Marcelo Mirisola: entrevista | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entre a crise e o espectro do humor a favor
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Tiros, Pedras e Ocupação na USP
>>> Oficina de conto na AIC
>>> Crônica em sustenido
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> O julgamento do mensalão à sombra do caso Dreyfus
>>> Retomada do crescimento
>>> Drummond: o mundo como provocação
>>> Cigarro, apenas um substituto da masturbação?
Mais Recentes
>>> Manual de Boas Práticas em Ensaios Clínicos de Conceição Accetturi, David Salomão Lewi e Greyce Balthazar Lousana pela Usp (1997)
>>> Filho do Sol de Savitri Devi pela Renes (1981)
>>> Encontros com o Insólito de Raymond Bernard, F. R. C. pela Renes (1970)
>>> Introdução à Filosofia da Rosacruz Áurea de J. van Rijckenborgh pela Escola Espiritual da Rosacruz Áurea (1982)
>>> Biografias de Personalidades Célebres de Prof. Carolina Rennó Ribeiro de Oliveira pela do Mestre (1970)
>>> As Últimas Horas de Gibran de Kahlil Gibran pela Nova época (1980)
>>> El Misterio De Los Templarios de Louis Charpentier pela Bruguera (1970)
>>> Valongo Arte e Devoção de Ana Maria C. Silva De Biasi, Elias Jorge Tambur e Maria Rabello da Motta pela A Tribuna (1995)
>>> Eu, Detetive O Caso do Sumiço de Stella Carr e Laís Carr Ribeiro pela Moderna (2003)
>>> Dinheiro Público e Cidadania de Silvia Cintra Franco pela Moderna (1998)
>>> Quando o espiritual domina de Simone de Beauvoir pela Nova Fronteira (1980)
>>> Coração de Vidro de José Mauro de Vasconcelos pela Melhoramentos (1972)
>>> Transformadores de Alfonso Martignoni pela Globo (1981)
>>> Guia Técnico do Alumínio - Extrusão de Associação Brasileira do Alumínio pela Tecnica (1990)
>>> História da Literatura em Santo André de Tarso M. de Melo pela Fundo de cultura de santo andré (2000)
>>> Cinco Minutos - A Viuvinha de José de Alencar pela Ática (2001)
>>> O Mochileiro das Galáxias - Volume 4 de Douglas Adams pela Arqueiro (2010)
>>> Amo Poesia de J. Dellova pela Do escritor (1989)
>>> Folhas aos Ventos Maçônicos de Breno Trautwein pela A Trolha (2000)
>>> Os Segredos dos Construtores de Maurice Vieux pela Difel (1977)
>>> Antigos Manifestos Rosacruzes de Joel Disher pela Amorc (1982)
>>> Breve História da Maçonaria de Rubens Barbosa de Mattos pela A Trolha (1997)
>>> Por Mares há Muito Navegados de Álvaro Cardoso Gomes pela Ática (2002)
>>> Isso Ninguém me Tira de Ana Maria Machado pela Ática (1996)
>>> Um Dono para Buscapé de Giselda Laporta Nicolelis pela Moderna (1996)
>>> Encontro com os Deuses de Jaime Guedes pela Mandála (1978)
>>> E se? de Super Interessante pela Abril
>>> Eu não consigo emagrecer de Dr. Pierre Dukan pela Best Seller
>>> Linha D'agua de Amyr Klink pela Companhia das Letras
>>> Sal, Açúcar, Gordura de Michael Moss pela Intrínseca (2019)
>>> O mundo contemporâneo de Demétrio Magnoli pela Moderna
>>> 1001 Provérbios de Oswaldo Herrera pela A Gazeta Maçônica (1981)
>>> Contato de Carl Sagan pela Companhia das Letras
>>> E foram felizes para sempre de Dr. Gary e Barbara Rosberg pela Não sei
>>> Radicalize de Alex e Brett Harris pela Graça editorial
>>> A guerras da memória de Frederick Crews pela Mãe Terra
>>> Uma morte muito suave de Simone de Beauvoir pela Nova Fronteira (1984)
>>> Guia de Leitura Rápida de William Douglas pela Campus
>>> A dieta do tipo sanguíneo de Peter J. D'adamo pela Campus
>>> Para Ler e Guardar de Hermann Hesse pela Record (1975)
>>> Nutrição no esporte de Patrícia Postilione Appolinário pela Martinari (2019)
>>> Coleção Para Ler Freud de Diversos pela Não sei (2019)
>>> Einstein O Enigma do Universo de Huberto Rodhen pela Martin Claret (2019)
>>> Como Um Mistico Amarra os Seus Sapatos (O Segredo das Coisas Simples) de Lorenz Marti pela Vozes (2008)
>>> Sagas de Heróis e Cavaleiros - Vol 2 de Martin Beheim-Scwarzbach pela Paz e Terra (1997)
>>> O Aprendiz de Assassino de Robin Hobb pela Leya (2019)
>>> Atlas Ilustrado: Fichas Interativas (capa 3d/ pags duplas) de Andrea Pinnington e Marie Greenwood pela Ediouro (2002)
>>> Retrato do Brasil (vol. Ii): da Monarquia ao Estado Militar de Mino Carta: Diretor de Redação pela Política Edit./ Sp. (1984)
>>> Marterworks of Man & Nature: Preserving Our World Heritage de Mark Swadling: Diretor Management pela Globe Press/ Australia (1992)
>>> Tania Castelliano e J. Cabral de Entenda Seus Conflitos e Livre-se Deles pela Record (2002)
COLUNAS

Terça-feira, 22/9/2015
Marcelo Mirisola: entrevista
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 3600 Acessos


Apresentação:

Marcelo Mirisola é um dos mais criativos escritores literários brasileiros da atualidade. Suas obras têm uma acidez e uma violência únicas (talvez só possa ser comparado a "Pornopopéia", de Reinaldo Moraes). Sem pudor, desfaz qualquer lugar comum que possa nos dar a sensação de terra firme. Tira nosso tapete fazendo-nos conviver com personagens mergulhados numa existência dura, carente, erótica, crítica, atrapalhada e que destilam, sem o mínimo pudor, o mais amargo veneno contra nossas ilusões baratas. Sua escrita funciona como uma "navalha de presidiário", corte certeiro e inesperado.

É autor do genial "Azul do filho morto", como de "Hosana na sarjeta", "Bangalô", "O herói devolvido", "Joana a contragosto", "Memórias da sauna filandesa", dentre outras obras excepcionais. Tem sido publicado pela Editora 34 há alguns anos.

Na entrevista abaixo, exclusiva para o digestivocultural, um pouco do corte da navalha do escritor.

1- Você é um escritor profícuo, com uma produção, talvez, inigualável na literatura contemporânea. Como tem sido a avaliação crítica de sua obra?

MARCELO MIRISOLA: aquém, muito aquém do que minha obra, que nada tem a ver com minhas entrevistas, merece.

2- A sua obra tem algo de memorialista, mas como você diz em "Bangalô", suas memórias não são guiadas pelas madeleines proustianas, mas por algo mais "baixo", o "Almoço com as Estrelas e suas respectivas maioneses". Você quer transformar a lama em ouro (literatura), ou quer transformar o ouro (a literatura) em lama ao escrever?

MARCELO MIRISOLA: Nem uma coisa, nem outra. Se Proust tivesse nascido na segunda metade do século XX escreveria sobre mandiopans, televisão e programas de auditório. Cada época tem a alquimia e os alquimistas que merece. Lama e ouro, portanto, não são questões materiais, mas resoluções de tempo/espaço.

3- O crítico Alcir Pécora o coloca na posição de um escritor crítico do modus vivendi da classe média emergente e sua pseudo-sofisticação entupida de sushi. Não seria essa uma leitura limitada diante do fato de que sua literatura é também uma "forma" de escrever? Ou você só quer mesmo é descer o pau nessa palhaçada toda?

MARCELO MIRISOLA: Não era essa a opinião dele quando resenhou o "Herói Devolvido" para um jornal de Campinas no começo dos anos zero-zero. Na ocasião não economizou elogios e falou em algo parecido com oxigênio, novo ar para a literatura brasileira respirar ou qualquer metáfora do tipo que, confesso, me deixou bem constrangido. Lembro também que ele tentou esboçar um perfil psicológico para meu narrador, e não satisfeito tentou aproximá-lo de Hilda Hilst, mas não conseguiu - o que me constrangeu ainda mais.

Na falta de lastro, repare, o crítico necessariamente parte para cotejar a obra do autor desconhecido com a obra do autor consolidado. Acho um recurso primário, tosco, mas isso não vem ao caso.

Hoje, reduzindo minha obra a esses termos que você mencionou acima, ele mesmo se desautoriza. Ou seja, com a mesma precariedade que exalta, esculhamba. Portanto, além de ser um crítico limitado, é volúvel. Duas falhas capitais para alguém que pretende ser "juiz de matéria perene", digamos assim.


4- Você escreve contos, romances e crônicas (como as publicadas em "O Cristo Empalado"). Algum destes gêneros o define melhor como escritor ou como o lugar ideal para você exercer sua paixão pela literatura? Qual a diferença ao escrever nestes três ambientes?

MARCELO MIRISOLA: Eu jamais escreveria crônicas por paixão. Nada mais nada menos do que necessidade. Ganhar o pão de cada dia. Com relação aos contos e romances, bem, aí é falta de habilidade para fazer qualquer outra coisa na vida, às vezes chego a pensar que isso que você chama de "paixão" é uma falha de caráter.

5- O termo "estilete de presidiário", que eu aproprio de Aldir Blanc (que, aliás, te chamou de "Montaigne do século XXI"), seria ideal para definir sua impiedosa literatura?

MARCELO MIRISOLA: Se o Aldir falou, tá falado.

6- Em uma de suas crônicas pode-se sentir seu pessimismo em relação ao Brasil: "propor soluções é dizer - é tarde demais. Não deu certo antes e agora - lamento dizer - é tarde demais." Que país é esse em que você vive?

MARCELO MIRISOLA: Eu não queria ser tão pessimista, juro que não. Mas o Brasil que eu vejo nos meus livros, não me convence.

7- "Cintilo mais brilhantemente em momentos de vingança. Não a afasto, mas melhoro-a." Esta frase de Gracián é a epígrafe de seu livro "O homem da quitinete de marfim". Você é um crítico de certa literatura "oficializada e premiada" no Brasil. Existe um grupo de escritores que te convence? Quais seriam? E há os de quem você se vinga, classificando-os como "marquetajem tosca", quais seriam e por que?

MARCELO MIRISOLA: Contando aqui nos dedos, conheço três autores que conciliam ótima literatura e vergonha na cara - são raros e evidentemente não vou citá-los porque eles estão muito acima dos elogios e prescindem disso. Depois tem a grande maioria de mortos, e uma meia dúzia de autores vivos que eu gosto pela literatura e não faço questão alguma de saber se são anjos ou demônios. Já os que eu não gosto, depreende-se que não me convencem porque são lixo e produzem lixo, simples assim.


8- Você está prestes a lançar um novo romance pela Editora 34. Pode nos adiantar algum comentário sobre ele?

MARCELO MIRISOLA: "A Vida não Tem Cura". Uma novela, deve sair no primeiro semestre de 2016. Uma porrada.

9- Quem tem medo de Marcelo Mirisola?

MARCELO MIRISOLA: Quem eu não faço a mínima questão de conhecer, quem não me conhece.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 22/9/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis de Ana Elisa Ribeiro
02. Goeldi, o Brasil sombrio de Jardel Dias Cavalcanti
03. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro de Jardel Dias Cavalcanti
04. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia de Renato Alessandro dos Santos
05. Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2015
01. Daumier, um caricaturista contra o poder - 24/2/2015
02. Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques - 24/11/2015
03. Eu matei Marina Abramovic (Conto) - 17/3/2015
04. Fake-Fuck-Fotos do Face - 18/8/2015
05. Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte I) - 2/6/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CUIDADOS DE ENFERMAGEM EM DOENÇAS TRAMSMISSÍVEIS
DOROTHEE VOLCKERS ARANTES COORDENAÇÃO
HOSPITAL EMILIO RIBAS
(1983)
R$ 13,00



A PROFECIA CELESTINA
JAMES REDFIELD
OBJETIVA
(1993)
R$ 15,00



DESMASCARANDO O OCULTISMO
CINDY JACOBS
DANPREWAN
R$ 19,90



A ÚLTIMA LIÇÃO - O SENTIDO DA VIDA
MITCH ALBOM
SEXTANTE
(1998)
R$ 8,90



REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO BRASILEIRO Nº 447
IHGB (EDIÇÃO 2010, Nº 447 - A 171)
IHGB
(2010)
R$ 15,82



TOME 1 POUR ABORDER LA LINGUISTIQUE INITIATION
ROLNAD ELUERD
LES EDITIONS ESF
(1979)
R$ 75,00



A BOA TERRA
PEARL S. BUCK
ABRIL
(1981)
R$ 29,00



A VIRGEM E O CIGANO
D. H. LAWRENCE
CÍRCULO DO LIVRO
(1975)
R$ 29,90
+ frete grátis



LIÇÕES SOBRE AMAR E VIVER
MORRIE SCHWARTZ
SEXTANTE
(2005)
R$ 28,00



A GRANDE ESPERANÇA
ELLEN G. WHITE
CASA PUBLICADORA BRASILEIRA
(2011)
R$ 4,00





busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês