Pergunte às tartarugas | Tais Laporta | Digestivo Cultural

busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Três Irmãs
>>> Sempre procurei a harmonia
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> O ensaísta Machado de Assis
>>> Entrevista com Claudio Willer
>>> Os narradores de Eliane Caffé
>>> 7 de Setembro
>>> 8º Salão do Livro
>>> Show him what he is like
>>> Machado polímata
Mais Recentes
>>> Monica Teen- The love Of An Angel de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2012)
>>> O Cachorrinho Samba de Maria José Dupré pela Ática (2006)
>>> Psicanálise e religião de Erich Fronm pela Livro íbero americano ltda (1962)
>>> Da Auto-estima a Individuação: Psicologia e espiritualidade de Jean Monbourquette pela Paulinas (2008)
>>> Vida: Oportunidade de Aprender de Alzemiro Rufino de Matos pela Editares (2014)
>>> Turma Da Mônica Jovem - Mônica E O Cavaleiro de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2008)
>>> O Matrimônio Perfeito de Samael Aun Weor pela Igb (2011)
>>> Transcendente de Lesley Livingston pela Jangada (2016)
>>> 50 Ideias de Filosofia que Você Precisa Conhecer de Ben Dupré pela Planeta (2015)
>>> O Rosto de Cristo: A Formação do Imaginário e da Arte Cristã de Armindo Trevisan pela Age (2003)
>>> A Sustentabilidade nos Tempos de Pandemia de Flavio Horowitz pela Brazil Publishing (2020)
>>> Ilíada de Homero pela L&Pm (2011)
>>> História Medieval de Cibele Carvalho pela Intersaberes (2016)
>>> Chico Bento Moço-Bravura Indomável de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2015)
>>> Outlander: A Libélula no Âmbar - Livro 2 de Diana Gabaldon pela Saída de Emergência (2014)
>>> Turma Da Monica Jovem-O Dono Do Mundo de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2009)
>>> Chico Bento Moço- O Manto Misterioso de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2015)
>>> Outlander: A Cruz de Fogo Livro 5 - Parte 2 de Diana Gabaldon pela Arqueiro (2017)
>>> Chico Bento Moço- Um Caipira na Corte do Rei Artur de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2008)
>>> Turma da Mônica Jovem -Surge Uma Estrela de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2008)
>>> Turma da Mônica Jovem - Fortes Emoções de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2008)
>>> Outlander: Os Tambores do Outono Livro 4 - Parte 2 de Diana Gabaldon pela Arqueiro (2016)
>>> Outlander: Os Tambores do Outono Livro 4 - Parte 1 de Diana Gabaldon pela Arqueiro (2016)
>>> Turma da Mônica Jovem -Eles Cresceram de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2008)
>>> Turma da Mônica Jovem - Novos Desafios! de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2008)
>>> Outlander: O Resgate no Mar Volume 3 - Parte 1 de Diana Gabaldon pela Saída de Emergência (2015)
>>> A História Não Contada dos Estados Unidos de Oliver Stone; Peter Kuznick pela Faro Editorial (2015)
>>> Turma da Mônica Jovem - O brilho de Um Pulsar de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2009)
>>> O Deus crucificado de Jurgen Moltmann pela Academia Cristã (2010)
>>> Chico Bento Moço- A Árvore da Vida de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2015)
>>> Paulo e Estêvão - Edição em Formato Grande de Francisco Cândido Xavier pela Feb (2013)
>>> Turma da Mônica Jovem - O Dono do Mundo de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2009)
>>> Os Sentidos da Paixão de Adauto Novaes ( Org. ) pela Companhia das Letras (2009)
>>> Jerusalém no tempo de Jesus de Joachim Jeremias pela Academia Cristã , Paulus (2010)
>>> Apóstolo Paulo: Vida, obra e teologia de Jurgen Becker pela Academia Cristã , Efatá (2020)
>>> O Mundo de Sofia: Romance da História da Filosofia de Jostein Gaarder pela Companhia das Letras (1995)
>>> Estudos no novo testamento de Joachim Jeremias pela Academia Cristã , Efatá (2020)
>>> O príncipe de Nicolau Maquiavel pela L&Pm (2011)
>>> Pai Rico, Pai Pobre: O que os ricos ensinam a seus filhos sobre dinheiro de Robert T. Kiyosaki; Sharon L. Lechter pela Campus (2000)
>>> Shantaram de Gregory David Roberts pela Landscape (2005)
>>> O significado e a mensagem de Deus na bíblia de Trggve N. D. Mettinger pela Academia Cristã , Efatá (2020)
>>> Chico Bento Moço- Muito Além do Anzol de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2015)
>>> Turma da Mônica Jovem - A Aventura Continua de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2008)
>>> Antígona de Sófocles pela L&Pm (2010)
>>> Febre do Ouro de Disney pela Abril (1990)
>>> O Elo de Alexandria de Steve Berry pela Record (2008)
>>> Big - Para levar Sempre com Você de Disney pela Abril (1990)
>>> Star Wars Episódio 1: A Ameaça Fantasma de Terry Brooks pela Meia Sete (1999)
>>> Aliens de Disney pela Abril (1990)
>>> Elis Regina: Nada Será Como Antes de Julio Maria pela Master Books (2015)
COLUNAS

Sexta-feira, 14/3/2008
Pergunte às tartarugas
Tais Laporta

+ de 5000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Não é sem motivo que o Irã é tão prestigiado nos festivais internacionais de cinema. O país chega a produzir uma média de 70 filmes por ano e está entre os 12 maiores produtores de películas do mundo. É presença quase obrigatória em Cannes, Berlim e Veneza, embora o que chegue por lá seja uma seleção de filmes mais "artísticos", que representam apenas 20% do bolo cinematográfico iraniano. Os outros 80% seguem o padrão Hollywood.

Mas os números acima não explicam, sozinhos, como um país que está no centro dos conflitos que afligem o Oriente Médio é capaz de chamar a atenção para cenários quase sempre distantes da realidade ocidental. Há um crescente interesse pelo trabalho dos diretores iranianos (entre eles Abbas Kiarostami e Mohsen Makhmalbaf), talvez porque eles consigam injetar no circuito comercial filmes produzidos a custos relativamente baixos e, ainda assim, premiadíssimos.

A razão para tantos aplausos pode estar não apenas no choque ocidente/oriente, um chamariz natural. Ainda mais depois dos atentados de 11 de setembro, quando a atenção mundial se voltou para o Oriente, questionando sua cultura, farejando o Islã e associando, erroneamente, a religião muçulmana ao anti-semitismo. Se o atrativo dos filmes iranianos fosse somente o "diferente" ou a temática de guerra, os noticiários já bastariam para saciar essa curiosidade, haja vista a cobertura constante da mídia sobre os conflitos na região.

O que faz o Irã orgulhar-se de seus filmes como produtos de exportação ― ao lado do petróleo e de tapetes suntuosos ― são ingredientes difíceis de copiar, presentes talvez no filme Tartarugas podem voar (Lakposhtha Hâm Parvaz Mikonand, 2004), do curdo-iraniano Bahman Ghobadi, já disponível em DVD. O terceiro longa-metragem do diretor, produzido em parceria com o Iraque, mostra um campo de refugiados curdos, na fronteira entre Irã e Turquia, poucos dias antes da invasão norte-americana ao país de Saddam Hussein. Lá vivem idosos e crianças, entre cabanas e destroços de guerra, cujos parentes foram assassinados pelo regime do ditador iraquiano.

Isolados pela vastidão do território, os refugiados aguardam ansiosos por notícias sobre a possível guerra no país, na esperança de serem libertados da opressão do regime. O único contato com o mundo exterior são as antenas de TV, usadas para sintonizar as notícias internacionais. E quem instala esses equipamentos é um engenhoso menino de 13 anos, apelidado de Satélite (Soran Ebrahim), que ganha respeito e poder entre os curdos ao adquirir uma antena no mercado-negro da região ― a Santa Ifigênia de lá.

Movidos por uma ingenuidade sem tamanho, os habitantes pensam que terão acesso a alguma informação privilegiada sobre a invasão dos EUA no Iraque. A começar, a incompreensão da língua inglesa os impede de entender os noticiários, restritos a palavras indecifráveis e à imagem de um homem chamado George W. Bush. Eles mal sabem o que significa a palavra EUA, o que demonstra um total isolamento e desamparo frente à própria realidade.

Satélite lidera um grupo de crianças mutiladas por minas terrestres, muitas delas sem pernas e braços, e quase todas órfãs de pai e mãe. Elas trabalham para desarmar minas escondidas e vendê-las a comerciantes em troca da sobrevivência. Brincam entre destroços de armas e velhos tanques de guerra. Um zoom mais profundo em três crianças que chegam ao vilarejo ― a garota Agrin (Avaz Latif), de 14 anos, seu irmão sem braços e um bebê cego ― é suficiente para mostrar um passado trágico.

O interessante é que Bahman Ghobadi documenta uma realidade dolorosa com olhos imparciais, colocando atrás da ficção um relato jornalístico, sem perder o tom poético e a tensão típicos de filmes iranianos. Antes de se dirigir como uma crítica política ou social, o filme tem elementos que denunciam, por si só, a situação das minorias étnicas perseguidas no Iraque. Os curdos nunca encontraram seu chão no mundo. São 36 milhões de pessoas espalhadas em países nada receptivos, entre os quais Irã, Iraque, Turquia, Armênia e Síria. O campo de refugiados no filme é uma ínfima parcela desse contingente.

Por terem sido quase dizimados por Saddam, os curdos viam a chegada dos americanos como uma possível salvação. Quando os primeiros aviões se aproximam do refúgio, a população é surpreendida por uma chuva de papéis, cuja mensagem disfarça a dureza de uma guerra. "Dias melhores virão. É o fim da miséria, do infortúnio e da pobreza. Nós somos os seus melhores amigos e irmãos. Os que estão contra nós são nossos inimigos. Faremos deste país um paraíso", anunciam os EUA.

O que se segue à mensagem de paz é um cenário de terror que os filmes ocidentais, por mais que invistam em efeitos especiais, jamais serão capazes de reproduzir. Talvez porque Tartarugas podem voar não se cubra de maquiagens e consiga passar bem longe de um suspense caricato ou forçoso. É um filme com alta carga dramática, capaz de dispensar qualquer artificialidade. Não por acaso venceu o Hugo de Prata na Mostra Internacional de Chicago e levou o prêmio da audiência na Mostra Internacional de São Paulo.

Cinema e jornalismo
A cobertura da guerra no Iraque (e de outros conflitos no Oriente Médio) é fria e habitual, a ponto de não provocar mais reação. Mortes e explosões cansam a vista. Nesse contexto, talvez pelas lentes do cinema iraniano esteja a visão menos distorcida de uma guerra, sob a ótica de quem menos a compreende. É naquilo que o jornalismo se mostra impotente, que filmes como Tartarugas podem voar tiram o espectador da indiferença.


Tais Laporta
São Paulo, 14/3/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Breve resenha sobre um livro hediondo de Cassionei Niches Petry
02. Zizitinho Foi Para o Céu de Marilia Mota Silva
03. De olho em você de Marilia Mota Silva
04. A resistência, de Ernesto Sabato de Rafael Rodrigues
05. A jovem guarda desvirtuou a família brasileira de Eduardo Mineo


Mais Tais Laporta
Mais Acessadas de Tais Laporta
01. 10 livros de jornalismo - 20/6/2007
02. O engano do homem que matou Lennon - 16/11/2007
03. Guimarães Rosa no Museu da Língua Portuguesa - 1/11/2006
04. Qual é O Segredo? - 18/7/2007
05. O que aprender com Ian McEwan - 4/1/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/3/2008
14h39min
[Leia outros Comentários de marcelo]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SEGREDOS DA BEL PARA MENINAS
FRAN E BEL
ÚNICA
(2016)
R$ 9,90



RASTROS DE DOR
ROQUE JACINTHO
IDE / LUZ NO LAR
(2016)
R$ 23,00



DIVINA COMÉDIA- COLEÇÃO REENCONTRO LITERATURA
CECILIA CASAS - ADAPTAÇÃO
SCIPIONE
(2008)
R$ 29,00
+ frete grátis



SCIENCE ET STYLE CONEILS A UM JEUNE ÉCRIVAIN
TH. MOREUX
G DOIN & CIE
(1930)
R$ 186,76



CINTHIA HOLMES E WATSON E OUTRAS INCRIVEIS
CHRISTIANE GRIBEL; BRUNA ASSIS BRASIL
SALAMANDRA
(2015)
R$ 24,90



A SOLUÇÃO OTIMISTA
ÔMAR SOUKI
SOUKI HOUSE
(2001)
R$ 5,00



CONEXÃO MANHATTAN - CRONICAS DA BIG APPLE
LUCAS MENDES
CAMPUS
(1997)
R$ 6,90



A ODISSÉIA DE ASTERIX
GOSCINNY
RECORD
(1981)
R$ 25,00



MINI COLEÇÃO INFANTIL - ALÉM DO ARCO ÍRIS
EDITORA FAPI
FAPI
(2015)
R$ 10,37



A ESSÊNCIA DA FELICIDADE
DESMOND MORRIS
ROCCO
(2005)
R$ 22,39





busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês