Marcelo Mirisola: entrevista | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 22/9/2015
Marcelo Mirisola: entrevista
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 3600 Acessos


Apresentação:

Marcelo Mirisola é um dos mais criativos escritores literários brasileiros da atualidade. Suas obras têm uma acidez e uma violência únicas (talvez só possa ser comparado a "Pornopopéia", de Reinaldo Moraes). Sem pudor, desfaz qualquer lugar comum que possa nos dar a sensação de terra firme. Tira nosso tapete fazendo-nos conviver com personagens mergulhados numa existência dura, carente, erótica, crítica, atrapalhada e que destilam, sem o mínimo pudor, o mais amargo veneno contra nossas ilusões baratas. Sua escrita funciona como uma "navalha de presidiário", corte certeiro e inesperado.

É autor do genial "Azul do filho morto", como de "Hosana na sarjeta", "Bangalô", "O herói devolvido", "Joana a contragosto", "Memórias da sauna filandesa", dentre outras obras excepcionais. Tem sido publicado pela Editora 34 há alguns anos.

Na entrevista abaixo, exclusiva para o digestivocultural, um pouco do corte da navalha do escritor.

1- Você é um escritor profícuo, com uma produção, talvez, inigualável na literatura contemporânea. Como tem sido a avaliação crítica de sua obra?

MARCELO MIRISOLA: aquém, muito aquém do que minha obra, que nada tem a ver com minhas entrevistas, merece.

2- A sua obra tem algo de memorialista, mas como você diz em "Bangalô", suas memórias não são guiadas pelas madeleines proustianas, mas por algo mais "baixo", o "Almoço com as Estrelas e suas respectivas maioneses". Você quer transformar a lama em ouro (literatura), ou quer transformar o ouro (a literatura) em lama ao escrever?

MARCELO MIRISOLA: Nem uma coisa, nem outra. Se Proust tivesse nascido na segunda metade do século XX escreveria sobre mandiopans, televisão e programas de auditório. Cada época tem a alquimia e os alquimistas que merece. Lama e ouro, portanto, não são questões materiais, mas resoluções de tempo/espaço.

3- O crítico Alcir Pécora o coloca na posição de um escritor crítico do modus vivendi da classe média emergente e sua pseudo-sofisticação entupida de sushi. Não seria essa uma leitura limitada diante do fato de que sua literatura é também uma "forma" de escrever? Ou você só quer mesmo é descer o pau nessa palhaçada toda?

MARCELO MIRISOLA: Não era essa a opinião dele quando resenhou o "Herói Devolvido" para um jornal de Campinas no começo dos anos zero-zero. Na ocasião não economizou elogios e falou em algo parecido com oxigênio, novo ar para a literatura brasileira respirar ou qualquer metáfora do tipo que, confesso, me deixou bem constrangido. Lembro também que ele tentou esboçar um perfil psicológico para meu narrador, e não satisfeito tentou aproximá-lo de Hilda Hilst, mas não conseguiu - o que me constrangeu ainda mais.

Na falta de lastro, repare, o crítico necessariamente parte para cotejar a obra do autor desconhecido com a obra do autor consolidado. Acho um recurso primário, tosco, mas isso não vem ao caso.

Hoje, reduzindo minha obra a esses termos que você mencionou acima, ele mesmo se desautoriza. Ou seja, com a mesma precariedade que exalta, esculhamba. Portanto, além de ser um crítico limitado, é volúvel. Duas falhas capitais para alguém que pretende ser "juiz de matéria perene", digamos assim.


4- Você escreve contos, romances e crônicas (como as publicadas em "O Cristo Empalado"). Algum destes gêneros o define melhor como escritor ou como o lugar ideal para você exercer sua paixão pela literatura? Qual a diferença ao escrever nestes três ambientes?

MARCELO MIRISOLA: Eu jamais escreveria crônicas por paixão. Nada mais nada menos do que necessidade. Ganhar o pão de cada dia. Com relação aos contos e romances, bem, aí é falta de habilidade para fazer qualquer outra coisa na vida, às vezes chego a pensar que isso que você chama de "paixão" é uma falha de caráter.

5- O termo "estilete de presidiário", que eu aproprio de Aldir Blanc (que, aliás, te chamou de "Montaigne do século XXI"), seria ideal para definir sua impiedosa literatura?

MARCELO MIRISOLA: Se o Aldir falou, tá falado.

6- Em uma de suas crônicas pode-se sentir seu pessimismo em relação ao Brasil: "propor soluções é dizer - é tarde demais. Não deu certo antes e agora - lamento dizer - é tarde demais." Que país é esse em que você vive?

MARCELO MIRISOLA: Eu não queria ser tão pessimista, juro que não. Mas o Brasil que eu vejo nos meus livros, não me convence.

7- "Cintilo mais brilhantemente em momentos de vingança. Não a afasto, mas melhoro-a." Esta frase de Gracián é a epígrafe de seu livro "O homem da quitinete de marfim". Você é um crítico de certa literatura "oficializada e premiada" no Brasil. Existe um grupo de escritores que te convence? Quais seriam? E há os de quem você se vinga, classificando-os como "marquetajem tosca", quais seriam e por que?

MARCELO MIRISOLA: Contando aqui nos dedos, conheço três autores que conciliam ótima literatura e vergonha na cara - são raros e evidentemente não vou citá-los porque eles estão muito acima dos elogios e prescindem disso. Depois tem a grande maioria de mortos, e uma meia dúzia de autores vivos que eu gosto pela literatura e não faço questão alguma de saber se são anjos ou demônios. Já os que eu não gosto, depreende-se que não me convencem porque são lixo e produzem lixo, simples assim.


8- Você está prestes a lançar um novo romance pela Editora 34. Pode nos adiantar algum comentário sobre ele?

MARCELO MIRISOLA: "A Vida não Tem Cura". Uma novela, deve sair no primeiro semestre de 2016. Uma porrada.

9- Quem tem medo de Marcelo Mirisola?

MARCELO MIRISOLA: Quem eu não faço a mínima questão de conhecer, quem não me conhece.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 22/9/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu Caro Amigo de Carina Destempero
02. Festival Indie Rock de Débora Costa e Silva
03. Abismos literários de Luis Eduardo Matta
04. Tempo de aspargos de Daniela Sandler
05. (Re)masterizados e (Re)mixados de Waldemar Pavan


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2015
01. Daumier, um caricaturista contra o poder - 24/2/2015
02. Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques - 24/11/2015
03. Eu matei Marina Abramovic (Conto) - 17/3/2015
04. Fake-Fuck-Fotos do Face - 18/8/2015
05. Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte I) - 2/6/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O DRAMA MILENAR DO CRISTO E DO ANTICRISTO
HUMBERTO ROHDEN
ALVORADA
(1990)
R$ 10,00



HOMENS COM MULHERES 6408
BERNARDO AJZENBERG
ROCCO
(2005)
R$ 10,00



CURSO MODULAR DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
TADAAQUI HIROSE E JOSÉ PAULO BALTAZAR JR (ORG
CONCEITO
(2010)
R$ 14,82



RECONCEITUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL 8801
MYRTES DE AGUIAR MACÊDO
CORTEZ
(1982)
R$ 10,00



O INDIVIDUO NA SOCIEDADE: UM MANUAL DE PSICOLOGIA SOCIAL
DAVID KRECH/RICHARD CRUTCHFIELD/EGERTON BALLACHEY
PIONEIRA / USP
(1969)
R$ 10,00



A NEW HISTORY OF UNITED STATES
WILLIAM MILLER
DELL
(1964)
R$ 13,00



A LINGUAGEM DAS FORMAS - NATUREZA E ARTE EM SHAFTESBURY
PEDRO PAULO GARRIDO PIMENTA
ALAMEDA
(2007)
R$ 15,00



SEXO E AFETO NA TERCEIRA IDADE
ANA PERWIN FRAIMAN
GENTE
(1994)
R$ 10,00



100 POEMAS QUE AMEI
MÁRIO FRIGÉRI
MUNDO MAIOR
(2011)
R$ 12,00



QUÍMICA NA ABORDAGEM DO COTIDIANO 3
FRANCISCO MIRAGAIA PERUZZO
MODERNA
(2006)
R$ 6,00





busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês