Hora de parar... ou de voltar! | Adriano Maesano | Digestivo Cultural

busca | avançada
75143 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Lewis Wolpert explica como os organismos multicelulares se formam a partir de um simples óvulo
>>> Festival Aparecida Criativa surge para transformar a produção cultural de Sorocaba
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário celebra presença da literatura nas artes
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário aborda multi linguagens da literatura
>>> MASP, Osesp e B3 iniciam ciclo de concertos online e gratuitos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Breve biografia
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> A importância da virtude
>>> Deus ex machina
>>> Mulher-Flamingo
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Marchand da resistência
>>> Evasivas admiráveis, de Theodore Dalrymple
>>> Cinema em 2002
Mais Recentes
>>> Garota Pare de Mentir Pra Você Mesma de Rachel Hollis pela Sextante (2018)
>>> Mundo das Sombras 1 - Vampiro Secreto de L. J. Smith pela Record
>>> It a Coisa de Stephen King pela Suma de Letras (2017)
>>> Obras Completas de Antonio Machado - Manuel Machado pela Biblioteca Nueva (1984)
>>> Iniciação à Administração Financeira de Idalberto Chiavenato pela McGraw-Hill (1990)
>>> Diário de Perséfone de Heloisa Seixas pela Record (1998)
>>> Iniciação à Administração de Materiais de Idalberto Chiavenato pela McGraw-Hill (1991)
>>> Iniciação à Administração de Pessoal de Idalberto Chiavenato pela McGraw-Hill (1990)
>>> Estrutura e Funcionamento da Educação Básica - Leituras de Varios pela Pioneira (1999)
>>> Câncer nos Cólons e no Reto de Pedro Henrique Saraiva Leão pela Ufc (1984)
>>> As Muitas Vistas de uma Rua - histórias e políticas de uma paisagem - Curitiba e a Rua Riachuelo de Aline Fonseca Iubel - Daiana Cordova - Fabiano Stolev pela Máquina de Escrever (2014)
>>> A condição humana de Hannah Arendt pela Forense Universitaria (1995)
>>> Mar de Histórias (Antologia do Conto Mundial 4º Volume) de Aurélio Buarque de Holanda e Paulo Rónai pela Nova Fronteira (1980)
>>> Coleção Só Testes – Língua Portuguesa 1.000 Exercícios Questões Simuladas de Central dos Concursos pela Degrau cultural
>>> Língua Portuguesa Ensino Fundamental Unidade II Educação de Jovens e Adultos de Ceteb 2002 pela 0 (2002)
>>> Língua Portuguesa Ensino Fundamental Unidade I Educação de Jovens e Adultos de Ceteb pela 0 (2002)
>>> Mar de Histórias (Antologia do Conto Mundial - 2º Volume) de Aurélio Buarque de Holanda e Paulo Rónai pela Nova Fronteira (1979)
>>> O Século do Cinema de Glauber Rocha pela Alhambra (1983)
>>> Na diagonal do campo de Carlos Simon pela Unisinos (2004)
>>> Guia e recursos didáticos: português 7 ensino fundamental de nove anos de Áurea Regina Kanashiro pela Moderna
>>> Conversas com quem gosta de ensinar de Rubem Alves pela Cortez (1987)
>>> 8º Ano – Ensino Fundamental : Grupo 6 – Teoria e Atividade de Sistema de Ensino COC pela Coc
>>> As formas do silêncio - no movimento dos sentidos de Eni Puccinelli orlandi pela Da Unicamp (1993)
>>> 8º Ano – Ensino Fundamental : Grupo 5 – Teoria e Atividade de Sistema de Ensino COC pela Coc
>>> A estrutura das revoluções científicas de Thomas S. Kuhn pela Perspectiva (1992)
COLUNAS

Quinta-feira, 18/10/2001
Hora de parar... ou de voltar!
Adriano Maesano

+ de 4000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Yara Mitsuishi

Michael Jordan confirmou seu retorno às quadras, jogando pela equipe do Washington Wizards, em que ele era sócio minoritário há mais de um ano.

Jordan abandonou as quadras em junho de 1998, e aos 38 anos e meio, tomou uma decisão muito arriscada, especialmente para um esportista que sempre representou o que há de melhor no mundo do esporte, obtendo sucesso e reconhecimento em qualquer parte do planeta. É um fenômeno esportivo, econômico e social. Movimenta, direta ou indiretamente, mais de US$10 bilhões por ano, sua fortuna pessoal é superior a US$500 milhões e seu salário na temporada 2001/2002 da NBA será de US$1 milhão (recebia mais de US$30 milhões anuais quando encerrou a carreira em 1998), que será doado integralmente para um fundo de ajuda às vítimas dos atentados terroristas sofridos pelos Estados Unidos no dia 11 de setembro de 2001.

Era o presidente dos Wizards, responsável pelas contratações de atletas, funcionários e comissão técnica. Um cargo de alta responsabilidade e envolvimento dentro do esporte, que pouquíssimos ex-atletas conseguem obter.

Mas a equipe venceu menos de 25% dos jogos na última temporada, com uma campanha vergonhosa, e Jordan teve vontade de voltar às quadras e ensinar pessoalmente seus atletas como se joga basquete. Contratou Doug Collins, seu 1o técnico no Chicago Bulls, treinou exaustivamente por mais de 6 meses, e esta semana confirmou seu retorno.

A pergunta que fica é a seguinte: - O que Jordan poderá fazer para melhorar sua imagem? Quais as vantagens existentes neste retorno? Mais dinheiro? Mais fama? Necessidade de estar sempre no estrelato?

Talvez Jordan seja o ser humano com maior espírito competitivo do mundo: aposta milhões de dólares em cassinos e partidas de golfe, dizem que já perdeu fortunas nos dois. Ele não estava suportando a vida de dirigente, de homem de negócios. Aos 38 anos, ainda poderá mostrar seu jogo, mas até quando? Mais um, dois, exagerando três anos. E então? Será que vai parar e tentar voltar novamente?

A aposentadoria no esporte é um momento muito delicado, Bjorn Borg parou com 26 anos. Era jovem, famoso, um dos homens mais ricos da Suécia. Voltou depois de mais de 5 anos, e foi um fracasso. A profissão de atleta não pode ser comparada com a maioria das profissões dos homens comuns: estão expostos ao desgaste físico e mental constantemente, sofrem assédio ininterrupto da mídia, dos fãs, das mulheres e da família. Viajam sem parar, treinam, competem, são operados e jogam com ossos e músculos parcialmente destruídos.

Não levam uma vida fácil. Mas quando parar? Aos 24 na natação, 30 no tênis, 35 no futebol, 40 no automobilismo? Existem tabus e idades-limite em todos os esportes. Mas estes parâmetros devem ser utilizados justamente como fator de comparação. O atleta profissional de nível excelente deve entender sua posição no cenário esportivo e social. Deve saber em que nível está, seja no seu time, Estado ou Nação. Deve avaliar seus principais desempenhos com aqueles que vem mostrando na atualidade. Saber quais são as conquistas realistas que ainda pode obter. Desta forma, poderá, friamente, analisar sua situação e decidir sobre a hora certa de parar...ou de voltar!

Boa sorte, Michael!


Adriano Maesano
São Paulo, 18/10/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux de Jardel Dias Cavalcanti
02. Presenças de Paula Ignacio
03. A aura da música de Luiz Rebinski Junior
04. Polly de Elisa Andrade Buzzo
05. Devaneios sobre Copa do Mundo de Rafael Fernandes


Mais Adriano Maesano
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
23/10/2001
00h00min
Gostei Adriano! Parece que escrever bem e com clareza é uma característica de família. Parabéns!
[Leia outros Comentários de Roger]
24/10/2001
00h00min
Muito bom o texto do Adriano, a verdade eh que ninguem sabe quando parar. Se param no auge da fama alguns vao dizer que podia ter continuado, se param num momento fraco, pos auge, muitos dirao " Parou tarde demais". Talvez o momento certo de parar eh quando nao se tem mais o mesmo prazer do inicio, mas como eu disse "Ninguem sabe a hora certa de parar!".
[Leia outros Comentários de Sergio Mutcha Ashcar]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Escola Cidadã 9 Questões da Nossa época 13 Edição
Moacir Gadotti
Cortez
(2013)
R$ 50,65



Marie Claire 176 - Novembro 2005 - Alinne Moraes
Mônica de Albuquerque Lins
Globo
(2005)
R$ 22,90



Meu Domingo Com Cristo B-1
Pe José Geraldo Rodrigues
Santuário
(1986)
R$ 5,00



Pocahontas - as Aventuras Que Eu Gosto de Ler
Ulisseia Infantil
Ulisseia Infantil
(1995)
R$ 14,67



O Gigante O'Brien
Hilary Mantel
Record
(2001)
R$ 18,00



Em Busca do Sucesso: Inteligência ética Faz Bem ás Empresas
Robert Henry Srour
Disal
(2007)
R$ 5,00



Flores das Flores do Mal de Charles Baudelaire
Guilherme de Almeida
José Olympio
(1944)
R$ 25,90



Os Países Subdesenvolvidos
Yves Lacoste
Bertrand Brasil
(1988)
R$ 5,90



Regulamento para o Emprego da Artilharia 1 Parte Título 4 e 1 Nomen...
Ministério da Guerra
Imprensa Militar
(1944)
R$ 56,86



Nunca Desista De Seus Sonhos
Augusto Cury
Sextante
(2004)
R$ 13,00





busca | avançada
75143 visitas/dia
2,1 milhões/mês