Meta-universo | Adriana Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
92061 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
>>> Zé Guilherme canta Orlando Silva em show no YouTube no dia 26 de setembro
>>> Setembro Amarelo é tema de EntreMeios especial com Zé Guilherme e Leliane Moreira
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
>>> Rodrigo Gurgel entrevista Yuri Vieira
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O paraíso de Henry Miller
>>> Band On The Run
>>> Linguagem, Espaço, Máquina
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> A arte como destino do ser
>>> A indigência do rock e a volta dos dinossauros
>>> 16 de Maio #digestivo10anos
>>> The greatest fairy tale never told
>>> Extraordinary Times
Mais Recentes
>>> A sombra do poder: Martinho de Melo e Castro e a administração da Capitania De Minas Gerais (1770-1795) de Virgínia Maria Trindade Valadares pela Hucitec
>>> A Revolta da Vacina de Sevcenko, Nicolau pela UNESP
>>> A quebra da mola real das sociedades: A crise política do antigo regime Português na província do Grão-Pará (1821-1825) de André Roberto Arruda Machado pela Hucitec
>>> A paz das senzalas: Famílias Escravas e Tráfico Atlântico C.1790- C.1850 de Florentino, Manolo pela UNESP
>>> A outra Independência: O Federalismo Pernambucano de 1817 a 1824 de Mello, Evaldo Cabral de pela 34
>>> A História do Brazil de Frei Vicente do Salvador. História e Política no Império Português do Século XVII de Maria Lêda Oliveira pela Versal
>>> A experiência do tempo: Conceitos e narrativas na formação nacional brasileira (1831-1845) de Araújo, Valdei Lopes de pela Hucitec
>>> A Educação Pela Noite de Antônio Candido pela Ouro sobre Azul
>>> A Diplomacia na Construção do Brasil. 1750-2016 de Rubens Ricupero pela Versal
>>> A Corte na Aldeia de Vários Autores pela Verbo
>>> A Companhia de Jesus na América por Seus Colégios e Fazendas de Márcia Amantino and Carlos Engemann pela Garamond Universitaria
>>> A carne e o sangue: A Imperatriz D. Leopoldina, D. Pedro I e Domitila, a Marquesa de Santos de Priore, Mary de pela Rocco
>>> 1889: Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da Monarquia e a de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 1822: Como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram dom Pedro a criar o Brasil - um de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 1808: Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 130 Anos: Em Busca Da República de Lessa, Renato; Wehling, Arno; Franco, Gustavo; Tavares Guerreiro, José Alexa pela Editora Intrínseca
>>> Arte de Gramática da Língua Mais Usada na Costa do Brasil de José de Anchieta pela EdUFBA (2014)
>>> Inglorious Revolution de William R. Summerhill pela Yale University Press (2015)
>>> O governo das conquistas do Norte de Fabiano Vilaça dos Santos pela Annablume (2011)
>>> O sol e a sombra de Laura de Mello e Souza pela Companhia das Letras (2006)
>>> Amazon Frontier - the defeat of the Brazilian Indians de John Hemming pela Papermac (1995)
>>> International Law de Malcolm Evans (edited by) pela Oxford University Press (2014)
>>> Complete International Law: Text, Cases, and Materials de Ademola Abass pela Oxford University Press (2014)
>>> Salvador de Sá and the struggle for Brazil and Angola, 1602 - 1686 de C. R. Boxer pela University of London (1952)
>>> Instituições Políticas Brasileiras de Oliveira Vianna pela Senado Federal (2019)
>>> O populismo e sua história - debate e crítica de Jorge Ferreira (Org.) pela Civilização Brasileira (2001)
>>> Marxismo e Judaísmo - história de uma relação difícil de Arlene Clemesha pela Boitempo (1998)
>>> Trópico dos pecados de Ronaldo Vainfas pela Civilização Brasileira (2014)
>>> Brasil: formação do Estado e da Nação de István Jancsó (Org.) pela Hucitec (2011)
>>> História da Vida Privada em Portugal - 4º Volume (Os nossos dias) de José Mattoso pela Temas e Debates (2011)
>>> História de Angola - da Pré-História ao Início do Século XXI de Alberto Oliveira Pinto pela Mercado de Letras (2016)
>>> Visconde do Uruguai de José Murilo de Carvalho (Org.) pela 34 (2002)
>>> A ilusão americana de Eduardo Prado pela Alfa Omega (2001)
>>> Postmodernism or, the cultural logic of late capitalism de Fredric Jameson pela Duke University Press (1992)
>>> The Established and the Outsiders de Norbert Elias and John L. Scotson pela Sage Publications (2017)
>>> The Satanic Verses de Salman Rushdie pela Randon House (2019)
>>> Los detectives salvajes de Roberto Bolaño pela Vintage Español (2010)
>>> Voices from Chernobyl de Svetlana Alexievich pela Dalkey Archive Press (2005)
>>> O Norte Agrário e o Império, 1871 - 1889 de Evaldo Cabral de Mello pela Topbooks (2008)
>>> Worlds of Labour - further studies in the history of labour de Eric J. Hobsbawm pela Weidenfeld and Nicolson (1984)
>>> Formação da Literatura Brasileira - Momentos Decisivos de Antonio Candido pela Ouro sobre Azul (2014)
>>> História do Brasil: uma interpretação de Carlos Guilherme Mota e Adriana Lopez pela 34 (2015)
>>> História Concisa da Literatura Brasileira de Alfredo Bosi pela Cultrix (2015)
>>> A literatura portuguesa de Massaud Moisés pela Cultrix (2010)
>>> História da Literatura Brasileira Vol. I - Das origens ao Romantismo de Massaud Moisés pela Cultrix (2012)
>>> História da Literatura Brasileira Vol. II - Do Realismo à Belle Époque de Massaud Moisés pela Cultrix (2016)
>>> Bundas 12 Fernandona uma lição de cidadania de Diversos Autores pela Perere (1999)
>>> História da Literatura Brasileira Vol. III - Desvairismo e Tendências Contemporâneas de Massaud Moisés pela Cultrix (2019)
>>> Independência e Morte - Política e Emancipação do Brasil, 1821 - 1823 de Helio Franchini Neto pela Topbooks (2019)
>>> Das cores do silêncio de Hebe Mattos pela Unicamp (2015)
COLUNAS

Quinta-feira, 16/8/2007
Meta-universo
Adriana Carvalho

+ de 10000 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Meta-universo é uma palavra na moda. Mas eu duvido que os não-sei-quantos-agora-milhões de secondlifeanos saibam o que ela significa. Se soubessem, iriam descobrir que são totalmente megalomaníacos: além de se autodenominarem divindades descidas à Terra (é o que quer dizer "avatar"), acreditam também viver em um lugar maior que o nosso universo, essa minúscula bolinha de gude perdida no espaço. Vejamos, pois: universo, conforme uma das definições do Aurélio, é o "conjunto de tudo quanto existe". Meta-universo é a reunião de vários universos e que pressupõe, portanto, a existência de universos paralelos. Um sinônimo para meta-universo é multiverso.

Eu não sou dada a muitas ciências, não sei até hoje como passei em provas de física no colégio. Mas o fato é que me peguei desenvolvendo minha própria teoria de universos paralelos. A pergunta inicial para formulá-la foi: coexistir no mesmo espaço físico significa pertencer ao mesmo universo? A minha opinião é que não. Para mim, os universos paralelos existem sim, aqui e agora. Não é preciso ir ao Second Life para conhecê-los e nem viajar milhões e milhões de anos-luz no espaço.

Um exemplo para mim foi o encontro que tive certa vez com "Deus", em uma loja abandonada na londrina Oxford Street. Pelo menos era esse nome que ele colocou na placa sobre a mesa do estabelecimento, se é que assim poderia ser chamado. Só entrei ali graças a uma greve do metrô que me fez andar e praguejar no caminho para casa e porque não é todo dia que você vê uma faixa gigante anunciando: "Martians are coming!". "Deus" era um homem gordo, nada de barbas compridas e brancas ou auréolas sobre a cabeça. Nem notou a presença desta sua humilde criatura na loja. Apenas me deu o troco da compra do jornal que ele vendia ali e no qual explicava "tudo". Comprei, claro! Quem não quer um jornal que explica "tudo"? Saí da loja desviando de uma montanha de cacarecos espalhados pelo chão e só lamentei não ter mais dinheiro na hora para comprar também a camiseta que anunciava a invasão dos marcianos.

A explicação de "tudo" ocupava poucas páginas do jornal número 0 e único: além de ser "Deus", ele dizia ali que era também um marciano que veio do futuro, depois que a Terra explodiu devido a problemas ambientais. Todo o lixo do nosso planeta após o sinistro caiu na cabeça dos marcianos. Sua missão era voltar no tempo e vender de volta pra gente os cacarecos que jogamos neles. Para isso, abriu uma loja, ou melhor, invadiu um espaço abandonado no coração do Reino Unido. Muito justo, não? Ah! E detalhe: Paul McCartney também é marciano e segundo ele pode ser visto cavalgando nu pelos campos ingleses em noites de lua cheia. Por Saint Martin in the Fields! Alguém ousa dizer que essa criatura está no mesmo universo que o nosso? Que diríamos então do guardador de carros da rua onde mora meu amigo, que diz que sua família foi clonada e que no porto de Santos os navios estão lotados com todas, vejam bem, TODAS, as prostitutas da Europa? Adriana, você não vai para o céu, você sabe muito bem que Jung ou até mesmo aquele chato do Freud devem ter boas explicações para tudo isso. O que não invalida a minha teoria de que não estamos no mesmo universo. No meu conjunto de tudo que existe não há pessoas clonadas e nem marcianos-vendedores.

Só tomamos conhecimento e travamos contato com universos que não o nosso por interseções eventuais como as dos círculos que desenhamos nas aulas básicas de geometria. A encontra com B em um espacinho chamado C. Pessoas, por exemplo, como o João Dória Jr., que recentemente deu entrevista para a revista Um e disse que já foi pobre porque "até andou de ônibus", eventualmente se encontram no espaço C com pessoas como Antônia, seus 410 reais mensais e a certeza de que viajar nas Festas não pode ser mais do que ir de Guarulhos a São Bernardo do Campo, onde mora seu irmão. E ali, o espaço C pode ser o breve momento em que ele pega um canapé na bandeja que ela oferece, anônima, pelo salão.

No espaço C de 15 minutos em que durou minha viagem no carro de um taxista, conheci sua explicação de porquê o tempo está passando cada vez mais rápido. Afinal, a gente já está em agosto e o ano novo foi ontem. "Ontem!", bradava ele, convicto de que tinha sido ontem mesmo enquanto eu pulava de susto no banco de trás. A culpa de tudo, segundo ele, é do superaquecimento global. Ele está derretendo as calotas polares e com isso a Terra está mais leve e, por isso, rodando mais rápido, fazendo o tempo passar mais depressa. À noite, no espaço C em que me encontro com o inconsciente, sonhei que meu filho, Francisco, já era adolescente. E tão lindo... "Gugu!" - eu o chamo assim desde pequeno - "você já está quase do tamanho da mamãe!". Eu o abraçava e apertava contra mim dizendo repetidamente "o tempo passou tão rápido, o tempo está passando tão rápido". Acordei angustiada, quase chorando. Que alívio, Francisco dormia ali ao meu lado, ainda com seus quatro aninhos e os brinquedos espalhados pelo chão. Mas já tem um metro de altura e tenho hoje que passar na loja para trocar o sapato que comprei para ele e não serviu. Já calça 26. Meu Deus, o tempo passou rápido. Está passando tão rápido. Na foto da estante ele era um bebezinho, tão lindo, de azul sobre o edredom azul. Meu bebê azul... Detenham o degelo das calotas polares! O planeta precisa girar mais devagar.


Adriana Carvalho
São Paulo, 16/8/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Regras de civilidade (ou de civilização) de Julio Daio Borges
02. Brasil em novo tempo de cinema de Humberto Pereira da Silva
03. Quatro dias em São Paulo de Rafael Rodrigues
04. Saleté S.A. de Elisa Andrade Buzzo
05. Seleção, minha desilusão! de Lucas Rodrigues Pires


Mais Adriana Carvalho
Mais Acessadas de Adriana Carvalho em 2007
01. Meta-universo - 16/8/2007
02. Minhas caixas de bombons - 14/6/2007
03. Esses romanos são loucos! - 22/3/2007
04. Práticas inconfessáveis de jornalismo - 12/7/2007
05. Meus discos, meus livros, e nada mais - 11/10/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
13/8/2007
22h14min
Eu também tenho uma teoria de como o tempo está passando mais rápido, mas deixo isso pra lá, se eu perder tempo nessas coisas acabo não conseguindo enxugar todo esse gelo que escorre aqui da geladeira velha de casa, minha própria calota polar aqui na cozinha. Além do fato de eu não ter autorização de passar meu tempo em outros universos, afinal, um estudante de jornalismo não tem autorização para mexer no universo dos taxistas. Um abraço!
[Leia outros Comentários de Renan De Simone]
17/8/2007
09h35min
Como é que é?! No seu “conjunto de tudo que existe não há pessoas clonadas (no meu corretor automático do Windows não existia a palavra 'clonadas', pode?! Inseri.) e nem marcianos-vendedores”. Mas que universo mais sem graça, Adriana! Multiverso é uma palavra que aprendi pequeno, nos gibis de super-heróis. Num destes multiversos, o “Observador”, que observa “todos eles” diz que a aranha radiativa não picou Peter Parker mas... bem... deixa pra lá. Nunca imaginei que estariam na Wikipedia. Isso só mostra que a Wikipedia é bem wiki, mesmo... Meu irmão diz que os vários universos podem ser transpostos através de grandes superfícies líquidas. É por isso que discos-voadores vêm em alta velocidade e se chocam contra lagos e mares. Quando vão averiguar não há destroços ou o tal disco lá no fundo. Simplesmente desapareceu! Há lá uma tal propriedade meta-física neles que os transporta de volta para o “outro lado”... Agora, essa das calotas polares é bem legal, heim! Você já leu Borges?
[Leia outros Comentários de Albarus Andreos]
19/8/2007
20h30min
Amei, Adriana e quero mais... Ainda temos tempo para observar fenômenos assim, ler ou escrever sobre eles. Beijo da Gisele.
[Leia outros Comentários de Gisele Lemper]
27/8/2012
14h39min
Bom li seu texto até uma parte mas eu acredito que o nosso seja um dos muitos universos existentes numa so galaxia mas seria preciso uma invasao to espaco tempo alterando as leis do universo como conhecemos criando uma maquina capaz de alterar a estrutura temporal do nosso planeta nao sei se a minha teoria esta certa mas tenho 12 anos um qi de 120 e ainda tenho muito que evoluir no campo da fisica ja tenho minha propia teoria sobre viagem no tempo e acredito na teoria do caos assim alterando nossa existencia como a de outras dimensoes
[Leia outros Comentários de bruno]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MUNICÍPIO DE ACARAÚ - NOTAS PARA SUA HISTÓRIA
NICODEMOS ARAÚJO
DO AUTOR
(1972)
R$ 30,00



CLABLE: DEADLY REUNION
MARVEL
MARVEL
(1993)
R$ 15,00



INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA MODERNIZAÇÃO DO DIREITO
IRAN DE LIMA (DEDICATÓRIA)
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(1980)
R$ 26,82



THE ANNALS OF OTOLOGY RHINOLOGY & LARYNGOLOGY, VOL 62 Nº 1
ARTHUR W. PROETZ
ANNALS PUBLISHING COMPANY
(1953)
R$ 16,75



RELACIONAMENTO AMOR E LIBERDADE
OSHO
SHANTI
(2005)
R$ 20,00



THE COMPLETE NAJSDORF: 6[BISHOP]G5
JOHN NUNN
BATSFORD
(1996)
R$ 89,90



MANUAL DO PEQUENO TRAVESSO
ANÍBAL LITVIN - MARIO KOSTZER
V E R
(2008)
R$ 9,33



A DRAMATURGIA MUSICAL DE ÉSQUILO
MARCUS MOTA
UNB
(2008)
R$ 41,00



RAPA DO TACHO
APARÍCIO SILVA RILLO
TCHÊ!
(1982)
R$ 6,00



CURSO DE PRÁTICA FORENSE PENAL
JOSÉ DE SOUZA GAMA
RENOVAR
R$ 6,90





busca | avançada
92061 visitas/dia
2,2 milhões/mês