País do Carnaval II | Sergio Faria | Digestivo Cultural

busca | avançada
62339 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> À beira do caminho
>>> Monteiro Lobato, a eugenia e o preconceito
>>> Vale Emprego
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> internet jornalismo revolução
>>> Façam suas apostas
>>> Estômago, com João Miguel
>>> A política brasileira perdeu a agenda
>>> Iniciantes, de Raymond Carver
>>> A Teoria de Tudo
Mais Recentes
>>> 31 - Profissão Solteira de Claudia Aldana pela Primavera Editorial (2008)
>>> El Mastín de los Baskerville de Sir Arthur Conan Doyle pela Promocionales (2016)
>>> A Marca de Uma Lágrima ( Livro+Encarte ) de Pedro Bandeira pela Moderna (1997)
>>> Meu Estado é Meu País Ceará de índigo pela Escala Educacional (2007)
>>> Concreto Armado, Vol. 1: Introdução de Walter Pfeil pela Ltc (1985)
>>> O Menino do São Benedito de Luís Nassif pela Senac (2002)
>>> Sucesso Em Português e Redação de Álvaro Ricardo de Mello Gouveia Veia pela Litteris (2016)
>>> Quem Pensas Tu Que Eu Sou? Coleção Aldus 32 de Abrão Slavutzky pela Unisinos (2011)
>>> Coleção Formação de Professores; Formação Continuada... 2 Edição de L. C. Menezes pela Autores Associados (2001)
>>> A Ilha Perdida - Coleção vaga-Lume de Maria José Dupré pela Atica (1996)
>>> Curso de Direito Administrativo - 3.ª Edição de Rafael Carvalho Rezende Oliveira pela Método (2015)
>>> Crônicas dos Senhores de Castelo - Livro 3 de G. Brasman & G. Norris pela Varus (2014)
>>> Real Estate Finance and Investments de William Brueggeman pela Mcgraw Hill
>>> Antitruste Em Setores Regulados de Marco Aurélio G. Valério pela Lemos & Cruz (2006)
>>> Longman Dictionary of Contemporary English With Cd de Longman do Brasil pela Longman do Brasil (2008)
>>> Caravana de Carina Castro pela Patuá (2013)
>>> Leituras de Jocy de Rodrigo Cicchelli Velloso pela Sesi-sp
>>> Ecomotion/pro Chapada Diamantina Bahia Brasil Bilingue de Vários Autores pela Eda
>>> Manual de Direito Penal, V. 1 - Parte Geral de Julio Fabbrini Mirabete; Renato N. Fabbrini pela Atlas (2010)
>>> Nada a Perder - Meus Desafios Diante do Impossível de Edir Macedo pela Planeta (2013)
>>> Fundamentos de Direito do Trabalho - Décima Sexta Edição de Sergio Pinto Martins pela Atlas (2015)
>>> Gerenciamentos da Comunicação Em Projetos 4 Ed de Lúcio Henrique e Outros pela Fgv (2014)
>>> Televisão Ponto de Apoio de Ciro Marcondes Filho pela Scipione (1994)
>>> Ainda os Lobos de Jozailto Lima pela Patuá (2016)
>>> O Grande Conflito: Paze Vitória Afinal! de Ellen G. White pela Condensada
COLUNAS

Quinta-feira, 27/9/2001
País do Carnaval II
Sergio Faria

+ de 6200 Acessos

Hoje vou comer uma pizza mezzo calabresa, mezzo aliche, mezzo marguerita (ah, só tem duas metades? Então dispenso o aliche, o que se pode fazer?) na Speranza, a velha e querida casa dos Tarallo, no Bixiga. Serei recebido pelo abraço afetuoso do meu amigo Gutierrez, que nunca na vida ouviu falar em blog. Conversaremos sobre a última maratona que ele correu. Pedirei um chope e um pedaço de tórtano, o generoso pão de lingüiça que só se faz naquele abençoado forno a lenha. E aguardarei pacientemente que fique vaga a minha mesa, na primeira sala, perto do forno, porque ali as noites sempre acabaram bem. E serei feliz, porque a felicidade é feita de coisas simples. E muitas vezes absolutamente previsíveis.

* * *

Rufos! Respeitável público! Hoje descobri um circo! Chama-se Internazionale Circo di Napoli. Lindo, todo iluminado, lona nova, aquele jeitão crássico de circo que possui atmosfera de circo. Deve ter serragem no chão, claro. E cheiro de circo, principalmente. Talvez tenha o incrível e extraordinário Globo da Morte! E, certamente, terá uma linda trapezista e uma tesudíssima partner de mágico! Merece aplausos! Encontra-se armado numa avenida que eu não sei o nome, mas sei ensinar: você vai pela Av. dos Bandeirantes [SP] sempre reto, reto, reto, reto, reto, como se fosse para o ABC. Daí passa dentro de um túnel e continua reto, reto, reto, reto, reto, até ver o circo à sua direita. Um baita circão dos grandes! Êêê, beleza.

* * *

Ih cacete, e agora? O cônsul honorário do Brasil em Jidá, na Arábia Saudita, é irmão de ninguém menos que o fulano Osama Sin-salabin-bin Laden. Foi nomeado no tempo do Zé Sarney presidente, porque é casado com uma maranhense. É a vocação inequívoca dos Sarney: no passado, no presente e no futuro podemos contar com eles pra fazer cagada.

* * *

Circunstâncias de trabalho, digamos, não-solucionáveis me obrigam a deixar o carro estacionado o dia todo num lugar próximo ao escritório, e tem que ser na rua. Circunstâncias. O bairro é de bacana. Depois de algumas perguntas descubro uma praça, onde a prefeita Marta ainda não meteu a Zona Azul que ela aumentou em 50%. Mas a praça tem dono. Alguém me apresenta. O cara cobra 15 real por semana de quem estaciona. Trabalha com o irmão e mais dois sócios. Negociamos, ele acaba deixando por 10 real, mas não é para eu contar a ninguém. Senão desmoraliza. Negócio fechado, mas cadê a vaga, que eu não vejo? Imediatamente ele empurra e separa dois carros estacionados, e ela surge. Ali os carros têm que ficar assim: desengatados e livres do freio de mão. Você passa e pensa que não tem lugar. Mas, para o freguês, ele aparece em segundos nessa operação. Sabe há quanto tempo o cara é o dono da praça? 11 anos, descubro depois, informado por outras pessoas. Terminada a conversa, ele me pede o cartão de visita que não tenho. E me estende o dele, que tem o nome dos 3 sócios, o telefone celular de cada um e o nome do negócio: ESTACIONAMENTO AUTÔNOMO. Eu sei que você está pensando o mesmo que eu estou pensando. Mas tem circunstâncias que a gente não escolhe, caro cara.

* * *

Minha penúltima namorada foi uma egípcia, terapeuta corporal. Bunda grande, estilo árabe. Reprimida, estilo árabe. Carinhosa, estilo árabe. Fodosa, estilo árabe. Mão fechada, estilo árabe. Mas abria a mão para mim, em generosas massagens nas quais era especialista: tuiná, tuiuiú, reflexologia, do-in, ayurvédica, relaxamento, punheta, drenagem linfática, shiatsu, ventosa, reiki, vivencial, crânio-sacral, o escambau. Todas. [Não, seu viado, prostática não. O quequi há, cara, tá me tirando? Sou espada, vai encarar?]. Um dia me convidou para participar de uma sessão num grupo terapêutico. Como ia ser na base de 4 mulheres pra cada homem, topei. O terapeuta era viado. Todo mundo deitado no chão, o cara ligou o Kitaro, apagou as luzes e mandou relaxar. Incenso rolando. Eu ressabiado, relaxando mas não muito. O cara disse, rolem e relaxem, rolem e relaxem. Todo mundo rolava no carpete, eu também. Mandou a gente bater as pernas numas almofadas. Mais forte, Sergio, mais forte, dizia. Eu no chão, barriga pra baixo, batendo as pernas. Comecei a me sentir ridículo nadando no seco. E você sabe, jacaré no seco anda. Terminou a bateção de perna, veio o convite para respirar fundo e soltar suspirando alto. A egípcia entrou no clima e exagerou. Baixou o Tuta. Tutankamón berrando no escuro. E todo mundo imitou. O berreiro foi assustador. Perdigotos voavam. Os cachorros da vizinhança latiam. O viado aumentou a música. Catarse geral. Entrei debaixo de um almofadão para escapar da saraivada de perdigotos. Não sei como, o terapeuta enxergava no escuro e me intimou, Sergio, não pare, não pare. Achei que ele ia ejacular pra cima de mim e fugi, me arrastando até a porta. Localizei meu tênis pelo cheiro, na escuridão. Passei a mão na sacola de roupa que estava ao lado e me mandei. Na rua, peguei um táxi ainda de camiseta e calção. No dia seguinte, a egípcia ligou e inventei que estava com câncer. Falei que ia me tratar na Rodésia. Nunca mais a vi. De múmia, já basta uma sogra que eu tive. Mas essa é uma outra história. Você nem queira saber.

* * *

Jamais vou dizer o nome, mas estou trampando numa agência onde o dono dá incertas na sala, pra vigiar o que as pessoas acessam na web. Até em email aberto ele põe a cara! Tipo, "puxa, isso é um email? Como é longo!". Não parece agência. A disciplina é de quartel. E tem Sua Excelência o Filho do Dono, o chamado "capítulo à parte". A ética me impede de revelar detalhes. Pelo amor de Deus. Se você souber de uma agência de propaganda precisando de redator experiente, com prêmios internacionais, me avise. É sério, não estou brincando. Obrigado.

Para ir além
¢AtaRrO vE®De


Sergio Faria
São Paulo, 27/9/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Curso de gestão atabalhoada do tempo de Ana Elisa Ribeiro
02. Palavra de Honra de Daniel Bushatsky
03. O Próximo Minuto, por Robson Pinheiro de Ricardo de Mattos
04. Não Vou Blogar Mais de Lisandro Gaertner
05. Feminista? Eu? Claro que sim! de Marta Barcellos


Mais Sergio Faria
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cetros Partidos
Gilvanize Balbino Pereira
Petit



Acesso. Vinte Anos de Boas Notícias
Angela Cassiano / Suze Smaniotto

(2002)



Fundamentos de Php
Julie C Meloni
Ciência Moderna
(2000)



Atire a Primeira Pedra
Harold Robbins
Record
(1982)



Economic Growth
David N. Weil
Addison-wesley Longman
(2009)



Isto É São Paulo!
Ottokar Hanns/Melhoramentos
Melhoramentos
(1963)



The New Illustrated Science and Invention - Vol. 3
Não Identificado
H. S. Stuttman
(1989)



Gramática e Redação da Teoria á Pratica
Ivani a Martins da Silva
Catalise



Os 100 Erros do Crm: Mitos, Mentiras e Verdades
Pedro Reinares
Thomson
(2007)



Os homoeróticos
Delcio Monteiro de Lima
Francisco Alves
(1983)





busca | avançada
62339 visitas/dia
1,8 milhão/mês