Preguiça culinária | Adriana Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A deliciosa estética gay de Pierre et Gilles
>>> A deliciosa estética gay de Pierre et Gilles
>>> São Francisco Xavier II
>>> Rugas e rusgas
>>> Orra, Meu
>>> Uma outra moda
>>> Ler ao acaso
>>> Um ano de reflexões na Big Apple
>>> Steve Jobs apresentando o iPad
>>> De quantos modos um menino queima?
Mais Recentes
>>> Constituição do Estado de Minas Gerais: Estatuto dos Servidores Públic de José do Carmo Veiga de Oliveira: Organizad pela Del Rey/ Belo Horizonte (2003)
>>> Compêndio das Etapas do Processo Eleitoral: ... de J. Nepomuceno Silva: Organizador pela Del Rey/ Belo Horizonte (2010)
>>> (Re) Pensando a Pesquisa Jurídica de Miracy Barbosa de Souza Gustin (...) pela Del Rey/ Belo Horizonte (2006)
>>> A C Repórter - Tempo de Arraes e Vietnã do Norte de Antonio Callado pela Agir (2005)
>>> Mahoma, Profeta y Hombre de Estado de W.M.Watt pela Labor (1967)
>>> Em Risco de Stella Rimington pela Record/ RJ. (2010)
>>> O Círculo dos Eleitos de Vialdi Moreira/ Autogrfado pela Imprensa Oficial/ Belo Hte. (1987)
>>> A Amante de Brecht de Jacques- Pierre Amette pela Record/ RJ. (2005)
>>> Coleção para gostar de ler de Varios pela Atica (1985)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Cor e Pintura de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Meu pequeno fim de Fabrício Marques pela Segrac (2002)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Materiais e Ferramentas de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Livro Dicionário Enciclopédico Veja Larousse - Volume 1 de Eurípedes Alcântara , Diretor Editorial pela Abril (2006)
>>> O diário de Larissa de Larissa Manoela pela Harper Collins (2016)
>>> Corpo de delito de Patricia Cornwell pela Paralela (2000)
>>> O fio do bisturi de Tess Gerritsen pela Harper Collins (2016)
>>> A garota dinamarquesa de Davdid Ebershoff pela Fabrica 231 (2000)
>>> Uma auto biografia de Rita Lee pela Globo livros (2016)
>>> Songbook Caetano Veloso Volume 2 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> A Sentinela de Lya Luft pela Record (2005)
>>> O teorema Katherine de John Green pela Intriseca (2013)
>>> Louco por viver de Roberto Shiyashiki pela Gente (2015)
>>> A ilha dos dissidentes de Barbara Morais pela Gutemberg (2013)
>>> Sentido e intertextualidade de Emanuel Cardoso Silva pela Unimarco (1997)
>>> Mistérios do Coração de Roberto Shinyashiki pela Gente (1990)
>>> Interrelacionamento das Ciências da Linguagem de Monica Rector Toledo Silva pela Edições Gernasa (1974)
>>> Sociologia e Desenvolvimento de Costa Pinto pela Civilização Brasileira (1963)
>>> O Coronel Chabert e Um Caso Tenebroso de Honoré de Balzac pela Otto Pierre Editores (1978)
>>> O golpe de 68 no Peru: Do caudilhismo ao nacionalismo? de Major Victor Villanueva pela Civilização Brasileira (1969)
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
COLUNAS

Quinta-feira, 26/4/2007
Preguiça culinária
Adriana Carvalho

+ de 2600 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Às escuras, a livraria do aeroporto fica sinistra. Enquanto lá fora a chuva forte e o vento destelham hangares, apagam as luzes e interrompem os vôos, aqui dentro os passageiros sentem-se perdidos com tanto tempo ocioso pela frente e nenhuma possibilidade de café expresso. Não há energia para as máquinas. O balcão da livraria é o lugar mais improvável - mas é preciso tentar - para se conseguir a reconfortante bebida. O homem que chega empurrando seu carrinho de bagagens até treme um pouco, talvez para causar pena à moça do caixa, e pergunta: "Tem café?". A moça, na verdade não tão moça assim, responde friamente que não. O homem tateia no escuro e vai embora cabisbaixo, desviando os pés da enxurrada de água que outro funcionário expulsa da loja ao lado, com um prosaico rodo de madeira. Procura uma cadeira, senta-se pesadamente e fita o vazio. Talvez esteja amaldiçoando o péssimo preparo das lanchonetes para emergências como essa: a velha dupla coador e pó de café teriam feito fortuna nesse final de tarde em Congonhas.

Enquanto pago por uma barra pequena de chocolate e um chiclete, minhas parcas provisões para horas de espera, ouço a funcionária da livraria comentar com um colega. "Adoro quando falta luz. Só para ouvir os clientes me pedirem café e eu responder 'Não tem café, acabou a energia'. Quando trabalhava em lanchonete era legal porque além de pedir café, eles também pediam pão na chapa e eu respondia do mesmo jeito 'nada feito, acabou a luz'".

Como podem ver, nem só de carinho de bolo de laranja de mãe, paixão de salmão ao forno de namorada que quer fisgar o amado pelo estômago ou alegria barulhenta dos almoços de família são constituídos os sentimentos que unem os humanos à cozinha e à nobre tarefa de servir e alimentar o próximo. Há também muita preguiça e pequenas maldades como essa da moça nem tão moça assim. Comer é um sentimento, como diz o título do livro do crítico francês François Simon. Cozinhar (mesmo que seja preparar um café com pão na chapa) também. Só que nem sempre é um sentimento edificante.

Lembro de uma viagem à praia, no tempo em que eu ainda achava divertido acampar (sinto muito, hoje em dia eu quero mais é uma boa cama sem formiga). Na lanchonete precária, mortos de fome e com pouca verba disponível, pedimos um "americano". "Não dá pra pedir outra coisa?" - pergunta a pseudo-garçonete sem cerimônia. "É que eu odeio fritar ovo". Pedimos pão com queijo não em respeito ao descaso da senhorita, mas porque comer coisa que os outros preparam com desgosto faz muito mal para o estômago.

Até entendo a ojeriza dela pelos ovos fritos. Eu mesma fiquei brigada com eles por um longo tempo. Nunca ficavam bonitos como os dos filmes ou dos cozinheiros profissionais, com a bela clara redondinha emoldurando a gema que nunca se estoura. Era um carnaval de bolhas na frigideira e eu pulando com a espátula estupidamente em volta do fogão, tentando escapar dos jatos de óleo fervente. O resultado era a clara chamuscada quando não completamente torrada e a gema mole, coisa que detesto. Até que depois de muitas bolhas na mão, consegui me acertar com essa tarefa básica: agora uso frigideiras antiaderentes e pequenas, e despejo o ovo no óleo ainda frio. Assim a clara frita lentamente, dando tempo para que a gema também fique firme. Alguns dirão que é um absurdo, que ovo tem que ser feito na gordura quente ou que bastava jogar um pouco de farinha de trigo no óleo para não espirrar. Mas essa relação entre cozinheiro e comida é tão pessoal que também já aprendi que cada um acha seus jeitos de se entender com as panelas.

Outro jeito que aprendi para preparar ovo frito sem a culpa de todo aquele óleo é fazê-lo dentro do pão. Quem diz que pão com ovo é coisa de pobre não sabe o que está perdendo! Pego duas fatias de pão de forma (se for pão integral caseiro é ainda melhor), unto com azeite (extravirgem, evidentemente) e tiro um pedaço circular do miolo. Como o pedaço circular com azeite, que é uma ótima forma de abrir o apetite, e coloco o pão com buraco na frigideira, também untada com azeite. Quebro o ovo dentro do buraco e ligo o fogo baixo. O ovo frita dentro do pão!

A preguiça é um pecado, a gula também. Mas a soma dos dois nem sempre é ruim. Veja por exemplo os molhos de tomate "pedaçudos", aqueles em que não se tem o trabalho - que não é tão complicado assim - de bater no liquidificador ou passar na peneira os tomates cozidos. Com certeza não foi alguém dotado de paciência e minúcia que inventou. E é uma delícia! Eu particularmente gosto de receitas como essas, que dizem "pique grosseiramente", ao invés de "fatie microscopicamente" ou "corte em quadrados de 1,2 mm". Grandes pedaços de tomate (mas é preciso tirar a casca, disso não se escapa) refogados em alho e cebola (em grandes rodelas) com azeite (sempre azeite!), temperados com sal e pimenta. Pinga-se água o quanto baste e deixa-se apurar. Se a preguiça for menor do que a gula, escaldam-se os tomates inteiros para tirar a casca e faz-se o molho da mesma forma, com os tomates pelados e muita cebola. É bom demais.

Lógico que alguém pode dizer que preguiça de verdade é abrir uma lata de molho pronto e despejar sobre miojo. Ou usar aquele temperozinho infame que vem com o macarrão instantâneo. Não, isso não é preguiça. É mau gosto. Para se comer bem é preciso usar ingredientes e sentimentos na medida certa, até mesmo a poca voglia (pouca vontade, em italiano). Molho pronto puro na comida é de um desamor sem precedentes.

Quer outro molho maravilhosamente preguiçoso? O pesto, eu diria. A receita é batida (literalmente, até), mas é matadora. Não demora dois minutos passar manjericão, parmesão (ou pecorino), azeite, alho, pouco sal e nozes (ou castanha de caju ou pistache) no processador ou liquidificador. Dá para guardar em um vidro por vários dias na geladeira. Para um jantar rápido, é o tempo de cozinhar o macarrão e juntar o pesto à massa. Macarrão de verdade, com M maiúsculo, leva em média cinco minutos a mais do que miojo para ficar pronto, não vale a pena esperar? Se achar que não vale, use capellini. É o mesmo tempo do miojo. Pode ser preguiçoso, mas não seja bobo.


Adriana Carvalho
São Paulo, 26/4/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas confessionais de um angustiado (I) de Cassionei Niches Petry
02. Primavera ao ar livre de Elisa Andrade Buzzo
03. Meu cinema em 2010 ― 2/2 de Wellington Machado
04. Parodiando a autoajuda de Carla Ceres
05. O rock não acabou de Rafael Rodrigues


Mais Adriana Carvalho
Mais Acessadas de Adriana Carvalho em 2007
01. Meta-universo - 16/8/2007
02. Minhas caixas de bombons - 14/6/2007
03. Esses romanos são loucos! - 22/3/2007
04. Práticas inconfessáveis de jornalismo - 12/7/2007
05. Meus discos, meus livros, e nada mais - 11/10/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/4/2007
15h19min
Um texto muito saboroso, Adriana. Bom pra mim, um preguiçoso culinário de marca maior, mas apreciador da sopa das letras. Abraço!
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
29/1/2008
21h41min
Parabéns, Adriana, e obrigado pela receita do ovo no pão de forma. Vou fazer com muito carinho. E, por falar em atendentes mal educadas, é de lamentar que isto aconteça, pois apesar da precariedade de emprego neste nosso Brasil, ainda tem gente que não valoriza o que conseguiu... Abraços!
[Leia outros Comentários de Elias Gonçalves]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COLOCAÇÃO DE PARQUETS E SOALHOS
JUAN DE CUSA
PLÁTANO
(1997)
R$ 43,70



QUÍMICA ORGÂNICA VOL. 1
T. W. GRAHAM SOLOMONS CRAIG BARTON FRYHLE
LTC GRUPO GEN
(2012)
R$ 247,50



O RETORNO DA FILOSOFIA PERENE
JOHN HOLMAN
PENSAMENTO
(2011)
R$ 13,90



DEUS E O DIABO NO DIA DO GOLPE - UMA RAPSÓDIA SOCIALISTA
CARLOS E. DE SENNA FIGUEIREDO
ANTARES (RJ)
(1984)
R$ 26,82



A FORMAÇÃO DAS NAÇÕES LATINO-AMERICANAS - DISCUTINDO HISTÓRIA
MARIA LÍGIA PRADO
ATUAL
(1985)
R$ 8,00



O ENSINO DE ESPANHOL NA TRÍPLICE FRONTEIRA
ADRIANA FARIA DE ESCALADA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 167,00



A FEIJOADA COMPLETA
MATTHEW SHIRTS
REALEJO
(2016)
R$ 35,00



A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO ESCOLAR 2
MARIA JOSÉ RODRIGO
ÁTICA
(1998)
R$ 18,00



MAIS PLATÃO, MENOS PROZAC
LOU MARINOFF
RECORD
(2002)
R$ 15,00



EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A DIMENSÃO POLÍTICA DA EDUCAÇÃO
TATIANI MARIA GARCIA DE ALMEIDA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00





busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês