio de Charles Quest-ritson pela Jorge Zahar (2011)
>>> Vinho Sem Segredos de Patricio Tapia pela Planeta (2024)
>>> Sentidos Do Vinho, Os de Kramer pela Conrad (2024)
>>> Buyer's Guide To New Zealand Wines 2007 de Michael Cooper pela Michael (2024)
COLUNAS

Sexta-feira, 17/11/2006
Um quarto com vista
Rafael Rodrigues
+ de 9000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Poucos são os escritores que conseguem êxito tanto na literatura de ficção quanto na crítica literária. Na maioria dos casos, o sujeito é excelente ficcionista, mas um crítico mediano. Ou vice-versa.

(Existem ainda aqueles que não são bons nem em uma área nem em outra, mas isso não vem ao caso agora.)

O britânico E.M. Forster (Edward Morgan) encontra-se no grupo da minoria. Pois, além de ser reconhecido como um grande estudioso da literatura (seu Aspectos do romance é constantemente indicado para iniciantes e estudiosos de crítica literária), é também autor de admiráveis obras de ficção.

Uma delas é o romance Um quarto com vista (Globo, 2006, 228 págs.), recentemente reeditado no Brasil. Escrito em 1903 e publicado em 1908, Um quarto com vista é um livro corajoso. Isso porque, de certa forma, é um incentivador do feminismo.

Antes de continuar com a resenha, um parêntese. O movimento feminista não é fruto do século XX ou XIX, apesar de ter tomado corpo nestes séculos. O início do movimento vem de muito antes, do século XV, quando a escritora francesa Christine de Pizan publica o livro A cidade das mulheres, no qual defendia a opinião de que as mulheres deveriam ter mais poderes e direitos na sociedade. O fato é que o feminismo se consolidou como movimento e conquistou suas maiores vitórias já no século XIX. E, se ainda hoje as mulheres continuam lutando por seus direitos e enfrentam preconceitos, imaginemos então o início do século XX, quando foi publicado o romance de Forster...

Voltando ao livro. Lucy, a protagonista, é uma bela jovem inglesa que faz uma viagem para Florença, na Itália, com sua prima Charlotte. Ao chegarem na pensão em que passariam suas férias, notam que os quartos a elas destinados não foram os quartos a elas prometidos. A dona do estabelecimento prometera quartos com uma bela vista, mas entregou às duas jovens quartos distantes um do outro e com vista para o pátio da pensão.

A discussão entre as duas sobre isso chega aos ouvidos de um dos outros hóspedes, o senhor Emerson, que logo propõe uma troca de quartos com as duas: elas ficariam com os quartos dele e do filho, ambos com vista, e eles ficariam com os quartos delas.

Depois de muita conversa (para Charlotte, fazer a troca com os Emerson faria com que, mais cedo ou mais tarde, elas fossem obrigadas a devolver a gentileza de alguma maneira, e ela não achava prudente ter essa "obrigação"), e da intervenção do senhor Beebe, sacerdote inglês conhecido de Lucy e Charlotte, que também está de férias em Florença, hospedado na mesma pensão que elas, a troca de quartos é realizada.

Esse fato, aparentemente insignificante, é o que torna possível uma série de acontecimentos, que determinarão o desfecho do livro. Mas é claro que isso eu não vou contar.

Os acontecimentos na viagem fazem com que Lucy se deixe ser mais flexível e pense em aceitar o que a sociedade determina. E ela, que havia duas vezes recusado o pedido de casamento do jovem Cecil Vyse, aceita a proposta, na terceira investida do rapaz.

Por obra do acaso (ou não), Cecil também conhece o senhor Emerson e seu filho, George, e acaba sendo o responsável por eles irem morar bem próximos da residência de Lucy. Mal sabe Cecil que, ainda na Itália, algo acontecera entre Lucy e George. Algo que já estava para ser esquecido por Lucy, mas que, por "culpa" de Cecil, será relembrado.

Conviver com Cecil faz Lucy voltar a ser a mulher que era quando foi à Florença: à frente de seu tempo, deseja ser independente, e muitas vezes contraria de propósito as vontades de seu noivo e de sua mãe. A presença de George faz Lucy romper o noivado com Cecil. Mas ao ter de se decidir entre dois pretendentes, a saída mais tentadora é não ficar com nenhum, e assim ser livre de qualquer amarra.

Disfarçado de uma inocente e divertida história de triângulo amoroso, narrado como se uma comédia romântica, Um quarto com vista é bem mais do que isso. E.M. Forster faz uma análise de burguesia inglesa do início do século XX, denunciando suas fraquezas, hipocrisias e dogmas.

Ele se vale dos vários personagens para alfinetar cada segmento da sociedade. A mãe de Lucy, por exemplo, uma mulher que, nos dias de hoje, seria a famosa "perua". Segue todas as regras da alta sociedade e quer que a filha faça o mesmo. Cecil, uma extensão da mãe de Lucy e da burguesia inglesa, sempre achando-se o dono da razão. Já o senhor Beebe, a meu ver, demonstra o ideal que Forster tem do clero. O senhor Beebe é um homem bem-humorado, maleável - quando pode ser -, sensato e de mente aberta. Qualidades difíceis de encontrar, todas elas reunidas, em qualquer ser humano. E há outros personagens menores, mas que também são retratos de uma época (de todas as épocas, eu diria), como a tresloucada senhorita Lavish, uma escritora que está na mesma pensão em Florença e não tem o menor pudor de colocar em seu novo livro, e até de tentar manipular, parte das vivências de Lucy na cidade italiana. O impressionante é que, vistas sob a luz de nossos dias, em pleno século XXI, as críticas de Forster sejam tão atuais e contundentes.

E.M. Forster, pelo escritor que é, pela importância que tem e pelos livros que escreveu, merece mais que uma simples resenha. Merece mesmo é um ensaio. Esta edição de Um quarto com vista não traz um ensaio sobre o autor e sua obra, mas conta com um texto de Luiz Ruffato sobre o livro. O que não deixa de ser, tendo também em vista a importância de Ruffato em nossa literatura, uma bela homenagem ao escritor inglês.

Para ir além


Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 17/11/2006

Quem leu este, também leu esse(s):
01. O inventário da vida de Paulo Polzonoff Jr


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2006
01. A história do amor - 24/7/2006
02. O soldado absoluto - 18/9/2006
03. Livro dos Homens - 7/8/2006
04. O encontro marcado: 50 anos - 16/10/2006
05. Carta de um jovem contestador - 9/5/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
17/11/2006
16h41min
Ótima resenha, como um aperitivo: dá vontade de ler o livro. Rafael, sempre antenado para (a boa) literatura. Acredito que a tradução, como tem acontecido ultimamente, com uma nova safra de tradutores craques aparecendo por aí, esteja à altura do original. Rafael, só pra fechar, um pequeno (redundância) hai-kai: Eufemismo/ é chamar de feminino/ o feminismo.
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Amor e Orgasmo
Alexander Lowen
Summus
(1988)



Deuses Desterrados
J. J. Van Der Leeuw
Enciclopédica Internacional
(1936)



A Revolução Mexicana
Héctor Alimonda
Atica
(1995)



Grande Sertão: Veredas
João Guimarães Rosa
Nova Fronteira
(2010)



Vencendo Limites 344
Marcelo Bulk
Brahma Kumaris
(2008)



Livro Religião O Amor Venceu
Zibia Gasparetto
Vida



Livro Literatura Estrangeira Noites de Tormenta
Nicholas Sparks
Novo Conceito
(2008)



Globalização, Democracia e Ordem Internacional: Ensaios Sobre Teo
Sebastião C. Velasco e Cruz
Unesp
(2004)



De Mão em Mão
Guto Lins
Ftd
(2012)



100 Jogos Cooperativos
Christine Fortin
Ground
(2011)





busca | avançada
68461 visitas/dia
2,1 milhões/mês