Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
58188 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Delicado, vulnerável, sensível
>>> De Kooning em retrospectiva
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Aquele apoio
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
Mais Recentes
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Ansiedde o que e, os Principios Transtornos e como Tratar de Daniel Freeman e Jason Freeman pela L&pm Pocket (2018)
>>> Revisão Final ABIN: Com base nos editais nº 1-ABIN de 02.01.2018 e nº2-ABIN de 05.01.2018 (retificação) - Revisão ponto a ponto de Leandro Bortoleto; Paulo Lépore; Rogério Sanches Cunha pela Juspodivm (2018)
>>> Danças Folclóricas do Rio Grande de Deífilo Gurgel pela Edufrn (1990)
>>> Manual Pratico do Espirita - Espirita de Ney Prieto Peres pela Pensamento (2006)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Suporte Ventilatório: Aplicação Prática de João Claudio Emmerich pela Revinter (2014)
>>> Henry: O Corgi da Rainha de Georgie Crawley pela Gutenberg (2018)
>>> Lolita de Vladimir Nobokov pela O Globo (2003)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> O Relatório Lugano de Susan George pela Boitempo (2003)
>>> Mente Criativa: A Aventura do Cérebro Bem Nutrido de Juarez Nunes Callegaro pela Vozes (2006)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> O Que os Ricos Sabem e Não Contam de Brian Sher pela Fundamento (2009)
>>> Vigiar e Punir: História da Violência nas Prisões de Michel Foucault pela Vozes (2004)
>>> Revistas Mamulengo n 9 11 12 de Vários pela Mec (1983)
>>> O Livro dos Chakras, da Energia e dos Corpos Sutis de Joan P. Miller pela Pensamento (2015)
>>> Casados e Felizes: Não permita que seu casamento vire uma mala sem alça de Hernandes Dias Lopes pela Hagnos (2008)
>>> Manual do Materpensene: A Síntese da Consciência de Guilherme Kunz pela Editares (2016)
>>> Manual da Conscin-Cobaia de João Paulo Costa; Dayane Rossa pela Editares (2014)
>>> Extraordinário de R J Palacio pela Intrinseca (2013)
>>> La Vie D'Anne Frank de Janny Van der Molen pela Bayard Jeunesse (2015)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> A tragédia de um povo: a Revolução Russa (1891 - 1924) de Orlando Figes pela Dom Quixote (2017)
>>> Contabilidade Geral e Avançada Esquematizadotizado de Eugenio Mototo pela Saraiva Jur (2018)
>>> Floriano Peixoto - Vida e Governo de Francolino Camêu e Arthur Vieira Peixoto pela A Noite (1925)
>>> Annaes das Guerras do Brazil com os Estados do Prata e Paraguay de Coronel J. S. Torres Homem pela Imprensa Nacional (1911)
>>> "E o sangue brasileiro correrá..." de Elvaldo de Alarcon pela Du Barry (1942)
>>> O punhal nazista no coração do Brasil de Capitão Antônio Carlos Mourão Ratton (e outros) pela Imprensa Oficial do Estado de Santa Catarina (1943)
>>> História da II Guerra Mundial 1939-1945 (6 volumes) de Edgar Mc Innis pela Globo (1958)
>>> A Canção de Ariel de Martins Fontes pela Comissão glorificadora de Martins Fontes (1938)
>>> Passagens: Estudos sobre a filosofia de Kant de Ricardo Terra pela Ufrj (2003)
>>> Vathek de William Beckford pela L&PM Pocket (2007)
>>> Natureza e ilustração: Sobre o materialismo de Diderot de Maria das Graças de Souza pela Unesp (2002)
>>> Hume et la fin de la philosophie de Yves Michaud pela Quadrige / PUF (1999)
>>> Hume: Une Philosophie Des Contradictions de Jean-Pierre Cléro pela Vrin (1998)
>>> Hume's Philosophy of Religion de J. C. A Gaskin pela MacMillan (1988)
>>> Machado de Assis: equívocos da crítica de Alfredo Jacques pela Iel (1974)
>>> Diálogos com Leuco de Cesare Pavese pela Cosac & Naify (2012)
>>> Subjetividade, Espaço E Tempo Em David Hume de Monica Loyola Stival pela Humanitas / FAPESP (2015)
>>> Biologia 1(ensino médio) biologia das células de Amabis Martho pela Moderna plus (2010)
>>> História conexões de Alexandre Alves, Letícia Fagundes pela Moderna plus (2013)
>>> Geografia conexões de Lygia Terra, Regina Araújo e Raul Borges pela Moderna plus (2012)
>>> Atividade em Feltro Foguete dos Cálculos de Claudia Maria Bertuqui Ribeiro pela Feltro (2020)
COLUNAS

Terça-feira, 24/11/2015
Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 5900 Acessos


A poeta Ana Martins Marques lançou este ano, pela Companhia das Letras, "O livro das semelhanças", seu terceiro livro de poesia. Lançada inicialmente pela Editora Scriptum, com "A vida Submarina", de 2009, publicou ainda, pela Companhia das Letras, o livro "Da Arte das Armadilhas", em 2011.

O novo livro é dividido em várias seções, cujos títulos são "Livro", "Cartografias", "Visitas ao lugar-comum" e "O livro das semelhanças". Formam um conjunto interessante de poemas que dão conta daquilo que está proposto nas seções. Não sabemos se os títulos vieram antes dos poemas, ou se a existência dos poemas criou a necessidade de tais denominações.

As seções marcam uma pequena linha divisória sobre as preocupações da poeta, como no primeiro momento, que vai do interesse pelo formato do livro às consequências que se pode tirar de cada parte do seu formato, transposto agora para uma espécie de relação entre mundo pessoal/existencial e composição do objeto livro.

Na segunda parte, uma espécie de cartografia sentimental vai se delineando a cada poema, marcando a significação do encontro ou desencontro afetivo que tem como ponto de partida a ideia do mapa.

Na terceira parte, o afeto é ainda o leitmotiv da sua criação poética, onde rusgas e incertezas, com um certo pessimismo intravenoso, dominam quase todos os poemas.

Enfim, na última parte, que forma o maior conjunto de poemas, e onde também concentra-se a maior densidade do livro, é o momento da desconstrução da realidade pela palavra poética, onde, então, se realiza de forma mais pungente a inflexão do Ser diante da vida.

Todo leitor apaixonado por poesia, imagino, é também um apaixonado por livros, por sua feitura, sua aparência, enfim, seu design. Ana Marques vai além dessa paixão fetichista (e adorável) pelo objeto na primeira seção do livro. Da capa ao nome do autor, título, dedicatória, epígrafe, tipo de papel, primeiro e segundo poemas, índice remissivo até a contracapa, os poemas buscam perscrutar a alma de cada uma dessas partes, relacionando o autor ao receptor, fazendo da poesia um corpo expositivo das entranhas abertas dessa relação, com uma simplicidade aparente, mas onde cada poema guarda momentos de atenção para aquilo que criamos e para o qual não atentamos para o seu sentido, dada sua funcionalidade quase automática na nossa existência de amantes de livros.

Em "Nome do autor", por exemplo: "Impresso/ como parece estranho/ o mesmo nome/ com que te chamam." Ou em "Dedicatória": "Ainda que não te fossem dedicadas/ todas as palavras nos livros/ pareciam escritas para você". Algo próximo à perplexidade de uma criança que descobre pela primeira vez o funcionamento de algo que o interessa e o toca desde sempre.

Também pode-se pensar na constituição do livro, no andamento da criação de cada poema, como o lugar espacial longe dos atropelos da existência: "o dia: contas a pagar/ correspondência atrasada/ congestionamento/ xícaras sujas// aqui ao menos não encontrarás,/ leitor,/ xícaras sujas". Uma espécie também de ponto de encontro, onde o interior do livro, nas suas marcações (dobras, manchas, mapas, citações), se constitui em momentos para a poeta filosofar sobre a vida, como ao aproveitar uma ideia de Robert Walser: "privar-se de alguma coisa/ também tem seu perfume e sua energia". Ou no poema "Papel de seda", onde reflete sobre o sentido que outrora tinha o papel de seda nas divisões entre imagem e texto: "receavam a comunhão universal/ dos traços/ receavam que as palavras e as imagens/ não fossem vistas como rivais/ que são/ mas como iguais/ que são".

A seção "Cartografias" atende aos sentimentos amorosos, delineados como as próprias linhas do mapa, que costuram as diferentes configurações do afeto. São imagens líricas bastante simples que a poeta constrói para externar a profundidade do lugar que o amor ocupa na existência. Por exemplo: "E então você chegou/ como quem deixa cair/ sobre um mapa/ esquecido aberto sobre a mesa/ um pouco de café uma gota de mel/ cinzas de cigarro/ preenchendo/ por descuido/ um qualquer lugar até então/ deserto".

"Visitas ao lugar comum" não fica longe do exemplo anterior, embora aqui pareça se edificar um círculo vicioso do ir e vir, cortar e remendar, ficando no fim a existência (corriqueira ou afetiva) marcada pelas cicatrizes. "Cortar relações/ e depois voltar-se/ verificar se o que restou/ suporta/ remendo/ demorar-se/ sobre a cicatriz/ do corte". Ou, sob os auspícios da dúvida: "Amar/ profundamente/ mas testar/ volta e meia/ se ainda/ dá pé". Dúvida que não desaparece: "e ao fim/ arfante/ da corrida/ voltar-se/ para avaliar/ o traçado".

A parte final é "O livro das semelhanças", que retoma o título do livro. Aqui se adensam as experiências que são tratadas com certa leveza nas outras partes do livro. Esse adensamento não hierarquiza as partes do livro. Ana Martins é uma grande criadora de imagens rápidas, que dissolve as certezas sem que seja necessário precisar o antes, o entre e o depois das ações. O corte é rápido. Quase não dá tempo de perceber o tamanho do rasgo. Por isso voltamos aos poemas, precisando acreditar que aquilo que se anunciava como um verso singelo, guarda, na sua composição, o preâmbulo para o desalento.

Por vezes, ainda, o poema se constrói sobre o anúncio daquilo que virá sem dó nem piedade. Não precisa, a poeta, dizer o que virá, mas sua matéria, uma faca se afiando, não é mais que "cinzas/ por dizer". Vale ler o poema onde esse verso aparece:

Ainda é tarde

para saber

Ainda há facas

cruas demais para o corte



Ainda há música

no intervalo entre as canções



Escuta:

é música ainda



Ainda há cinzas

por dizer

Como um "acervo de acidentes", essa parte final do livro carrega uma certa melancolia. Não há ajustes que possam remediar perdas, como no poema "O que eu levo nos bolsos", onde a poeta pode até ter "teu nome/ anotado/ num papel dobrado", mas finaliza o poema com o significado que essa presença tem para ela: "meu deserto/ de bolso". O poema "O beijo" também faz transparecer essa ausência de doçura que o reino dos afetos parece prometer, mas que não consegue cumprir: "Ao me beijar/ esqueceu uma palavra em minha boca/ (...)/ É pequena e dura/ mais salgada que doce/ e amarga um pouco/ no fim."


O espaço de uma resenha é pouco para as variáveis que um livro de poesia possui. Ao se olhar o conjunto de poemas de "O livro das semelhanças" nota-se o apreço da poeta pela clareza das composições. Aqui não se quebra o pé do verso para um efeito especial. Quebra-se, isso sim, a possibilidade de se configurar uma realidade dócil e amena. E embora o afeto seja um tema recorrente, ele alegoriza, na sua própria precariedade, o sentido da existência. O convite da poeta não é o de um retorno ao parnaso, como se pode supor ao primeiro corte no nervo do leitor, mas o contrário: "vem/ escuta/ no meu peito/ o silêncio/ elementar/ dos metais".


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 24/11/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Europeus salvaram o cinema em 2006 de Lucas Rodrigues Pires
02. Intenso, lógico e fértil de Rafael Lima


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2015
01. Daumier, um caricaturista contra o poder - 24/2/2015
02. Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques - 24/11/2015
03. Fake-Fuck-Fotos do Face - 18/8/2015
04. Eu matei Marina Abramovic (Conto) - 17/3/2015
05. Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte I) - 2/6/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




RESUMO DE OBRIGAÇÕES E CONTRATOS CIVIS, EMPRESARIAIS E CONSUMIDOS VOL2
MAXIMILIANUS CLÁUDIO AMÉRICO FUHRER
MALHEIROS
(2012)
R$ 25,00



MARCEL PROUST
GEORGE D. PAINTER
GUANABARA
(1990)
R$ 100,00



SERVIÇO SOCIAL ÉTICA E SAÚDE - REFLEXÕES PARA O ... - 2ª EDIÇÃO
MAURÍLIO CASTRO DE MATOS
CORTEZ
(2017)
R$ 43,95



MEMORIAL DOS MENINOS
RUDINEI BORGES
ALL PRINT
(2014)
R$ 13,00



O LIVRO DOS MORTOS
PATRICIA CORNWELL
COMPANHIA DAS LETRAS
(2010)
R$ 18,00



O TEOREMA KATHERINE
JOHN GREEN
INTRISECA
(2013)
R$ 20,00
+ frete grátis



MINHA MÃE, MEU MUNDO
ANDERSON CAVALCANTE SIMONE PAULINO
SEXTANTE
(2013)
R$ 12,00



CIDADES MORTAS E OUTROS CONTOS
MONTEIRO LOBATO
PRINCIPIS
(2019)
R$ 14,89



AMAR TAMBÉM SE APRENDE - DITADO POR LOURDES CATHERINE
FRANCISCO DO ESPÍRITO SANTO NETO
BOA NOVA
(2013)
R$ 15,00



SELEÇÕES DO READERS DIGEST DE JULHO DE 1970
TITO LEITE (REDATOR RESPONSÁVEL)
YPIRANGA
(1970)
R$ 7,00





busca | avançada
58188 visitas/dia
2,0 milhões/mês